MENSAGENS





Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/cderc813/public_html/mensagens/index.php on line 54

Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/cderc813/public_html/mensagens/index.php on line 121

Deus provê bênção para Elias e para os que lhe servem

Data: 12/03/2016 Tempo: 00:36:09





 

DEUS PROVÊ BÊNÇÃO PARA ELIAS

E PARA OS QUE LHE SERVEM

 

William Soto Santiago

Sábado, 12 de março de 2016

Villa-Hermosa – Tabasco - México

 

Bom dia aos amáveis amigos e irmãos aqui presentes e boa tarde para aqueles que estão em outras nações que já passaram do meio-dia (e não sei se aqui também).

 

Uma saudação para o Missionário Miguel Bermúdez Marín lá no Brasil, em São Paulo Brasil, para o Rev. Oswaldo Aparecido e a todos os Ministros reunidos lá. Que as bênçãos de Cristo o Anjo do Pacto estejam sobre cada um de vocês e também sobre mim, no Nome do Senhor Jesus Cristo. Amém.

 

Agradecemos as palavras do Missionário Miguel Bermúdez Marín que nos falou nesta manhã. E para esta ocasião leio em Zacarias  capítulo 4, versículos 11-14, que diz:

 

Respondi mais, dizendo-lhe: Que são as duas oliveiras à direita e à esquerda do castiçal?

12  E, respondendo-lhe outra vez, disse: Que são aqueles dois ramos de oliveira, que estão junto aos dois tubos de ouro, e que vertem de si azeite dourado?

13  E ele me falou, dizendo: Não sabes tu o que é isto? E eu disse: Não, SENHOR meu.

14  Então ele disse: Estes são os dois ungidos, que estão diante do Senhor de toda a terra”.

 

DEUS PROVÊ BÊNÇÃO PARA ELIAS E PARA OS QUE LHE SERVEM”, esse é o nosso tema para esta ocasião.

 

Assim como Deus deu bênção para esta pessoa que tinha ajudado ao Profeta Elias e, depois, a que ajudou a Eliseu, Deus também trouxe bênção para ambas as pessoas, porque elas creram, receberam e serviram ao Mensageiro do seu tempo.

 

O ministério de Elias é muito conhecido no Antigo Testamento e no Novo Testamento, porque o ministério de Elias é uma das Duas Oliveiras de Zacarias capítulo 4 e do Apocalipse capítulo 11, versículos 1-14.

 

E no capítulo 11 do Apocalipse versículos 3-6, nos fala a respeito das Duas Oliveiras, diz:

 

“E darei poder às minhas duas testemunhas, e profetizarão por mil duzentos e sessenta dias, vestidas de saco.

4  Estas são as duas oliveiras e os dois castiçais que estão diante do Deus da terra.

5  E, se alguém lhes quiser fazer mal, fogo sairá da sua boca, e devorará os seus inimigos; e, se alguém lhes quiser fazer mal, importa que assim seja morto.

6  Estes têm poder para fechar o céu, para que não chova, nos dias da sua profecia; e têm poder sobre as águas para convertê-las em sangue, e para ferir a terra com toda a sorte de pragas, todas quantas vezes quiserem”.

 

Aqui temos os ministérios das Duas Oliveiras que são os ministérios de Moisés e Elias se repetindo no Último Dia, por isso, quando Cristo disse aos Seus discípulos: “Há alguns dos que estão aqui que não provarão da morte até que tenham visto o Filho do Homem vindo em Seu Reino”, isso está no capítulo 16 de São Mateus versículos 26-28 e, sobre tudo, nos versículos 27-28:

 

Porque o Filho do homem virá na glória de seu Pai, com os seus anjos; e então dará a cada um segundo as suas obras.

28  Em verdade vos digo que alguns há, dos que aqui estão, que não provarão a morte até que vejam vir o Filho do homem no seu reino”.

 

Anunciou que o Filho do Homem virá em Seu Reino. Anunciou que o Filho do Homem virá com os Seus Anjos e no capítulo seguinte que é o capítulo 17 de São Mateus, foi com o Tiago, João e Pedro a um monte alto, no Monte da Transfiguração Jesus Se transfigurou diante deles glorificado e ali apareceu Moisés de um lado e Elias do outro lado Dele.

