MENSAGENS




Peçamos ao Pai no Seu Nome e Eles nos recompensará publicamente

Data: 19/06/2016 Tempo: 01:27:18





 

PEÇAMOS  AO  PAI  NO  SEU  NOME  E  ELE

NOS  RECOMPENSARÁ  PUBLICAMENTE

 

William Soto Santiago

Domingo, 19 de Junho de 2016

Cayey – Porto Rico

 

Feliz Dia dos Pais a todos os pais aqui presentes e aos que estão nas diferentes nações! Que Deus lhes abençoe grandemente, lhes prospere espiritualmente e materialmente e lhes use grandemente no Seu Programa neste tempo final, no Nome do Senhor Jesus Cristo. Amém.

 

Uma saudação especial para o Missionário Dr. Miguel Bermúdez Marín, e para todos os Ministros nas diferentes nações e também para as diferentes Congregações e Igrejas e irmãos nas diferentes nações.

 

Para esta ocasião temos o tema: “PEÇAMOS AO PAI NO SEU NOME, E ELE NOS RECOMPENSARÁ PUBLICAMENTE”.

 

Em São Mateus no capítulo 6, versículos 6 a 14, diz:

 

Mas tu, quando orares, entra no teu aposento e, fechando a tua porta, ora a teu Pai que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente.

7  E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios, que pensam que por muito falarem serão ouvidos.

8  Não vos assemelheis, pois, a eles; porque vosso Pai sabe o que vos é necessário, antes de vós lhe pedirdes.

9  Portanto, vós orareis assim: Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome;

10  Venha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu;

11  O pão nosso de cada dia nos dá hoje;

12  E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores;

13  E não nos induzas à tentação (em outras versões diz: Não nos deixe cair em tentação); E não nos induzas à tentação, mas livra-nos do mal; porque teu é o reino, e o poder, e a glória, para sempre. Amém.

14  Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celestial vos perdoará a vós”.

 

Que Deus abençoe nossas almas com a Sua Palavra e nos permita entendê-la.

 

O nosso tema para esta ocasião é: “PEDI AO PAI NO SEU NOME, E ELE TE RECOMPENSARÁ PUBLICAMENTE”.

 

Hoje, Dia dos Pais, recordamos, sobretudo, ao Pai Celestial, o Pai de família que é Deus e, que por meio de Cristo, Se multiplica Se reproduz em muitos filhos e filhas de Deus e, por isso, Cristo veio a ser o Pai de todos os filhos de Deus. Deus por meio de Cristo, como Pai, Se reproduzindo em filhos e filhas de Deus e, por isso, Cristo é o segundo Adão.

 

Assim como viemos no meio do primeiro Adão no meio de uma raça caída, viemos por meio do segundo Adão, por Cristo ao Reino de Deus, onde nascemos e onde Cristo Se reproduz em filhos e filhas de Deus por meio da segunda Eva, que é a Sua Igreja.

 

Portanto, Cristo como Filho sobre a Sua Casa (como diz em Hebreus no capítulo 3), foi colocado como a Cabeça dessa raça de filhos e filhas de Deus. No capítulo 3 de Hebreus, vamos ler nos versículos 5 e 6, que diz da seguinte maneira:

 

5  E, na verdade, Moisés foi fiel em toda a sua casa, como servo, para testemunho das coisas que se haviam de anunciar;

6  Mas Cristo, como Filho, sobre a sua própria casa; a qual casa somos nós, se tão somente conservarmos firme a confiança e a glória da esperança até ao fim”.

 

A Casa de Deus, a Casa de Cristo, a Casa e a Família de Deus, a descendência de Deus, por isso, no capítulo 2 de Efésios, versículos 19 a 22, diz:

 

Assim que já não sois estrangeiros, nem forasteiros, mas concidadãos dos santos, e da família de Deus (membros da Família de Deus como filhos e filhas de Deus);

20  Edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, de que Jesus Cristo é a principal pedra da esquina;

21  No qual todo o edifício, bem ajustado, cresce para Templo santo no Senhor.

22  No qual também vós juntamente sois edificados para morada de Deus em Espírito”.

 

Os membros da Família de Deus, os filhos e filhas de Deus são os que formam a Igreja do Senhor Jesus Cristo, os quais nascem no Reino de Cristo, na Sua Igreja de etapa em etapa, de Era em Era. Por isso, é que no capítulo 1 de Colossenses, versículos 12 a 14, o Apóstolo São Paulo nos diz:

 

Dando graças ao Pai que nos fez idôneos para participar da herança dos santos na luz;

13  O qual nos tirou da potestade das trevas, e nos transportou para o reino do Filho do seu amor;

14  Em quem temos a redenção pelo seu sangue, a saber, a remissão dos pecados”.

 

Ou seja, nos livrou da potestade das trevas, da potestade do poder do reino das trevas e nos transladou ao Reino de Jesus Cristo, o Filho de Deus.

 

Por meio do nascimento físico nós viemos aqui na Terra, ao reino das trevas, que está estabelecido no planeta Terra e que governa à humanidade, numa raça caída, numa raça que perdeu a vida eterna lá, quando Adão e Eva pecaram.

 

Nesta raça mortal é que nós chegamos para sermos provados, escutarmos a Palavra de Deus correspondente ao tempo que correspondeu a cada pessoa viver e que está escrita no Livro da Vida do Cordeiro no Céu, a fé nascer na sua alma, porque a fé vem pelo ouvir a Palavra do Senhor. (Romanos no capítulo 10).

 

A fé nasce na alma da pessoa quando ela escuta a Palavra de Deus e a fé vem pelo ouvir a Palavra. “Com o coração (com a alma) se crê para a justiça, mas com a boca se confessa para salvação”. E se requer esse passo da confissão, ao confessar a Cristo como único e suficiente Salvador, para salvação e vida eterna.

 

Portanto, através da história do Cristianismo, milhões de seres humanos estiveram escutando o Evangelho de Cristo, a fé de Cristo esteve nascendo em suas almas, estiveram recebendo Cristo como Salvador, eles estiveram sendo batizados no Seu Nome, Cristo os batizando com o Espírito Santo e Fogo, e produzindo o novo nascimento de milhões de crentes em Cristo no Seu Reino.

