MENSAGENS




A Sinfônica de Deus - Introdução

Data: 20/05/2016 Tempo: 00:28:03





 

A SINFÔNICA DE DEUS

 

William Soto Santiago

Sexta-feira, 20 de Maio de 2016

Cayey - Porto Rico

 

Boa noite amados amigos e irmãos aqui presentes e aos que estão em diferentes países. Uma saudação muito especial para o Missionário Dr. Miguel Bermúdez Marín, lá onde se encontre nesta ocasião.

 

Para esta ocasião leiamos na Primeira aos Coríntios capítulo 14, versículos 7 e 8, e diz da seguinte maneira:

 

“Da mesma sorte, se as coisas inanimadas, que fazem som, seja flauta, seja cítara, não formarem sons distintos, como se conhecerá o que se toca com a flauta ou com a cítara?

8  Porque, se a trombeta der sonido incerto, quem se preparará para a batalha”?

 

Que Deus abençoe nossas almas com a Sua Palavra e nos permita entendê-la.

 

O nosso tema de introdução à escola bíblica e ao estudo bíblico do próximo domingo será: “A SINFONIA DE DEUS”. Para simplificá-lo, vamos chamar: “A SINFÔNICA DE DEUS”.

 

Com o que Missionário Miguel Bermúdez Marín nos falou nesta ocasião, eu creio que já seria o suficiente, portanto, vamos tocar somente no tema em poucas palavras, para assim termos o quadro da escola bíblica do próximo domingo.

 

A música é perfeita como também as matemáticas. No céu e do céu é que veio a música para os seres humanos. É do Céu os anjos a tiveram primeiro e, depois, veio à Terra para os seres humanos.

 

Por isso, a música não pode ser adulterada, porque a música produz um efeito muito importante no ser humano. Passa diretamente ao subconsciente sem que a censura possa fazer algo, passa sem passar pelo consciente para ser censurada, para ser raciocinada.

 

Por isso, algumas vezes tem pessoas, ou até vocês mesmos se encontram cantando ou seguindo o ritmo de uma música, sem sequer saber o que diz a letra dessa música, alguns até cantam sem saber o que significa a letra dessa música. É porque passa diretamente ao subconsciente, passa à alma sem passar pelo consciente, sem que o consciente a analise antes de deixá-la passar à alma, ou seja, ao subconsciente, pois, quando passa ao subconsciente, depois sai do subconsciente para materializar o conteúdo do que entrou no subconsciente na alma da pessoa.

 

Também encontramos que as matemáticas veem do Céu. Se você observar a Criação, tudo está matematicamente bem ordenado. Seguramente que o ser humano chegou às matemáticas até certo nível, porém, ainda lhe falta chegar a conhecer as matemáticas celestiais, que abrangem mais que as terrenas. Mas com as terrenas podem ver o Programa Divino, porque nas matemáticas e na música se reflete o Programa Divino que Ele faria de Era em Era e de Dispensação em Dispensação.

 

Se vocês forem a uma Sinagoga (e até em algumas Igrejas) vocês encontrarão que muitas vezes se lê a Escritura nas Sinagogas em forma cantada e se lermos em Deuteronômio no capítulo 31, versículo 19, Deus falando a Moisés, disse:

 

“Agora, pois, escrevei-vos este cântico, e ensinai-o aos filhos de Israel”...

 

Assim vocês vejam que Deus estava lhe dizendo que ensinasse este cântico, tudo isto que Deus lhe revelou ao povo e o ensinará cantado.

 

“Agora, pois, escrevei-vos este cântico, e ensinai-o aos filhos de Israel; ponde-o na sua boca, para que este cântico me seja por testemunha contra os filhos de Israel”.

 

Esta Palavra Divina que tinha que lhe dar nesse momento, ele a daria na forma de um cântico, que ensinaria aos adultos e as crianças, a homens e mulheres, para que estivessem cantando-o e seria para que o tivessem em memória e como um testemunho da parte de Deus para o povo. Ou seja, este cântico seria de testemunho a Deus do que aconteceria ao povo Hebreu se se separasse de Deus e se se inclinasse à idolatria.

