MENSAGENS




Identificando o fim do tempo

Data: 08/07/2016 Tempo: 01:11:30





 

IDENTIFICANDO O FIM DO TEMPO

 

William Soto Santiago

Sexta-feira, 8 de Julho de 2016

Guatemala

 

Boa noite a todos os ministros aqui presentes e as Igrejas em diferentes nações, conectadas com esta atividade de hoje, sexta-feira, 8 de Julho de 2016. Todos recebam as minhas saudações e que Deus abençoe a todos, que nos abra as Escrituras e o entendimento para compreendê-las.

 

Uma saudação muito especial para todos os irmãos e para o Ministro José Benjamim Pérez lá em Cayey, Porto Rico.

 

Para esta ocasião leremos em São Lucas no capítulo 17, versículos 22 em diante, e diz:

 

“E disse aos discípulos: Dias virão em que desejareis ver um dos dias do Filho do homem, e não o vereis.

23  E dir-vos-ão: Ei-lo aqui, ou: Ei-lo ali. Não vades, nem os sigais;

24  Porque, como o relâmpago ilumina desde uma extremidade inferior do céu até à outra extremidade, assim será também o Filho do homem no seu dia.

25  Mas primeiro convém que ele padeça muito, e seja reprovado por esta geração.

26  E, como aconteceu nos dias de Noé, assim será também nos dias do Filho do homem.

27  Comiam, bebiam, casavam, e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca, e veio o dilúvio, e os consumiu a todos.

28  Como também da mesma maneira aconteceu nos dias de Ló: Comiam, bebiam, compravam, vendiam, plantavam e edificavam;

29  Mas no dia em que Ló saiu de Sodoma choveu do céu fogo e enxofre, e os consumiu a todos.

30  Assim será no dia em que o Filho do homem se há de manifestar”.

 

Que Deus abençoe nossas almas com a Sua Palavra e nos permita entendê-la, no Nome do Senhor Jesus Cristo. Amém.

 

IDENTIFICANDO O FIM DO TEMPO”.

 

O fim do tempo é o fim para o reino dos gentios, na etapa dos pés de ferro e de barro de lodo, é também o fim das Eras da Igreja, das etapas da Igreja ou da etapa da Dispensação da Graça. É o tempo do fim para a introdução ao Reino do Messias.

 

Em Daniel no capítulo 7, no versículo 13 em diante, diz:

 

“Eu estava olhando nas minhas visões da noite, e eis que vinha nas nuvens do céu um como o filho do homem; e dirigiu-se ao ancião de dias, e o fizeram chegar até ele.

14  E foi-lhe dado o domínio, e a honra, e o reino, para que todos os povos, nações e línguas o servissem; o seu domínio é um domínio eterno, que não passará, e o seu reino tal, que não será destruído.

15  Quanto a mim, Daniel, o meu espírito foi abatido dentro do corpo, e as visões da minha cabeça me perturbaram.

16  Cheguei-me a um dos que estavam perto, e pedi-lhe a verdade acerca de tudo isto. E ele me disse, e fez-me saber a interpretação das coisas.

17  Estes grandes animais, que são quatro, são quatro reis, que se levantarão da terra.

18  Mas os santos do Altíssimo receberão o reino, e o possuirão para todo o sempre, e de eternidade em eternidade”.

 

Aqui nos mostra que virá um tempo, quando será tirado o poder do reino dos gentios, na etapa dos pés de ferro e de barro de lodo, e o será dado Reino aos Santos do Altíssimo. O próprio Cristo disse:

 

Não temais, oh manada pequena, porque ao Pai agradou dar-vos o reino”. [São Lucas 12:32]

 

Cristo receberá o Reino e a Sua Igreja-noiva será a Rainha nesse Reino. Serão reis com Cristo, Sacerdotes com Cristo e Juízes com Cristo em Seu Reino, que será pelo Milênio e por toda a eternidade. Ele é o herdeiro do Reino, e os crentes Nele são co-herdeiros com Ele, herdeiros do Reino de Deus.

 

O tempo para a Vinda do Senhor é chamado de “fim do tempo”, em que está prometido que o Filho do Homem Se manifestará. O Filho do Homem virá e o Título de Filho do Homem nos fala do título de “Profeta” e como Filho do Homem, Ele é o herdeiro do planeta Terra com tudo o que tem e com tudo o que terá no Reino Milenar e por toda a eternidade.

 

Quando se fala de Filho do Homem, encontramos que Ezequiel, Zacarias, também Jeremias e Isaías eram Filhos do Homem, ou seja, nos quais Deus morava e Se manifestava.