 

Recordem que Cristo é o herdeiro. Por meio de Cristo, Cristo estando no Seu corpo Angelical (chamado “Anjo do Pacto”), no seu corpo Teofânico, no Verbo (chamado “Verbo”), Deus por meio de Cristo criou todas as coisas.

 

Algumas pessoas pensam que isso é algo muito grande para Cristo e  é. Não houve outra pessoa através de quem Deus pudesse Se manifestar e criar todas as coisas. Isto está em Hebreus no capítulo 1, versículos 1 e 2, que diz:

 

HAVENDO Deus antigamente falado muitas vezes, e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, a nós falou-nos nestes últimos dias pelo Filho,

2  A quem constituiu herdeiro de tudo, por quem fez também o mundo”. (Ele é o herdeiro de toda a Criação), e por quem deste modo fez o universo”.

 

Por meio de quem fez o universo? Por meio de Cristo, do Anjo do Pacto, do Verbo que estava com Deus e era Deus. Ou seja, é o corpo Angelical de Deus, Cristo no Seu corpo Teofânico, chamado “Anjo do Pacto”.

 

Também no capítulo 1 de São João, versículo 1, nos diz:

 

No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus”.

 

Era Deus, porque Deus estava no Verbo, no corpo Angelical, no Anjo do Pacto manifestando-Se. Esse é o corpo Angelical de Deus. Cristo no Seu corpo Angelical, o Anjo do Pacto é a imagem do Deus vivente, o corpo Angelical de Deus.

 

E o corpo físico de Deus é a semelhança física chamada “Jesus”, ou “Jesus Cristo”. Por isso, Jesus Cristo dizia: “Eu e Pai somos um. quem me viu, viu o Pai”. Eles estavam vendo ao Pai Se manifestando no Seu corpo físico, no Seu corpo de carne chamado “Jesus Cristo”, “Emanuel”, conforme a Isaías no capítulo 7, versículo 14. Emanuel que traduzido é: “Deus conosco”.

 

E se vai pregar o Evangelho tem de se pregar: “Quem é Deus?  Quem é o Anjo do Pacto? Quem é o Verbo? Quem é Jesus Cristo? E como Jesus Cristo era antes de vir a Terra no corpo humano? Porque no capítulo 8 de São João, versículos 56 a 58, Cristo disse:

 

Abraão, vosso pai, exultou por ver o meu dia, e viu-o, e alegrou-se.

57  Disseram-lhe, pois, os judeus: Ainda não tens cinquenta anos, e viste Abraão?

58  Disse-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que antes que Abraão existisse, eu sou”.

 

Era o “Eu Sou”, era nada menos que o Anjo do Pacto como estava prometido que viria ao povo.

 

Alguns se perguntarão: E estava prometido que o Anjo do Pacto viria? Claro que sim, e Esse seria o Messias prometido, para o povo Hebreu. Isso está no capítulo 3 de Malaquias, no versículo 1, onde falou de João o Batista (o precursor da Primeira Vinda de Cristo) e do precursado, o Senhor Jesus Cristo. Esta profecia se cumpriu lá, e diz:

 

“EIS que eu envio o meu Anjo, que preparará o caminho diante de mim (todos nós sabemos que esse Mensageiro foi João o Batista precursando, preparando o caminho para Cristo na Sua Primeira Vinda, ao Messias, preparando o caminho ao Anjo do Pacto); e de repente virá ao seu Templo o Senhor, a quem vós buscais; e o mensageiro da aliança, a quem vós desejais, eis que ele vem, diz o SENHOR dos Exércitos”.

 

Veem? Virá ao Seu Templo o Senhor Deus Todo-Poderoso e o Anjo do Pacto, que é Cristo, o “Anjo do Senhor” ou o “Anjo do Pacto” ou o “Anjo de Deus”. Deus viria assim, como veio para a criação de uma nova raça, ou a “raça original”, que é a que estava planejada para herdar o planeta Terra e toda a Criação, como co-herdeiros com Cristo, com o Anjo do Pacto, os quais logo seriam os membros da Igreja do Senhor Jesus Cristo, que nasceriam no Reino de Deus.

 

“… e de repente virá ao seu Templo o Senhor, a quem vós buscais; e o Anjo do Pacto, a quem vós desejais, eis que ele vem, diz o SENHOR dos Exércitos”.

 

Estava prometido que o Anjo do Pacto viria e o mesmo Anjo que apareceu a Moisés, que por meio de Moisés libertou ao povo Hebreu e veio em carne humana. Ele estava velado em Moisés, num corpo temporário, para morada de Deus em Espírito, essa Coluna de Fogo estava velada em Moisés e era Deus falando ao povo Hebreu, por lábios humanos e também ao Faraó e aos Egípcios.

 

Mas o corpo humano de Deus é Jesus Cristo, corpo que já está glorificado e sentado à direita de Deus no Céu. O próprio Cristo disse que Ele se assentaria à direita de Deus e quem está assentado no trono é quem tem o poder, é o rei.

 

E, então, que dizer do poder de Deus, como Rei? Deus com o Seu corpo Angelical e o Seu corpo físico, chamado “Jesus Cristo”, está assentado no Trono Celestial. Então, é Deus em forma humana na pessoa de Jesus Cristo o nosso Salvador, porém, com um corpo glorificado, e desde que foi ressuscitado subiu ao Céu e se assentou à direita de Deus.

 

Todos os crentes em Cristo terão corpos glorificados e eternos também e viverão eternamente como Reis, como Sacerdotes e como Juízes no Reino de Deus aqui na Terra, no Reino de Cristo, como herdeiros e co-herdeiros do Reino terreno de Deus com Cristo e também são herdeiros do Reino de toda a Criação, são os Administradores que estarão com Cristo governando toda a Criação.

 

Porque a promessa de que havia de ser herdeiro do mundo não foi feita pela lei a Abraão, ou à sua posteridade, mas pela justiça da fé”. [Romanos, no versículo 13]

 

E o herdeiro da Terra, do sistema solar completo e de todas as galáxias com todos os seus sistemas solares e planetas é Cristo e os crentes em Cristo, que formam a Igreja do Senhor Jesus Cristo, e são herdeiros e co-herdeiros com Cristo de tudo aquilo que Cristo é herdeiro. Ele é herdeiro de toda a Criação, porque por Ele e para Ele foram feitas todas as coisas.

 

Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez”. [São João 1:3]

 

Recordem do que nos disse:

 

Ele estava no princípio com Deus.

