MENSAGENS




Por Amor aos Escolhidos - Introdução

Data: 10/06/2016 Tempo: 00:53:18





POR AMOR AOS ESCOLHIDOS

William Soto Santiago

 

Sexta-feira, 10 de Junho de 2016

Valência - Venezuela

 

Boa tarde aos amados irmãos, amigos e Ministros aqui presentes, e aos que estão em diferentes nações. Para mim um grande privilégio estar com vocês nesta ocasião, para compartilharmos alguns momentos de companheirismo em torno da Palavra de Deus e do Seu Programa correspondente a este tempo final.

 

Leremos em Romanos capítulo 5, nos versículos 6 ao 10, e diz da seguinte maneira:

 

Porque Cristo, estando nós ainda fracos, morreu a seu tempo pelos ímpios.

7  Porque apenas alguém morrerá por um justo; pois poderá ser que pelo bom alguém ouse morrer.

8  Mas Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores.

9  Logo muito mais agora, tendo sido justificados pelo seu sangue, seremos por ele salvos da ira.

10  Porque se nós, sendo inimigos, fomos reconciliados com Deus pela morte de seu Filho, muito mais, tendo sido já reconciliados, seremos salvos pela sua vida”.

 

Que Deus abençoe nossas almas com a Sua Palavra e nos permita entendê-la, nesta introdução do estudo bíblico, para o próximo domingo.

 

O nosso tema é: “POR AMOR AOS ESCOLHIDOS”.

 

Esta leitura que tivemos em Romanos, nos mostra que por amor aos escolhidos de Deus, Cristo veio e morreu por todos nós. Isto concorda com as Palavras de Cristo, quando nos disse no capítulo 3, [São João] nos versículos 13 ao 18:

 

“Ora, ninguém subiu ao céu, senão o que desceu do céu, o Filho do homem, que está no céu.

14  E, como Moisés levantou a serpente no deserto, assim importa que o Filho do homem seja levantado;

15  Para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.

16  Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.

17  Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele.

18 Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus”.

 

Para os seres humanos, por amor de Deus ao ser humano Cristo veio a Terra, Ele enviou a Cristo na Terra, para morrer por nós na Cruz do Calvário, levando os nossos pecados, para nos livrar do pecado, da morte e vivermos eternamente. Todo ser humano tem essa oportunidade.

 

Há o grupo de escolhidos, de eleitos, os predestinados de Deus, escritos no Livro da Vida do Cordeiro no Céu, pelos quais Cristo veio e também dá oportunidade a outras pessoas, que estão escritas na seção do Livro da Vida, do qual alguns nomes podem ser apagados, os quais também correspondem ao grupo que Cristo mencionou como virgens insensatas ou as fátuas de São Mateus no capítulo 25.

 

Ele nos mostrou que há alguns que podem ser apagados do Livro da Vida, dessa seção onde estão escritos os nomes, porém, não os nomes dos eleitos de Deus, não dos escolhidos que formam a Igreja do Senhor Jesus Cristo, não das pessoas que recebem Cristo como Salvador, creem e que permanecem firmes crendo em Cristo.

 

Há outros que fazem favores aos escolhidos também, aos escolhidos de Deus, os quais também estão escritos no Livro da Vida, mas não na seção do Livro da Vida do Cordeiro, porque dessa seção do Livro da Vida do Cordeiro ninguém pode apagar nome algum, esses são os que formariam a Igreja do Senhor Jesus Cristo de etapa em etapa, de Era em Era.

 

E, por amor aos escolhidos de Deus, Deus enviou o Seu Filho ao mundo para morrer por nós na Cruz do Calvário e, assim, buscar e salvar o que havia se perdido. Tudo isso é por amor aos escolhidos de Deus.

 

Sob o Pacto Antigo, também por amor ao povo escolhido de Deu, Israel, Deus realizou... e no Primeiro Livro de Crônicas, no capítulo 16, desde o versículo 13 ao 25, diz:

 

Vós, semente de Israel, seus servos, vós, filhos de Jacó, seus escolhidos.

