MENSAGENS




O Livro sela com Sete Selos

Data: 21/02/2016 Tempo: 01:52:21





 

O LIVRO SELADO COM SETE SELOS

 

William Soto Santiago

Domingo, 21 de Fevereiro de 2016

Cayey – Porto Rico

 

Bom dia e boa tarde: bom dia para os que ainda não chegaram ao meio-dia e boa tarde para os que já passaram do meio-dia.

 

Estive escutando ao Missionário Miguel Bermúdez Marín, e escutando como vai o trabalho do apoio a construção da Grande Tenda Catedral. Minhas felicitações a todos os Ministros e Igrejas que estão trabalhando em Porto Rico e em diferentes países no projeto da Grande Tenda Catedral. Que Deus lhes abençoe grandemente, lhes prospere espiritualmente, lhes use grandemente em Sua Obra, e lhes recompense no Reino de Deus quando Ele reparta os galardões que Ele prometeu como nos diz no Apocalipse capítulo 22, versículo 12: “Eis que venho cedo, e meu galardão comigo, para recompensar a todos”.

 

Vamos ver como diz aqui:

 

“E, eis que cedo venho, e o meu galardão está comigo, para dar a cada um segundo a sua obra”.

 

Conforme a sua obra para os que receberão os galardões isso será conforme a sua obra no Programa Divino, na Igreja do Senhor Jesus Cristo, que são aqueles que serão transformados e levados com Cristo a Ceia das Bodas do Cordeiro. Os que estiverem vivos serão transformados e os que morreram fisicamente serão ressuscitados em corpos glorificados, pois eles virão com Cristo e com o Mensageiro de sua Era, cada um no grupo com o Mensageiro que lhe corresponde, logo após serem julgados por Cristo na sexta dimensão, onde também estão esperando-O.

 

Como nós nesta dimensão estamos esperando-O aqui, também estão esperando-O lá, onde será realizado um julgamento dos Mensageiros por tudo o que eles pregaram e cada Mensageiro estará com seu grupo nesse julgamento. Não será para condenação, pois todos virão com Cristo, cada um com seu grupo para serem transformados e estarão numa temporada aqui com aqueles que serão transformados; os que virão serão ressuscitados em corpos eternos e nós os que ainda estivermos vivos aqui seremos transformados e eles se encontrarão conosco. Quando nós os virmos seremos transformados e, então, a Igreja do Senhor Jesus Cristo, todos serão jovens de dezoito a vinte e um anos de idade.

 

Portanto, minhas felicitações a todos os que trabalham no Programa Divino, também aos que estão apoiando ao projeto da Grande Tenda Catedral onde esperamos grandes bênçãos de Deus. E aos familiares dos crentes em Cristo que partiram recebam minhas condolências, recebam a palavra de que eles ressuscitarão, ressuscitarão para serem transformados, terão um corpo glorificado e estarão novamente conosco no tempo final.

 

Se seu familiar crente em Cristo morreu tendo sessenta ou oitenta anos, não espere a sua volta como um velhinho ou uma anciãzinha, mas uma pessoa jovem de dezoito a vinte e um anos de idade. Assim é como nós os veremos e a Cristo no Seu corpo glorificado quando O virmos que será um jovem que aparentará de dezoito a vinte e um anos de idade e isso mostrará que todos retornaram à vida eterna física que está prometida na Escritura. Essa será a adoção física, a redenção do corpo físico recebendo um corpo glorificado.

 

Assim como o Espírito Santo produz o novo nascimento esse nascimento no Reino de Deus, o nascimento físico no corpo glorificado será feito por parte de Cristo, isso será a adoção física, a redenção do corpo físico, nos dando um corpo novo, eterno, imortal, incorruptível e glorificado.

 

Portanto, sejam consolados os corações de todas as pessoas que nestes dias, neste ano e em anos anteriores tiveram a partida de algum ser amado em sua família, seja um marido ou esposa, filhos, pai ou mãe ou familiares que partiram.

 

E para nós que ficamos ainda nos falta o trabalho no Programa Divino, ou de Cristo fazer através de nós em nossa etapa, em nossa Era o qual fazemos com alegria de coração e com agradecimento a Deus que nos deu a oportunidade de trabalhar, de nos deixar usar por Ele no Projeto ou no Programa Divino que Ele tem para este tempo final. Não é uma carga para nós, senão um privilégio que Ele nos dá neste tempo final, privilégio que tiveram limitadamente os Mensageiros e os Grupos de cada Era.

 

A bênção maior é para este tempo final, porque estamos vivendo na Era Messiânica. O mesmo tipo e figura do tempo de Jesus, o qual viveu na Era Messiânica correspondente à Primeira Vinda do Messias e, agora, o ciclo se repete e nós estamos vivendo na Era Messiânica para a Segunda Vinda de Cristo, a qual está identificada para a Vinda da Pedra Angular que é a Vinda de Cristo e, por conseguinte, tem de vir a uma Era de Pedra Angular, tem de converter essa etapa em Era de Pedra Angular, na Era de Ouro da Igreja do Senhor Jesus Cristo, como foi a Era de Ouro na Primeira Vinda de Cristo.

 

Lá tudo foi simples e aqui tudo será simples também, mas a revelação completa do mistério da Segunda Vinda de Cristo será revelada numa Grande Tenda Catedral que foi mostrada ao Rev. William Branham, onde o Anjo do Pacto que libertou ao povo hebreu e que tinha aparecido a Moisés lá numa sarça que ardia e não se consumia, e lhe disse: “Eu sou o Deus de teu pai (ou seja, Deus de Amrão, o que mostra que Amrão era um crente em Deus), e o Deus de Abraão, de Isaque e de Jacó”. E a Escritura diz que foi o Anjo do Pacto o que apareceu a Moisés.

 

E o Anjo lhe disse: “Eu sou o Deus de Abraão, de Isaque e de Jacó”. É porque o Anjo do Pacto é a imagem do Deus vivente. Em palavras mais claras: o corpo Angelical de Deus, o qual Se manifesta a Israel numa Coluna de Fogo e logo depois Se fez carne no meio do povo hebreu que era o povo que tinha o Pacto vigente, o Pacto da Lei.

 

Pelo qual, podemos nos dar conta de que a Vinda do Senhor tinha de ser para o povo de Israel, o povo que tinha o Pacto Divino da Lei que foi dada Por Deus e diz que foi dada por comissão de Anjos, ou seja, o monte estava cheio de Anjos, encabeçados pelo Anjo do Pacto que é a imagem do Deus vivente.

 

Deus estava ali no Seu corpo Angelical manifestado naquela Coluna de Fogo, falou a Moisés lhe deu as primeiras pranchas de pedra com a Lei, (a outras pranchas de pedra Moisés teve de consegui-las) e estabeleceu o Pacto com o povo hebreu, quando o aceitaram. Um Pacto não está vigente a menos que a pessoa ou o povo o aceite.

 

O Programa Divino de Redenção para o Novo Pacto que estabeleceu o próprio Anjo do Pacto que Se fez carne foi manifestado na Terra pelo nome e com o nome “Jesus”. Esse é o Anjo do Pacto que deu a Lei ao povo hebreu no Monte Sinai, ali vestido de carne humana, vestido de um corpo que foi criado pelo Anjo do Pacto, pelo Espírito Santo.

 

Recordem que o Anjo do Pacto é o Espírito Santo, um espírito é um corpo de outra dimensão. Se esse espírito é enviado de Deus é da sexta dimensão, e se não é enviado de Deus, então, é da quinta dimensão. Se esse espírito não é de Deus, há muitos espíritos, há espíritos maus que são da quinta dimensão e há espíritos bons da sexta dimensão, da boa dimensão Angelical que existe.

 

A guerra, a batalha que há na Terra foi a batalha dos Anjos que depois veio a ser a batalha dos seres humanos, mas com manifestações da sexta dimensão da Dimensão de Deus ou da quinta dimensão, da dimensão de Satanás, do Diabo, do Maligno, como queiram chamá-lo.

