MENSAGENS




O Testemunho de Jesus é o o Espírito da Profecia

Data: 24/01/2016 Tempo: 01:10:36





 

 

O TESTEMUNHO DE JESUS É O ESPÍRITO DA PROFECIA

 

William Soto Santiago

Domingo, 24 de Janeiro de 2016

Quito - Equador

 

 

 

Bom dia amados amigos e irmãos presentes e aos que estão em diferentes países, lá em Porto Rico e em outros países: na República Dominicana, no Haiti, no México, na Guatemala, em Costa Rica, em El Salvador, na Nicarágua, em Honduras, no Peru, no Paraguai, no Chile, na Bolívia, e em todos outros países que faltem por mencionar; recebam minhas saudações, que Cristo lhes abençoe grandemente, abra as Escrituras e o entendimento a todos para compreenderem a Palavra do Senhor e o Seu Programa correspondente a este tempo final, no Nome do Senhor Jesus Cristo. Amém.

 

Para mim é uma grande bênção estar com vocês nesta ocasião, para compartilharmos alguns momentos de companheirismo em torno da Palavra do Senhor correspondente a este tempo final.

 

Para o qual leiamos em Efésios capítulo 1, versículos 3-14 e nos diz:

 

“Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual nos abençoou com todas as bênçãos espirituais nos lugares celestiais em Cristo;

4  Como também nos elegeu nele antes da fundação do mundo, para que fôssemos santos e irrepreensíveis diante dele em amor;

5  E nos predestinou para filhos de adoção por Jesus Cristo, para si mesmo, segundo o beneplácito de sua vontade,

6  Para louvor e glória da sua graça, pela qual nos fez agradáveis a si no Amado,

7  Em quem temos a redenção pelo seu sangue, a remissão das ofensas, segundo as riquezas da sua graça,

8  Que ele fez abundar para conosco em toda a sabedoria e prudência;

9  Descobrindo-nos o mistério da sua vontade, segundo o seu beneplácito, que propusera em si mesmo,

10  De tornar a congregar em Cristo todas as coisas, na dispensação da plenitude dos tempos, tanto as que estão nos céus como as que estão na terra;

11  Nele, digo, em quem também fomos feitos herança, havendo sido predestinados, conforme o propósito daquele que faz todas as coisas, segundo o conselho da sua vontade;

12  Com o fim de sermos para louvor da sua glória, nós os que primeiro esperamos em Cristo;

13  Em quem também vós estais, depois que ouvistes a palavra da verdade, o evangelho da vossa salvação; e, tendo nele também crido, fostes selados com o Espírito Santo da promessa.

14  O qual é o penhor da nossa herança, para redenção da possessão adquirida, para louvor da sua glória”.

 

E leiamos no capítulo 4 de Efésios versículo 30 também, que diz:

 

“E não entristeçais o Espírito Santo de Deus, no qual estais selados para o dia da redenção” (foram selados para o dia da redenção).

 

O nosso tema para esta ocasião tem duas partes: O TESTEMUNHO DE JESUS É O ESPÍRITO DA PROFECIA E PREDESTINADOS PARA SERMOS ADOTADOS NO ÚLTIMO DIA. Ou seja, PREDESTINADOS PARA SERMOS ADOTADOS NO ÚLTIMO DIA será conforme ao Testemunho de Jesus: O TESTEMUNHO DE JESUS É O ESPÍRITO DA PROFECIA.

 

Que Deus abençoe as nossas almas com Sua Palavra e nos permita entendê-la, no Nome do Senhor Jesus Cristo. Amém.

 

O TESTEMUNHO DE JESUS É O ESPÍRITO DA PROFECIA. O Espírito Santo é quem vem dando testemunho de Jesus Cristo desde o tempo de Adão, porque quando se fala com Eva, quando se fala lá com Eva, com Adão e com a serpente ao pecaram no Jardim do Éden, no capítulo 3 do Gênesis, versículo 15, já se estava falando de Cristo:

 

“E porei inimizade entre ti e a mulher, e entre a tua semente e a sua semente; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar”.

 

Ou seja, quando Deus amaldiçoou a serpente, lhe disse que a semente da mulher, a qual seria o Cristo, o Messias feriria a serpente na cabeça. Encontramos que Cristo é a Semente da mulher, quer dizer que, desde o Gênesis Deus que estava ali em Seu corpo Angelical, Seu corpo teofânico já estava falando com Adão, com Eva e com a serpente, trazendo-os à juízo, lhes falando ali da Vinda do Senhor, da Vinda de Cristo, e o que há de fazer, ou seja, Deus já estava dando testemunho de Cristo. A profecia dá testemunho de Cristo o nosso Salvador.

