MENSAGENS





Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/cderc813/public_html/mensagens/index.php on line 54

Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/cderc813/public_html/mensagens/index.php on line 121

Perfeitamente unidos numa mesma mente e num mesmo parecer

Data: 09/07/2016 Tempo: 01:01:25





 

 

 

PERFEITAMENTE UNIDOS NUMA MESMA

MENTE E NUM MESMO PARECER

 

William Soto Santiago

Sábado, 09 de Julho de 2016

São Lucas - Guatemala

 

 

Boa tarde Miguel Bermúdez Marín, Missionário do Senhor e a cada um de vocês Ministros, as suas esposas colaboradoras também, aos colaboradores e as colaboradoras, também reunidos nesta ocasião. É para mim um grande privilégio poder saudá-los e vê-los felizes e contentes no Corpo Místico de Cristo o nosso Salvador.

 

Alegra-me muito ver-te Tirzo, também a sua esposa Meda, que Deus lhes abençoe grandemente e também a seu filho aqui presente.

 

É um momento muito importante para mim, estar aqui com vocês nesta ocasião.

 

PERFEITAMENTE UNIDOS NUMA MESMA MENTE E NUM MESMO PARECER”.

 

Isso é importante para o Corpo Místico de Cristo, porque assim como Cristo está unido com o Pai e com a Sua Igreja, nós temos de estar unidos uns com os outros no Corpo Místico de Cristo e, por conseguinte, unidos com Cristo.

 

Na Primeira Vinda de Cristo, quando Ele realizou o Plano de Redenção na Cruz do Calvário, logo depois, ressuscitou glorificado, tinha de ir ao Trono do Pai como Intercessor, como Sumo Sacerdote Celestial, segundo a Ordem de Melquisedeque, pois Ele havia dito que Se assentaria à direita de Deus e, assim ocorreu, pois, no capítulo 3 do Apocalipse, versículos 20 e 21, Ele disse:

 

“Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, eu entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo.

21  Ao que vencer lhe concederei que se assente comigo no meu trono; assim como eu venci, e me assentei com meu Pai no seu trono.

22 Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas.

 

É Cristo em Espírito Santo falando a Sua Igreja e nesta passagem nos disse: “Se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta”, porque Ele disse:

 

Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo”.

 

Quando nos fala da ceia, nos fala do tempo da tarde e, agora, a promessa é que Ele vai cear com a pessoa a quem Ele assente com Ele no Seu Trono. Disse: “Assim como eu venci, e me sentei com meu Pai no seu trono”.

 

O Trono do Pai é o que está no Céu, onde Cristo está assentado e o Trono de Cristo do qual falou aqui, é o Trono de Davi, do qual, Cristo é herdeiro desse Trono, pois Ele disse: “Concederei que se assente comigo no meu trono”.

 

Em São Lucas, o Anjo Gabriel falou as boas novas à virgem Maria: que ela conceberá do Espírito Santo, dará à luz a um filho e lhe disse para lhe colocar o nome “Jesus”, e lhe disse que Deus lhe dará o Trono de Davi Seu Pai. No capítulo 1 de São Lucas, do versículos 26 em diante, diz:

 

“E, no sexto mês, foi o anjo Gabriel enviado por Deus a uma cidade da Galileia, chamada Nazaré,

27  A uma virgem desposada com um homem, cujo nome era José, da casa de Davi; e o nome da virgem era Maria.

28  E, entrando o anjo aonde ela estava, disse: Salve, agraciada; o Senhor é contigo; bendita és tu entre as mulheres.

29  E, vendo-o ela, turbou-se muito com aquelas palavras, e considerava que saudação seria esta.

30  Disse-lhe, então, o anjo: Maria, não temas, porque achaste graça diante de Deus.

31  E eis que em teu ventre conceberás e darás à luz um filho, e porás o nome de Jesus.

32  Este será grande, e será chamado filho do Altíssimo; e o Senhor Deus lhe dará o trono de Davi, seu pai;

33  E reinará eternamente na casa de Jacó, e o seu reino não terá fim.

34  E disse Maria ao anjo: Como se fará isto, visto que não conheço homem algum?

35  E, respondendo o anjo, disse-lhe: Descerá sobre ti o Espírito Santo, e a virtude do Altíssimo te cobrirá com a sua sombra; por isso também o Santo, que de ti há de nascer, será chamado Filho de Deus.

