MENSAGENS




Peçamos ao Pai no Seu Nome e Eles nos recompensará - Introdução

Data: 17/06/2016 Tempo: 00:24:24





 

PEÇAMOS AO PAI NO SEU NOME E ELE

NOS RECOMPENSARÁ

 

William Soto Santiago

Sexta-feira, 17 de Junho de 2016

Cayey - Porto Rico

 

Boa noite, amados irmãos e amigos aqui presentes, e aos Ministros e suas Congregações que estão através do satélite Amazonas ou da internet, e também aos Ministros que nos visitam nesta ocasião. Que Deus os abençoe e os guarde, que nos fale a todos diretamente em nossa alma, nos edifique, nos abra as Escrituras e o entendimento para compreendê-las, no Nome do Senhor Jesus Cristo. Amém.

 

Para mim é um grande privilégio estar aqui com vocês nesta ocasião, para compartilharmos alguns momentos de companheirismo em torno da Palavra de Deus e Seu Programa correspondente a este tempo final.

 

A Escritura nos diz em São Mateus capítulo 6, versículo 6:

 

Mas tu, quando orares, entra no teu aposento e, fechando a tua porta, ora a teu Pai que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente”.

 

Que Deus abençoe nossas almas com a Sua Palavra e nos permita entendê-la.

 

O nosso tema para o próximo domingo, com a ajuda de Deus, é: “PEÇAMOS AO PAI NO SEU NOME, E ELE NOS RECOMPENSARÁ”.

 

Nesta noite tivemos a introdução que o Missionário Miguel Bermúdez Marín nos fez, e teremos mais alguns minutos de introdução ao tema do estudo bíblico do próximo domingo.

 

O Senhor Jesus Cristo nos falou que, na câmara secreta e com a porta fechada, oremos ao Pai em segredo e Ele nos recompensará publicamente. Ou seja, que nos ensina a orarmos em nossos lares, em nossa habitação com a porta fechada, para que fechados ninguém nos interrompa na comunhão, para que não conversemos com outras pessoas, mas estejamos em conexão direta com Deus. Isto é de nossa parte em nossos lares como crentes em Cristo.

 

E na parte profética, para a Igreja do Senhor Jesus Cristo será no tempo final, assim como para cada tempo, na Era que correspondeu a cada tempo e, sobretudo, neste tempo final, quando há de suceder algo muito importante, conforme a São Lucas capítulo 13, do versículo 22 em diante. E diz:

 

E percorria as cidades e as aldeias, ensinando, e caminhando para Jerusalém.

23  E disse-lhe um: Senhor, são poucos os que se salvam? E ele lhe respondeu:

24  Esforçai por entrar pela porta estreita; porque eu vos digo que muitos procurarão entrar, e não poderão.

25  Quando o pai de família se levantar e fechar a porta, e começardes, de fora, a bater à porta, dizendo: Senhor, SENHOR, abre-nos; e, respondendo ele, vos disser: Não sei de onde vós sois;

26  Então começareis a dizer: Temos comido e bebido na tua presença, e tu tens ensinado nas nossas ruas.

27  E ele vos responderá: Digo-vos que não sei de onde vós sois; apartai-vos de mim, vós todos os que praticais a iniquidade.

28  Ali haverá choro e ranger de dentes, quando virdes Abraão, e Isaque, e Jacó, e todos os profetas no reino de Deus, e vós lançados fora”.

 

Ou seja, a Porta que é Cristo, disse:

 

Eu sou a porta, quem entrar por mim, será salvo”. (São João capítulo 10, versículo 9).

 

 E em São Mateus capítulo 7, versículos 13 e 14, nos fala da Porta e diz:

 

Entrai pela porta estreita; porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela;

14  E porque estreita é a porta, e apertado o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem”.

 

Em São João no capítulo 10, versículo 9, o próprio Cristo nos disse:

 

 Eu sou a porta; se alguém entrar por mim, será salvo”.

 

E em São João capítulo 14, versículos 6 e 7, Cristo nos disse:

 

Disse-lhe Tomé: Senhor, nós não sabemos para onde vais; e como podemos saber o caminho?

Jesus lhe disse: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim”.

 

Aqui Cristo Se identificou como o Caminho, o único caminho a Deus, ao Pai e ninguém pode ir a Deus, ao Pai, senão através de Cristo, o único caminho para se chegar a Deus.

 

Encontramos neste mesmo capítulo 14 de São João, versículos 13 e 14, que o próprio Cristo disse:

 

E tudo quanto pedirdes em meu nome eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho.