 

E vemos que assim Cristo aparecia desde o Gênesis até a Sua Primeira Vinda em forma de Anjo, em forma de uma Coluna de Fogo, e assim por diante. Era Cristo em Espírito Santo, o Anjo do Pacto que libertou Israel da escravidão no Egito. Era a imagem do Deus vivente, o Anjo do Pacto, o Espírito Santo em quem Deus morava, Deus com Seu corpo Angelical, Deus em Sua imagem que é o Anjo do Pacto, que é Cristo em Espírito Santo, o qual mais adiante, conforme ao testemunho da profecia Se faria carne e habitaria no meio do povo que estava sob o Pacto vigente, que era o povo hebreu, porque Ele cumpre a Sua promessa ao povo que está no Pacto vigente para o tempo do cumprimento dessa promessa.

 

A Primeira Vinda de Cristo foi cumprida no meio do povo hebreu, porque era o povo hebreu que estava no Pacto vigente para aquele tempo, no Pacto vigente com Deus. E quando se chega ao tempo da etapa de Pedra Angular tem de aparecer a Pedra Angular que é o Cristo em Sua Vinda. Ele é quem forma essa Era, forma essa etapa, a etapa de Pedra Angular.

 

Quando Cristo com Seus discípulos estavam pregando, estavam vivendo na Era de Pedra Angular, porque a Pedra Angular que é o Cristo na Sua Vinda, estava entre eles no meio do povo hebreu, e essa era a Pedra de Coroa para coroar a Igreja do Antigo Testamento, a qual rejeitou a Pedra de Coroa, e o Reino logo passaria a outro povo, isso é ao Cristianismo ou a Igreja do Senhor Jesus Cristo, que seria o povo do Novo Pacto ao qual viriam todas as Bênçãos prometidas para o Pacto Divino com Seu povo.

 

Portanto, a Igreja do Senhor Jesus Cristo composta pelos primeiros crentes em Cristo nasceu desde os dias dos Apóstolos ou desde o dia de Pentecostes e ao longo da história da Igreja do Senhor Jesus Cristo foram-lhe sendo acrescentados milhares e depois milhões de seres humanos. E de Era em Era estiveram recebendo uma adoção espiritual, nasceram como filhos e filhas de Deus no Reino de Deus.

 

Ou seja, de Era em Era, de etapa em etapa Cristo em Espírito Santo esteve vindo à Sua Igreja numa manifestação espiritual, numa manifestação de amor divino para Se reproduzir em filhos e filhas de Deus. Essa manifestação de Cristo em Espírito Santo veio através do Mensageiro correspondente a cada Era. E isso que ocorreu foi um despertamento espiritual, um avivamento de etapa em etapa para Cristo Se reproduzir em filhos e filhas de Deus em cada um desses avivamentos.

 

Vejam que Jesse teve oito filhos, se reproduziu em oito filhos e o oitavo foi Davi. E vemos que Cristo teve Mensageiros diferentes para cada etapa: os sete Mensageiros para as sete Eras e, depois, para a Era da Pedra Angular terá um também, um oitavo Mensageiro, assim como Jesse teve um oitavo filho chamado Davi.

 

Encontramos também que para este tempo final é que Cristo estará manifestado no avivamento, no despertamento da Era de Pedra Angular, Se reproduzindo em filhos e filhas de Deus na etapa de Pedra Angular.

 

É nessa etapa aonde a Igreja chegará à sua perfeição, aonde a Igreja chegará a sua adoção física, assim como cada crente em Cristo chegou espiritualmente à perfeição, chegou a ser um oitavo filho de Deus por meio de Cristo ao receber o Espírito de Cristo e assim obteve o novo nascimento, nasceu no Reino de Deus como um filho ou uma filha de Deus. E, agora, nos encontramos no tempo que corresponde à Era de Pedra Angular, a Era oitava e oito representa a eternidade.

 

A Igreja do Senhor Jesus Cristo esteve esperando a Vinda do Senhor desde o tempo dos Apóstolos, ou seja, esteve esperando a Segunda Vinda de Cristo, porque fora de Cristo não há esperança neste mundo. A única esperança que há para o ser humano é Jesus Cristo o nosso Salvador, porque Cristo é o único que tem vida eterna para reparti-la com todos os que O recebem como único e suficiente Salvador. E o Programa Divino que Cristo em Espírito Santo realiza no meio da Sua Igreja é o que transcende a eternidade.