36  E eis que também Isabel, tua prima, concebeu um filho em sua velhice; e é este o sexto mês para aquela que era chamada estéril;

37  Porque para Deus nada é impossível.

38  Disse então Maria: Eis aqui a serva do Senhor; cumpra-se em mim segundo a tua palavra. E o anjo ausentou-se dela”.

 

Recordemos que a virgem Maria representa a Igreja do Senhor Jesus Cristo e a promessa aqui é que Deus dará o Trono de Davi a Cristo, que reinará sobre Israel, ou seja, o herdeiro ao Trono de Davi é Jesus Cristo, e esse é o Trono do qual Cristo disse: “Ao que vencer, eu lhe concederei que se assente comigo no meu Trono, assim como eu venci e me assentei com meu Pai no Seu Trono”.

 

Assim como Cristo se sentou no Trono Celestial com o Pai, Ele sentará ao vencedor com Ele no Trono de Davi. Tão simples assim. Estivemos falando disso já há muitos anos e algum dia nós veremos como será o cumprimento dessa promessa.

 

A virgem no Novo Testamento, representada em Maria, é a Igreja do Senhor Jesus Cristo e há uma grande bênção para a Igreja do Senhor Jesus Cristo, porque essa é a Família de Deus, os filhos e filhas de Deus, os filhos e filhas de Deus por meio do segundo Adão, que é Cristo o nosso Salvador, os quais, assim como o corpo físico de Jesus Cristo foi criado por Deus, quando o Espírito Santo fez sombra sobre Maria, o próprio Espírito Santo é quem produz o novo nascimento nos crentes em Cristo e é quem nos dará o novo corpo glorificado, eterno, imortal e jovem para toda a eternidade.

 

Portanto, há uma grande bênção para os crentes em Cristo deste tempo final e vamos ver aqui o que o Rev. William Branham nos disse na página 187 do Livro “As Sete Eras da Igreja”. Começando na página 186 a 187, ele disse:

 

O primeiro filho (Adão), era a Palavra-Semente falada de Deus e foi-lhe dada uma esposa, para se reproduzir. Para isso foi-lhe dada a esposa, para se reproduzir, para produzir outro filho de Deus. Mas ela caiu. Ela caiu por misturar-se. Ela fez com que ele morresse.

 

Ao segundo Filho (Jesus), também a Palavra–Semente falada de Deus, foi-lhe dada uma noiva assim como foi com Adão. Mas antes que Ele pudesse se casar com ela, ela também tinha caído. Ela, como a esposa de Adão, foi posta a prova para ver se creria na Palavra de Deus e teria Vida, ou duvidaria da Palavra e morreria. Ela duvidou, deixou a Palavra e, por isso, morreu.

 

De um grupo pequeno da verdadeira semente da Palavra, Deus apresentará a Cristo uma Noiva amada. Ela é uma virgem da Sua Palavra. Ela é uma virgem, porque não conhece nenhum credo, nem dogma feito pelo homem. Por meio e através dos membros da Noiva...

 

Escutem com muita atenção:

 

Por meio e através dos membros da Noiva será cumprido tudo prometido por Deus, que teria de ser manifestado na virgem.

 

A Palavra de promessa veio à virgem Maria, e essa Palavra prometida era Ele mesmo, Quem teria de ser manifestado. Deus foi manifestado. Ele mesmo atuou nesse tempo e cumpriu a Sua própria Palavra de promessa na virgem. Foi um anjo quem havia lhe trazido a mensagem, e a mensagem desse anjo foi a Palavra de Deus (Isaías 9:6). Ele nesse tempo cumpriu tudo o que estava escrito a respeito Dele, porque ela aceitou a Sua Palavra.

 

Os membros da Noiva-virgem Lhe amará e eles terão as Suas virtudes, porque Ele é a sua cabeça e todo poder Lhe pertence. Eles estão sujeitos a Ele assim como os membros de nossos corpos estão sujeitos à nossa cabeça.

 

E assim como tudo o que Deus teve de fazer no tempo de Jesus, o fez através de Jesus e tudo o que Cristo teve de fazer desde o dia de Pentecostes até hoje, o fez através da Sua Igreja, através da Sua Igreja-noiva, que esteve passando por diferentes etapas.