3  Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez.

4  Nele estava a vida, e a vida era a luz dos homens.

5  E a luz resplandece nas trevas, e as trevas não a compreenderam”.

 

E, agora, nós podemos ver de quem se trata a pregação do Evangelho de Cristo, o Evangelho da Graça, o Evangelho da nossa salvação: se trata do Anjo do Pacto, no qual Deus morava e mora, o qual é o Seu corpo Angelical, a imagem do Deus vivente.

 

A Escritura no capítulo 32 do Gênesis, versículos 24 a 28, nos diz que Jacó lutou com o Anjo do Senhor, num lugar que se chamava “Peniel”:

 

Jacó, porém, ficou só; e lutou com ele um homem, até que a alva subiu.

25  E vendo este que não prevalecia contra ele, tocou a juntura de sua coxa, e se deslocou a juntura da coxa de Jacó, lutando com ele.

26  E disse (o Anjo disse a Jacó): Deixa-me ir, porque já a alva subiu. Porém ele disse: Não te deixarei ir, se não me abençoares.

 

E toda pessoa tem de estar bem agarrada de Cristo, do Anjo do Pacto, para receber a bênção de Cristo. Porque as bênçãos são para os valentes que se agarram bem do Anjo do Pacto e nunca se separam Dele, mas que se mantêm firmes crendo que a bênção é para eles.

 

Porque, quando a pessoa lê e capta uma promessa divina, crê nela de todo coração, essa promessa lhe pertence. O resto é um lapso de tempo até que se materialize, onde Deus cumpra essa promessa que Ele fez na Sua Palavra.

 

27  E disse-lhe: Qual é o teu nome? E ele disse: Jacó.

28  Então disse: Não te chamarás mais Jacó, mas Israel; pois como príncipe lutaste com Deus e com os homens, e prevaleceste”.

 

Recordem que para receber as bênçãos, sempre há uma luta, há uma luta para permanecer firme, porque virão pessoas que tratarão de desanimar à pessoa, ou ela verá coisas que podem desanimá-la, mas a pessoa tem de ter a sua vista posta nas promessas divinas, crendo nelas de todo coração, sem se separar da Palavra do Senhor, para a direita ou para a esquerda.

 

Recordem que o inimigo arranca do coração, da alma das pessoas, a Palavra que foi semeada, se a pessoa deixar que o inimigo a arranque, usando outra pessoa ou usando coisas que possam desanimá-la.

 

“29  E Jacó lhe perguntou, e disse: Dá-me, peço-te, a saber o teu nome. E disse: Por que perguntas pelo meu nome? E abençoou-o ali.

30  E chamou Jacó o nome daquele lugar Peniel, porque dizia: Tenho visto a Deus face a face, e a minha alma foi salva”.

 

Disse que viu a Deus cara a cara e a quem viu foi ao Anjo do Senhor, ao Anjo de Deus, estava vendo Deus vestido do Seu corpo Angelical, chamado o “Anjo do Pacto” ou “Anjo de Deus”, que é Cristo no Seu corpo Angelical, o mesmo que numa ocasião Moisés viu de costas.

 

É importante sabermos que Deus é Pai Filho e Espírito Santo, portanto, temos de saber diferenciar entre Deus como Pai, também Deus como o Anjo do Pacto, e Deus em carne humana, chamado “Jesus”, o qual já está glorificado. Se a pessoa não souber fazer essa diferença, estará confusa em todo o tempo, quanto ao conhecimento de quem é Deus.

 

E Jacó disse: “Vi Deus cara a cara e minha alma e foi salva”. E no capítulo 13 do Livro de Juízes, Manoá e sua esposa que se chamava, como? A senhora Manoá, diz:

 

Então Manoá disse ao anjo do SENHOR: Ora deixa que te detenhamos, e te preparemos um cabrito.

Recordem que sempre quando se menciona o “Anjo do Senhor” é o corpo Angelical de Deus no qual Deus está, e através do qual Deus falou à existência toda a Criação.

Ora deixa que te detenhamos, e te preparemos um cabrito

16  Porém o anjo do SENHOR disse a Manoá: Ainda que me detenhas, não comerei de teu pão; e se fizeres holocausto o oferecerás ao SENHOR. Porque não sabia Manoá que era o anjo do SENHOR.

17  E disse Manoá ao anjo do SENHOR: Qual é o teu nome, para que, quando se cumprir a tua palavra, te honremos?

18  E o anjo do SENHOR lhe disse: Por que perguntas assim pelo meu nome, visto que é maravilhoso?

19  Então Manoá tomou um cabrito e uma oferta de alimentos, e os ofereceu sobre uma penha ao SENHOR: e houve-se o anjo maravilhosamente, observando-o Manoá e sua mulher.

20  E sucedeu que, subindo a chama do altar para o céu, o anjo do SENHOR subiu na chama do altar; o que vendo Manoá e sua mulher, caíram em terra sobre seus rostos.

21  E nunca mais apareceu o anjo do SENHOR a Manoá, nem a sua mulher  (Isto foi quando lhe falou a respeito de um filho que teriam, o qual foi Sansão);  então Manoá compreendeu que era o anjo do SENHOR.

22  E disse Manoá à sua mulher: Certamente morreremos, porquanto temos visto a Deus.

23  Porém sua mulher lhe disse: Se o SENHOR nos quisesse matar, não aceitaria da nossa mão o holocausto e a oferta de alimentos, nem nos mostraria tudo isto, nem nos deixaria ouvir tais coisas neste tempo (ou seja, que teriam um filho).

24  Depois esta mulher teve um filho, a quem pôs o nome de Sansão; e o menino cresceu, e o SENHOR o abençoou”.  [Versículos 15-24]

 

Agora, temos que Jacó viu o Anjo do Senhor, lutou com Ele, e o Anjo lhe disse: “Porque lutaste com Deus e com os homens, e venceste”. Estava lutando com Deus manifestado no Anjo, no Seu corpo Angelical, por isso, podia dizer que lutou com Deus. E Manoá também disse que ele e a sua esposa viram a Deus.

 

Também na escada que Jacó viu no capítulo 28 do Gênesis, versículos 1 em diante, nos disse que sonhou que havia uma escada colocada sobre a terra, que chegava ao Céu, via Anjos de Deus que subiam e desciam por ela, e Deus estava no topo da escada de onde lhe falou.