 

Por isso, é que Cristo dizia “Fazei tesouros no Céu”. [São Mateus 6:18-21]. Porque o que nós fazemos aqui no Programa Divino transcende à eternidade, e lá nós teremos o fruto de tudo o que tenhamos feito na Obra do Senhor. Por exemplo, os Apóstolos quando Pedro perguntou: “Nós que deixamos tudo e O seguimos, o que, pois, nós teremos? (Ou seja, o que teremos no Seu Reino?)” Cristo lhes disse: “Nesta vida, cem vezes o que vocês tiveram e mais a vida eterna e, na regeneração, vós que me seguistes (falando dos Seus discípulos, disse:) vos assentareis em doze tronos”. Ou seja, Cristo já estava lhes mostrando como será o Seu Reino nesta Terra. “E vós julgareis as doze tribos de Israel”. [São Mateus 19:27-29].

 

Estava lhes mostrando que o Seu Reino Teocrático será estabelecido por Cristo, colocando a Seus Mensageiros, a Seus ministros, os crentes Nele em diferentes posições, porque o Reino de Cristo é para Cristo e para os crentes Nele.

 

Por isso, assim como Ele é o Rei de reis e Senhor de senhores, os crentes em Cristo também são reis no Reino de Cristo e como Cristo é o Juiz de toda a Terra, os crentes em Cristo também são juízes e como Cristo é o Sumo Sacerdote do Reino Celestial, os crentes em Cristo também são sacerdotes da Ordem de Melquisedeque, que é uma Ordem Celestial. Porque o Reino dos Céus será estabelecido nesta Terra e, portanto, a Ordem Celestial será estabelecida nesta Terra e os crentes em Cristo são membros da Ordem Celestial.

 

Assim como Cristo é o Sumo Sacerdote da Ordem Celestial, é o Rei dos Céus e da Terra da Ordem Celestial, é o Juiz dos vivos e dos mortos (dos que já partiram), Ele os julgará no juízo final. Ele julgará também no juízo final aos que estarão vivos, porque os seus dias terminarão aqui na Terra em algum momento.

 

Os membros de governo do Reino de Cristo são os crentes em Cristo que serão colocados em diferentes posições: cada Mensageiro com seu grupo, ou seja, se houve sete Eras entre os gentios com sete Mensageiros, haverá sete territórios onde eles estarão governando: cada Mensageiro com seu grupo em seu território e a nossa Era, a nossa Era estará sobre todas essas etapas passadas.

 

Ou seja, o grupo da Era da Pedra Angular terá a parte Administrativa do Reino de Cristo. Notem bem: os Apóstolos nos dias de Jesus estavam na Era de Pedra Angular, reparem que lhes prometeu que se sentariam sobre doze tronos e que julgariam as doze tribos de Israel. Assim algo paralelo ao que se passou lá na Era de Pedra Angular se passará aqui na Era de Pedra Angular, porque tudo corre paralelo.

 

Naquele tempo houve um precursor da Primeira Vinda de Cristo que foi João o Batista, e logo apareceu o Messias Príncipe que era primo de João o Batista e, por conseguinte, podiam se chamar de “irmãos”, porque eram da mesma família.

 

Para o Último Dia, o cumprimento das promessas messiânicas no meio dos gentios corresponde ter um precursor da Segunda Vinda de Cristo no meio do Cristianismo, no meio da Igreja do Senhor Jesus Cristo, o qual nós já sabemos que foi o Rev. William Branham.

 

E foi à Igreja do Senhor Jesus Cristo a qual trouxe a Mensagem que precursa a Segunda Vinda de Cristo, porque a Igreja do Senhor Jesus Cristo é a que esteve esperando a Segunda Vinda de Cristo e é a Sua Igreja que Ele virá neste tempo final: virá com Seus Anjos, com as Duas Oliveiras como foi prometido por Cristo. “Porque o Filho do Homem virá na glória de Seu Pai com Seus Anjos e, então, pagará a cada um conforme a suas obras”. São Mateus, capítulo 16, versículos 26-28.

 

E Cristo levou Pedro, Tiago e a João seu irmão lá no Monte da Transfiguração, um monte alto, Se transfigurou diante deles, e apareceram Moisés e Elias. Essa é a ordem estabelecida por Cristo para a Segunda Vinda de Cristo, para a Vinda do Filho do Homem com Seus Anjos, por isso, Moisés e Elias apareceram na visão da Vinda do Filho do Homem.

 

Assim é como Ele virá neste tempo final à Sua Igreja e o povo hebreu O verá e dirá: “Este é o que nós estamos esperando. Mas Ele não vem por eles, Ele vem por Sua Noiva, por Sua Igreja-noiva”, para transformá-la e levá-la com Ele ao Jantar ou a Ceia das Bodas do Cordeiro e aos que morreram em Cristo, ressuscitá-los em corpos glorificados e jovens para toda a eternidade.