14  Ele é o SENHOR nosso Deus; os seus juízos estão em toda a terra.

15  Lembrai-vos perpetuamente do seu pacto e da palavra que prescreveu para mil gerações;

16  Do pacto que fez com Abraão, e do seu juramento a Isaque;

17  O qual também a Jacó confirmou por estatuto, e a Israel por pacto eterno,

18  Dizendo: A ti te darei a terra de Canaã, quinhão da vossa herança.

19  Quando eram poucos homens em número, sim, mui poucos, e estrangeiros nela,

20  Quando andavam de nação em nação, e de um reino para outro povo,

21  A ninguém permitiu que os oprimisse, e por amor deles repreendeu reis, dizendo:

22  Não toqueis os meus ungidos, e não façais mal aos meus Profetas.

23  Cantai ao SENHOR em toda a terra; anunciai de dia em dia a sua salvação.

24  Contai entre as nações a sua glória, entre todos os povos as suas maravilhas.

25  Porque grande é o SENHOR, e mui digno de louvor, e mais temível é do que todos os deuses”.

 

Aqui nós podemos ver que por amor aos escolhidos do Antigo Pacto, que estabeleceu com Abraão, Isaque e Jacó, Deus disse:

 

“A ninguém permitiu que os oprimisse, e por amor deles repreendeu reis, dizendo:

22  Não toqueis os meus ungidos, e não façais mal aos meus Profetas”.

 

Deus castigou nações e povos por amor a Israel, o povo escolhido de Deus. E, agora, sob o Novo Pacto, por amor ao povo de Deus do Novo Pacto, que é a Igreja do Senhor Jesus Cristo, e é formada por todos os crentes em Cristo, encontramos que Deus castigará reis e nações como no passado castigou reis e nações, porque eles perseguiram a Igreja do Senhor Jesus Cristo.

 

Vejamos o que fala de Israel, o que também se cumpre na Igreja do Senhor Jesus Cristo. Em Deuteronômio no capítulo 32, versículos 10 e 11, diz:

 

Achou-o numa terra deserta, e num ermo solitário cheio de uivos; cercou-o, instruiu-o, e guardou-o como a menina do seu olho.

11  Como a águia desperta a sua ninhada, move-se sobre os seus filhos, estende as suas asas, toma-os, e os leva sobre as suas asas”.

 

Assim foi como Deus fez com Israel, levando-o como uma águia leva os seus filhotinhos sob as suas asas e, assim, Deus levou Israel desde o Egito até a terra prometida. Os Profetas são águias, porque Deus, a Águia maior, esteve com esse homem, com esse Profeta: Moisés levando o povo a terra prometida e, depois, através de Josué.

 

Também em Zacarias no capítulo 2, versículo 8, nos diz:

 

Porque assim diz o SENHOR dos Exércitos: Depois da glória ele me enviou às nações que vos despojaram; porque aquele que tocar em vós toca na menina do seu olho”.

 

Se as nações, os reis e os líderes das diferentes nações soubessem, conhecessem e cressem no que Deus fala de Israel, eles respeitariam a Israel, amariam e a ajudariam em tudo e Deus abençoaria a todas essas nações que ajudariam a Israel.

 

Israel é uma bênção para toda pessoa que a abençoe, para toda pessoa que ajuda a Israel. Bem disse Deus a Abraão: “E abençoarei os que te abençoarem, e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem”. [Gênesis 12:3]

 

Essa bênção e maldição que há, passou de Abraão a Isaque, de Isaque a Jacó, de Jacó aos Patriarcas, e dos Patriarcas ao povo Hebreu. Portanto, Israel é uma bênção para os que a abençoam, ajudando-a e orando por Israel, e tratando bem a Israel. E é uma maldição para os que se levantam contra Israel.