 

Por isso, a humanidade esteve sofrendo tanto desde o tempo da queda de Adão e de Eva no Jardim do Éden, onde o Título de Propriedade que Adão tinha, porque ele foi colocado como governante, como rei deste planeta Terra com tudo o que tinha, e com o que teria se ele se mantivesse fiel.

 

Esse poder, essa autoridade Adão a recebeu quando lhe foi outorgado todo o domínio sobre toda a Criação aqui na Terra, ou seja, ele era o rei de tudo o que havia na Terra.

 

Os dinossauros e outros animais gigantes eram mansos como o Rev. William Branham disse: mansos como um gatinho, mas logo depois da queda do ser humano as coisas mudaram, porque tudo ficou sob o domínio de Satanás, do Diabo, do Maligno que enganou Eva através da serpente antiga, ou seja, do animal mais astuto e inteligente que havia na Terra, o qual naquele tempo não era um réptil, mas era o animal mais parecido com o homem.

 

Portanto, embora não tivesse alma, por isso era um animal, tinha espírito e com o espírito está o raciocínio, está o pensamento através do qual se movem se identificam e tem os sentidos do espírito como o razão, a imaginação, e outros sentidos do espírito.

 

A serpente sendo o animal mais próximo do ser humano foi o instrumento de Satanás o qual se meteu nesse animal que (vamos dizer) era um homem sem alma, um animal sem alma, mas tinha espírito. A Escritura diz que era o mais astuto dentre todos os animais e, por conseguinte, era o rei de toda essa raça animal da serpente que era parecida com o ser humano em seu corpo, porém, era mais alta, digamos que tinha de oito a doze pés de estatura (de dois metros e quarenta centímetros a três metros e sessenta centímetros - editor). Eram gigantes e foi daí que vieram os gigantes que apareciam desde o Gênesis até o tempo dos reis.

 

E com a maldição que veio sobre o líder no qual Satanás se encarnou para enganar Eva, essa maldição se estendeu sobre toda a raça da serpente, digamos, desses homens-serpentes que depois se tornaram répteis, mas essa dimensão era a quinta dimensão onde eles estavam e viviam e se manifestavam aqui na Terra. Essa dimensão estava manifestada aqui antes de Adão e Eva virem à existência na Terra.

 

Porém, a coroa da Criação não seria a raça da serpente, nem a serpente, o homem-serpente no qual o Diabo estava velado, o Diabo encarnado em um animal chamado “serpente”. Esse era o rei através do qual a serpente ou o Diabo na serpente governava sobre esse reino de homens gigantes que não tinham alma, porque pertenciam á raça animal. O Rei de toda essa Criação ainda não tinha chegado.

 

Recordem que nos tempos passados e mesmo na política algumas vezes surgem casos quando há um rei que vê que virá outro para ocupar o seu lugar, e ele será deposto do seu trono, então, faz guerra para matá-lo. Isso foi o que Saul quis fazer com o jovem Davi, do qual Saul soube que ele seria o seu sucessor, Saul já tinha sido rejeitado Por Deus e, agora, Deus tinha outro homem, outra pessoa conforme o Seu coração que faria como Deus lhe ordenaria fazer.

 

Portanto, o que Saul fez para não perder o trono? O que não devia ter feito, já que tinha desobedecido a Deus e já estava rejeitado Por Deus para continuar sendo rei, deveria dizer: “Deus tenha misericórdia de mim. Eu ajudarei a Davi para que seja rei e se me permitir serei um dos seus conselheiros também, para que ele não passe pela experiência que eu passei”. Ele seria o genro do rei Saul, mas não o tratava bem.

 

E quando Davi matou o gigante com uma pedra, isso não foi com exércitos ou com força, o exército era espectador. E quem tinha de ter a força para enfrentar a Golias que era Saul estava como espectador, e Davi um jovem com cinco pedras e um cajado foi enfrentar ao gigante Golias, mas foi no Nome do Senhor, de Deus, do Deus de Israel.

 

Ou seja, não foi com exércitos dizendo: “Venham atrás de mim para que me protejam”. Foi com Deus protegendo-o e com uma pedrinha, com uma pedra (não sabemos de que tamanho) e trazia cinco delas. É porque Golias tinha mais irmãos gigantes também. Assim se o segundo saísse, também tinha a sua pedrinha guardada. Também representava os cinco ministérios que Deus colocou na Sua Igreja, os quais estavam em Cristo e foi o mesmo que Deus fez com Jesus, no qual colocou o Seu Espírito e atuou por meio Dele na Era Messiânica, e vemos que Cristo fez o mesmo com a Sua Igreja.

 

Ele colocou o Seu poder na Sua Igreja: “Todo poder me é dado no Céu e na Terra”. “Portanto, ide e pregai o Evangelho a toda criatura, quem crer e for batizado, será salvo; mas quem não crer, será condenado”. São Mateus 28, versículos 16-20. Aí estão as duas passagens citadas, ao qual também pertence esta: “E eu estarei convosco todos os dias até o fim do mundo”. No versículo 20 desse capítulo 28 de São Mateus.

 

E a passagem: “Pregai o Evangelho a toda criatura, quem crer e for batizado será salvo, mas quem não crer, será condenado” é de São Marcos, capítulo 16, versículos 15-16.

 

Vejam a forma simples em que Deus coloca a bênção da salvação e de vida eterna para todos os seres humanos. Manda a todos os Apóstolos e aos demais Ministros que virão depois no meio do Cristianismo, que preguem o Evangelho “para que todo aquele que Nele creia não se perca, mas tenha a vida eterna”.

 

Em São Marcos nos diz: “Quem crer e for batizado, será (o que?) salvo”. Tão simples como isso para obter a vida eterna. É porque o difícil Deus fez por meio de Cristo, para que todos nós possamos obter a salvação e a vida eterna, para que todos: o pobre e o rico, quem estudou e quem não estudou tenha a oportunidade, a mesma oportunidade de receber a vida eterna. Tão simples assim e isso depende de crer ou de não crer. É uma questão de fé em Deus através de Cristo ou de incredulidade em Deus em Cristo.

 

A Igreja do Senhor Jesus Cristo é o Corpo Místico de Cristo através do qual Jesus Cristo Se manifesta em Espírito Santo desde o dia de Pentecostes em diante. O mesmo Espírito Santo que estava em Jesus, passou à Sua Igreja, assim como quando Deus criou a Adão o fez macho e fêmea, nele estavam as duas naturezas. E logo depois separou a natureza feminina da natureza masculina, fazendo um corpo feminino para colocar o espírito feminino que estava em Adão. Por isso, Eva sai de Adão, da costela de Adão.

 

E parece que, porquanto saiu do seu lado, por isso, se sente amor: a mulher pelo homem e o homem pela mulher. E assim formam famílias para multiplicar a raça humana que, embora tenha caído, Deus está no meio da raça humana ao estar no meio da Sua Igreja em Espírito Santo. Está chamando e ajuntando os Seus escolhidos: todas as pessoas que estão escritas no Livro da Vida do Cordeiro no Céu que é a seção dos que formariam a Igreja do Senhor Jesus Cristo e, por conseguinte, esses são os que tinham de nascer do primeiro Adão e da primeira Eva.

 

Mas quando Eva aceitou as ideias diabólicas da serpente antiga que falou que se ela comesse da árvore da ciência do bem e do mal não morreria e Eva as aceitou, ela perdeu a maior bênção que uma mulher pode ter: a bênção de ter filhos de Deus com vida eterna. E até no Novo Pacto é um privilégio para toda a família, para todo esposo e esposa terem filhos de Deus ou terem filhos que estão escritos no Livro da Vida do Cordeiro no Céu.