 

E isso será a adoção física como filhos e filhas de Deus que lhes corresponde: obter corpos físicos eternos, imortais, jovens, glorificados como o corpo glorificado que Jesus Cristo o nosso Salvador tem. Por isso, fomos selados com o Espírito Santo para o Dia da Redenção, para o dia em que seremos transformados e assim obteremos a imortalidade física que será a segunda porção da adoção.

 

Já recebemos a adoção espiritual ao Cristo nos dar o Seu Espírito e produzir o novo nascimento em nós, e assim nascermos no Reino de Cristo e a segunda parte será a redenção física, a adoção física que será a nossa transformação.

 

Disso é que o Apóstolo São Paulo nos falou em Filipenses no capítulo 3, versículos 20-21, quando disse:

 

“Mas a nossa cidade está nos céus, de onde também esperamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo,

21  Que transformará o nosso corpo abatido, para ser conforme o seu corpo glorioso, segundo o seu eficaz poder de sujeitar também a si todas as coisas”.

 

Mostrou-nos que somos cidadãos celestiais, a nossa cidadania está nos Céus no Reino de Deus e nos disse que estamos esperando o Cristo que transformará o corpo da nossa humilhação: isso será a adoção física que está prometida para ser realizada no Último Dia, nos filhos e filhas de Deus que formam a Igreja do Senhor Jesus Cristo.

 

Para o qual foram predestinados, estão escritos no Livro da Vida do Cordeiro no Céu, Cristo os limpou de todo pecado com o Seu Sangue e os colocou no Seu Corpo Místico de crentes, que é a Sua Igreja. Nós fomos predestinados para sermos adotados filhos Seus por intermédio de Cristo o nosso Salvador. Ou seja, que não é de quem quer nem de quem corre, mas de Deus que tem misericórdia.

 

Estávamos eternamente em Deus, tínhamos de ser manifestados nesta Terra, viemos de outra dimensão e fomos manifestados nestes corpos mortais. E, porquanto, Eva alterou o plano ou o Programa Divino no Jardim do Éden, para que os filhos de Deus viessem à existência na Terra, estiveram vindo à Terra na permissiva vontade de Deus em corpos mortais e também com um espírito do mundo, não do Reino de Deus. Mas a alma veio de Deus, por isso, é que ocorre uma mudança no espírito da pessoa, depois, ocorrerá uma mudança no corpo físico da pessoa crente em Cristo que receberá um corpo eterno, glorificado e jovem para toda a eternidade.

 

Portanto, fomos PREDESTINADOS PARA SERMOS ADOTADOS FILHOS SEUS NO ÚLTIMO DIA. É para o Último Dia que Cristo disse que Ele ressuscitará a todos aqueles que creram Nele e morreram fisicamente, ou seja, que a promessa da ressurreição no Dia Último é Palavra de Deus.

 

Em São João, capítulo 6, versículos 39-40, disse:

 

“E a vontade do Pai que me enviou é esta: Que nenhum de todos aqueles que me deu se perca, mas que o ressuscite no Último Dia”.

 

Quando é que Cristo ressuscitará aos crentes Nele que morreram? Ele disse: “no Último Dia”.

 

“40  Porquanto a vontade daquele que me enviou é esta: Que todo aquele que vê o Filho, e crê nele, tenha a vida eterna; e eu o ressuscitarei no Último Dia”.

 

Ou seja, a promessa da ressurreição em corpos glorificados é para o Último Dia (o qual é o sétimo milênio desde Adão até hoje).

 

Cristo segue falando a respeito da ressurreição, neste mesmo capítulo 6, versículo 44. Disse:

 

Ninguém pode vir a mim, se o Pai que me enviou o não trouxer; e eu o ressuscitarei no Último Dia”.

 

Ou seja, Deus traz a Cristo todos os que estão escritos no Livro da Vida do Cordeiro no Céu, para colocá-los em Seu Corpo Místico de crentes e se eles morrerem, eles serão ressuscitados por Cristo no Último Dia, e se permanecerem vivos até esse momento, pois, serão transformados. Segue dizendo no mesmo capítulo 6, versículo 54:

 

Quem come a minha carne e bebe o meu sangue tem a vida eterna, e eu o ressuscitarei no Último Dia”.