 

Na Bíblia vemos nos Salmos também, e até no Livro do Apocalipse, que nos fala de um Cântico novo. O que pode ter um Cântico novo? A Palavra de Deus para o tempo em que a pessoa está vivendo. Um Cântico novo de uma Mensagem nova, uma Mensagem Dispensacional ou um Cântico novo de uma Mensagem, para uma nova etapa ou Era do povo de Deus sob o Pacto vigente desse tempo.

 

Como todos nós sabemos nas Igrejas se canta do que é a Mensagem para a Dispensação da Graça, ou seja: a Vinda do Senhor, o Seu Sacrifício na Cruz do Calvário e as bênçãos que Ele obteve para todos nós ao morrer, ser sepultado e ao ressuscitar glorificado.

 

Sempre se coloca também em cântico a Mensagem correspondente a uma Dispensação, para que o povo a aprenda e desfrute das bênçãos de Deus para essa Dispensação.

 

Quando nos fala de um Cântico novo para uma nova Dispensação, o Cântico contém a Mensagem dessa nova Dispensação. Por exemplo, vejamos no Apocalipse nos capítulos 15, 1 e 5, e neste capítulo 5 versículos 9 e 10, nos diz:

 

“E cantavam um novo cântico, dizendo: Digno és de tomar o livro, e de abrir os seus selos; porque foste morto, e com o teu sangue compraste para Deus homens de toda a tribo, e língua, e povo, e nação;

10  E para o nosso Deus os fizeste reis e sacerdotes; e eles reinarão sobre a terra”.

 

Vejam que é este o Cântico que estavam executando e interpretando lá no Céu, quando Cristo o Cordeiro tomou o Livro selado com sete selos.

 

Também no Apocalipse capítulo 15, versículos 3 e 4, nos diz:

 

E cantavam o cântico de Moisés, servo de Deus, e o cântico do Cordeiro, dizendo: Grandes e maravilhosas são as tuas obras, Senhor Deus Todo-Poderoso! Justos e verdadeiros são os teus caminhos, ó Rei dos santos.

4  Quem te não temerá, ó Senhor, e não magnificará o teu nome? Porque só tu és santo, por isso,  todas as nações virão, e se prostrarão diante de ti, porque os teus juízos são manifestos”.

 

Esse é outro cântico lá no Céu, quando ocorre tudo isto que está neste capítulo 15.

 

O conteúdo do Cântico sempre é o Programa de Deus para o tempo em que as pessoas estão vivendo. Vejam que esses Cânticos são do Céu e são transmitidos aos seres humanos, por isso, é que de Era em Era, se canta a Deus nas Igrejas, não qualquer coisa, mas conforme ao Programa de Deus para a Dispensação da Graça.

 

De Era em Era o Compositor, que é Deus, o qual desde antes da fundação do mundo compôs a pauta musical correspondente a cada Era e a cada Dispensação, e a letra do que Deus fará ficou na Bíblia. Depois, o Diretor, que é o Espírito Santo, como se vê nas orquestras sinfônicas a um homem com uma varinha dirigindo a todos os músicos, e a Sinfônica no Programa de Deus é a Igreja do Senhor Jesus Cristo e o Compositor é Deus.

 

E o Diretor toma a página musical correspondente ao tempo em que Ele, com a Orquestra, a Sinfônica tem de interpretar essa Obra, essa peça musical, o Diretor com a varinha, com a Palavra, o Espírito Santo no Mensageiro com a Igreja, interpretam essa peça musical, ou seja, realizam o que está escrito na Palavra para esse tempo, trazem a Mensagem correspondente a esse tempo, as promessas correspondentes a esse tempo, as realizam, as materializam e, então, se cumpre a Obra de Deus dessa peça musical para esse tempo.