 

Assim é para o povo de Deus do Pacto Antigo. E para o povo de Deus do Novo Pacto, que é a Igreja do Senhor Jesus Cristo. Cristo disse:  

 

E qualquer que tiver dado só que seja um copo de água fria a um destes pequenos, de modo algum perderá o seu galardão”. [São Mateus 10:42]

 

A Igreja do Senhor Jesus Cristo é uma bênção para todos aqueles que a respeitam, que a ajudam e que apoiam todo o trabalho que a Igreja do Senhor Jesus Cristo faz a favor da família humana. Há uma bênção na Igreja do Senhor Jesus Cristo para toda pessoa, para o tempo em que a pessoa está vivendo e na Era correspondente a esse tempo.

 

Já não há bênção para qualquer que queira construir a Arca de Noé, a bênção esteve lá no tempo de Noé. E assim por diante, tampouco há bênção para as Eras passadas, pois as pessoas dessas Eras passadas já receberam a bênção das Eras passadas.

 

E os que perseguiram a Igreja do Senhor Jesus Cristo, os que se levantaram contra a Igreja do Senhor Jesus Cristo, a maldição está para eles, a maldição que tenham recebido, a qual transcende até chegarem ao Juízo Final, aonde aparecerá tudo o que fizeram contra a Igreja do Senhor Jesus Cristo. Como antes também, quando Cristo reparta os galardões aos crentes, também aparecerão as coisas boas que outras pessoas fizeram a favor da Igreja do Senhor Jesus Cristo, aos crentes em Cristo e, também depois, no Juízo Final, aparecerá o que elas fizeram a favor da Igreja do Senhor Jesus Cristo, e lhes será outorgada a vida eterna no Reino do Messias. Por isso, no Juízo Final, alguns sairão para a vida eterna e outros sairão para a condenação perpétua.

 

Assim, POR AMOR AOS ESCOLHIDOS DE DEUS é que sucedem estas coisas e pelo qual estão assinaladas que ocorrerão todas estas coisas.

 

E nós vimos como por amor ao povo Hebreu Deus destruiu os inimigos de Israel, os que se levantaram contra, assim também no Juízo Final destruirá a todos os que se levantaram contra a Igreja do Senhor Jesus Cristo, no tempo em que correspondeu a cada pessoa viver.

 

Por conseguinte, será no Juízo Final quando a pessoa receberá a sentença de morte, se ela se levantou contra a Igreja do Senhor Jesus Cristo. E antes os escolhidos receberão seus galardões para entrarem no Reino Milenar. E no Juízo Final os que ajudaram a Igreja, sairão para viverem eternamente no Reino de Deus. Tão simples assim.

 

Tudo isso Deus o fará por amor aos escolhidos. E por amor aos escolhidos, todos os que fazem o bem aos escolhidos de Deus, serão recompensados com a vida eterna.

 

E por amor aos escolhidos Ele nos deu a vida eterna, por meio do Seu Sacrifício na Cruz do Calvário a dois mil anos atrás, lá em Jerusalém.

 

E agora, por amor aos escolhidos esteve Se manifestando em Espírito Santo, de Era em Era.

 

Recordem o que Ele disse:

 

Eu estarei convosco todos os dias, até o fim do mundo”. São Mateus capítulo 28, versículo 20.

 

Em São Mateus, capítulo 18, versículo 20, onde nos diz:

 

Onde dois ou três estiverem reunidos em meu nome, aí eu estarei”.

 

Ou seja, que Cristo em Espírito Santo esteve em todos estes dois mil anos, desde o dia de Pentecostes até hoje, no meio da Sua Igreja, guiando a Sua Igreja, juntando os Seus escolhidos no Seu Corpo Místico de crentes, e derramando as Suas bênçãos correspondentes a cada etapa de Sua Igreja, cumprindo cada promessa correspondente a cada Era ou etapa da Sua Igreja durante a Dispensação da Graça.

 

E para este tempo Deus nos abençoará por meio de Cristo, que está no meio da Sua Igreja na Era de Pedra Angular, com as bênçãos prometidas para este tempo final. Ele cumprirá toda promessa que fez para a Sua Igreja para o tempo final.

 

Para a Era de Pedra Angular estão as maiores promessas, as mais gloriosas que há. Por isso, depois das sete etapas ou sete Eras, a Igreja sobe na Era de Pedra Angular, que é paralela à Era de Pedra Angular da Primeira Vinda de Cristo.