 

Se os pais não são escolhidos os filhos orarão por seus pais para que Cristo lhes dê a vida eterna e os tenha no Reino eterno, embora não sejam dos escolhidos que formam a Igreja, mas eles estarão em outra categoria, mas com vida eterna. Todos nós queremos que os nossos familiares vivam eternamente e as suas orações, as nossas orações por eles darão lugar a que Cristo os chame e os coloque como crentes, embora não sejam dos escolhidos escritos no Céu no Livro da Vida do Cordeiro, os quais não podem ser apagados em nenhum momento, mas viverão eternamente.

 

Mas há outra seção do Livro da Vida que é a seção que tem nomes que podem ser apagados se blasfemarem contra o Espírito Santo ou se tratarem mal aos crentes em Cristo, aos membros do Corpo Místico de Cristo, escritos no Livro da Vida do Cordeiro no Céu.

 

Cristo disse: “E qualquer que tiver dado só que seja um copo de água fria a um destes pequenos, em nome de discípulo, em verdade vos digo que de modo algum perderá o seu galardão”. [São Mateus 10:42]. E a maior recompensa é a vida eterna, serão recompensados por Cristo os que ajudaram à Igreja do Senhor Jesus Cristo, aos membros da Igreja em qualquer das Eras da Igreja através da trajetória da Igreja, desde o tempo dos Apóstolos até hoje.

 

A vontade de Deus é que não se perca nenhum destes pequeninos crentes em Cristo nascidos de novo, que formam a Igreja do Senhor Jesus Cristo e que são os escolhidos, os predestinados de Deus.

 

Desde o dia de Pentecostes os filhos e filhas de Deus começaram a nascer no Reino de Deus, do qual Cristo havia dito a Nicodemos no capítulo 3 de São João: “De certo, de certo te digo, que quem não nasça da Água e do Espírito, não pode entrar no Reino de Deus”. (São João, capítulo 3, versículos 1-6).

 

Ou seja, toda pessoa que queira entrar no Reino de Deus pode obter isso por meio do novo nascimento: crendo em Cristo ao ser batizada na água no Nome do Senhor Jesus Cristo e recebendo o Espírito Santo que é quem produz o novo nascimento. Isso é nascer da Água e do Espírito: nascer da Palavra do Evangelho de Cristo e do Espírito Santo que está no meio da Sua Igreja desde o dia de Pentecostes.

 

Pelo que podemos ver tudo é simples no Programa Divino. É porque a parte difícil corresponde a Deus, a nós crermos e o que não entendamos agora entenderemos depois. Mas se não crermos como entenderemos? Primeiro temos de crer e depois, com o tempo entenderemos, porque a revelação de Cristo surge à pessoa por meio do Espírito assim como Jesus perguntou a Pedro no capítulo 16 de São Mateus: “Quem dizem os homens que é o Filho do Homem”? E os discípulos começam a dizer: “Uns dizem que tu és João o Batista que ressuscitou e, por isso, é que ocorrem esses milagres, pode fazer esses milagres. Outros dizem que tu és Jeremias”. Possivelmente porque viam que Ele chorou frente à tumba de Lázaro, e pensavam: “Este pode ser Jeremias, o qual ressuscitou dentre os mortos”. Outros diziam: “Este é Elias”. E outros diziam: “Ou algum dos Profetas”. E Jesus lhes perguntou: “E vós, quem dizeis que é o Filho do Homem? Quem vós dizeis que eu sou?” Porque era importante ter a revelação de Cristo para e da Sua Primeira Vinda, para poder receber os benefícios da Primeira Vinda de Cristo e estaria dentro do Novo Pacto, cobertos com o Sangue de Cristo o nosso Salvador.

 

Vejam que quem fez quem estabeleceu o Novo Pacto é o mesmo que tinha dado o Pacto da Lei lá no Monte Sinai, o mesmo Anjo do Pacto que estava numa Coluna de Fogo com uma multidão de, digamos, de milhões de Anjos que Lhe acompanhavam. A Escritura diz: “Porque a Lei foi dada por comissão de Anjos” no capítulo 7 do Livro dos Atos e também em Hebreus, no capítulo 2, nos falou da Lei que foi dada por comissão de Anjos.

 

Ou seja, era o Anjo do Pacto, Deus no Seu corpo Angelical envolto nessa chama de Fogo escrevendo os Dez Mandamentos nas pranchas de pedra da Lei. E, depois, conforme a Zacarias, no capítulo 2, temos tipos e figuras ali, mas no capítulo 3 de Malaquias, versículos 1-2, a promessa da Vinda do Messias é que enviará o Seu Anjo, o Seu Mensageiro diante Dele, o qual lhe preparará o caminho e que depois “o Senhor virá a Seu Templo e o Anjo do Pacto a quem vós desejais”. Virá o Senhor Deus, o Senhor Deus de Abraão, de Isaque e de Jacó e o Anjo do Pacto que é a imagem do Deus vivente, que é o corpo Angelical de Deus, esse corpo Teofânico no qual apareceu a Abraão como Melquisedeque no capítulo 14 do Gênesis.

 

E depois fez para Si um corpo de carne no ventre da virgem Maria. O Espírito Santo veio sobre ela, a sombra do Espírito Santo veio sobre ela e criou a célula de vida que se multiplicou célula sobre célula e assim foi formado o corpo que conhecemos como o corpo de Jesus, o qual, segundo a carne, é descendente de uma virgem descendente do rei Davi e adotado como filho por José também descendente do rei Davi. Ao ser adotado recebeu todos os direitos que vêm e que José tem. E foi o que o Anjo Gabriel disse à virgem Maria: que Deus lhe dará o Trono de Davi Seu pai e reinará sobre Israel para sempre.

 

O Rei de Israel é Deus manifestado através da Sua imagem, do Seu corpo Angelical, do Seu corpo Teofânico chamado “Anjo de Deus”. E logo depois quando se fez carne continuava sendo o Rei de Israel, vestido de um corpo físico de carne para realizar a Obra de Redenção, porque o ser humano tinha caído e tinha perdido todos os direitos da vida eterna.

 

Deus visitou o seu povo que estava sob o Pacto da Lei, o visitou em carne humana. Por isso, Isaías no capítulo 7, versículo 14, diz que: “A virgem conceberá e dará a luz um filho, e se chamará o seu nome Emanuel”. E Emanuel significa: Deus conosco, conforme as palavras do Evangelho segundo São Mateus, capítulo 1, versículos 19-23. Diz:

 

Então José, seu marido, como era justo, e a não queria infamar, intentou deixá-la secretamente.

20  E, projetando ele isto, eis que em sonho lhe apareceu um anjo do Senhor, dizendo: José, filho de Davi, não temas receber a Maria, tua mulher, porque o que nela está gerado é do Espírito Santo;

21  E dará à luz um filho e chamarás o seu nome JESUS; porque ele salvará o seu povo dos seus pecados”.

 

Com o Sacrifício que Ele faria traria a salvação do povo hebreu, porque o Sangue do Novo Pacto os limparia de todo pecado. Por isso, foi que Cristo orando na Cruz disse: “Pai, perdoai-os porque não sabem o que fazem”. Não sabiam que tudo isto estava num Programa Divino para redimir a Israel, para a salvação de Israel e para a salvação da Igreja do Senhor Jesus Cristo que nasceria no Dia de Pentecostes.

 

22  Tudo isto aconteceu para que se cumprisse o que foi dito da parte do Senhor, pelo profeta, (o Profeta foi Isaías, o capítulo 7, versículo 14) que disse:

23  Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, E chamá-lo-ão pelo nome de EMANUEL, Que traduzido é: Deus conosco”.

 

Vejam que Deus criou o homem à Sua imagem e semelhança. A imagem de Deus é o Espírito Santo, o Anjo do Pacto que criou, deu um corpo espiritual também ao ser humano, um espírito e depois lhe deu um corpo físico do pó da  terra, corpo de carne, porque Deus teria um corpo físico para visitar a Israel, realizar a Obra da Redenção para Israel e para a Igreja do Senhor Jesus Cristo que nasceria no Dia de Pentecostes.