 

Depois, quando Jacó despertou no capítulo 28 do Gênesis, do versículo 12 a 17, diz:

 

E sonhou: e eis uma escada posta na terra, cujo topo tocava nos céus; e eis que os anjos de Deus subiam e desciam por ela;

13  E eis que o SENHOR estava em cima dela, e disse: Eu sou o SENHOR Deus de Abraão teu pai, e o Deus de Isaque; esta terra, em que estás deitado, darei a ti e à tua descendência;

14  E a tua descendência será como o pó da terra, e estender-se-á ao ocidente, e ao oriente, e ao norte, e ao sul, e em ti e na tua descendência serão benditas todas as famílias da terra;

Esta semente é o Messias-Príncipe, Cristo no qual todas as famílias da Terra são abençoadas ao escutar a pregação do Evangelho de Cristo e receber a bênção da salvação. Por isso, Cristo disse: “Ide por todo mundo e pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado, será salvo; mas quem não crer, será condenado”.  (São Marcos capítulo 16, versículos 15 e 16).

15  E eis que estou contigo, e te guardarei por onde quer que fores, e te farei tornar a esta terra; porque não te deixarei, até que haja cumprido o que te tenho falado.

16  Acordando, pois, Jacó do seu sono, disse: Na verdade o SENHOR está neste lugar; e eu não o sabia.

17  E temeu, e disse: Quão terrível é este lugar! Este não é outro lugar senão a casa de Deus; e esta é a porta dos céus.

 

Onde Jacó se encontrou com Deus? No cume da escada, na Casa de Deus, porque esse é o lugar de morada de Deus.

 

Na Sua Primeira Vinda foi achado no meio do Seu povo Israel, na Casa terrena de Deus, na Família terrena de Deus. E de Era em Era O encontramos manifestado no meio do Seu povo, que está no Pacto vigente para cada Era ou cada Dispensação. Aí é onde encontramos a Deus manifestado através da história bíblica, que nos mostra as diferentes etapas das manifestações de Deus.

 

Encontramos a Deus também no Seu Templo, no Tabernáculo que Moisés construiu e O encontramos no Templo que o rei Salomão construiu, no Lugar Santíssimo no meio dos Querubins de Ouro sobre o Propiciatório, sob o Pacto dado Por Deus ao povo Hebreu através de Moisés, sob a Lei. Depois, no Novo Pacto, O encontramos na Igreja do Senhor Jesus Cristo, Se manifestando de Era em Era, passando do Átrio ao Lugar Santo (nas sete Eras da Igreja), e no Último Dia passando do Lugar Santo a Era de Pedra Angular, que é o Lugar Santíssimo desse Templo Espiritual formado por seres humanos, que como indivíduos também são Templos humanos onde Deus mora em sua alma, em seu coração. Por isso, São Paulo disse: “Não sabeis que sois Templo de Deus, e que o Espírito de Deus habita em vós?” [Primeira aos Coríntios 3:16]

 

Portanto, é importante conhecermos estes detalhes, para através da história nós podermos ver a Deus no meio do povo que está no Pacto vigente para o seu tempo, podermos vê-Lo no Seu Templo no Antigo Testamento e vê-Lo no Novo Templo, formado por seres humanos, que é a Igreja do Senhor Jesus Cristo e podermos ver em que etapa do Templo e em que parte do Templo de Deus, da Igreja de Jesus Cristo nós nos encontramos.

 

Porque Ele estará cumprindo o que Ele prometeu para a etapa do nosso tempo, que é a etapa da Era de Pedra Angular, assim como cumpriu o prometido para cada Era ou etapa da Igreja nas Eras passadas, para a qual Deus veio, Cristo veio em Espírito e Se revelou ao Mensageiro de cada Era e deu ao Mensageiro de cada Era a Palavra prometida para cada Era e quando ele a trouxe, por Palavra falada criou a etapa da Igreja correspondente sob o Novo Pacto.

 

Assim também é para o nosso tempo. Deus cumprirá a Palavra prometida para a Era de Pedra Angular. É aí onde estão as grandes bênçãos de Deus para a Igreja neste tempo final, porque as demais Eras já transcorreram e seus Mensageiros terminaram o seu trabalho na Terra, e estão no Paraíso com o grupo que lhes correspondeu para a sua Era, esperando que se complete a Igreja do Senhor Jesus Cristo na Era de Pedra Angular e Cristo termine o Seu trabalho como Sumo Sacerdote intercedendo no Propiciatório no Templo Celestial, e feche da Porta da Dispensação da Graça, e Ele Se torne o Leão da tribo de Judá, Rei de reis e Senhor de senhores, e o Juiz de toda a Terra.

 

Porque isto é o que está prometido para Cristo fazer na Sua Segunda Vinda, vindo à Sua Igreja, para a ressurreição dos mortos crentes Nele, com os quais Ele virá, porque desde a sétima dimensão Ele passará à sexta dimensão (ao Paraíso), onde estão os Mensageiros com o seu grupo correspondente a sua Era, em cada Era, Ele os ressuscitará em corpos glorificados e daí virá com eles, com o Mensageiro e o seu grupo (logo depois de terem um julgamento dos Mensageiros lá no Paraíso), e quando os virmos ressuscitados, nós os que vivemos neste tempo final seremos transformados e, então, teremos corpos jovens, corpos imortais, corpos glorificados na semelhança do corpo glorificado que Jesus Cristo o nosso Salvador tem.

 

As coisas que estão prometidas para serem cumpridas neste tempo final, pois essas são as promessas correspondentes para a nossa transformação. E há uma promessa muito importante, que é a de que a Coluna de Fogo, Cristo o Anjo do Pacto Se moverá a uma Grande Tenda Catedral, a um Pequeno Lugar de Madeira, que foi mostrado ao Rev. William Branham.

 

E na página 40 do Livro das “Citações”, numa citação de uma das Mensagens ele perguntou, quando foi levado a esse Lugar e estava no ar, ele viu a Coluna de Fogo que se moveu de onde ele estava para esse Pequeno Quartinho e o Anjo lhe disse: “Eu te encontrarei ali”. Ou seja, pelo menos o Mensageiro da sétima Era estará aí de alguma forma e, possivelmente, todos os sete Mensageiros das diferentes Eras. Haverá uma grande bênção para a Igreja do Senhor Jesus Cristo neste tempo final.