 

Portanto, a Era de Pedra Angular para o tempo final é a etapa ou a Era para a Segunda Vinda de Cristo com os Seus Anjos, com as Duas Oliveiras, que são os ministérios de Moisés e Elias.

 

Este é o tempo maior e mais glorioso de todos os tempos. Este é o tempo em que Deus manifestará todo o Seu poder, onde Deus Se manifestará em toda a Sua plenitude, como Ele o fez a dois mil anos atrás na Primeira Vinda de Cristo.

 

Por isso, enviou um precursor lá, João o Batista para preparar o caminho ao Ungido, que viria depois dele, ao Messias, ao Ungido, ao Cristo que viria para realizar a Obra de Redenção na Cruz do Calvário, viria para cumprir as promessas correspondentes para aquela Era de Pedra Angular, por amor aos escolhidos de Deus escritos no Livro da Vida do Cordeiro no Céu.

 

Para este tempo final, o Mensageiro da sétima Era da Igreja foi o Elias precursor da Segunda Vinda de Cristo, com o espírito e virtude de Elias na sua quarta manifestação, por isso, ele falou tanto da Segunda Vinda de Cristo e falou tanto dos Dois Ungidos, das Duas Oliveiras, de Moisés e Elias vindo com Ele, com o Senhor na Sua Vinda.

 

Por isso, no Monte da Transfiguração, no capítulo 17 de São Mateus, do versículo 1 em diante, Cristo levou a Pedro, Tiago e João com Ele, ao Monte da Transfiguração, Se transfigurou diante deles, o Seu rosto se fez outro como São Lucas nos disse que o Seu rosto resplandeceu como o sol, a glória de Deus foi vista lá, seus vestidos se fizeram brancos e apareceram Moisés e Elias um a cada lado do Senhor, falando com Ele, falando com Ele da Sua ida a Jerusalém. E isso é a Ordem para a Segunda Vinda de Cristo.

 

Ou seja, foi uma visão para ser cumprida plenamente na Segunda Vinda de Cristo, onde os ministérios dos Anjos são os ministérios de Moisés pela segunda ou pela terceira vez, porque o ministério de Moisés se cumpriu em Cristo pela segunda vez e mais adiante o ministério de Moisés se cumprirá pela terceira vez, o qual será um Profeta como Moisés, um ministério como o de Moisés manifestado no tempo final e um Profeta como o Profeta Elias, um Profeta com o ministério de Elias pela quinta vez. 

 

E assim por diante, podemos ver que tudo isso é por amor aos escolhidos de Deus, aos membros da Igreja do Senhor Jesus Cristo de todos os tempos. E para o tempo do Último Dia, da Era de Pedra Angular, o amor de Deus Se manifestará em toda a Sua plenitude no meio da Sua Igreja, como aconteceu na Primeira Vinda de Cristo, que foi uma manifestação do amor de Deus pelo ser humano.

 

E a manifestação prometida para este tempo final é a manifestação do Amor Divino, para a vitória do Amor Divino a favor da Igreja do Senhor Jesus Cristo, a favor dos eleitos, dos escolhidos de Deus.

 

Por amor aos escolhidos, Deus Se manifestará em toda a Sua plenitude e neste tempo final cumprirá cada promessa que Ele fez, incluindo a nossa transformação se nós permanecermos vivos até a ressurreição dos mortos em Cristo, que ressuscitarão primeiro em corpos glorificados, corpos eternos, imortais e jovens, e quando nós os virmos, seremos transformados.

 

E depois estaremos uma temporada aqui de trinta a quarenta dias, nessa manifestação gloriosa dos filhos de Deus. Como Cristo, quando ressuscitou e com Ele ressuscitaram os Santos do Antigo Testamento, conforme ao capítulo 27 de São Mateus, versículo 51.

 

Eles apareceram a muitos na Cidade, a muitos de seus familiares e Cristo esteve aparecendo aos Seus discípulos por quarenta dias. Em todos os domingos aparecia aos Seus discípulos, tratava com eles, lhes abria as Escrituras, e assim por diante.