 

E quando se completar a Igreja, quando tiverem nascido de novo todos os que faltam para nascer e que nascerão na Era de Pedra Angular, porque as demais Eras já tiveram os sus Mensageiros e por meio dessa manifestação do Espírito Santo nesses Mensageiros trazendo a Palavra para a sua Era, receberam a bênção de crer em Cristo e de nascer da Água e do Espírito. Assim foi sendo formada a Igreja do Senhor Jesus Cristo de Era em Era e já estamos na Era de Pedra Angular.

 

Quando se complete esse número dos que faltam por nascer na Era da Pedra Angular, Cristo terá terminado a Obra de Redenção, sairá do Trono de Intercessão, tomará o Título de Propriedade, do qual temos lido que receberá da mão De quem está assentado no Trono de Deus que é o dono original do Título de Propriedade e que o tinha concedido a Adão, mas quando pecou Deus o tomou e, assim, não caiu nas mãos do Diabo, de Satanás.

 

Imaginem o Diabo com todo o seu exército vivendo eternamente e se manifestando através da descendência de Adão, porque já tinham pecado, retirou Adão e Eva do Jardim do Éden, para que não esticassem a sua mão e tomassem da árvore da vida e vivessem eternamente. A Árvore da Vida é Cristo.

 

Assim podemos ver que há um Programa Divino sendo realizado por milhares de anos e, agora, nós estamos na etapa onde haverá uma ressurreição para os crentes que morreram em Cristo e uma transformação para os crentes em Cristo que estiverem vivos quando ocorra a ressurreição.

 

Portanto, haverá pessoas crentes que partirão e que serão testemunhas da ressurreição, porque quando virmos aos nossos familiares que partiram já ressuscitados em corpos glorificados e eternos, com a conversa que teremos com eles  nós saberemos que são eles que ressuscitaram em corpos glorificados, jovens e eternos e quando os virmos nós seremos transformados.

 

E quando nós estivermos transformados essa etapa poderá durar de trinta a quarenta dias, como foi a etapa depois que Cristo ressuscitou, esteve por quarenta dias com os Seus discípulos e depois foi raptado junto com os Santos do Antigo Testamento, os quais estão mencionados profeticamente em um dos Salmos. No Salmo 24, versículos 7 e 8, diz:

 

Levantai, ó portas, as vossas cabeças; levantai-vos, ó entradas eternas, e entrará o Rei da Glória.

8  Quem é este Rei da Glória? O SENHOR forte e poderoso, o SENHOR poderoso na guerra”.

 

Isso foi o rapto de Cristo e dos Santos do Antigo Testamento, os quais cumpriram esta profecia. Depois nos versículos 9 e 10, diz:

 

“Levantai, ó portas, as vossas cabeças, levantai-vos, ó entradas eternas, e entrará o Rei da Glória.

10  Quem é este Rei da Glória? O SENHOR dos Exércitos, ele é o Rei da Glória”.

 

Isso será o rapto da Igreja do Senhor Jesus Cristo com Cristo levando-a a Casa do nosso Pai celestial para a Ceia das Bodas do Cordeiro.

 

Tudo isso ocorrerá na Era de Ouro da Igreja, na Era de Pedra Angular, na Era Messiânica paralela à Era Messiânica da Primeira Vinda de Cristo, tudo isto corresponde para a Segunda Vinda de Cristo e as pessoas que morreram em Cristo, que serão ressuscitadas em corpos eternos e os que estiverem vivos nesse tempo que serão transformados e terão corpos jovens, eternos e glorificados igual ao corpo glorificado de Cristo o nosso Salvador.

 

E diremos isso quando formos transformados e se abram as portas eternas, no tempo da grande tribulação, e quando passar a grande tribulação, nós retornaremos a Terra para o estabelecimento do Reino de Deus na Terra, o Reino de Davi restaurado pelo Filho de Davi, pelo Messias-Príncipe que é herdeiro do Reino de Davi e do Trono de Davi, para assim estabelecer o Reino de Deus na Terra.

 

Enquanto isso, o Reino de Deus está na Terra nos corações, na alma de cada crente e na Igreja do Senhor Jesus Cristo como Corpo Místico de crentes, mas o Reino de Deus estará literalmente na Terra com o Trono de Davi restaurado. E o Reino de Davi restaurado se chama  “Reino do Messias” e “Trono do Messias”: Reino de Davi e Trono de Davi, o Trono do Messias, o qual está muito perto.

 

Estamos vivendo em um tempo muito importante, no qual estão se cumprindo profecias que correspondem a este tempo final, outras já se cumpriram em Eras passadas, e faltam algumas para serem cumpridas.

 

E na visita de Deus em Sua Vinda, os judeus dirão: “Este é o que nós estamos esperando”. O Rev. William Branham disse: “Mas Ele não vem por eles, Ele vem por Sua Igreja, por Sua Noiva”. Ou seja, os judeus verá a Vinda do Messias para o Último Dia na Igreja do Senhor Jesus Cristo, porque a Primeira Vinda de Cristo foi para o Leste, para Israel que está no Oriente Médio e que era o povo que tinha o Pacto vigente, o Pacto da Lei. Os gentios eram idólatras, com muitas religiões pagãs.

 

Ao rejeitarem Cristo como o Messias, depois para os gentios, Deus por meio de Cristo em Espírito Santo no meio de Sua Igreja, Pedro e Paulo deram lugar a que se abrisse a oportunidade de chamar um povo para Seu Nome dentre os gentios, lhes deram a participação no Reino de Deus.

 

Encontramos que há judeus e há gentios na Igreja do Senhor Jesus Cristo no meio do Cristianismo que começou com judeus. Os doze Apóstolos eram judeus, e o substituto de Judas Iscariotes também era judeu. Depois na primeira vez passou a gentios quando Pedro visitou o Centurião romano que era um gentio, mas que era um crente em Deus e entrou na Dispensação da Graça e, por conseguinte, entrou no Novo Pacto, no qual estavam os Discípulos e a Igreja daquele tempo.

 

E quando Deus chamou Saulo de Tarso foi batizado e Paulo se tornou num crente o qual no seu caminho a Damasco para buscar os Discípulos do Senhor Jesus Cristo para levá-los presos de novo, para levá-los presos lá em Jerusalém, e encontrou-se com a mesma Coluna de Fogo que Moisés encontrou.

 

Quando Moisés se encontrou com Ela em Horebe no Monte de Deus, lhe disse: “Eu sou o Deus de Amrão (do pai de Moisés), Deus de Abraão, de Isaque e de Jacó”. [Êxodo 3:6]. O Anjo do Pacto lhe disse assim, por quê? Porque é Deus velado ou Deus vestido com um corpo Angelical chamado “Anjo do Pacto”, “Anjo do Senhor” (como O chamam no meio do Cristianismo), no qual estava o Nome de Deus, porque o Nome de Deus também passou ao Seu corpo Angelical, e depois passaria ao Seu corpo físico também.

 

Moisés quis saber qual era o Nome de Deus, e lhe perguntou: “Vou aos filhos de Israel e lhes digo: o Deus de Abraão, vosso Deus me apareceu (e lhes falo da libertação), e se eles me perguntarem: Qual é o Teu Nome? O que vou lhes dizer?” Então foi quando Deus lhe disse: “Lhes dirás: Eu Sou o que Sou. Dirás mais: ‘Eu Sou me enviou a vós”. O Eu Sou, o Deus Eterno, Deus condensado nessas quatro letras. [Êxodo 3:14].