 

Outra vez nos disse que Ele realizará a ressurreição no Último Dia. Há mais lugares onde Cristo falou da ressurreição, como no caso de Lázaro, amigo de Jesus, o qual morreu, mas no quarto dia Jesus apareceu e o ressuscitou. E porque no quarto dia? Já fazia quatro dias que tinha morrido e Jesus chegou quatro dias depois, aparentemente tarde. Ele não esteve no funeral, nem tampouco esteve no velório para consolar a família e, depois, apareceu quando já passara alguns dias.

 

Qualquer um podia dizer: “Isso porque eram amigos.” “E isso porque Lázaro, Marta e Maria eram seus amigos”. E mandaram chamá-Lo pedindo que viesse, porque Lázaro estava doente, mas Ele deixou que morresse o que é tipo e figura (representação) dos crentes em Cristo desde o tempo dos Apóstolos até hoje, quando estiveram esperando a Vinda do Messias, a Vinda de Cristo. E durante todo esse tempo Ele não apareceu e deixou que cada um fosse morrendo na Era em que apareceu aqui na Terra. Mas eles estiveram esperando a Sua Vinda.

 

Porque Ele mesmo disse que a Vinda do Senhor para ressuscitar aos mortos crentes Nele é para o Último Dia. E os discípulos do Senhor Jesus Cristo sabiam disso, Marta e Maria também sabiam que a ressurreição é para o Último Dia. Vejam aqui no capítulo 11 de São João, versículos 23-27, Cristo disse a Marta:

 

“Disse-lhe Jesus: Teu irmão há de ressuscitar.

24  Disse-lhe Marta: Eu sei que há de ressuscitar na ressurreição do Último Dia. Viram? Ela sabia que Cristo ressuscitará aos crentes mortos Nele no Último Dia.

25  Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá;

26  E todo aquele que vive, e crê em mim, nunca morrerá. Crês tu isto?

27  Disse-lhe ela: Sim, Senhor, creio que tu és o Cristo, o Filho de Deus, que havia de vir ao mundo”.

 

E vejam como os cristãos do tempo do ministério de Jesus Cristo e depois da partida de Cristo sabiam que a ressurreição é para o Último Dia. E o Último Dia diante de Deus para os seres humanos é o sétimo milênio desde Adão até hoje. “Porque um dia diante do Senhor é como mil anos, e mil anos como um dia”. Segunda de Pedro, capítulo 3, versículo 8.

 

Assim desde os dias de Adão até aqui já transcorreram seis mil anos, seis dias diante de Deus. E conforme ao calendário gregoriano nós já entramos no sétimo milênio desde Adão até hoje, que é o Último Dia diante de Deus. O sétimo milênio é Milênio sabático, é o milênio quando Cristo aparecerá, onde Cristo estabelecerá o Seu Reino, onde Se revelará a Sua Igreja e, depois, ao povo hebreu. Tão simples assim.

 

Estamos nesta Terra ainda esperando que Cristo venha em Sua Vinda com os mortos crentes Nele, que os ressuscite em corpos glorificados, que transforme a nós que vivemos para o qual, estamos escutando a Grande Voz de Trombeta, a Trombeta Final, a Mensagem Final de Deus para a Sua Igreja, para a Era de Pedra Angular.

 

Essa é a Mensagem de Grande Voz de Trombeta ou a Trombeta Final que é a Voz de Cristo falando à Sua Igreja no Último Dia, na Era de Pedra Angular, para nos dar a fé para sermos transformados e levados com Cristo ao Jantar (Ceia) das Bodas do Cordeiro.

 

Recordem que uma Trombeta soando é uma Mensagem soando, uma Mensagem sendo proclamada pelo Espírito Santo através de um homem, de um Mensageiro, assim foi de Era em Era. Portanto, neste tempo final estamos escutando a Grande Voz de Trombeta ou a Trombeta Final, que é a Voz de Cristo no Último Dia no meio da Sua Igreja, na etapa de Pedra Angular.

 

Assim como em cada Era passada se ouviu, se escutou a Voz de Cristo, a Voz do Espírito Santo através do Mensageiro de cada etapa, os escolhidos dessa etapa, dessa Era foram chamados e ajuntados, eles foram chamados e ajuntados no Corpo Místico de Cristo o nosso Salvador.

 

E assim também está acontecendo neste tempo onde os escolhidos do Último Dia estão sendo chamados e ajuntados no Corpo Místico de Cristo na Sua Igreja na Era de Pedra Angular, para receberem a adoção, a transformação dos nossos corpos que será a adoção física, a redenção do corpo para sermos eternos fisicamente: estaremos glorificados como Cristo, teremos um corpo glorificado igual ao de Cristo, e viveremos eternamente com Cristo em Seu Reino, na posição que Ele nos colocará em Seu Reino para trabalharmos nesse glorioso Reino Milenar e, depois, por toda a eternidade. É aí onde todos nós estaremos com Cristo em Seu Reino Milenar.