14  Se pedirdes alguma coisa em meu nome, eu o farei”.

 

E, agora, temos a promessa de que tudo o que peçamos ao Pai no Nome do Senhor Jesus Cristo, Ele o fará. Portanto, peçamos no Seu Nome, e Ele nos recompensará, nos concedendo os pedidos dos nossos corações expressados em nossas orações. “Porque com o coração se crê para justiça, mas com a boca se confessa para salvação”.

 

Portanto, para que as coisas que nós pedimos sejam materializadas, nós temos de confessar as coisas que cremos, orando a Deus, dando testemunho do que cremos, pedindo a Deus que conceda os pedidos do nosso coração. E o pedido maior que temos para que Ele nos conceda, logo depois da salvação, é a nossa transformação e o arrebatamento ao Céu, a Ceia das Bodas do Cordeiro, ao Jantar das Bodas do Cordeiro.

 

Portanto, PEÇAMOS AO PAI NO SEU NOME, E ELE NOS RECOMPENSARÁ nos concedendo os pedidos do nosso coração.

 

Para o pedido da nossa transformação e do rapto, temos de ter a fé para sermos transformados e levados com Cristo a Ceia das Bodas do Cordeiro, a fé, a revelação do Sétimo Selo, a fé para o rapto que tanto necessitamos, a qual nós temos direito de pedir, porque Ele a prometeu, e cumprirá como Ele prometeu. E, isso, é o que nos dará a grande vitória no amor divino e, isso, será para a Era do Amor Divino, a Era de Pedra Angular.

 

Não foi cumprida em outras Eras, porque é para a nossa Era, a Era de Pedra Angular, na qual o chamado é: “Sobe aqui”. [Apocalipse 4:1]

 

Assim como a Igreja foi subindo de Era em Era, assim a Igreja, o Templo Espiritual de Cristo foi sendo construído e, agora, o chamado é para mais acima na Era de Pedra Angular, para a qual nós somos convocados pela Trombeta de Deus, pela Mensagem de Deus correspondente a este tempo final, para recebermos a revelação, a fé para sermos transformados e levados com Cristo a Ceia das Bodas do Cordeiro.

 

Isto é no campo profético do Programa Divino para o nosso tempo. Isso nos dará a grande vitória no amor divino, nos dará essa vitória por meio de Jesus Cristo o nosso Salvador, o qual sempre nos dá a vitória.

 

PEÇAMOS AO PAI NO SEU NOME, E ELE NOS RECOMPENSARÁ”.

 

Na Visão da Tenda que o Rev. William Branham teve, ele perguntou: “por que num Pequeno Quartinho de Madeira? Porque nesse Pequeno Quartinho estaria a Presença da Coluna de Fogo e do Anjo que o acompanhava e ele entraria nesse Pequeno Quartinho.

 

E por que num pequeno Quartinho? Por que aí?” Foi-lhe dito: “Não disse o nosso Senhor: Quando orares, entres na tua câmara secreta e ores a teu Pai que te vê em segredo e te recompensará em público”?

 

Esse Pequeno Quartinho representa a Era de Pedra Angular, onde a Porta será fechada, quando corresponda ao Pai de família fechar a Porta. E será aí onde Ele Se manifestará desde um Lugar Secreto, e logo em seguida, se verá os resultados publicamente, porém, Ele estará numa Câmara ou num Pequeno Quartinho de Madeira, no cumprimento da Visão da Tenda.

 

Em São Lucas capítulo 13, versículos 24 e  25, diz:

 

“Esforçai por entrar pela porta estreita; porque eu vos digo que muitos procurarão entrar, e não poderão.

25  Quando o pai de família se levantar e fechar a porta, e começardes, de fora, a bater à porta, dizendo: Senhor, SENHOR, abre-nos; e, respondendo ele, vos disser: Não sei de onde vós sois”.

 

E, agora, a Porta a qual é Cristo será fechada no final da Dispensação da Graça e já não haverá Porta aberta para se entrar no Novo Pacto na Dispensação da Graça, porque a Dispensação da Graça terá sido finalizada e se abrirá a Porta da Dispensação do Reino, para entrarem por essa Porta aberta os escolhidos de Deus.

 

Por isso, no Apocalipse capítulo 3, versículos 20 a 22 nos diz:

 

Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e cearei com ele, e ele comigo”.

 

Ao dizer “cearei”, está falando do tempo da tarde e o tempo da tarde no campo profético, corresponde à Igreja do Senhor Jesus Cristo. E corresponde a Igreja do Senhor Jesus Cristo o território Americano, o Oeste, sobretudo, à América Latina e o Caribe, onde estará se cumprindo a parte do chamado à Ceia das Bodas do Cordeiro.