 

“SEIS dias depois, tomou Jesus consigo a Pedro, e a Tiago, e a João, seu irmão, e os conduziu em particular a um alto monte,

2  E transfigurou-se diante deles; e o seu rosto resplandeceu como o sol, e as suas vestes se tornaram brancas como a luz.

3  E eis que lhes apareceram Moisés e Elias, falando com ele”.

 

Vejam que o Seu rosto resplandeceu como o Sol, porque no capítulo 4, versículo 2 de Malaquias diz: “Aos que temem o meu Nome nascerá o Sol de Justiça”. Recordem que o Sol é uma Estrela e esses Sóis, essas Estrelas ao redor da qual giram outros planetas, notem que são Sóis têm o seu sistema planetário e ao redor desse Sol, em torno dessa Estrela giram os outros planetas e esse Sol é o que dá luz a esses planetas.

 

E Cristo a Estrela resplandecente da Manhã é o nosso Sol. “Aos que temem o meu nome, nascerá o Sol de Justiça (isso é a Sua Segunda Vinda), e em Suas Asas trará salvação”. [Malaquias 4:2]. O sol como a Estrela da tarde, depois sai pela manhã no Leste, mas primeiro apareceu no Oeste à tarde. E o sol que se vê na tarde no Oeste, o sol que terminou o seu percurso, que terminou um dia de percurso é representante de Cristo que percorre o Dia da Graça desde o Leste (onde nasceu na Dispensação da Graça) até no Oeste, onde termina e onde completa a Sua Obra, o Dia da Dispensação da Graça.

 

E logo depois dessa manifestação do Sol de Justiça à tarde no meio do Cristianismo (Se revelará no Oeste), depois retornará ao Leste para o povo hebreu e chamará e ajuntará aos cento e quarenta e quatro mil hebreus, nascerá o Sol de Justiça para eles no Leste, para iluminá-los, para lhes dar a luz de uma nova Dispensação, a Dispensação do Reino que começará com a Vinda do Senhor ao Seu povo.

 

Primeiro virá à Sua Igreja, depois ao povo hebreu, assim como veio ao povo hebreu na Sua Primeira Vinda e, depois, aos gentios, dentre os quais chamou um povo para o Seu Nome.

 

E de Era em Era Deus em Espírito, o Anjo do Pacto, o Espírito Santo esteve enviando a Sua Palavra à Sua Igreja, enviando um Mensageiro de Era em Era, colocando a Sua Palavra, a Sua Mensagem nesse Mensageiro e ele falando essa Palavra, os escolhidos sendo chamados em cada Era; sempre usando um véu de carne, um homem, porque Deus atua por meio do ser humano, atua por meio de um véu de carne aqui na Terra, para fazer a Redenção por meio de um véu de carne chamado “Jesus”.

 

E para a pregação do Evangelho que por meio de seres humanos, esteve-se realizando: Deus atuando por meio de instrumentos humanos.  E vejam vocês o ministério de Elias e o ministério de Moisés, pois a promessa em Deuteronômio no capítulo 18, versículos 15-19, nos diz que Deus levantará um Profeta como Moisés e porá a Sua Palavra na sua boca.

 

Onde Deus coloca a Sua Palavra para dá-la ao povo? Na boca do Profeta que Ele envia para o povo no tempo correspondente.

 

E, agora, está prometido um Profeta como Moisés para o povo, e está prometido um Profeta como Elias para o povo, esses são as Duas Oliveiras que no Céu são Gabriel e Miguel e na Terra são os ministérios de Moisés e Elias para o povo.

 

O ministério de Moisés foi repetido pela segunda vez em Jesus e será repetido neste tempo final, por isso, as Duas Oliveiras “Moisés e Elias” apareceram no Monte da Transfiguração.