 

Alguns as colocam como JHWH, são as Letras sagradas do Nome de Deus. Outros colocam a letra “Y” como “J”, mas não importa, isso depende de como a traduzam no seu país, no idioma em que as pessoas falem. Se as colocam em hebreu você não entenderá, põem uma página e lhe dizem para buscar aí onde está o Nome de Deus, a menos que saiba hebreu, não irá identificar onde está escrito o Nome de Deus.

 

Moisés foi a primeira pessoa que conheceu o Nome Eterno de Deus. Adão pode tê-lo conhecido antes da queda, e depois continuou com esse conhecimento. E se não o passou aos seus familiares, principalmente ao seu primogênito, perdeu-se esse conhecimento. E foi conhecido como Elohim, como o Deus Todo-poderoso e assim por diante. Em Êxodo, capítulo 6, versículos 2 e 3, diz:

 

Falou mais Deus a Moisés, e disse: Eu sou o SENHOR”. Alguns teólogos e algumas linhas de pensamento do Cristianismo traduziram as quatro consonantes como “Jeová”.

3  E eu apareci a Abraão, a Isaque, e a Jacó, como o Deus Todo-Poderoso; mas pelo meu nome, o SENHOR, não lhes fui perfeitamente conhecido”.

 

O Rev. William Branham disse que “Jeová” não é a tradução correta do Nome de Deus, do Nome “Eu Sou” que revelou a Moisés. Por isso, Moisés colocou o Nome de Deus em Josué. Josué tinha outro nome, parece que era “Oseias” filho de Num, mudou-lhe o nome para “Josué”, por isso, Josué pôde ter as vitórias que teve.

 

Josué não perguntava muito. E se necessitava que o sol e a lua parassem para a batalha, ele ordenou que o sol parasse em certo lugar e a lua em outro lugar e pararam, durou como o tempo de um dia completo, ou seja, o sol foi detido nesse lugar e isso durou quase vinte e quatro horas até que obteve a vitória. Ou seja, não se detiveram dizendo: “Já é de noite, já é hora de dormir”. Os que estão lutando como valentes não lhes importa o horário. O que lhes importa é o que é que terá de se fazer na Obra de Deus, porque queremos a vitória para Cristo e Sua Igreja.

 

Se Josué tivesse pensado: “É melhor que nos deitemos a dormir e amanhã seguiremos lutando”. Os inimigos teriam vindo de noite e teriam matado a todos, porque o inimigo não dorme. Somente em tempo de perigo tem de se estar bem atento, desperto e também em tempo de bênção, por isso, em São Lucas, capítulo 21, versículos 34-36, Cristo disse “Vigiai”:

 

“E olhai por vós, não aconteça que os vossos corações se carreguem de glutonaria, de embriaguez, e dos cuidados da vida, e venha sobre vós de improviso aquele dia.

35  Porque virá como um laço sobre todos os que habitam na face de toda a terra.

36 Vigiai, pois...

 

Vigiar pelo quê? Pela Vinda do Filho do Homem, pela Vinda de Cristo à Sua Igreja. E, porquanto, a Sua Segunda Vinda não se cumpriu nas Eras passadas foi porque Deus a tinha reservado para a Era de Coroa, a Era de Pedra Angular. É uma bênção que Deus a tem reservada para nós neste tempo final e nós veremos a Sua Vinda. Todos os que estiverem vivos e verão a Sua Vinda irão com Ele a Ceia das Bodas do Cordeiro.

 

36  Vigiai, pois, em todo o tempo, orando, para que sejais havidos por dignos de evitar todas estas coisas que hão de acontecer, e de estar em pé diante do Filho do homem”.

 

Escapar de quais coisas? Das pragas que virão na grande tribulação num lapso de tempo de três anos e meio, no qual constará a grande tribulação e pessoa alguma quer passar por essa etapa.

 

E como as condições deste mundo já estão difíceis, já está difícil para alguns países sobreviverem. O que as nações estão fazendo é lutando para sobreviver, porque estão em bancarrota. Se a quantidade de dinheiro que devem, se a dívida do país é maior do que a sua entrada, a situação está difícil, não têm nada, porque elas devem o que têm e ainda lhes falta para cumprirem com a dívida.

 

E pela mesma coisa passam as famílias quando elas devem mais do que entra no mês, e têm de pagar mais do que recebem, a dívida permanece igual e a situação está difícil para as famílias. Por isso, enquanto as pessoas puderem evitar entrar em dívidas é muito melhor, as pessoas dormem mais tranquilas, porque se tiver dívidas e ficar sem trabalho, perde até a casa e em algumas vezes perdem até a família.

 

No tempo da Lei, se não tivessem dinheiro nem propriedades para pagar, tinham de pagar com os filhos que se tornavam escravos, servos do credor a quem pagavam com os filhos. Assim é importante sabermos no tempo em que estamos vivendo que é difícil e no máximo cada pessoa deve manter o seu trabalho.

 

Recordem que quando querem lhes tirar dos trabalhos (seja no Governo ou em companhias privadas), lhes porão armadilhas para que faltem e tenham de deixar o trabalho, ou eles estabelecem decretos para reduzirem o pessoal nos Governos, nas Escolas e setores do Governo, porque não podem pagar as dívidas, têm de reduzir o pessoal e têm motivos para fazê-lo, porque, senão elas acabam indo à bancarrota e, então, todos perdem. A situação de todas as nações está difícil e a de Porto Rico também.

 

Estejam sempre atentos às notícias, porque a situação mundial vai de mal a pior. Há países que estão piores do que Porto Rico, mas Porto Rico não está bem. Portanto, oremos por Porto Rico, para que Deus ajude a Porto Rico. É a nossa Ilha amada, amada não somente por nós, mas por todos os Latino-Americanos e outras nações. Deus tem grandes bênçãos para Porto Rico. Colocaram um cordeiro no escudo da Ilha do Cordeiro por algo e, mesmo que tenham tentado mudar o escudo, o símbolo do cordeiro e se puderem fazer alguma mudança o único que enquadraria aí seria um leão, não outra mudança: um leão ou uma águia.

 

Porque se o cordeiro representa Cristo em Sua Primeira Vinda, o leão representa ao próprio Cristo como Leão da tribo de Judá, para a Sua Segunda Vinda como Juiz de toda a Terra. Assim o Cordeiro é o mesmo Leão, mas em outra etapa do Seu Programa para vir à Sua Igreja no Último Dia na Sua mudança de Cordeiro a Leão.

 

O LIVRO SELADO COM SETE SELOS é o Livro da Vida do Cordeiro, onde estão escritos os nomes de todos os crentes em Cristo que formariam a Sua Igreja, e que estão escritos desde antes da fundação do mundo.

 

Também está a seção chamada “Livro da Vida” de onde algumas pessoas podem ser apagadas, mas essas pessoas não são os escolhidos de Deus, os escolhidos de Deus nascidos de novo. Essas pessoas estão escritas na outra seção chamada “Livro da Vida”.  É o mesmo Livro, mas com outra seção e daí é que são apagados aqueles que blasfemam contra o Espírito Santo, que são os que atribuem ao Diabo as obras que são realizadas por Deus nos diferentes tempos e, sobretudo, neste tempo final.

 

Por exemplo, quando disseram a Jesus que Ele era Belzebú e pelo dedo de Belzebú expulsava os demônios, estavam blasfemando de Jesus, onde o Espírito Santo estava encarnado. Mas Cristo disse: “Quando vier o Espírito Santo (o qual veio à Sua Igreja no Dia de Pentecostes), qualquer que blasfemar contra o Espírito Santo não lhe será perdoado nem neste século nem no século vindouro”. Ou seja, não lhe será perdoado no tempo lá do Dia de Pentecostes nem na Dispensação da Graça, nem lhe será perdoado em tempo algum. Ou seja, que já cruzou a linha entre a misericórdia e a graça, e já não há oportunidade para essa pessoa, bem como os que tratem mal aos filhos de Deus também, se estiverem nessa seção serão apagados dessa seção.