 

A ceia sempre corresponde ao tempo da tarde e, por conseguinte, corresponde ao Oeste, porque o sol se põe no Oeste. Portanto, alguém abrirá a Porta para a Ceia. E essa Porta se abre na Era da Pedra Angular, a Porta da Era da Pedra Angular se abre e sai o chamado e são convocados os que estarão nessa Ceia, os quais são buscados dentre as diferentes nações.

 

21  Ao que vencer lhe concederei que se assente comigo no meu trono; assim como eu venci, e me assentei com meu Pai no seu trono.

22  Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas”.

 

E, agora, o Trono do Senhor na Sua Igreja é a Era de Pedra Angular, porque a Era de Pedra Angular corresponde ao Lugar Santíssimo do Templo Espiritual de Cristo e o Seu Templo Espiritual é a Sua Igreja, assim como o Lugar Santíssimo do indivíduo como ser humano, como Templo Espiritual, é a sua alma, sinônimo de “coração”.

 

Por conseguinte, é na alma que Cristo em Espírito Santo entra, para governar, para reinar sobre a vida de cada crente em Cristo e aí fala diretamente ao seu coração por meio da Sua Palavra, e pelo Seu Espírito o guia a toda justiça e a toda verdade.

 

O ser humano é alma vivente, tem o espírito que é um corpo espiritual de outra dimensão e tem o corpo físico desta dimensão terrena.

 

A Igreja do Antigo Pacto é Israel, como Templo Espiritual onde Deus estava. E a Igreja do Novo Pacto, a Igreja do Senhor Jesus Cristo tem o Átrio, tem o Lugar Santo (que corresponde às diferentes etapas ou Eras da Igreja) e tem o Lugar Santíssimo (que corresponde à Era de Pedra Angular).

 

E nos correspondeu a Era do Lugar Santíssimo, a Era da Pedra Angular, a Era para a Vinda do Senhor em toda a Sua plenitude, assim como Ele veio ao Tabernáculo que Moisés construiu, entrou no Lugar Santíssimo, e Se colocou sobre o Propiciatório no meio dos Dois Querubins de Ouro. Assim sucedeu quando Salomão dedicou o Templo a Deus também e assim sucedeu, quando Jesus foi batizado por João o Batista, porque Cristo é o Templo humano de Deus.  Por isso, disse:

 

Destruam este templo, e em três dias eu o levantarei”.

 

Ele disse: “O Pai que mora em mim, Ele faz as obras”. Morava dentro de Jesus.

 

E depois do Dia de Pentecostes em diante, Deus em Espírito Santo, Cristo em Espírito Santo veio morar na Sua Igreja, seguiu morando na Sua Igreja, passando de Era em Era, levando a Sua Igreja de Era em Era, usando véus de carne, o Mensageiro correspondente para cada Era e para o nosso tempo nos faz o chamado de subirmos mais acima, na Era da Pedra Angular.

 

Portanto, terá um Instrumento para nos falar neste tempo final, na Era de Pedra Angular. Será o Espírito Santo nos falando diretamente em nossa alma neste tempo final. E isso será a bênção maior de todos os tempos, porque é a bênção do Lugar Santíssimo, da Câmara Secreta do Rei, de Cristo, o nosso Rei e Salvador.

 

Portanto, oremos a Deus no nosso tempo e Ele nos concederá os pedidos do nosso coração. Peçamos ao Pai no Seu Nome (no Nome do Senhor Jesus Cristo) e Ele nos recompensará.

 

Esta foi a introdução ao estudo bíblico que teremos para o  próximo domingo, com a ajuda de Deus.

 

Que Deus os abençoe e os guarde e que continuem desfrutando uma noite feliz, repleta das bênçãos de Cristo o nosso Salvador, para vocês que estão presentes aqui e vocês que estão em diferentes nações, os Ministros e as Congregações conectados com esta atividade. Que todos passem muito boa noite.

 

Deixo com vocês aqui ao Rev. José Benjamim Pérez, e deixo em cada país ao Ministro correspondente para continuar. E deixo ao Dr. Miguel Bermúdez Marín, para continuar lá em Topo-chico, na República Mexicana,.

 

Que Deus os abençoe e os guarde, que continuem desfrutando uma noite feliz, repleta das bênçãos de Cristo o nosso Salvador.

 

PEÇAMOS AO PAI NO SEU NOME, E ELE NOS RECOMPENSARÁ”.