 

Essa é a Ordem para a Segunda Vinda de Cristo, sobre um monte alto, a Igreja do Senhor Jesus Cristo. Esse é o Monte de Deus do Novo Pacto, onde está o Templo de Deus, é o Templo Espiritual humano de Deus que está sendo construído com Pedras Vivas e quando se conclua e se complete essa construção, será dedicado a Deus e a plenitude de Deus virá na Vinda do Senhor à Sua Igreja, e os crentes que morreram em Cristo, eles serão ressuscitados em corpos glorificados, e os que estivermos vivos seremos transformados. E isso será a glória de Deus manifestada na “Terceira Etapa” (chamada pelo Anjo ao Rev. William Branham). E tudo isso está ligado à construção de uma Grande Tenda Catedral que foi mostrada ao Rev. William Branham e aí será manifestada a Terceira Etapa.

 

Por isso, assim como o Tabernáculo lá no deserto quando foi dedicado por Moisés, a Coluna de Fogo, o Anjo do Pacto, a Presença do Anjo do Pacto na Coluna de Fogo veio e entrou no Tabernáculo morou sobre o Propiciatório que era a Tampa do Arca do pacto no meio dos Dois Querubins de ouro.

 

Depois na construção do Templo que o rei Salomão realizou, quando fez essa construção, em adição aos Dois Querubins de Ouro que estavam sobre o Propiciatório (que era a etapa da Arca do Pacto), construiu Dois Querubins de Madeira de Oliveira e os cobriu de ouro puro. Aí temos as Duas Oliveiras no Lugar Santíssimo com as suas asas estendidas por cima da Arca do Pacto. A Arca do Pacto com o Propiciatório e os Dois Querubins de Ouro são o Trono de Deus.

 

E, agora, não está mais o Tabernáculo que Moisés construiu nem o Templo que o rei Salomão construiu, mas está o Templo Espiritual que está sendo construído por Cristo em Espírito Santo de Era em Era, colocando Pedra sobre Pedra, Pedras Vivas, seres humanos vivos que recebem Cristo como Salvador e são colocados nesse Templo Espiritual que está sendo construído por Cristo em Espírito Santo no meio da Sua Igreja.

 

Disto é o que na Primeira de Pedro no capítulo 2, versículos 4-10, nos diz:

 

E, chegando-vos para ele, pedra viva, reprovada, na verdade, pelos homens, mas para com Deus eleita e preciosa,

5  Vós também, como Pedras Vivas, sois edificados casa espiritual e sacerdócio santo, para oferecer sacrifícios espirituais agradáveis a Deus por Jesus Cristo.

6  Por isso também na Escritura se contém: Eis que ponho em Sião a pedra principal da esquina, eleita e preciosa; E quem nela crer não será confundido.

7  E assim para vós, os que credes, é preciosa, mas, para os rebeldes, A pedra que os edificadores reprovaram, Essa foi a principal da esquina,

8  E uma pedra de tropeço e rocha de escândalo, para aqueles que tropeçam na palavra, sendo desobedientes; para o que também foram destinados.

9  Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz;

10  Vós, que em outro tempo não éreis povo, mas agora sois povo de Deus; que não tínheis alcançado misericórdia, mas agora alcançastes misericórdia”.

 

Essa é a Igreja do Senhor Jesus Cristo que está sendo formada pelas Pedras Vivas, pelos seres humanos que receberam Cristo como único e suficiente Salvador. Ele é a principal Pedra de Ângulo, a principal Pessoa dessa Casa. Ele é o Pai de família. Essa é a Casa de Deus do Novo Pacto com a Coluna de Fogo o Anjo do Pacto no meio dela.

 

Vejam como Paulo escreveu a Timóteo na Primeira a Timóteo  capítulo 3, versículo 15, onde diz:

 

Mas, se tardar, para que saibas como convém andar na casa de Deus, que é a igreja do Deus vivo, a coluna e firmeza da verdade”.

 

Aqui São Paulo disse que a Igreja é a Casa de Deus, o Templo de Deus. Na Primeira aos Coríntios no capítulo 3, também nos diz que somos Templo de Deus, portanto, a Casa de Deus, o Templo de Deus, o Tabernáculo de Deus sob o Novo Pacto, o Novo Testamento agora é a Igreja do Senhor Jesus Cristo.