 

Se os que vivem numa Era de Pedra Angular que é Era Messiânica e que é Era para a Vinda do Messias, e que é a Era do Trono do Senhor e lhes corresponde as Bênçãos principais, também é assim para a nossa Era, e para as pessoas que estão em nossa Era, porque é a Era do Lugar Santíssimo do Templo Espiritual de Cristo que é a Sua Igreja.

 

Ele vem a Seu Templo no Último Dia, à Sua Igreja e Se coloca na Era do Trono, na Era do Lugar Santíssimo que é a Era de Pedra Angular. Assim como aconteceu quando veio ao Tabernáculo que Moisés construiu e Se colocou sobre o Propiciatório entre os dos Dois Querubins de Ouro, e como aconteceu quando Salomão dedicou o Templo a Deus que veio na Coluna de Fogo e Se colocou sobre o Propiciatório no meio dos Dois Querubins de Ouro, lá no Lugar Santíssimo desse Templo literal que o rei Salomão construiu em Jerusalém.

 

Vejam que Ele veio para habitar nesse Templo, nesse Tabernáculo no tempo de Moisés, habitar no meio do Lugar Santíssimo, e de lá falar a Moisés e guiar o povo. E também veio no Templo que Salomão fez, nessa Coluna de Fogo, nessa Nuvem de Luz entrou no Lugar Santíssimo do Templo e Se colocou sobre o Propiciatório e habitou lá, porque esse era o Trono de Deus, o Trono de Deus no Tabernáculo que Moisés construiu, no Trono de Deus no Templo que Salomão construiu, e no Trono de Deus na Igreja do Senhor Jesus Cristo que é a Era de Pedra Angular, a Era de Ouro da Igreja do Senhor Jesus Cristo.

 

É aí onde Ele Se manifestará e Se revelará em Sua Segunda Vinda, para nos dar a fé para sermos transformados e levados com Cristo ao Jantar (Ceia) das Bodas do Cordeiro, para sermos adotados filhos e filhas de Deus, com corpos eternos e glorificados no Último Dia, para o qual nós fomos predestinados desde antes da fundação do mundo e fomos escritos no Livro da Vida do Cordeiro no Céu, desde antes da fundação do mundo.

 

Ou seja, o que Deus estará fazendo já está ordenado Por Deus desde antes da fundação do mundo, e o nome de cada um de vocês está escrito no Livro da Vida do Cordeiro no Céu, desde antes da fundação do mundo. O nosso nome está eternamente no Céu.

 

As etapas da Igreja, essas Eras são como gerações. Diríamos (gerações entre os gentios): a geração de São Paulo com os filhos e filhas de Deus dessa geração; a geração do segundo Mensageiro com o povo dessa geração; a geração da segunda, da terceira, da quarta, da quinta, da sexta, e a geração da sétima Era com o Mensageiro Rev. William Branham, e com todos dessa geração. E a geração oitava com todos nós, como membros desta geração de Era de Pedra Angular, que esperamos a Vinda do Senhor para nossa transformação.

 

Continuaremos esperando a nossa adoção que será a nossa transformação física, para o qual fomos predestinados, fomos escolhidos e predestinados Por Deus para sermos adotados, sermos glorificados e teremos um corpo eterno e glorificado como o corpo glorificado de Cristo o nosso Salvador.

 

E o testemunho de Jesus que é o Espírito Santo, que é o Espírito da profecia dá testemunho das coisas que sucederão na Igreja e à Igreja do Senhor Jesus Cristo neste tempo final, dá testemunho das profecias do Último Dia, dá testemunho da Igreja e do que Deus fará com a Sua Igreja-noiva neste tempo final. Portanto, temos o testemunho de Jesus que é o Espírito da profecia, onde está o testemunho que Ele dá por meio do Seu Espírito, com relação à Sua Igreja, e ao que Ele fará na Sua Igreja e com a Sua Igreja neste tempo final.

 

E assim como visitou a sua Igreja na sétima Era através do Rev. William Branham, haverá outra visitação. Assim como o Filho do Homem, Cristo manifestado em carne humana no Rev. William Branham foi uma visita semelhante àquela que Deus fez com Gabriel e Miguel em Sodoma e Gomorra, e como fez a visita a Abraão e comeu com ele.

 

Assim foi a primeira parte cumprida no Rev. William Branham e a segunda parte será cumprida neste tempo final na Vinda do Filho do Homem com Seus Anjos.