 

Ele viu a Coluna de Fogo Se mover para lá e viu milagres e maravilhas também, fila de oração, viu a pregação também, a chamada ao altar e todas essas coisas. E lhe foi dito: “Isto é a Terceira Etapa e tu não dirás a ninguém”.

 

Seguramente para que não fosse interrompida, porque sempre há imitadores que saem primeiro tratando de tirar vantagens e dizendo que têm revelações pessoais, e o inimigo os engana. Mas Ele disse: “Isto não será imitado”, porque o inimigo não sabe o que é isto.

 

A Terceira Etapa será uma manifestação plena do poder de Deus, a Palavra criadora sendo falada. E, por isso, na leitura que o Rev. Miguel Bermúdez Marín fez, mostrou que o Rev. William Branham disse que a fé subirá a um nível alto e que a fé das pessoas que tiverem pouca fé, elas não terão problemas, porque será uma etapa pela Palavra criadora sendo falada. Isso está muito próximo de suceder.

 

Com o cumprimento dessa Visão será selado o Programa de Deus, selado com a transfiguração ou a glorificação dos escolhidos de Deus que retornarão na ressurreição com corpos glorificados, e a transformação dos crentes em Cristo do Último Dia, que estiverem vivos nessa etapa da Igreja. Os que serão transformados serão dessa etapa da Igreja, os que serão ressuscitados serão das etapas passadas e alguns dos nossos também que tenham partido.

 

Portanto, não há problema se parta alguma pessoa crente do tempo final, ela voltará num corpo glorificado. Mas se permanecer viva até o tempo final (para a qual tem de ter sido eleita Por Deus para esse propósito) será transformada para ser semelhante a Jesus Cristo num corpo glorificado, no corpo eterno, imortal e jovem para toda a eternidade.

 

Aí é onde obteremos a vida eterna no corpo físico. Teremos a vida eterna no corpo físico glorificado, mas já temos vida eterna espiritual, portanto, primeiro se tem a vida eterna espiritual e, depois, a vida eterna física na ressurreição dos que morreram fisicamente e na transformação dos que estiverem vivos.

 

Porém, Deus fará tudo isso por meio de Cristo o nosso Salvador no tempo final, no qual nós estamos vivendo. Mas não sabemos em que ano, tampouco sabemos em que mês, nem em que semana e em que dia. Mas como Era é o dia da Era da Pedra Angular, que corresponde ao oitavo dia ou ao domingo da semana, que foi a ressurreição de Cristo o nosso Salvador, no primeiro dia da semana, que é o domingo.

 

E vimos que Jacó disse que viu a Deus cara a cara e onde disse que isto é a Casa de Deus e a Porta do Céu, viu a Deus no topo da escada. E é aí na Era da Pedra Angular onde Deus será visto manifestado em toda a Sua plenitude no Último Dia, onde Cristo ou Deus Se manifestará em toda a Sua plenitude, para a ressurreição dos mortos em Cristo e a transformação dos que vivemos.

 

E se lermos o que São João disse no capítulo 1, versículo 18, qualquer pessoa poderia pensar que há uma contradição, mas não há nenhuma contradição. Logo depois de todos estes homens, como Manoá e Jacó terem dito que viram a Deus cara a cara, vejam o que João disse no capítulo 1, no versículo 18:

 

Deus nunca foi visto por alguém”... E eles disseram que viram a Deus cara a cara. Deus nunca foi visto por alguém. O Filho unigênito, que está no seio do Pai, esse o revelou”.

 

Recordem que esse é Jesus Cristo. Ele é a imagem do Deus vivente e através da imagem divina, que é o corpo Angelical de Cristo, chamado o “Anjo do Pacto”, é que Deus Se deu a conhecer desde o Gênesis e por toda a Escritura.

 

Todos os que disseram que viram a Deus cara a cara, o que viram foi o corpo Angelical de Deus, que é a imagem do Deus vivente. E, depois, os que viram a Jesus Cristo, estavam vendo Deus, a Deus velado em um corpo de carne, a Deus no Seu corpo físico, o qual já está glorificado.

 

Portanto, quando nos encontrarmos com Ele, com Jesus Cristo, estaremos vendo a Deus em forma humana, mas no corpo glorificado e todos os crentes em Cristo com corpos glorificados, toda a Família de Deus, os filhos de Deus já glorificados, para o começo do Reino, porém, primeiro na Ceia das Bodas do Cordeiro, onde Cristo e a Sua Igreja serão revestidos como reis sobre toda a Terra e sobre toda a Criação.

 

E, depois, no final da grande tribulação retornaremos para o começo do Reino de Deus aqui na Terra, chamado o “Reino de Davi”. E o Trono de Davi será ocupado por Cristo no Último Dia, para o Reino Milenar.

 

Aí há um mistério que, por agora, vamos deixar quieto, porque há grandes bênçãos para todos os crentes em Cristo deste tempo final.

 

Jamais alguém viu a Deus. E os que disseram que viram Deus, o que estavam vendo era o corpo Angelical de Deus, chamado o “Anjo do Pacto”, o qual é Cristo no Seu corpo Angelical. Por isso, Ele podia dizer: “Antes que Abraão existisse, eu sou. Abraão desejou ver o meu dia, o viu e se alegrou”.

 

Na pregação do Evangelho de Cristo, do Evangelho da Graça é importante conhecer a Deus e conhecer quem é o Anjo do Pacto, conhecer quem é Jesus Cristo, o qual foi manifestado na Terra num ministério de três anos e meio e terminou aos trinta e três anos.

 

Teve começo quando tinha próximo de trinta anos, quando foi batizado por João o Batista. Vejam que Deus nunca chega tarde e para o ministério messiânico de três anos e meio, o véu de carne já estava na Terra por vinte e nove anos e meio, através do qual Deus manifestaria a promessa do Messias, da Vinda do Messias, onde compartilhou a cultura, a religião de Israel e toda a vida cotidiana do povo Hebreu, como mais um cidadão de Israel. Deus tendo companheirismo com os seres humanos que estavam sob o Pacto da Lei vigente naquele tempo.

 

Sempre é importante sabermos que a Vinda do Senhor é para o povo que está sob o Pacto vigente nesse tempo. É importante sabermos isso, porque assim saberemos onde o Senhor tinha de vir, onde tinha de vir na Sua Primeira Vinda e onde terá de vir na Sua Segunda Vinda.