 

Quando Deus está manifestado em um Profeta, isso é uma manifestação de Filho do Homem, por isso, Deus chamou aos Seus Profetas: “Filho do Homem”. E isto nos fala de Deus vestido de um corpo de carne revelando-Se a Seu povo, lhe falando, lhe fazendo promessas e lhe profetizando por meio de um homem, de um Profeta.

 

Não esqueçam de que Filho do Homem se trata de uma manifestação de Deus em carne humana em um Profeta, e quando nos fala do Filho de Deus, nos fala de Cristo como o herdeiro dos Céus e da Terra; e quando nos fala de Filho de Davi, isso é Cristo o herdeiro do Reino de Davi e do Trono de Davi, manifestado sobre o Trono de Davi e restaurando o Reino de Davi.

 

Como Filho de Davi Ele é herdeiro do Reino e do Trono de Davi, e como Filho de Abraão, Ele é herdeiro do território que Deus deu a Abraaõ. Portanto, cada título tem uma herança.

 

E para o tempo final nós temos a promessa da Vinda do Filho do Homem, pelo qual, temos de estar preparados para a Vinda do Filho do Homem. E vejam como demonstrou aqui no capítulo 24 de São Mateus no versículo 27, onde diz:

 

Porque, assim como o relâmpago sai do oriente e se mostra até ao ocidente, assim será também a vinda do Filho do homem”.

 

Ou seja, a Primeira Vinda do Filho do Homem, a Primeira Vinda do Senhor foi e saiu de lá no Oriente e, depois, como Espírito Santo, como Filho de Deus, através das diferentes etapas da Igreja, esteve percorrendo todo o território nos quais Se manifestaria e deles Se estenderia a outras nações.

 

Como Filho de Deus é o Espírito Santo, Cristo em Espírito Santo, Deus em Espírito Santo esteve com a Sua Igreja em todos os dias. Ele disse que será até o fim do mundo. São Mateus no capítulo 28, versículo 20; e São Mateus no capítulo 18, versículo 20, onde diz: “Onde dois ou três estiverem reunidos em meu nome, aí eu estarei”.

 

Desde o dia de Pentecostes Ele esteve cumprindo essa promessa, esteve como Filho de Deus cumprindo essa promessa, esteve como Espírito Santo no meio da Sua Igreja, esteve chamando e juntando os Seus filhos de Era em Era, os quais formariam a Igreja do Senhor Jesus Cristo, os quais estão escritos no Livro da Vida do Cordeiro no Céu, desde antes da fundação do mundo e terão de ser redimidos, de ser colocados na vida eterna e nascer de novo, porque o nascimento que obtiveram nesta Terra, por meio dos seus pais terrenos foi um nascimento para uma vida temporária, por um lapso de tempo, porque o corpo que obtivemos como herança de Adão e Eva é mortal e corruptível.

 

Mas o segundo Adão, que é Cristo com a Sua Igreja, esteve produzindo o novo nascimento, como o grão de trigo que cai na terra e morre, e nasce uma plantinha de trigo, através da qual a vida que estava no grão de trigo se reproduz em muitos grãos de trigo. E a vida que estava em Cristo é o Espírito Santo, o qual está na Sua Igreja desde o dia de Pentecostes Se reproduzindo em filhos e filhas de Deus, produzindo assim o novo nascimento.

 

Cristo é o grão de trigo e a Sua Igreja é o produto do grão de trigo, ou seja, é a planta de trigo através da qual de Era em Era Cristo esteve Se reproduzindo em filhos e filhas de Deus. Esses são os filhos de Deus com vida eterna por meio do segundo Adão.

 

Primeiro se obtêm o novo nascimento, se entra nesse campo espiritual, se nasce de novo e se obtém a vida eterna e, depois, se obterá a vida eterna física ao receber um corpo eterno, imortal e glorificado na ressurreição dos mortos em Cristo na Vinda de Cristo, e os que estivermos vivos receberemos a transformação dos nossos corpos, quando os virmos ressuscitados.

 

E, depois, nós estaremos de trinta a quarenta dias aqui na Terra, na manifestação dos filhos e filhas de Deus em toda a Sua plenitude. Essa manifestação de Deus em e através da Sua Igreja nesta Terra, depois, nós iremos daqui em Carros de Fogo que são os Discos Voadores. Como Enoque foi e como o Profeta Elias foi num Carro de fogo, e como o Senhor Jesus Cristo foi. Portanto, algo grande se prepara e isso que se prepara está na Bíblia e é uma promessa divina para o fim do tempo.