 

Portanto, damos graças a Cristo por Suas Bênçãos que Ele nos deu, pelas promessas que Ele nos deu, pelas promessas que Ele já cumpriu, e pelas que Ele cumprirá, as quais não falharão.

 

Temos ou sabemos que o testemunho de Jesus é o Espírito da profecia, o Espírito Santo no meio da Sua Igreja dando testemunho de Cristo e preparando o Seu Povo, a Sua Igreja do Novo Pacto, do Novo Testamento que são predestinados para serem adotados filhos Seus no Último Dia e estamos no Último Dia.

 

E onde estão os filhos? Aqui estamos escutando a Palavra do Senhor e Ele nos preparando para a nossa adoção física que será a redenção do nosso corpo, a transformação do nosso corpo que será a glorificação.

 

Se houver alguma pessoa que ainda não recebeu Cristo, pode fazer isso nestes momentos e estaremos orando por você para que Cristo lhe receba no Seu Reino, lhe perdoe e lhe limpe de todo pecado com Seu Sangue, que lhe batize com o Espírito Santo e Fogo e produza o novo nascimento em você. Para o qual, pode chegar até aqui na frente e estaremos orando por você; e vocês que estão em outros países também podem passar aí na frente onde se encontram, para que fiquem incluídos na oração que estaremos fazendo por todos os que estão recebendo Cristo como único e suficiente Salvador.

 

Deus tem muitas pessoas em toda a América Latina, no Caribe, na América do Norte e está chamando-as neste tempo final. E em todas as nações Ele também tem pessoas e está chamando-as neste tempo final.

 

“Se ouvir a sua voz hoje, não endureça o seu coração”. Ele está chamando-o, porque Ele colocou o seu nome no Livro da Vida. Podem continuar vindo também aos Pés de Cristo nas diferentes nações, para que fiquem incluídos na oração que estaremos fazendo por todos os que estão recebendo Cristo como único e suficiente Salvador.

 

O mais importante na vida é obter a vida eterna, a qual toda pessoa deseja obter, porque sabe que a vida terrena que temos é temporária e que nos acaba em poucos anos. Não somente por causa da idade, da velhice, mas a vida para qualquer pessoa se acaba algumas vezes por causa de alguma enfermidade, de algum acidente ou de alguma outra causa, porém, temos que garantir o nosso futuro eterno com Cristo em Seu Reino eterno, para assim assegurarmos a vida eterna para nós, a qual Cristo nos dá gratuitamente.

 

Ele disse: “Minhas ovelhas ouvem minha Voz, e me seguem, e eu as conheço, e eu lhes dou vida eterna; e jamais perecerão (ou seja, não deixarão de existir). Meu Pai que me as deu é maior que todos, e ninguém as pode arrebatar da mão de meu Pai. Eu o Pai somos um”. (São João, capítulo 10, versículos 27-30).

 

Também em São João, capítulo 14, versículo 6, Cristo disse: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida; e ninguém vem ao Pai senão por mim”. Não há outra forma de chegar a Deus, somente por meio de Cristo o nosso Salvador. Não há outra forma de receber a vida eterna, somente por meio de Cristo o nosso Salvador.

 

Cristo tem a exclusividade da vida eterna e a outorga àqueles que O recebem como único e suficiente Salvador. Quem não crê, quem não O recebe como Salvador, pois não quer viver eternamente, porque para viver eternamente se requer receber Cristo como único e suficiente Salvador, pois Ele é quem tem a vida eterna para outorgá-la aos que O recebem como Salvador.

 

Quem é de Deus ouve a Voz de Deus”. Quem é de Deus é um filho predestinado para ser adotado no Último Dia, está predestinado para ser adotado filho de Deus com um corpo glorificado, eterno, imortal, semelhante ao corpo glorificado de Cristo o nosso Salvador.

 

Vamos ficar em pé para orarmos pelas pessoas que estão chegando aos Pés de Cristo o nosso Salvador.

 

O mais importante é a vida, sobretudo, a vida eterna. Sem a vida, pois não há futuro, não há existência para o ser humano. Se alguém perde a vida deixa de existir neste planeta Terra; e se não receber a vida eterna, não viverá eternamente no Reino de Cristo o nosso Salvador, porque para viver no Reino eterno de Cristo a pessoa tem de ter vida eterna, a qual Cristo lhe dá quando a pessoa O recebe como único e suficiente Salvador.

 

Com nossos rostos inclinados e nossos olhos fechados:

 

Pai Nosso que estás nos Céus, santificado seja o Teu Nome. Venha o Teu Reino. Seja feita a Tua vontade aqui na Terra como no Céu; dai-nos o nosso pão de cada dia hoje, perdoai as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores, não nos deixais cair em tentação, mas livrai-nos do mal, porque Teu é o Reino, o poder e a glória pelos séculos dos séculos. Amém.