 

Era lá em Israel que estavam esperando a Vinda do Messias, veio e cumpriu o que tinha de cumprir para aquele tempo, porque era o povo que estava sob o Pacto vigente para aquele tempo. E o povo que está sob o Pacto vigente para o tempo final é a Igreja do Senhor Jesus Cristo, que nasceu no Dia de Pentecostes. Por isso, é a Igreja que espera a Segunda Vinda de Cristo e Ele virá como Leão da tribo de Judá, como Rei de reis e Senhor de senhores na Sua Obra de Reclamação.

 

E quando os Judeus virem ao Senhor no meio da Sua Igreja, dirão: “Este é o que nós estamos esperando!” Ou seja: “O que Ele faz lá com os crentes em Cristo?” É porque a Igreja do Senhor Jesus Cristo tem o Pacto vigente sob a Dispensação da Graça e são promessas correspondentes ao Novo Pacto, para serem cumpridas no meio do Cristianismo no Último Dia.

 

Até aí os Judeus serão incrédulos. Daí em diante, Deus abrirá a mente, o coração e as Escrituras para eles, para compreenderem toda a história da Primeira e da Segunda Vinda de Cristo, e do Novo Pacto, no qual está a Igreja do Senhor Jesus Cristo. Portanto, o que temos é de orar pelos Judeus, porque eles terão o seu tempo e eles serão despertados, conforme o capítulo 6 de Oséias.

 

Sob o Novo Pacto, Cristo disse para os do Novo Pacto: “Pedis e se vos dará, buscai e achareis”. [São Mateus 7:7] Também disse: “Tudo o que pedires ao Pai no meu Nome, eu o farei”. E também disse: “Tudo o que pedirdes, o Pai vos dará”. (Em São João capítulos 14, 15 e 16). E em São Marcos capítulo 11, versículo 23: “Se disseres a este monte: passe daqui para lá, passará e nada vos será impossível”.

 

Há um monte que terá de ser removido, o monte do reino dos gentios. Conforme a Daniel, capítulo 2, versículo 30 em diante, esse monte, esse reino será removido, e a Pedra não cortada por mãos será estabelecida, crescerá e formará um grande monte, um grande Reino, o Reino Milenar do Messias. Tão simples assim.

 

E isso é mais do que a remoção de um monte literal, porque um monte literal pode ser removido com uma máquina também, porém, só Deus pode remover o monte do reino dos gentios com a Pedra não cortada por mãos, que é a Segunda Vinda de Cristo, para o estabelecimento do Reino de Deus na Terra, do Príncipe de Paz do capítulo 9 de Isaías, versículos 1 a 11.

 

Portanto, para os crentes em Cristo há um futuro glorioso e há promessas da parte de Deus, para termos motivos para orar por essas bênçãos que Ele prometeu, por essas promessas que há para os crentes em Cristo.

 

Alguma pessoa pode dizer: “Mas se já está prometido, não tenho de orar por isso”. Pense que é como numa casa, que é o mais familiar para uma pessoa: A geladeira está cheia, o forno tem eletricidade ou gás (o mesmo se passa num restaurante), e se você tem fome e chega na sua casa, você pode dizer a sua esposa: “Eu quero tal coisa, tal coisa e tal coisa”. Isso é como se estivesse orando, fazendo um pedido, ou se pedir o cardápio num restaurante, e aí pede o que quer, mas não lhe trarão se você não pedir.

 

E as bênçãos que prometeu, as promessas que prometeu não serão concedidas se não as pedirmos. Por isso, disse para orarmos. Ele sabe do que temos necessidade, Ele sabe quais são os pedidos que vamos fazer, mas temos de pedir: “Pedi e se vos dará”. [São Mateus 7:7]

 

Cristo nos ensinou a pedirmos o que Deus prometeu, a pedirmos de acordo à vontade de Deus, que é pedirmos de acordo às promessas divinas. Temos de pedir. Isso é estarmos reclamando o que Ele prometeu, é para nós, mas se nós não pedirmos é porque não necessitamos. Portanto, Cristo nos disse: “Pedi, e tudo o que pedirdes ao Pai no meu Nome, eu o farei”.

 

Desde que você viu escrito o que está prometido, as promessas de Deus, crê nelas, ora, pede e aí começa o processo da materialização, e não sabemos quanto tempo levará para uma pessoa se comparada com outra, o que dependerá da fé da pessoa.

 

Mantenha-se firme pedindo, e firme crendo que receberá o que pediu, porque você examinará com a Palavra e saberá que está pedindo conforme à vontade de Deus e, assim, Deus será glorificado, Cristo será glorificado em nós, e nós glorificaremos a Cristo.

 

Porque Ele é a Videira Verdadeira, nós somos os galhos ou os ramos onde leva o fruto. “E nisto meu Pai é glorificado”. Cristo disse: “Em que leveis muito fruto”. (São João capítulo 15).

 

Alguns dizem: “Eu me conformo com um pouquinho”. Jacó não se conformou com pouco, nem Abraão tampouco. O crente em Cristo se conforma com tudo o que Deus prometeu para ele. Portanto, Deus não é escasso para nós, há abundante bênção para todos nós. O servo negligente foi o único que se conformou em não pedir e a não ter nada e a bênção foi retirada dele e dada a outra pessoa. Ele não pode entrar no Reino.

 

PEDI AO PAI NO SEU NOME (ou seja, no Nome do Senhor Jesus Cristo), E ELE TE RECOMENSARÁ PUBLICAMENTE”.

 

A Visão da Tenda dará cumprimento também a essas palavras de Cristo, porque a Câmara onde Cristo disse que a pessoa entre na sua câmara secreta pode ser a habitação principal ou o escritório da pessoa, é onde ora a Deus no Nome do Senhor, como é costume em todo o Cristianismo e no Judaísmo também; essa câmara secreta é tipo e figura do Lugar Santíssimo do Tabernáculo que Moisés construiu e do Templo que o rei Salomão construiu; e é tipo e figura também da alma da pessoa, que é o lugar secreto onde Deus mora no interior do crente; e é tipo e figura do Lugar Santíssimo do Templo que Salomão construiu; é tipo e figura do Lugar Santíssimo da Era da Pedra Angular, do Templo Espiritual de Cristo, da Igreja do Senhor Jesus Cristo, que neste tempo final subiu mais acima na Era do Lugar Santíssimo do Templo Espiritual de Cristo.