 

Para começar teve de subir no aposento alto conforme à ordem de Cristo, subir a Jerusalém, esperar ali por uma quantidade de tempo, esperar e, depois, receber a Vinda do Espírito Santo, Cristo vir em Espírito Santo e descer dez dias depois de haver subido no rapto e vir a eles em Espírito Santo, na Coluna de Fogo, para batizá-los e produzir o novo nascimento neles.

 

A Igreja nasceu com cento e vinte crentes que nasceram de novo, assim começou a Igreja e assim continuou nascendo cada filho de Deus no Reino de Deus, no Reino de Cristo o nosso Salvador; e para o Último Dia se completará o nascimento dos últimos escolhidos de Deus no Reino de Deus, no Corpo Místico de Cristo, que é o Corpo Místico, que contém todos os filhos de Deus que nascem no Reino de Deus, como filhos de Deus por meio do segundo Adão: Jesus Cristo o nosso Salvador.

 

E assim como teve o Seu Mensageiro em cada etapa e o grupo de escolhidos que receberam a Sua Palavra, por meio deles o Espírito Santo fez a Obra em cada etapa, e, para este tempo também haverá um grupo que subirá na Era que lhe corresponda, porque cada Mensageiro com seu grupo sobe na Era que lhe corresponde.

 

Ou seja, o Espírito Santo, Cristo faz o chamado por meio do Mensageiro a quem revela a Sua Palavra, ele a fala ungido pelo Espírito Santo, Cristo falando por meio do Mensageiro de cada Era, chamando aos escolhidos de cada Era à Era que lhes corresponda, por isso, vão subindo de Era em Era. E, agora, o chamado é: “Sobe aqui” [Apocalipse 4:1] isso é no aposento alto da Igreja da Era da Pedra Angular.

 

É importante conhecermos o tempo, a Era que nos correspondeu viver neste tempo, a Era na qual nos correspondeu subir, a Era na qual o Espírito Santo fala, chama com a Grande Voz de Trombeta ou com a Trombeta Final aos escolhidos, à semente de Deus correspondente ao tempo final, para a maior manifestação da história da Igreja, que está prometida na Palavra; a manifestação que levará à ressurreição dos mortos em Cristo e a transformação dos que estaremos vivos neste tempo final, na etapa correspondente a este tempo, que é o aposento alto da Igreja do Senhor Jesus Cristo, o lugar secreto de Deus, a Câmara do Rei, a Câmara secreta do Rei, o lugar mais importante.

 

E recordem que no Templo que Salomão construiu e no Tabernáculo que Moisés construiu, o Lugar mais importante era o Lugar Santíssimo, um Lugar Pequeno, mas o mais importante, porque era o Lugar de Morada de Deus, onde Deus morava, onde não havia luz. Por quê? Porque Deus é Luz e Deus morava ali na Coluna de Fogo. Por isso, disse a Aarão que não entrasse em qualquer tempo do ano, senão no Dia da Expiação, e que entrasse com sangue para que não morresse, porque Deus apareceria na nuvem no meio dos Dois querubins de Ouro que estão sobre o Propiciatório. Isso está em Levítico nos capítulos 10 e 16.

 

Recordem que no capítulo 10 de Levítico, os dois filhos de Aarão que entraram com fogo estranho, morreram ali, porque entraram na Presença de Deus fora de tempo e sem o que tinham de entrar e, então, Aarão e os seus demais filhos foram proibidos de entrarem em qualquer tempo, tinha de ser no dia dez do sétimo mês, que era o dia da expiação.

 

Portanto, é importante sabermos que tudo aquilo foi tipo e figura do que seria a Igreja como Templo Espiritual, e das coisas que estariam acontecendo no meio da Igreja do Senhor Jesus Cristo.

 

Neste tempo final é importante compreendermos que a Igreja do Senhor Jesus Cristo entra no Lugar Santíssimo, no Lugar da Presença de Deus, no Lugar onde será cumprida a Segunda Vinda de Cristo, no Lugar onde a Coluna de Fogo estará presente no meio da Sua Igreja e, por isso, na Visão da Tenda foi mostrado ao Rev. William Branham que a Coluna de Fogo viajou para um Pequeno Quartinho e o Anjo que acompanhava ao Rev. William Branham lhe disse: “Eu te encontrarei ali”.