 

Podem ser das virgens insensatas e se são insensatos, pois há insensatos que como as virgens insensatas não tomaram azeite, elas não tomaram consigo o Espírito Santo e cometem erros e um erro dessa natureza lhes custará que o seu nome seja apagado do Livro da Vida.

 

Também os idólatras, qualquer pessoa que retorne à idolatria, se tiver o seu nome escrito ali também será apagado, a menos que se arrependa em tempo: se está na idolatria venha aos Pés de Cristo, então, obtêm misericórdia, mesmo que venham a pertencer à seção das virgens insensatas no Livro da Vida.

 

E aqueles como Judas Iscariotes que estavam escritos na seção do Livro da Vida, não na seção do Livro da Vida do Cordeiro. Também haverá Judas que se levantarão contra a Vinda do Senhor no Último Dia, e que lutarão contra a Vinda do Senhor, como a Escritura diz em Apocalipse no capítulo 19, esses também passarão pela mesma situação de Judas Iscariotes: perderão a oportunidade de vida eterna, como Judas Iscariotes a perdeu.

 

Assim podemos ver que o Livro da Vida que é o Livro dos Sete Selos tem essas seções: uma a dos que nunca podem se perder, porque são a semente de Deus, os escolhidos de Deus, os primogênitos escritos no Livro da Vida do Cordeiro no Céu que escutariam a Palavra, a revelação divina, a Mensagem correspondente ao tempo em que lhes corresponderia viver, a qual viria da parte de Deus por meio do Seu Espírito através do Mensageiro de cada Era.

 

Sempre é assim e qualquer pessoa pode dizer: “Eu recebi a Mensagem do Mensageiro Noé e estou construindo uma Arca”. Esse tempo já passou e se ela tivesse estado lá tampouco teria colaborado com Noé, porque ela está tratando de fazê-lo aqui num tempo que não é o tempo para a Arca de Noé. Tem de se estar na Era com a Mensagem correspondente a essa Era dada pelo Espírito Santo através do instrumento que Ele tenha para esse tempo. Tão simples assim.

 

Com essa Mensagem Deus lhes abrirá as Escrituras e o entendimento para compreenderem, poderão escutar em seus corações e em seus ouvidos as palavras que Jesus falou a Pedro: “Não te revelou a carne nem o sangue, mas o meu Pai que está nos Céus”. [São Mateus 16:17].

 

O que foi o que Pedro viu? Que Jesus era o Filho de Deus, o Messias, o Messias em Sua Vinda para esse tempo. Eles não conheciam a Primeira e a Segunda Vinda de Cristo, mas as profecias falam de coisas que correspondem à Segunda Vinda de Cristo.

 

Por isso Cristo se deteve no capítulo 61 de Isaías, quando na Sinagoga de Nazaré leu: “O Espírito do Senhor está sobre mim, porquanto me ungiu para dar boas novas aos pobres, para pregar o ano da boa vontade do Senhor” (de Elohim, do Senhor, do Todo-poderoso). Isso coloquei entre parênteses para que não pensem que estou lendo algo que não está escrito. É o que significa Senhor ou Jeová: é o Deus de Israel que é Elohim, que é Jeová, que é Melquisedeque, que é o Todo-poderoso e assim por diante.

 

Porque Ele não leu a segunda parte desse versículo, que diz: “E o dia de vingança do nosso Deus”? Porque o dia de vingança é para ser pregado proclamado em Sua Segunda Vinda, no Último Dia, numa Era paralela à Era da Primeira Vinda de Cristo, a Era de Ouro, a Era de Pedra Angular daquele tempo, a Era Messiânica. Para continuar essa passagem a Era da Pedra Angular tem de vir, a Era de Ouro que é paralela àquela: uma Era Messiânica e é na Era de Pedra Angular onde os crentes em Cristo do Último Dia subiram e continuam subindo na medida em que escutam e recebem em seus corações a Mensagem do Último Dia para subirem.

 

Como João escutou a Mensagem no Apocalipse 4, que lhe disse: “Sobe aqui e eu te mostrarei as coisas que devem suceder em breve, as coisas que devem suceder depois destas”. E ele subiu, começou a ver tudo o que foi mostrado, incluindo o nosso tempo, o nosso Dia que é o Dia mais importante de todas as Eras, paralelo ao tempo da Primeira Vinda de Cristo na Era Messiânica de Pedra Angular. Se a Pedra Angular que é o Messias virá, terá de haver uma Era de Pedra Angular; e se não há, Ele a formará.

 

É aí nessa Era de Pedra Angular que Deus revelará o Nome Novo do Senhor; pois Cristo disse por meio do Seu Espírito que escreverá sobre ele o Nome do Seu Deus, o Nome da Cidade do Seu Deus e o Seu Nome novo. E se Ele disse, assim é. Embora não o entendamos, cremos e depois entenderemos. Portanto, temos de estar preparados para esses momentos gloriosos que estão prometidos para os crentes em Cristo deste tempo final.

 

O LIVRO SELADO COM SETE SELOS é o Livro da Vida do Cordeiro, é o Título de Propriedade da vida eterna, é o Título de Propriedade de toda a Criação, o qual Adão perdeu e que regressou à mão direita de Deus, para que o inimigo de Deus, o Diabo não conseguisse tomá-lo através de Adão que se tomasse da Árvore da Vida, viveria eternamente. Não é uma árvore literal, mas a Árvore da Vida é Cristo.

 

No Apocalipse nos diz algo muito importante, algo que Adão não pôde obter. A pergunta seria: Se você tivesse estado lá com Adão ou se tivesse sido Adão, teria tratado de comer da Árvore da Vida? Porque ele tinha de fazer isso quando a Árvore da Vida se fizesse carne. Quando aparecesse o Anjo do Pacto que o acompanhava vestido de carne humana, aí era o momento para se comer da Árvore da Vida.

 

E se você estivesse lá teria comido da Árvore da Vida? Pois olhe, tão simples assim, para que esteja consciente da bênção que nós temos neste tempo: Todos nós gostaríamos que Deus nos desse a oportunidade de comer da Árvore da Vida para vivermos eternamente e se nós os que vivemos seremos transformados, e os que morreram serão ressuscitados em corpos glorificados, se requer comer da Árvore da Vida, isso é: crer em Cristo como o nosso único e suficiente Salvador, recebendo toda a Sua Palavra para o tempo em que corresponda à pessoa viver.

 

Ou seja, milhões de seres humanos que partiram e estão no Paraíso estiveram comendo da Árvore da Vida desde o dia de Pentecostes e outros que ainda ficam na Terra. No Apocalipse, capítulo 2, versículo 7, diz:

 

Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas: Ao que vencer, dar-lhe-ei a comer da árvore da vida, que está no meio do paraíso de Deus”.

 

E para este tempo final Ele nos dá da Árvore da Vida que é Cristo através do qual vem o fruto da Árvore da Vida, vem a Palavra para assim comermos da Árvore da Vida, estarmos comendo da Árvore da Vida e vivermos eternamente. Outros já comeram, venceram ao receberem Cristo como Salvador, ao serem batizados na água no Nome do Senhor, receberem o Espírito Santo e nascerem de novo. Eles venceram, mas eles ainda não receberam o corpo glorificado, receberam o Espírito de Deus que é a primeira etapa da redenção.

 

A segunda etapa virá com a nossa transformação e, então, seremos literalmente levados com Cristo ao Céu, para sermos investidos como reis literais, para voltarmos depois da grande tribulação com Cristo com o Rei do Milênio, aqueles que Ele fez reis, sacerdotes e juízes para reinarem no Milênio. E esse é o Seu Gabinete de Governo. Tão simples assim.

 

E os Anjos ou os Querubins que estavam com uma espada acesa para não deixar o ser humano entrar no Jardim do Éden, para que não pudesse comer da Árvore da Vida e viver eternamente, mas, agora Eles não estão impedindo que entremos no Jardim do Éden na esfera espiritual para comermos da Árvore da Vida que é Cristo. Crendo em Cristo é comer de Cristo, crer é comer e pela fé nós estamos comendo da Árvore da Vida e esperando a nossa glorificação.