 

Por isso, a manifestação plena de Deus será na Era da Pedra Angular, na Era do Lugar Santíssimo, assim como foi no Templo que Salomão construiu e no Tabernáculo que Moisés construiu.

 

Para dar a bênção espiritual lá aos crentes em Cristo, os Seus discípulos tiveram de subir no aposento alto. Para a bênção que virá para os crentes em Cristo, a fé para serem transformados e levados com Cristo à Ceia das Bodas do Cordeiro, terão de subir no Aposento Alto da Era da Pedra Angular (tão simples assim), para receberem as bênçãos espirituais e materiais, a transformação física dos nossos corpos mortais. Tão simples assim.

 

É aí onde soará a Trombeta Final ou a Grande Voz de Trombeta, que nos dará a fé para sermos transformados e levados com Cristo à Ceia das Bodas do Cordeiro. Tudo girará em torno da Segunda Vinda de Cristo como Leão da tribo de Judá, como Rei de reis e Senhor de senhores, como o Apocalipse, capítulo 10, nos mostra o Anjo Forte que desce do Céu, o qual é Cristo clamando como um leão quando ruge e sete trovões emitindo as suas vozes.

 

Aí está o segredo pelo qual houve silencio no Céu por quase meia hora. Por isso, foi dito a João: “Não escreva o que os trovões falaram”, senão, nós teríamos imitações, muitas imitações que faria muito dano aos escolhidos. Porque, se fosse possível, os escolhidos seriam enganados pelos imitadores. Se fosse possível, mas não será possível, porque a Voz de Cristo estará na Era de Pedra Angular, assim como esteve em Eras passadas nos Mensageiros no meio da Igreja na Era correspondente. Mas para este tempo final o segredo será mais fechado, para evitar as imitações dos imitadores, que para tirarem proveito, se aproveitarão para combaterem à Igreja do Senhor Jesus Cristo.

 

Portanto, estejamos preparados, porque algo grande se prepara para suceder neste tempo final, para bênção dos crentes em Cristo sob o Novo Pacto na Dispensação que nos correspondeu, onde se faz o entrelace da Dispensação da Graça com a Dispensação do Reino.

 

PEDI AO PAI NO SEU NOME, E ELE TE RECOMPENSARÁ PUBLICAMENTE”.

 

Se houver alguma pessoa que ainda não recebeu Cristo como Salvador, pode fazer isso nestes momentos e estaremos orando por você para que Cristo lhe receba no Seu Reino e produza o novo nascimento em você. Para o qual você pode passar e chegar até aqui na frente, e os que estão em outras nações podem passar aí na frente onde se encontram, para que fiquem incluídos na oração que estaremos fazendo por todos os que estarão recebendo Cristo como Salvador.

 

E as crianças de dez anos em diante também podem vir aos Pés de Cristo. Cristo disse: “Deixai os meninos virem a mim, e não os impeçais; porque dos tais é o reino dos céus”. [São Mateus 19:14] Ou seja, Cristo não discriminou as crianças nem tampouco as mulheres. Eram muitas as irmãs que acompanhavam a Jesus em Seu ministério, ajudavam, trabalhavam, e apoiavam o ministério de Jesus Cristo.

 

Há lugar para todos no Reino de Cristo. E para o nosso tempo, o servo, o Espírito Santo que foi enviado de Era em Era, para buscar os que entrariam na Ceia, no final, disse ao Pai de família: “Já foi feito como mandaste e ainda tem lugar”. E já transcorreram as sete Eras da Igreja e ainda tem lugar. Onde? Na Era da Pedra Angular. Tem lugar para os que escutam e a fé de Cristo nasce na sua alma e recebem Cristo como Salvador. Ainda tem lugar.

 

Graças a Deus que ainda há oportunidade de salvação para as pessoas escritas no Livro da Vida do Cordeiro no Céu, que faltam por chegar ao Reino de Deus.

 

Vamos ficar em pé para orarmos pelas pessoas que vieram aos Pés de Cristo nesta ocasião:

 

Pai Nosso que estás nos Céus, no Nome do Senhor Jesus Cristo venho a Ti com todas estas pessoas aqui presentes e em outras nações, que estão recebendo Cristo como único e suficiente Salvador. Rogo-Te que as recebas no Teu Reino. Eu Te rogo no Nome do Senhor Jesus Cristo, para quem seja a glória e a honra, pelos séculos dos séculos. Amém.

 

E agora repitam comigo esta oração todos os que vieram aos Pés de Cristo o nosso Salvador:

 

Senhor Jesus Cristo, escutei a pregação do Teu Evangelho, e a Tua fé nasceu na minha alma, no meu coração.

 

Creio em Ti com toda a minha alma, creio no Teu Nome como o único nome debaixo do Céu, dado aos homens, em que podemos ser salvos, creio na Tua Primeira Vinda e creio na Tua morte na Cruz do Calvário como o Sacrifício da Expiação pelos nossos pecados.

 

Escutei a pregação do Teu Evangelho e a Tua fé nasceu no meu coração e creio em Ti com toda a minha alma. Reconheço que sou pecador e necessito um Salvador, dou testemunho público da Tua fé em mim e Te recebo como meu único e suficiente Salvador.

 

Rogo-Te que perdoes os meus pecados, que me limpes de todo pecado com Teu Sangue, que me batizes com o Espírito Santo e Fogo logo após eu ser batizado na água no Teu Nome, e que produzas o novo nascimento em mim.

 

Eu quero nascer no Teu Reino, quero viver eternamente Contigo no Teu Reino. Faça realidade em mim a Salvação que ganhaste na Cruz do Calvário. Eu Te rogo no Teu Nome Eterno e glorioso: Senhor Jesus Cristo. Amém e amém.

 

E, agora, os que estão aqui presentes e o que estão em outros países, que receberam Cristo como Salvador, me perguntarão: “Quando podem me batizar na água no Nome do Senhor?” Como se fazia no tempo dos Apóstolos, quando se pregava e no mesmo momento pediam o batismo, e eram batizados na água no Nome do Senhor Jesus Cristo.