 

Ou seja, há uma grande bênção, ele viu as coisas que estavam ocorrendo nessa Grande Tenda Catedral, Deus atuando de uma forma maravilhosa e ali o Rev. William Branham escutou o que se falava, viu os milagres que ocorriam, viu como as pessoas passavam à frente compungidas de coração, todas essas coisas e também foi levado ao Pequeno Quartinho de Madeira que estava dentro dessa Grande Tenda Catedral e viu o que estava acontecendo ali; e o Anjo que o acompanhava estava ali também.

 

O Anjo lhe disse em outra ocasião: “Recordas do nome que tu buscavas quando tivestes a visão?” Ou seja, há um nome ali, há um nome ali que ele viu, ouviu e o buscava. É dizer que é um Lugar onde há coisas muito importantes do Programa Divino, onde estará a Coluna de Fogo, estará o Anjo que acompanhava ao Rev. William Branham e o Rev. William Branham esteve ali e viu, e o Anjo lhe disse: “Isso será a Terceira Etapa, e não o dirás a ninguém” Para quê? Para que não sucedesse como sucedeu com as duas etapas anteriores, quando as deu a conhecer e, então, chegaram os imitadores e interromperam o Programa que Deus estava realizando com o Rev. William Branham, e se levantaram muitos imitadores. E, depois, muitos deles se fizeram inimigos, fizeram guerra ao irmão Branham e interromperam o Programa de Deus.

 

Mas o mistério da Terceira Etapa está ligado ao Sétimo Selo, à Vinda do Senhor e, por isso, o Sétimo Selo é um mistério tão grande como a Terceira Etapa é um mistério tão grande.

 

E tudo isto Ele o terá de cumprir onde? No meio da Sua Igreja, na etapa correspondente a este tempo final na Sua Igreja. E isso não era para a primeira Era, porque essa já passou; tampouco para a segunda Era, porque já passou; nem para a terceira, nem para a quarta, nem para a quinta, nem para a sexta, nem tampouco para a sétima.

 

O Rev. William Branham dizia que se se estendesse um pouco mais, alcançaria, alcançaria essa promessa, mas não era para o tempo dele, porém, lhe foi mostrado o que Deus faria mais adiante. E se não era para o tempo de São Paulo ou dos demais Apóstolos e nem dos demais Mensageiros, ou do Rev. William Branham, então, para quem é? Para nós.

 

Quem mais sabe da Era da Pedra Angular? Quem mais sabe que é a Era do Trono? Quem mais subiu a essa Era? Deus nos subiu fazendo o chamado de “Sobe aqui”. Subimos a uma Era, assim como nas Eras passadas, quando o Espírito Santo Se manifestava através do Mensageiro de cada Era, falava a Palavra para o chamado,  e subiam na Era que lhes correspondia.

 

E, agora, nos correspondeu subir com o chamado da Grande Voz de Trombeta, nos chamando a subir. Pelo qual, neste tempo há grandes bênçãos para os que estarão unânimes e juntos no Aposento Alto da Igreja do Senhor Jesus Cristo, que é a Era da Pedra Angular neste tempo final.

 

É a Era do Trono de Deus, é a Era do Trono de Cristo, é a Era para a adoção dos filhos é filhas de Deus, é a Era de Pedra Angular paralela à Era de Pedra Angular dos dias de Jesus. Cristo veio lá em Seu ministério na Era de Pedra Angular da Igreja do Antigo Testamento, do povo Hebreu.

 

E, agora, para o último Dia, Ele vem para a Era de Pedra Angular da Igreja do Novo Pacto, do Novo Testamento. É aí onde nós teremos o encontro com Cristo na Sua Vinda, no Último Dia, é aí nessa Era onde Ele nos dá a fé para sermos transformados e levados com Ele a Ceia das Bodas do Cordeiro.