 

Já temos a parte espiritual e, agora, nos falta a parte física que será a nossa transformação, a qual esperamos para muito em breve. Não falta muito, mas não importa o tempo que falta, o importante é que estejamos ali. Se ainda falta muito ou se falta pouco tempo para as outras pessoas é a mesma coisa se elas não estiverem escritas no Livro da Vida do Cordeiro no Céu que é O LIVRO SELADO COM SETE SELOS.

 

O LIVRO SELADO COM SETE SELOS” é o Título de Propriedade dos Céus e da Terra, o Título de Propriedade de toda a Criação que é trazido à Igreja neste tempo final no capítulo 10 do Apocalipse, pelo Anjo Forte que desce do Céu, o qual é Cristo, o mesmo que apareceu a Moisés e o mesmo que se fez carne no véu de carne chamado “Jesus”, e é o mesmo que esteve em Espírito Santo no corpo Angelical na Sua Igreja, envolto nessa Coluna de Fogo que lhe acompanha.

 

E para o Último Dia está prometido que Ele virá por Sua Igreja, para levá-la a Ceia das Bodas do Cordeiro. A Sua Igreja são todos os que estarão comendo da Árvore da Vida para viverem eternamente no Reino de Cristo, no Reino de Deus que será estabelecido nesta Terra.

 

Foi para mim um grande privilégio estar com vocês nesta ocasião, lhes dando testemunho neste estudo bíblico: “O LIVRO SELADO COM SETE SELOS” que estava na mão direita de Deus e foi entregue a Cristo e que o abrirá no Apocalipse 10 e o entregará a um homem, para que o coma e profetize sobre muitos povos, nações, línguas e reis. E no Apocalipse 11, aparece o ministério profético de Moisés e de Elias, falando das coisas que hão de suceder, ou seja, a ordem ou o que Deus falou por meio do Seu Espírito: “para que profetize sobre muitos povos, nações e línguas” se cumpre com as Duas Oliveiras com as quais Cristo o Espírito Santo estará, o mesmo que vem no Anjo que vem com o Selo do Deus vivo, ou seja, com o Espírito Santo no Apocalipse capítulo 7, para chamar e ajuntar os cento e quarenta e quatro mil hebreus, doze mil de cada tribo.

 

Por isso, no Apocalipse 11 mostra a cena que surgirá nestes dias. E isso é Apocalipse 11, versículos 1-14. E Apocalipse 11, versículos 15-19, proclama que os reinos deste mundo vieram a ser do nosso Deus e do Seu Cristo, do Seu Messias, do Seu Ungido. E o poder do reino dos gentios será tirado e entregue a Cristo, as nações e os reinos deste mundo serão dados e entregues a Cristo o Messias.

 

Ou seja, a Pedra não cortada por mãos que é a Vinda do Senhor na Sua Vinda estabelecerá o Reino de Deus na Terra e a estátua nos pés de ferro e barro de lodo se desintegrará. E a pergunta é: “O que estará se passando em nosso tempo?” Porque vemos que as nações estão se desintegrando neste tempo. Esses são sinais de alerta para os crentes em Cristo, porque estamos muito próximos da nossa transformação e do rapto da Igreja do Senhor Jesus Cristo.

 

Em nosso estudo bíblico de hoje, domingo, 21 de Fevereiro de 2016, vimos até onde pudemos chegar. “O LIVRO SELADO COM SETE SELOS” que é o Título de Propriedade da vida eterna, o Título de Propriedade de toda a Criação que foi entregue a Adão, quando lhe foi dado poder e autoridade sobre toda a Criação aqui na Terra. Ele governava tudo o que estava na Terra. Até mesmo colocou nome nas aves, nos animais, nos répteis, nos peixes e assim por diante.

 

Como o fez? Vamos perguntá-lo quando estivermos lá, porque possivelmente isso levaria bastante tempo. Mas estamos em outra etapa paralela ao tempo da Vinda do Senhor a dois mil anos atrás que foi a Vinda da Pedra Angular lá na Era de Pedra Angular.

 

No próximo domingo continuaremos com os estudos bíblicos, e na sexta-feira também, até onde seja possível chegaremos, para continuarmos com estes estudos bíblicos que nos mostram o tempo em que nós estamos vivendo e a bênção tão grande que Deus tem para todos nós e a forma para recebermos essa bênção. Como fazer, o que fazer para recebermos essas bênçãos, porque se não soubermos o que temos de fazer, pois nada faremos e nada receberemos.

 

Para mim foi uma bênção e grande privilégio estar com vocês nesta ocasião. E obrigado por terem orado por mim, porque a minha voz está se recuperando. É importante sabermos de um povo, da Igreja do Senhor Jesus Cristo que ora pelos seus Ministros e sabermos que Deus escuta, Deus escuta a Sua Igreja. Cristo disse: “Tudo o que pedires ao Pai em meu Nome, eu o farei”. Está comprometido em fazer real, em tornar reais os nossos pedidos a Deus e o que necessitamos é de fé como um grão de mostarda.

 

Assim, escutará crendo que Deus cumprirá e concederá os nossos pedidos que sempre são bons e a favor do Programa Divino, a favor da Igreja, a favor dos seres humanos, da família, estamos seguros de que as promessas de Cristo se tornarão realidade. Ele tornará realidade o que Lhe pedimos, mas temos de saber pedir. Não pedir para vanglória, não pedir para enriquecimento e depois gastar o dinheiro em outras coisas, senão pedir para a Obra e progresso da Igreja, a Obra que corresponde a este tempo final no Programa Divino.

 

Nem todo mundo sabe administrar dinheiro e, por isso, para alguns é melhor ser pobres do que ricos, ser pobre se pode manter-se agarrado de Deus e para alguns serem ricos se separam do Senhor, porque depois dizem: “Agora é porque tenho muitos compromissos” e começam a faltar aos cultos, aos estudos bíblicos e quando podem ver, quando se dão conta já estão envolvidos com outros compromissos que nada têm haver com o Programa de Deus para a Era em que se está vivendo.

 

Se nós somos fiéis no pouco Ele nos colocará no muito no Seu Reino Milenar. Enquanto isso, se economicamente Ele coloca alguns no muito saibam administrar as coisas, as coisas que Deus nos dá não são para esbanjar, mas para aproveitá-las bem e sempre pensando que tudo é de Deus. Portanto, temos de saber como administrar isso que Deus colocou em nossas mãos.

 

Recordem a parábola dos talentos e a parábola das minas. O rei Davi e rei Salomão diziam: “Senhor, Te damos do que Tu nos deste”. Veem? Tudo o que nos temos Deus nos deu, e é disso o que damos a Ele. Não é que tínhamos algo, nascemos sem nada e até sem roupa. Tudo o que temos são bênçãos de Deus. E olhem, nascemos sem roupa e quando morremos nos colocam uma roupa, assim também vamos com o lucro da roupa que Deus nos deu, porque a roupa a fazem de todas as coisas que Deus criou, veem? Tomam a roupa para seu vestido.

 

A primeira roupa que o ser humano teve Deus também a deu: as peles de um cordeiro ou de um carneiro para cobrir sua nudez. Por isso, agradecemos a Deus todas essas bênçãos que Deus nos dá, e queremos aproveitá-las, nós sabemos que as aproveitando estamos fazendo (o que?) tesouros no Céu, isso transcende ao Céu. O que nós gastamos na Terra em outras coisas, isso não transcende ao Reino de Deus.

 

O que você gasta em comida, pois já usou e se alimentou, já recebeu o benefício. Mas um pouco de comida que você dá a um faminto, ou um copo de água fresca isso transcende ao Reino de Deus. Veem? Temos de saber fazer a diferença das coisas que sobem e que transcendem ao Reino de Deus, pelo qual há recompensas no Céu e temos de saber que o que damos a Deus é do que Deus nos deu.