 

Assim também para o nosso tempo, na Etapa de Pedra Angular (como lá, foi a Etapa de Pedra Angular), haverá uma ressurreição e uma transformação para os crentes em Cristo do tempo final, depois estaremos de trinta a quarenta dias aqui na Terra, como o Rev. William Branham disse, porém, os que estivermos vivos e permaneçamos até esse momento, já transformados, e os que em outras Eras partiram já ressuscitados em corpos glorificados, como também os que partiram do nosso tempo.

 

Algo grande está a caminho. O Rev. William Branham disse: “Quando vemos a Gabriel aparecer, algo grande está por suceder”. Disse: “Gabriel anunciou a Primeira Vinda de Cristo, Gabriel anunciará a Segunda Vinda de Cristo”. Ou seja, que há um grande trabalho para o Anjo ou Arcanjo Gabriel.

 

Estamos no tempo mais glorioso de todos os tempos, no tempo em que já se sabe que o rapto ou o arrebatamento da Igreja será em Carros de Fogo, como foi o rapto ou o arrebatamento do Profeta Elias. Portanto, estejamos preparados, porque algo grande está a caminho, e não falta muito para se cumprir tudo o que corresponde a este tempo final.

 

Tudo isso é por Amor aos Escolhidos. Porque assim como Abraão conversando com Deus no capítulo 18 do Gênesis, Deus lhe disse que Sodoma e Gomorra seriam destruídas e como o seu sobrinho Ló estava lá em Sodoma, Abraão começou a interceder por ele, e começou a colocar números:

 

“Se houver cinquenta justos na Cidade, Tu a destruirás?”

 

Deus disse: “Não a destruirei, por amor aos cinquenta justos”.

 

— “Mas se houver quarenta e cinco?

 

— “Por amor aos quarenta e cinco não a destruirei”.

 

— “Mas se houver somente quarenta?

 

— “Tampouco a destruirei se lá houver quarenta justos”.

 

E seguiu descendo até que chegou a dez. Abraão disse a Deus: “Falarei pela última vez: Se houver dez justos lá, destruirás a Cidade?

 

Deus disse: “Não a destruirei, por amor aos dez justos”.

 

Abraão não podia seguir descendo mais do que esse número, porque no tempo de Noé lá houve oito pessoas que escaparam do dilúvio, o dilúvio veio e destruiu aquela geração. Deus retirou a Arca para fora da destruição, porque a Arca flutuou sobre as águas para Noé, e as águas que destruíram ao mundo antediluviano, salvaram a Noé, fazendo a Arca de Noé flutuar.

 

E para o tempo de Ló, Deus retirou a Ló, os Anjos Gabriel e Miguel retiraram Ló e sua família de Sodoma, para que não fossem destruídos. E não podiam olhar para trás, para o mundo que seria destruído, porém, a esposa de Ló olhou e se converteu numa estátua de sal.

 

Aquele que põe a sua mão no arado e olhe para trás, não está apto para o Reino”. [São Lucas 9:62] 

 

Portanto, não se pode olhar para o mundo, não se pode olhar para o mundo, para querer voltar ao mundo, porque o mundo está sentenciado à destruição como Sodoma e Gomorra.

 

Deus (por meio de Jesus), disse que a Vinda do Filho do Homem será como nos dias de Noé e como nos dias de Ló. Em São Lucas no capítulo 17 e em São Mateus o capítulo 24, versículos 34 a 39.

 

E também disse que a Vinda do Filho do Homem será como o sol que sai do Oriente e se mostra no Ocidente, resplandecerá no Ocidente. São Mateus nos diz no capítulo 24, versículo 27:

 

Porque, assim como o relâmpago sai do oriente e se mostra até ao ocidente, assim será também a vinda do Filho do homem”.

 

A Vinda do Filho do Homem é a Vinda do Senhor vindo com os Seus Anjos, que são as Duas Oliveiras do Apocalipse capítulo 11, versículos 1 a 14, e de Zacarias capítulo 14, versículos 11 a 14. Ou seja, nós temos na Escritura o que sucederá neste tempo final.