 

Vejam que foi para a Era de Pedra Angular lá, que lhes deu a fé para receberem o Espírito, para receberem essa transformação interior, receberem o novo nascimento e será na Era de Pedra Angular de hoje, que nos dará a fé para sermos transformados, recebermos essa transformação física, e obtermos a imortalidade, sermos glorificados e, assim, a Família de Deus subirá, logo depois de uma manifestação de trinta a quarenta dias, quando nós subiremos no rapto ou no arrebatamento, que todos sabemos que o Rev. William Branham disse, que será em Carros de Fogo ou em Discos Voadores, como Elias, que subiu num Carro de Fogo, e que representa aos crentes em Cristo que serão raptados.

 

O próprio Cristo foi arrebatado ao Céu, houve Anjos em Sua ressurreição, houve Anjos também quando foi raptado, houve Anjos que depois disseram aos discípulos: “Por que estão olhando para o céu?” Porque eles ficaram olhando para o céu, quando Cristo subiu, pois, uma nuvem O cobriu e desapareceu.

 

Estamos esperando a nossa transformação, estamos esperando o rapto ou o arrebatamento para irmos com Cristo a Ceia das Bodas do Cordeiro, pelo qual, estejamos unânimes e juntos, pensando numa mesma coisa, estando em comunhão com Cristo e em comunhão uns com os outros, porque de um momento a outro a porta será fechada, mas nos encontrará dentro da Casa, como na parábola das dez virgens: que veio o Esposo, e as que estavam com azeite em suas lâmpadas entraram com Ele, e se fechou a porta.

 

A porta ainda está aberta, mas de um momento a outro se fechará e recordem que, quando os discípulos estavam no aposento alto, eles fecharam as portas também. Portanto, encontramos que algum dia a porta será fechada por Cristo o nosso Salvador, e isso será no tempo do fim.

 

Em São Lucas no capítulo 13, versículos 22 em diante, diz:

 

E percorria as cidades e as aldeias, ensinando, e caminhando para Jerusalém.

23  E disse-lhe um: Senhor, são poucos os que se salvam? E ele lhe respondeu:

24  Porfiai por entrar pela porta estreita; porque eu vos digo que muitos procurarão entrar, e não poderão.

25  Quando o pai de família se levantar e cerrar a porta, e começardes, de fora, a bater à porta, dizendo: Senhor, SENHOR, abre-nos; e, respondendo ele, vos disser: Não sei de onde vós sois”.

 

A porta é a mesma porta da parábola das dez virgens e a porta ao ser fechada, fechará a Dispensação e fechará a porta pela qual os crentes entraram. E a porta é Cristo o nosso Salvador.

 

Haverá um tempo em que a porta estará fechada, e já terão de atender às consequências dos juízos divinos que virão durante a grande tribulação, mas os crentes em Cristo serão transformados para irem com Cristo a Ceia das Bodas do Cordeiro.

 

Portanto, é importante que estejamos unânimes e juntos na Era em que nos correspondeu, trabalhando em amor divino, porque é a Era do Amor Divino. Cada uma das Eras tem uma virtude, e a Era da Pedra Angular tem o Amor Divino.

 

Pelo qual, a vitória será no Amor Divino, como foi profetizada ao Rev. William Branham. E a vitória será contra o inimigo de Deus, será contra a morte, porque obteremos a imortalidade física também.

 

Já temos a imortalidade da alma, obtivemos a vida eterna por meio de Cristo o nosso Salvador, ao recebermos o Espírito de Cristo, pelo qual nos falta receber a imortalidade física, a qual está mais próxima, a cada dia que passa, a cada minuto está mais perto, a cada hora está mais perto, a cada dia está mais perto, e cada ano está mais perto.

 

Por isso, quando um crente em Cristo aniversaria, algumas pessoas dizem: “Um ano mais velho”. Mas o crente diz: “Um ano mais perto da minha juventude eterna, um ano mais perto da imortalidade física, um ano mais perto da minha transformação”.

 

Não sabemos em que ano será, mas sabemos que ocorrerá, porque é uma promessa divina e estamos vendo os sinais de que estamos no tempo em que de um momento a outro se completará a Igreja de Cristo, a porta será fechada e os crentes em Cristo serão ressuscitados; os que morreram fisicamente, cada um no grupo do seu Mensageir; e nós os que vivemos seremos transformados, conforme a Palavra do Senhor.

 

Os que vivemos e fiquemos vivos para esse tempo, a promessa é que nós seremos transformados; o que estamos esperando a cada dia, a cada semana, a cada mês, a cada ano e não importa quanto tempo passe, nós continuaremos esperando a nossa transformação.