 

Porquanto vocês creram de todo coração, todos podem ser batizados, que Cristo lhes batize com o Espírito Santo e Fogo, e produza o novo nascimento em vocês.

 

O batismo na água é um mandamento do Senhor Jesus Cristo, para todos os que O recebem como Salvador. Por isso, disse: “Quem crer e for batizado, será salvo; mas quem não crer, será condenado”. [São Marcos 16:16] Tão simples assim. Isso é assim no Reino de Deus, no Reino de Cristo, no Reino do Messias.

 

No batismo na água nos identificamos com Cristo na Sua morte, sepultamento e ressurreição, o próprio Cristo foi batizado por João o Batista. É porque no batismo na água nos identificamos com Cristo na Sua morte, sepultamento e ressurreição. É porque estávamos Nele, em Cristo eternamente, como genes do pensamento divino, assim como estávamos em nossos pais terrenos, nos genes do nosso pai.

 

Por isso, no capítulo 7 de Hebreus, nos diz que quando Abraão dizimou a Deus, a Melquisedeque, Levi também estava dizimando, o qual nem tinha nascido, porque Levi é filho de Jacó, e Jacó é filho de Isaque, o qual tampouco tinha nascido. E vejam vocês que Levi estava nos lombos de Abraão, como genes nas quatro gerações, nas quatro gerações anteriores.

 

Nós estávamos fisicamente no nosso corpo físico, como genes nos lombos de uma quarta geração, passamos do nosso bisavô ao avô, do avô passamos ao nosso pai e do nosso pai ao que somos fisicamente. Por isso, também herdamos problemas de saúde e bênçãos que vieram dos nossos pais, avós e bisavós.

 

O batismo na água é um requisito estabelecido por Cristo o nosso Salvador, para todos os que O recebam como seu único e suficiente Salvador. E Cristo deu o exemplo: quando João o Batista estava batizando no Jordão, Jesus chegou e quando chegou a Sua vez, João lhe disse: “Eu tenho necessidade de ser batizado por Ti, e Tu vens a mim para que eu Te batize?” Jesus lhe disse: “Convém cumprirmos toda a justiça”. E, então, O batizou, e quando Jesus subiu das águas batismais o Espírito Santo desceu sobre Jesus na forma de uma pomba.

 

Olhem o que João o Batista estava impedindo, quando disse a Jesus: “Eu tenho necessidade de ser batizado por Ti”. Ele queria que Jesus o batizasse, e correspondia a João batizar a Jesus, para que o Espírito Santo viesse sobre Jesus e fosse ungido como o “Messias-Príncipe” no cumprimento da Primeira Vinda do Senhor.

 

E quando uma pessoa impede ou não quer ser batizada, está impedindo que o Espírito Santo venha sobre a pessoa, para produzir nela o novo nascimento e ela está perdendo uma grande bênção de nascer no Reino de Deus.

 

Não há outra forma para se nascer no Reino de Deus, tem de se nascer da Água e do Espírito. Cristo disse a Nicodemos no capítulo 3 de São João: “Quem não nasça da Água e do Espírito, não pode entrar no Reino de Deus.” Nascer da Água é nascer da Palavra e nascer do Espírito é nascer do Espírito Santo.

 

Assim temos um quadro claro do batismo na água, da Primeira Vinda de Cristo e de todas as promessas correspondentes a este tempo final, na Era em que nos encontramos.

 

Para mim foi um grande privilégio estar com vocês nesta ocasião, lhes dando testemunho da Palavra do Senhor, sob o tema para o estudo bíblico de hoje, domingo: “PEÇAMOS AO PAI NO SEU NOME, E ELE NOS RECOMPENSARÁ PUBLICAMENTE”.

 

A manifestação que haverá no cumprimento da Visão da Tenda, será Deus recompensando publicamente o que estará sendo falado: os pedidos ou a oração que estarão sendo feitas nesse Lugar Pequeno de Madeira que foi mostrado ao Rev. William Branham. E aí há um Nome também.

 

Que Deus os abençoe e os guarde. Deixo aqui com vocês o Rev. José Benjamim Pérez para continuar, para que indique como vocês devem fazer para se batizarem na água no Nome do Senhor, e deixo em cada país o Ministro correspondente para que faça da mesma forma.

 

Que Deus os abençoe e os guarde e até na próxima sexta-feira e no domingo, em que estarei aqui com vocês novamente, com a ajuda de Deus.

 

Orem muito por mim e por vocês também. Oremos uns pelos outros, vocês aqui presentes e vocês que estão em outras nações. Oremos uns pelos outros, para que Deus nos abençoe com o cumprimento das coisas que Ele prometeu, que se as pedirmos, Ele nos dará.

 

O próprio Cristo orava e pedia a Deus e pedia conforme a vontade de Deus. E quando não estava conforme a vontade de Deus. Ele dizia: “Passa de mim este cálice, mas não seja feito conforme a minha vontade, mas conforme a Tua vontade”. [São Mateus 26:36-39]

 

“Se não pode passar de mim, se tiver de suceder esta etapa de morte e de sofrimento, pela qual estou passando (ou que já estava passando no Monte das Oliveiras), está bem, que seja feita a Tua vontade”.

 

Que Deus abençoe e lhes guarde; que continuem desfrutando uma tarde feliz, repleta das bênçãos de Cristo o nosso Salvador.

 

E orem muito pelas atividades da sexta-feira e do domingo, com ajuda de Deus, para que Deus nos dê muita Palavra aberta, revelada e que o nosso entendimento seja aberto, para toda essa Palavra que Ele nos dará.

 

Recordem que os discípulos estiveram com Cristo por três anos e meio, e ainda não entendiam que tinha que ocorrer a morte, para depois ressuscitar, até que os seus sentidos fossem abertos, como as Escrituras e o entendimento para compreenderem. Isso está no capítulo 24 de São Lucas.

 

Bom, que Deus lhes abençoe e lhes guarde e que continuem desfrutando uma tarde feliz, repleta das bênçãos de Cristo neste Dia dos Pais.

 

Para o qual reitero as minhas felicitações a todos os pais aqui presentes e aos que estão em outras nações. Felicidades a todos os pais!

 

Conosco aqui o Rev. José Benjamim Pérez, e em cada país o Ministro correspondente.

 

PEÇAMOS AO PAI NO SEU NOME, E ELE NOS RECOMPENSARÁ PUBLICAMENTE”.