 

E na manifestação de Deus para este tempo final, por amor aos escolhidos, Ele estará cumprindo todas essas promessas que correspondem a este tempo final. A Palavra prometida estará se fazendo uma realidade para a Igreja do Senhor Jesus Cristo, na Era de Pedra Angular e será onde nós veremos o cumprimento dessas promessas.

 

Portanto, estejamos preparados, porque algo grande está se preparando para suceder. E haverá uma grande manifestação em toda a Sua plenitude, que (o Anjo que acompanhava ao Rev. William Branham) chamou de “A Terceira Etapa”. Ele disse e mostrou que a Terceira Etapa será numa Grande Tenda Catedral.

 

Ou seja, Deus nos deu mais informações e detalhes das coisas que Ele fará neste tempo final. Temos mais detalhes do que tiveram os crentes em Cristo e os Mensageiros em Eras passadas.

 

Portanto, estaremos com os nossos olhos espirituais bem abertos, porque o que Deus fará já está prometido e o que Ele estará fazendo será cumprindo as Suas promessas correspondentes a este tempo final. Estará também completando a Sua Igreja, para o qual, ainda há oportunidade para as pessoas receberem Cristo como único e suficiente Salvador.

 

De modo que, se houver alguma pessoa que ainda não recebeu Cristo como Salvador, pode fazer isso nestes momentos, estaremos orando por você, para que Cristo a receba no Seu Reino, a perdoe e a limpe de todo pecado com Seu Sangue, você seja batizada na água no Seu Nome,  Cristo a batize com o Espírito Santo e Fogo, produza o novo nascimento em você e, assim, nasça no Reino de Deus.

 

Para o qual você pode passar até aqui na frente se estiver presente aqui, para que fique incluído na oração que estaremos fazendo por todas as pessoas que estarão recebendo Cristo como único e suficiente Salvador.

 

E para as pessoas que estão em outras nações, também podem chegar aos Pés de Cristo o nosso Salvador, para que fiquem incluídas na oração que estaremos fazendo por todas as que estarão recebendo Cristo como único e suficiente Salvador.

 

As crianças de dez anos em diante também podem chegar aos Pés de Cristo, para que Cristo as receba no Seu Reino, as perdoe, as limpe de todo pecado com o Seu Sangue, sejam batizadas na água no Nome do Senhor Jesus Cristo, Cristo as batize com o Espírito Santo e Fogo, e produza o novo nascimento nelas.

 

O mais importante na vida é fazer o que Cristo disse:

 

Buscai primeiro o Reino de Deus e a sua justiça, e as demais coisa vos serão acrescentadas”. [São Mateus 6:33]

 

Portanto, o mais importante para todo ser humano é receber Cristo como Salvador, para que Cristo o receba no Seu Reino e assim receba a vida eterna.

 

Em outros países também podem continuar chegando aos Pés de Cristo. As crianças de dez anos em diante também podem vir aos Pés de Cristo o nosso Salvador, para que Cristo as receba no Seu Reino glorioso.

 

Todos nós temos a necessidade de assegurar o nosso futuro eterno, e o único que pode nos assegurar o nosso futuro eterno é o Senhor Jesus Cristo, o qual está à direita de Deus e sob o qual estão sujeitas todas as coisas. Portanto, é importante assegurarmos o nosso futuro eterno.

 

Depois desta vida terrena há vida eterna para todos o que receberam Cristo como nosso único e suficiente Salvador. Pelo qual, as palavras de Cristo soam com amor divino em nossos corações, quando Ele disse:

 

“As minhas ovelhas ouvem a minha voz, e eu conheço-as, e elas me seguem;

28  E dou-lhes a vida eterna, e nunca hão de perecer, e ninguém as arrebatará da minha mão.

29  Meu Pai, que mas deu, é maior do que todos; e ninguém pode arrebatá-las da mão de meu Pai.

30  Eu e o Pai somos um”. [São João 10:27-30]

 

Assim é importante assegurarmos o nosso futuro eterno com Cristo no Seu Reino eterno.