 

Desde os tempos dos Apóstolos estiveram esperando a ressurreição dos crentes mortos em Cristo e a transformação dos vivos, mas para eles será a ressurreição. Portanto, os da etapa dos Apóstolos tiveram de esperar por aproximadamente dois mil anos e os das etapas das Eras tiveram de esperar por centenas de anos, porém, nós não teremos de esperar por muitos séculos: de um momento a outro virá o cumprimento da Segunda Vinda de Cristo à Sua Igreja, para a dedicação da Igreja do Senhor Jesus Cristo, como Moisés, quando dedicou o Tabernáculo a Deus, quando a Coluna de Fogo veio, Deus veio na Coluna de Fogo, entrou no Tabernáculo e Se colocou no meio dos Dois Querubins de Ouro, que estavam sobre o Propiciatório no Lugar Santíssimo.

 

Mais adiante assim também sucedeu no Templo que o rei Salomão construiu. Quando o dedicou, os Sacerdotes já não podiam ministrar pela Presença da Coluna de Fogo na Nuvem, pela Presença de Deus, que entrou no Templo e morou no Lugar Santíssimo, sobre a Arca do Pacto, ali em cima do Propiciatório, no meio dos Dois Querubins de Ouro.

 

Em adição a estes, houve ali Dois Querubins de Madeira de Oliveira também, porque no Templo do Senhor Jesus Cristo, no Lugar Santíssimo, estarão as Duas Oliveiras. Por isso, as Duas Oliveiras não aparecem na primeira Era, na segunda, na terceira, na quarta, na quinta, na sexta e nem na sétima Era, lhes corresponde aparecer no Lugar Santíssimo, que foi onde foram colocados esses Dois Querubins de Oliveira cobertos de Ouro, onde na Madeira de Oliveira mostra a humanidade, e no Ouro a Divindade.

 

Então, são os ministérios de Moisés e Elias, para a etapa do Lugar Santíssimo da Igreja do Senhor Jesus Cristo e, por isso, o Rev. William Branham disse: “Assim como os judeus trouxeram o Evangelho aos gentios (o qual foi através de São Pedro e São Paulo), os gentios o levarão de regresso aos judeus”… e na página 30 do Livro “As Eras”, nesta versão em espanhol, no penúltimo parágrafo, disse:

 

Agora, quando o Evangelho voltará aos judeus? Quando tiver terminado a Dispensação dos gentios. O Evangelho está preparado para voltar aos judeus. Oh, se tão somente pudesse lhes dizer algo que está a ponto de acontecer hoje, neste nosso dia. Esta grande coisa que acontecerá percorrerá até o Apocalipse 11, e aquelas duas testemunhas, aqueles dois Profetas Moisés e Elias, trazendo o Evangelho de novo aos judeus”.

 

Viram o porquê do Rev. William Branham querer ir aos Judeus? Porém, o ministério dele, que estava nele, embora fosse o ministério de Elias, estava na quarta etapa e o ministério que levará o Evangelho aos Judeus com o ministério de Moisés e Elias, será o ministério de Elias pela quinta vez.

 

Portanto, o espírito que estava operando o ministério de Elias pela quarta vez na sétima Era, subiu mais acima à Era de Pedra Angular, para operar o ministério de Elias pela quinta vez e o ministério de Moisés pela terceira vez (se considerarmos o ministério de Jesus como sendo a segunda vez que o ministério de Moisés foi operado).

 

O ministério de Moisés, ministério dispensacional em Moisés, em Jesus e está prometido que o ministério de Moisés estará novamente pela terceira vez e nós vimos que será dentre os gentios e os gentios levarão o Evangelho aos Judeus. Ou seja, que os ministérios de Moisés e Elias aparecerão, onde? No meio dos gentios, no meio do Templo Espiritual de Cristo, no povo que está dentro do Novo Pacto.

 

Ao povo do Novo Pacto lhe chegará o ministério das Duas Oliveiras no Lugar Santíssimo, no meio do Lugar Santíssimo e, na Sua Vinda, no meio deles, estará também se cumprindo a Vinda do Senhor, como esteve sobre o Propiciatório no meio dos Dois Querubins de Ouro. Certamente estarão também os Arcanjos Gabriel e Miguel, que têm haver com todo o Programa Divino correspondente ao tempo final, como tiveram haver para os tempos da Primeira Vinda de Cristo.