 

Esse Templo está sendo construído com Pedras Vivas, será dedicado a Deus, e Deus morará em toda a Sua plenitude na Sua Casa, no Seu Templo. É o Seu Templo, a Sua Casa, a Sua Família, os filhos e filhas de Deus que nasceram no Reino de Deus por meio de Cristo o nosso Salvador. E, então, quando esse Templo Espiritual for dedicado a Deus no Último Dia, Deus morará em Sua Igreja em toda a Sua plenitude.

 

O que vem para a Igreja do Senhor Jesus Cristo é a plenitude de Deus. Deus vindo à Sua Igreja, Cristo vindo à Sua Igreja, isso será na sua Segunda Vinda à Sua Igreja, à Sua Família, à Sua Casa, ao Seu Templo do Novo Pacto, à Sua Igreja e morará em toda a Sua plenitude, ressuscitará aos mortos crentes Nele em corpos glorificados, eternos, imortais e jovens, e aos que estivermos vivos nos transformará. E, então, todos nós seremos iguais a Jesus Cristo o Pai de família, o Pai.

 

Recordem o que Cristo disse numa ocasião: “Destruam este Templo e em três dias eu o levantarei”. [São João 2:19]. Pensaram que estivesse falando do Templo de pedras, mas estava falando do Seu Corpo Físico como Templo humano de Deus.

 

Recordem que como indivíduos nós somos Templo de Deus, e como membros do Corpo Místico de Cristo somos membros do Templo Espiritual, da Igreja do Senhor Jesus Cristo que é Templo Espiritual. Disso São Paulo nos falou em Hebreus no capítulo 3, versículos 5 e 6, diz:

 

E, na verdade, Moisés foi fiel em toda a sua casa, como servo, para testemunho das coisas que se haviam de anunciar;

6  Mas Cristo, como Filho, sobre a sua própria casa; a qual casa somos nós”... Qual é a Casa de Deus, a Casa de Cristo? A Sua Igreja, a Sua Casa, Sua família.

 

“…Mas Cristo, como Filho, sobre a sua própria casa; a qual casa somos nós, se tão somente conservarmos firme a confiança e a glória da esperança até ao fim”.

 

Aqui podemos ver que a Casa de Deus, a Família de Deus é a Igreja do Senhor Jesus Cristo. E em Efésios no capítulo 2, versículo 19, diz:

 

Assim que já não sois estrangeiros, nem forasteiros, mas concidadãos dos santos, e da família de Deus”.

 

Membros da Família de Deus como filhos e filhas de Deus, os membros da realeza, por isso, os crentes são Reis e pertencem a mais alta posição no Reino de Deus: são Príncipes e Princesas, Reis do Reino de Deus, e Deus é o Rei.

 

Também nos fez Sacerdotes para o nosso Deus:. A Ordem Sacerdotal do Novo Pacto sob o novo Templo pertence aos crentes em Cristo, pertencem à Ordem Sacerdotal de Melquisedeque, da Ordem Sacerdotal Celestial, da Ordem Sacerdotal Celestial que é eterna, da qual Cristo é o Sumo Sacerdote da Ordem de Melquisedeque do Templo Celestial.

 

Cristo também é o Juiz dos vivos e dos mortos, o Juiz Supremo e os crentes em Cristo, os membros da Igreja do Senhor Jesus Cristo, também são Juízes.

 

No capítulo 6 da Primeira aos Coríntios, diz: “Não sabeis vós que os santos hão de julgar o mundo?  “Não sabeis vós que havemos de julgar os anjos? Ou seja, que os membros do Templo Espiritual de Cristo pertencem ao Poder Judiciário como Juízes; eles pertencem ao Poder Sacerdotal como Sacerdotes, e pertencem ao Poder Político do Reino do Messias. Ou seja, os crentes em Cristo têm a posição mais alta no Reino de Deus, porque são os filhos e filhas de Deus, os herdeiros do Reino de Deus. Os herdeiros sempre são os filhos.