 

Pai celestial, eu venho a Ti com todas estas pessoas que estão recebendo Cristo como único e suficiente Salvador aqui e em diferentes nações. Eu Te rogo que as recebas no Teu Reino, no Nome do Senhor Jesus Cristo. Amém.

 

E, agora, os que vieram aos Pés de Cristo nestes momentos, repitam comigo esta oração:

 

Senhor Jesus Cristo, escutei a pregação do Teu Evangelho e a Tua fé nasceu em meu coração, em minha alma. Creio em Ti com todo o meu coração, creio em Tua Primeira Vinda, creio em Tua morte na Cruz do Calvário como o Sacrifício de Expiação pelos nossos pecados e creio em Teu Nome como o único nome debaixo do Céu, dado aos homens, em que podemos ser salvos, porque não há outro nome dado aos homens em que possamos ser salvos.

 

Reconheço que sou pecador e necessito um Salvador, um Redentor. Dou testemunho público da Tua fé em mim, da minha fé em Ti, e Te recebo como meu único e suficiente Salvador. Rogo-Te que perdoes meus pecados, que me limpes de todo pecado com Teu Sangue, que me batizes com o Espírito Santo e Fogo, e que produzas o novo nascimento em mim.

 

Eu quero viver eternamente Contigo em Teu Reino. Tornes a salvação que ganhaste para mim na Cruz do Calvário uma realidade na minha vida. Eu Te rogo no Teu Nome Eterno e glorioso: Senhor Jesus Cristo. Amém e amém.

 

E, agora, os que vieram aos Pés de Cristo me perguntarão: “Quando podem me batizar? Porque Cristo disse: ‘Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura, quem crer e for batizado, será salvo; mas quem não crer, será condenado’”. (São Marcos, capítulo 16, versículos 15-16).

 

Somente por meio de Cristo é que podemos obter a salvação e vida eterna. O batismo na água é um mandamento do Senhor Jesus Cristo. Até o próprio Cristo foi batizado por João o Batista, e a maioria dos discípulos de Cristo também foram batizados por João o Batista.

 

Depois, quando Cristo e Seus discípulos pregavam, os que criam eram batizados pelos Apóstolos. E assim desde aquele tempo até o nosso tempo estiveram sendo batizados todos os que receberam Cristo como Salvador, no tempo em que lhes correspondeu viver.

 

No Dia de Pentecostes foram batizadas quase três mil pessoas que creram em Cristo, quando Pedro lhes pregou lá no Livro dos Atos e, assim, Deus acrescentou na Sua Igreja os que tinham de ser salvos, os que tinham de ter a salvação e vida eterna, a qual é por meio de Cristo o nosso Salvador. Depois, em outra ocasião pregou, mais quatro mil pessoas creram também e elas foram acrescentados na Igreja e, assim, Cristo acrescentava na Sua Igreja os que tinham de ser salvos.

 

E, agora, corresponde a vocês nesta etapa do Programa Divino, cada um de vocês que passaram à frente para receber Cristo como único e suficiente Salvador. Pelo qual, também podem ser batizados, conscientes de que o batismo não tira os pecados, a água não tira os pecados, mas o Sangue de Cristo o nosso Salvador é o que tira os pecados.

 

O batismo na água é tipológico. Quando a pessoa recebe Cristo como Salvador, morre para o mundo; quando o Ministro a submerge nas águas batismais, simbolicamente está sendo sepultada; e quando é levantada das águas batismais está ressuscitando para uma nova vida, à vida eterna com Cristo em Seu Reino Eterno. Tão simples assim.

 

Portanto, vocês podem ser batizados, que Cristo lhes batize com o Espírito Santo e Fogo, que produza o novo nascimento em vocês e continuaremos nos vendo eternamente no Reino de Cristo o nosso Salvador.

 

Deixo com vocês o Ministro daqui, para que lhes indique como fazer para se batizarem na água no Nome do Senhor Jesus Cristo e continuaremos nos vendo eternamente no Reino de Cristo o nosso Salvador.

 

Que Deus lhes abençoe, guarde e que todos continuem desfrutando uma tarde feliz, repleta das Bênçãos de Cristo o nosso Salvador.

 

Em cada país, em cada Congregação, em cada Igreja deixo o Ministro para que faça da mesma forma: dizer aos que receberam Cristo como Salvador nesta ocasião, como fazer para se batizarem na água no Nome do Senhor.

 

O TESTEMUNHO DE JESUS É O ESPÍRITO DA PROFECIA”.