 

O Rev. William Branham disse: “O Anjo Gabriel anunciou a Primeira Vinda de Cristo, e anunciará a Segunda Vinda de Cristo também”.

 

Ou seja, haverá uma intervenção do Anjo Gabriel, também do Arcanjo Miguel, porque no Apocalipse capítulo 12 e em Daniel no capítulo 12, nos diz que nesse tempo se levantará Miguel, o grande príncipe que está pelos filhos do povo de Daniel, os Judeus, ou seja, Israel tem o Anjo mais poderoso a seu favor e Gabriel trabalha em mútuo acordo com Miguel. Portanto algo grande está por acontecer.

 

Esses são os Anjos que também estiveram em Sodoma e Gomorra, e disseram a Ló: “Deus nos mandou para destruir Sodoma e Gomorra, para destruirmos a Cidade”. Ou seja, são Anjos que trazem bênção para os crentes, mas trazem juízo para os incrédulos.

 

Como será isso durante a grande tribulação? O que me interessa é como será a bênção para os crentes em Cristo, como será nesses dias, e como será no Reino Celestial.

 

No Reino celestial estaremos na ceia das Bodas do Cordeiro, onde Cristo e a Sua Igreja serão investidos como Reis, para reinarem sobre Israel e sobre todas as nações durante o Milênio, e o Seu Reino não terá fim.

 

Portanto, estejamos bem unidos, num mesmo pensar, numa mesma mente, num mesmo coração, unânimes juntos no Aposento Alto da Era da Pedra Angular, esperando o cumprimento das promessas divinas correspondentes a este tempo final, e sempre trabalhando na Obra do Senhor, porque “o vosso trabalho no Senhor não é em vão”.

 

E o que você e eu faremos será de acordo ao nível em que nós amemos ao Senhor e conforme o agradecimento que tenhamos ao Senhor. Cristo disse a Simão: “A quem muito foi perdoado, ama muito”.  E a quem não foi assim, pois ama pouco. [São Lucas 7:47]

 

Portanto, indica que o que façamos para o Senhor será a expressão do nosso amor ao Senhor, assim como o que Ele fez por nós na Cruz do Calvário, foi a expressão do Amor de Deus para conosco.

 

Porque Deus amou ao mundo de tal maneira, que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê, não se perca, mas tenha vida eterna”. [São João 3:16].

 

Foi uma obra de amor da parte de Deus lá na Era de Pedra Angular, e aqui é uma obra de Amor Divino, o que Ele estará cumprindo e o que nós estivermos fazendo será também uma obra de amor a Cristo o nosso Salvador.

 

Portanto, estejamos perfeitamente unidos numa mesma mente e num mesmo parecer, como São Paulo disse na Primeira Carta aos Coríntios no capítulo 1, versículos 9 a 13.

 

Para mim foi um privilégio e uma grande bênção estar com vocês nesta ocasião, lhes dando testemunho da Palavra do Senhor e das promessas correspondentes a este tempo final.

 

Vimos como será para os Judeus, de onde a bênção sairá para os Judeus, de onde sairão as Duas Oliveiras. Portanto, estejamos preparados unânimes e juntos no Corpo Místico de Cristo, sendo instrumentos de Cristo, trabalhando por amor a Cristo e em amor a Cristo, porque a nossa Era é a Era do Amor Divino.

 

As outras Eras cada uma delas teve uma virtude que se manifestou e o maior é o amor. E a Era do Amor Divino é para este tempo final, como a etapa ou o tempo da Primeira Vinda de Cristo foi o tempo da manifestação do amor de Deus.

 

“Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”. [São João 3:16]

 

E a Segunda Vinda também será uma manifestação do amor divino para conosco. Portanto haverá Amor Divino nos escolhidos do tempo final: como Ministros nos dando bem uns com os outros, os irmãos se dando bem também uns com outros e com os Ministros, os irmãos se dando bem e os Ministros se dando bem com os irmãos, lhes ajudando em tudo, já que temos uma viagem pendente, para a Casa do nosso Pai Celestial.