 

Essa é a peça musical da Sinfônica de Deus, da Igreja do Senhor Jesus Cristo sendo dirigida pelo Diretor com a varinha na mão, a Palavra na mão, através do Mensageiro de cada Era e, assim, foi para cada Era e foi assim para cada Dispensação. Tão simples assim.

 

Não estamos no tempo de Noé, portanto, a peça musical para aquele tempo foi construir a Arca para a salvação dos que tinham de ser livrados do juízo do dilúvio: pessoas, animais, aves e répteis também.

 

Encontramos que tudo o que tinham de ouvir sendo interpretada pela Sinfônica de Deus daquele tempo (Noé e sua família), foi escutado o que viria e como escapariam do juízo que viria sobre a Terra. Ele estava dando a conhecer a folha musical daquele tempo e o Espírito Santo por meio de Noé estava dirigindo essa peça musical daquele tempo.

 

E o que isso tem haver conosco? Cristo disse: “Como foi nos dias de Noé, assim será a Vinda do Filho do Homem”. Ou seja, o tempo final será um tempo paralelo ao tempo de Noé, ao tempo da Vinda do Filho do Homem prometido em diferentes Escrituras do Antigo Testamento e do Novo Testamento.

 

Porém o importante para o nosso tempo é conhecermos qual é a página musical que a Sinfônica, que a Orquestra de Deus, a Igreja com o Diretor, o Espírito Santo com a Palavra, com a Vara na mão tem de interpretar através da Sua manifestação no tempo final, usando ao Mensageiro e a Igreja para a interpretação dessa peça musical.

 

Portanto, é importante e obrigatoriamente nós temos de conhecer a letra da peça musical, as promessas que estão na Bíblia correspondentes ao nosso tempo, para sabermos qual é a peça musical que a Igreja do Senhor Jesus Cristo tem de estar interpretando sob a direção do Maestro, do Espírito Santo, manifestado no Seu instrumento correspondente ao tempo final. Assim como foi nas diferentes etapas ou Eras da Igreja, assim também tem de ser no nosso tempo.

 

São as sete notas musicais, cada uma delas corresponde a cada Era da Igreja. São sete Eras da Igreja, e a peça musical de cada Era já foi interpretada pela Orquestra, pela Igreja sob a direção do Maestro, Cristo em Espírito Santo no meio da Sua Igreja, com a Sua Palavra dirigindo tudo, usando um Mensageiro de Era em Era, e assim por sete Eras.

 

E o que há para este tempo? A peça musical deste tempo final será em uma oitava, portanto, se sobe a uma oitava e se sobe a uma oitava Era, que é a Era de Pedra Angular, onde a peça musical corresponde a uma oitava, onde se percorrerem as sete notas musicais, porém, numa nota mais alta. Tão simples assim.

 

No próximo domingo teremos a escola bíblica e o estudo bíblico correspondente ao tema: “A SINFONIA DE DEUS” ou colocamos: “A SINFÔNICA DE DEUS”, que é a Igreja. E, depois, explicaremos isso da sinfonia, e explicaremos todas as demais coisas no próximo domingo, com a ajuda de Deus.

 

Portanto, oremos pela atividade do próximo domingo, do estudo bíblico do próximo domingo, sob o tema: “A SINFÔNICA DE DEUS”.

 

Para mim foi uma bênção e grande privilégio estar com vocês nesta ocasião, nesta curta introdução ao estudo bíblico do próximo domingo.

 

Que Deus lhes abençoe e lhes guarde; que continuem desfrutando uma noite feliz, repleta das bênçãos de Cristo o nosso Salvador.

 

Deixo aqui conosco o Rev. José Benjamim Pérez, e em cada país deixo ao Ministro correspondente para continuar.

 

Deus lhes abençoe, boa noite para todos e até no próximo domingo com a ajuda de Deus.

 

“A SINFÔNICA DE DEUS”.