 

Vamos ficar em pé para orarmos pelas pessoas que estão recebendo Cristo como único e suficiente Salvador.

 

Com nossos olhos fechados e nossos rostos inclinados:

 

Pai Celestial, eu venho a Ti no Nome do Senhor Jesus Cristo com todas estas pessoas, aqui presentes e em diferentes nações, que estão recebendo Cristo como único e suficiente Salvador, e Te rogo que as recebas no Teu Reino, no Nome do Senhor Jesus Cristo. Amém.

 

E, agora, repitam comigo esta oração que estarei fazendo por cada um de vocês:

 

Senhor Jesus Cristo, eu escutei a pregação do Teu Evangelho e a Tua fé nasceu no meu coração.

 

Creio em Ti com toda a minha alma e creio na Tua Primeira Vinda. Creio no Teu Nome como o único nome debaixo do Céu, dado aos homens, em que podemos ser salvos e creio na Tua morte na Cruz do Calvário como o Sacrifício da Expiação pelos nossos pecados.

 

Reconheço que sou pecador e necessito um Salvador, um Redentor. Dou testemunho público da Tua fé em mim, e Te recebo como meu único e suficiente Salvador.

 

Rogo-Te que perdoes os meus pecados, que me limpes de todo pecado com o Teu Sangue, que me batizes com o Espírito Santo e Fogo logo após eu ser batizado na água no Teu Nome, e que produzas o novo nascimento em mim.

 

Eu quero nascer no Teu Reino, eu Te rogo no Teu Nome Eterno e glorioso: Senhor Jesus Cristo. Amém e amém.

 

E, agora, os que vieram aos Pés de Cristo me perguntarão: “Quando podem me batizar? Pois o Senhor Jesus Cristo disse:

 

Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura.

16  Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado’”. (São Marcos, capítulo 16, versículos 15 e 16).

 

Tão simples assim é crer em Cristo, ser batizado, e obter a salvação e a vida eterna, para viver com Cristo no Seu Reino por toda a eternidade. Portanto, todos vocês podem ser batizados.

 

No batismo na água a pessoa se identifica com Cristo na Sua morte, sepultamento e ressurreição. Quando a pessoa recebe Cristo, morre para o mundo; quando o Ministro a submerge nas águas batismais, simbolicamente ela está sendo sepultada e quando é levantada das águas batismais, simbolicamente está ressuscitando para uma nova vida: à vida eterna com Cristo no Seu Reino eterno.

 

Portanto, o batismo na água é um requisito para a pessoa receber Cristo e a vida eterna, e garantir o seu futuro eterno com Cristo na eternidade.

 

Foi Cristo quem disse: “Quem crer e for batizado, será salvo”. O próprio Cristo foi batizado por João o Batista, de modo que, é um requisito estabelecido por Cristo, para todo aquele que O recebe como único e suficiente Salvador.

 

O batismo na água é tipológico e é importante sabermos o que representa o batismo na água, o qual é um requisito estabelecido por Cristo, para todo aquele que O recebe como único e suficiente Salvador.

 

Bem, todos vocês podem ser batizados, que Cristo os batize com o Espírito Santo e Fogo, que produza o novo nascimento em vocês e nós continuaremos nos vendo eternamente no Reino de Cristo o nosso Salvador.

 

Que todos continuem desfrutando uma tarde feliz e para os que estão em países que já é noite, que continuem desfrutando uma noite feliz, repleta das bênçãos de Cristo o nosso Salvador, o qual nos amou e morreu por nós na Cruz do Calvário. Ele veio e morreu Por Amor aos Escolhidos.

 

Que Deus os abençoe e os guarde; que continuem desfrutando uma tarde feliz, ou uma noite feliz, repleta das bênçãos de Cristo o nosso Salvador.

 

Eu estarei com vocês novamente no estudo bíblico no próximo domingo e, amanhã, sábado, estarei na reunião de Ministros.

 

Portanto, que Deus os abençoe e os guarde, e continuaremos nos vendo por toda a eternidade no Reino de Cristo o nosso Salvador.

 

POR AMOR AOS ESCOLHIDOS”.