 

Que Deus lhes abençoe, lhes guarde, que nos mantenha unidos em amor divino e, brevemente, se complete o número da Igreja,  os mortos em Cristo sejam ressuscitados em corpos glorificados, e os que vivemos sejamos transformados, depois, levados com Cristo a Ceia das Bodas do Cordeiro, logo após a manifestação gloriosa dos filhos de Deus, quando Deus mostrará o Seu poder em toda a Sua plenitude no cumprimento da Visão da Grande Tenda Catedral, pelo qual trabalhamos também nesse Projeto Divino.

 

Sem o cumprimento dessa Visão, não há Terceira Etapa, não há fé para rapto nem para transformação, nem ressurreição, nem arrebatamento para a Ceia das Bodas do Cordeiro.

 

Como meta física, a Visão da Tenda Catedral tem a prioridade nos trabalhos, para termos ao Senhor no cumprimento do que foi visto pelo Rev. William Branham.

 

Ele quis tornar isso uma realidade, porém, essa Visão não correspondia a ele, a ele correspondia dar testemunho do que Deus faria mais adiante e assim o fez. E fez muito bem todo o seu trabalho precursando a Vinda do Senhor e dando muitos detalhes sobre as coisas que estarão se passando nesse tempo do cumprimento da Visão da Tenda.

 

Portanto, esse é um projeto muito importante, um projeto de Deus, que foi mostrado ao Rev. William Branham, como foi mostrado a Moisés o projeto da construção do Tabernáculo; a Noé foi mostrado o projeto da construção da Arca; a Davi foi mostrado a construção de um Templo, colocou esse sentimento em Davi e, depois, Salomão foi o instrumento que Deus usou para o cumprimento desse projeto.

 

E, agora, o único projeto físico, que vimos que está profetizado é uma Grande Tenda Catedral, onde a Terceira Etapa será manifestada em toda a sua plenitude. Portanto, trabalhamos nesse projeto com amor divino. Não porque nos obriguem, mas porque amamos a Cristo e nós queremos ser instrumentos Dele, para o cumprimento do que Ele prometeu, porque cremos de todo coração.

 

Que Deus lhes abençoe e lhes guarde, que continuem desfrutando uma tarde feliz, repleta das bênçãos de Cristo o nosso Salvador. E amanhã, com a ajuda de Deus, nos veremos na atividade da manhã, no lugar que vocês sabem.

 

Portanto, estarei com vocês amanhã, com a ajuda de Deus e orem muito pela atividade de amanhã, porque de um momento a outro se completará a Igreja do Senhor Jesus Cristo, com a ajuda de Deus. E onde se completará? Na Era da Pedra Angular, ou seja, que se completará o número dos escolhidos correspondentes a esta Era.

 

Recordem que na parábola dos trabalhadores que foram buscar os convidados, vieram dizendo: “Foi feito como disseste e ainda há lugar”. Depois na Igreja do Senhor Jesus Cristo se fez como Deus disse para as sete Eras, e ainda fica lugar na Era da Pedra Angular, e aí se encherá a Casa. E nos correspondeu a melhor parte da Casa, o Aposento do Rei, o Lugar Santíssimo do Templo Espiritual de Cristo, por isso, a nossa Era está representada na alma.

 

 E vamos deixar o resto para amanhã, porque transcorreram muitos anos e ainda há muito material sobre o Lugar Santíssimo, a Era de Pedra Angular. É inesgotável tudo o que tem da parte de Deus para nossa Era.

 

Que Deus lhes abençoe e lhes guarde, deixo conosco novamente ao Missionário Dr. Miguel Bermúdez Marín para continuar.

 

Orem muito por mim, para que Deus sempre me ajude, e sempre a voz esteja bem, para lhes falar a Palavra do Senhor.

 

E em todos os projetos que realizamos, todos podem estar, aqueles que queiram de todo coração trabalhar nos projetos que estamos realizando, tanto do Cristianismo, da Igreja, como também nos projetos que a Embaixada Mundial de Ativistas pela Paz realiza.

 

Bom, que Deus lhes abençoe e lhes guarde e conosco o Missionário Miguel Bermúdez Marín para continuar.

 

Deus lhes abençoe e guarde a todos.

 

PERFEITAMENTE UNIDOS NUMA MESMA MENTE E NUM MESMO PARECER”.