 

Por isso é que oramos: “Senhor, me dê muito me dê o máximo que possa para trabalhar na Obra do Senhor”. Mas até que chegue o muito, com pouco que alguém tenha trabalha na Obra e se é fiel no pouco Deus porá a pessoa no muito.

 

Que Deus lhes abençoe e lhes guarde e que Deus te abençoe e te guarde Miguel, que sempre espera a sobremesa espiritual: nós já tivemos a sobremesa. Que Deus abençoe a vocês lá no Panamá, a todos vocês nas diferentes nações e congregações neste domingo de estudo bíblico para todos os crentes em Cristo.

 

Que todos continuem desfrutando uma tarde feliz, repleta das bênçãos de Cristo o nosso Salvador, conscientes de que o nosso nome está escrito no Livro da Vida do Cordeiro no Céu, que é O LIVRO SELADO COM SETE SELOS.

 

E será até na próxima sexta-feira e no domingo, em que (de uma forma ou de outra) estarei com vocês no estudo bíblico da sexta-feira e do domingo seja no telão ou como for possível.

 

Que Deus lhes abençoe e lhes guarde e até na próxima sexta-feira e no domingo com a ajuda de Deus. Parece que o Rev. José Benjamim Pérez aqui também já pensa como Miguel, agora quer a sobremesa dele, mas creio que será melhor terem o jantar quando retornem aos seus lares, o jantar com alimento físico. Nós já comemos o alimento espiritual para a nossa alma e o nosso espírito.

 

Deus lhes abençoe e lhes guarde e parece que terei de me mover daqui para que ele possa vir. Vamos dar a oportunidade para qualquer pessoa que não tenha recebido Cristo possa recebê-Lo aqui e em outros países. Disseram-me que faltava o chamado.

 

Vamos pedir que todos que ainda não receberam Cristo que estão presentes aqui ou em outras nações em outras congregações e Igrejas, para que podem fazer isso nestes momentos chegando aos Pés de Cristo passando até aqui na frente, para que fiquem incluídos na oração que estaremos fazendo por todos os que estarão recebendo Cristo como único e suficiente Salvador. Para o qual, daremos alguns minutos para este chamado e oportunidade para receberem Cristo, para que Cristo lhes dê a vida eterna.

 

Podem continuar vindo aos Pés de Cristo. E as crianças de dez anos em diante também podem vir aos Pés de Cristo o nosso Salvador, o qual disse: “Deixai os meninos, e não os estorveis de vir a mim; porque dos tais é o reino dos céus”. [São Mateus 19:14].

    

Cristo também disse: “Quem me confessar diante dos homens, eu o confessarei diante do meu Pai e dos Seus Anjos”. Isso é o que Cristo disse. Isso está no capítulo 10 de São Mateus, versículo 33.

 

Cristo também disse: “Quem é de Deus ouve a Voz de Deus”. E vimos como a Voz de Deus vem: vem por meio do Espírito através da pregação do Evangelho de Cristo, onde Ele disse: “Ainda tenho outras ovelhas que não são deste aprisco; também me convém agregar estas, e elas ouvirão a minha voz, e haverá um rebanho e um Pastor”. Ele disse: “e elas ouvirão a minha voz, e haverá um rebanho e um Pastor”. Isso está no capítulo 10 de São João.

 

E no mesmo capítulo 10, versículos 27-30, diz: As minhas ovelhas ouvem a minha voz, e eu conheço-as (Desde quando? De antes da fundação do mundo), e elas me seguem;

28  E dou-lhes a vida eterna, e nunca hão de perecer, e ninguém as arrebatará da minha mão.

29  Meu Pai, que mas deu, é maior do que todos; e ninguém pode arrebatá-las da mão de meu Pai.

30  Eu e o Pai somos um”.

 

Em São João, capítulo 8, versículos 47, diz: “Quem é de Deus escuta as palavras de Deus”. E aos que não queriam receber, ouvir a Voz de Deus, disse-lhes claramente: “Por isso vós não as escutais, porque não sois de Deus”. Ou seja, que não são dos escolhidos predestinados, escolhidos que formariam a Sua Igreja, a Igreja do Senhor Jesus Cristo.

 

Vamos orar com nossos rostos inclinados, com nossos olhos fechados por todos os que estão recebendo Cristo como Salvador em diferentes lugares:

 

Pai celestial, eu venho a Ti no Nome do Senhor Jesus Cristo com todas estas pessoas que estão recebendo Cristo como Salvador. Eu Te rogo que as recebas no Teu Reino e as abençoe grandemente, no Nome do Senhor Jesus Cristo, para quem seja a glória e a honra, pelos séculos dos séculos. Amém.

 

E agora repitam comigo esta oração que estarei fazendo por todos vocês que estão recebendo Cristo como Salvador:

 

Senhor Jesus Cristo, escutei a pregação do Teu Evangelho e a Tua fé nasceu no meu coração. Creio em Ti com toda a minha alma, creio na Tua Primeira Vinda, creio no Teu Nome como o único nome debaixo do Céu, dado aos homens, em que podemos ser salvos e creio na Tua morte na Cruz do Calvário como o Sacrifício da Expiação pelos nossos pecados.

 

Reconheço que sou pecador e necessito um Salvador, um Redentor. Eu Te rogo que me recebas, Te recebo em minha alma, Te recebo com todo o meu coração e Te rogo que perdoes meus pecados, que me limpes de todo pecado com o Teu Sangue, que me batizes com o Espírito Santo e Fogo, e que produzas o novo nascimento em mim.

 

Eu quero nascer no Teu Reino, quero viver eternamente Contigo no Teu Reino. Torne uma realidade a salvação que ganhaste para mim na Cruz do Calvário. Eu Te Rogo no Teu Nome Eterno e glorioso: Senhor Jesus Cristo. Amém.

 

A pergunta dos que vieram aos Pés de Cristo nesta ocasião é: “Quando podem me batizar”?  Porquanto vocês creram em Cristo de todo coração, todos podem ser batizados e que Cristo lhes batize com o Espírito Santo e Fogo, e produza o novo nascimento em vocês.

 

No batismo na água nos identificamos com Cristo na Sua morte, sepultamento e ressurreição. Quando a pessoa recebe Cristo, morre para o mundo; quando a pessoa é batizada na água no Nome do Senhor Jesus Cristo está sendo sepultada simbolicamente e, depois, quando é levantada das águas, simbolicamente está ressuscitando para uma nova vida: à vida eterna com Cristo no Seu Reino eterno.

 

Tão simples assim é o simbolismo do batismo na água no Nome do Senhor. Recordem que o batismo é tipológico, portanto, assim nos identificamos com Cristo na Sua morte, sepultamento e ressurreição. Por isso foi que Cristo mandou pregar e a batizar todo aquele que crer, depois, Deus o batizará com o Espírito Santo e Fogo, e produzirá o novo nascimento nessa pessoa.

 

Todos os que vieram aos Pés de Cristo nesta ocasião podem ser batizados, que Cristo lhes batize com o Espírito Santo e Fogo, que produza o novo nascimento em vocês e continuaremos nos vendo eternamente no Reino de Cristo o nosso Salvador.

 

Que todos continuem desfrutando uma tarde feliz, repleta das bênçãos de Cristo o nosso Salvador. E, agora, com vocês aqui o Rev. José Benjamim Pérez e em cada país deixo o Ministro correspondente para que lhes indique como fazer para se batizarem na água no Nome do Senhor Jesus Cristo.

 

Deus lhes abençoe, guarde a todos e que continuem desfrutando uma tarde feliz, repleta das bênçãos de Cristo o nosso Salvador.

 

O LIVRO SELADO COM SETE SELOS”.