 

Assim Ele tem para a Sua Igreja no tempo final a promessa do Filho do Homem, a Vinda do Filho do Homem com os Seus Anjos. Os Seus Anjos são os ministérios de Moisés e de Elias prometidos para o tempo final, para chamar e ajuntar aos escolhidos dentre os hebreus do tempo final, que serão cento e quarenta e quatro mil, mas primeiro serão chamados e ajuntados os escolhidos da Igreja do Senhor Jesus Cristo no tempo final, assim como de Era em Era vieram sendo ajuntados pelo Espírito Santo manifestado no Mensageiro de cada Era ou cada etapa da Igreja do Senhor Jesus Cristo.

 

Portanto, estamos conscientes de que para o tempo final, assim como houve um primeiro Elias o “Elias Tisbita”, depois houve um sucessor “Eliseu”, com uma dupla porção, depois um terceiro Elias “João o Batista” precursando a Primeira Vinda de Cristo, e logo depois um “quarto Elias” precursando a Segunda Vinda de Cristo e haverá um “quinto Elias”, haverá um “Eliseu”, um Eliseu como um Mensageiro que terá e receberá a dupla porção: a porção espiritual o novo nascimento, o Espírito de Cristo e, depois, a porção física que será a transformação do nosso corpo. Portanto, será adotado no Reino de Deus. Esse será o que receberá a adoção no Último Dia, a Quem virá as grandes bênçãos para ele e para o seu grupo do Último Dia que estará na Era de Pedra Angular.

 

Com esse Mensageiro é que se cumprirá a Visão da Tenda, com esse Mensageiro e o seu grupo do Último Dia que estarão na Era ou na etapa de Pedra Angular, paralela à Era de Pedra Angular da Primeira Vinda de Cristo. O Rev. William Branham disse: “Será paralelo em tudo”.  Página 119 do Livro de “Citações”.

 

Portanto, estejamos preparados, mas não com os braços cruzados, senão trabalhando na Obra do Senhor em toda a promessa, em toda promessa que corresponda a este tempo, trabalhando para que assim sejamos participantes do trabalho e também das bênçãos das promessas que são para este tempo final.

 

Nessas promessas que correspondem a este tempo estarão trabalhando os escolhidos do Último Dia e o Mensageiro do Último Dia, o Elias prometido com a quinta manifestação do ministério de Elias que será Eliseu, ou seja, que receberá a dupla porção junto com os escolhidos do Último Dia, que também receberão a dupla porção: a vida eterna espiritual e a vida eterna física, a qual nós necessitamos para não envelhecermos.

 

Essa promessa da transformação e da ressurreição dos mortos em Cristo está tão próxima que não passará da nossa Era. Recordem que a nossa Era é eterna, aí é que se cumprirá. E por que será aí? Porque não se cumpriu nas Eras passadas, era algo reservado para o nosso tempo.

 

Portanto, estejamos apercebidos, preparados e sempre trabalhando na Obra do Senhor, que Deus recompense a cada um conforme a suas obras, como Ele prometeu: “E, eis que cedo venho, e o meu galardão está comigo, para dar a cada um segundo a sua obra”. Apocalipse 22, versículo 12.

 

Para mim foi um grande privilégio estar com vocês nesta ocasião, nesta saudação e conversa entre nós.

 

Que Deus lhes abençoe, nos veremos dentro de alguns momentos na próxima atividade. Miguel e Oswaldo Aparecido: que Deus lhes abençoe, que abençoe a todos os Ministros reunidos lá, e a todas as pessoas e Colaboradores reunidos lá em São Paulo, no Brasil.

 

Deus lhes abençoe e guarde, até amanhã com a ajuda de Deus (isto é para os que estão em outros países) e para os que estão aqui: até dentro de alguns minutos.

 

Deus abençoe e guarde a todos. E deixo com vocês aqui ao Rev. Andrés Cruz Gallegos.

 

“DEUS PROVÊ BÊNÇÃO PARA ELIAS E PARA OS QUE LHE SERVEM”.