 

Para identificarmos o fim do tempo, Cristo nos disse que esse fim do tempo será como nos dias de Ló e como nos dias de Noé. Temos de identificar o tempo e ver se o tempo em que vivemos é paralelo ao tempo em que Noé viveu e ao tempo em que Ló viveu. Vejam aqui em São Mateus no capítulo 24, do versículo 36 em diante. Diz:

 

“Mas daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos do céu, mas unicamente meu Pai.

37  E, como foi nos dias de Noé, assim será também a vinda do Filho do homem. Será como nos dias de Noé, portanto, teremos de identificar o tempo da Vinda e para a Vinda do Filho do Homem, e terá de estar paralelo aos dias de Noé.

38  Porquanto, assim como, nos dias anteriores ao dilúvio, comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca,

39  E não o perceberam, até que veio o dilúvio, e os levou a todos, assim será também a vinda do Filho do homem”.

 

Será num tempo como o de Noé. E na leitura que tivemos no princípio, nos disse também, que será como no tempo de Ló, onde realizavam as mesmas coisas que São Mateus nos contou.

 

Agora, vejam o que nos diz em São Lucas no capítulo 18, versículo 8:

 

Digo-vos que depressa lhes fará justiça. Quando, porém, vier o Filho do homem, porventura achará fé na terra?

 

Quando o Filho do Homem vier, achará fé na Terra?

 

Em São Lucas no capítulo 21, do capítulo 25 em diante, diz:

 

E haverá sinais no sol e na lua e nas estrelas; e na terra angústia das nações, em perplexidade pelo bramido do mar e das ondas”.

 

Vimos sinais no sol, na lua e nas estrelas, portanto o Céu está com sinais, como nos tempos de Noé e nos tempos de Ló.

 

“… em perplexidade pelo bramido do mar e das ondas”… Por causa dos maremotos, tsunamis e terremotos.

 

“26  Homens desmaiando de terror, na expectação das coisas que sobrevirão ao mundo”.

 

Confusos pelos problemas do meio ambiente que virão por causa do mau uso que os seres humanos estiveram dando a Mãe Terra. Portanto, sabem que virão problemas aos ecossistemas da Terra, que haverá um colapso da Mãe Terra. Também se fala que a Terra terá dores de parto, então, a Terra estará passando por uma etapa difícil, estará gemendo, como São Paulo nos disse na Carta aos Romanos, no capítulo 8, versículos 14 a 39: “Clamando e esperando a manifestação gloriosa dos filhos de Deus”, ou seja, a glorificação dos filhos de Deus, a manifestação da ressurreição dos mortos em Cristo e a transformação dos vivos, para serem iguais a Jesus Cristo, com corpos jovens, eternos e glorificados na semelhança do corpo glorificado, que Cristo o nosso Salvador tem.

 

“26  Homens desmaiando de terror, na expectação das coisas que sobrevirão ao mundo; porquanto as virtudes do céu serão abaladas. Ou seja, haverá uma comoção no céu.

27  E então verão vir o Filho do homem numa nuvem, com poder e grande glória.

28  Ora, quando estas coisas começarem a acontecer, olhai para cima e levantai as vossas cabeças, porque a vossa redenção está próxima”.

 

A redenção do corpo, a transformação dos que vivemos e a ressurreição em corpos eternos e glorificados dos crentes que morreram nas diferentes Eras ou etapas da Igreja.

 

Estivemos vendo os sinais no sol, na lua e nas estrelas e, então, estivemos vendo que a nossa redenção está próxima. Segue dizendo no capítulo 21 de São Lucas, do versículo 29 em diante:

 

E disse-lhes uma parábola: Olhai para a figueira, e para todas as árvores;

30  Quando já têm rebentado, vós sabeis por vós mesmos, vendo-as, que perto está já o verão.

31  Assim também vós, quando virdes acontecer estas coisas, sabei que o reino de Deus está perto”.

 

O Reino de Deus é o Reino Milenar, do qual o Messias-Príncipe é herdeiro.

 

Assim também vós, quando virdes acontecer estas coisas, sabei que o reino de Deus está perto.

32  Em verdade vos digo que não passará esta geração até que tudo aconteça.

33  Passará o céu e a terra, mas as minhas palavras não hão de passar.

34  E olhai por vós, não aconteça que os vossos corações se carreguem de glutonaria, de embriaguez, e dos cuidados da vida, e venha sobre vós de improviso aquele dia.

35  Porque virá como um laço sobre todos os que habitam na face de toda a terra.

36  Vigiai, pois, em todo o tempo, orando, para que sejais havidos por dignos de evitar todas estas coisas que hão de acontecer, e de estar em pé diante do Filho do homem”.

 

Estar em pé diante dessa manifestação gloriosa da Vinda do Filho do Homem no Último Dia, para o fim do tempo. Portanto, estejamos preparados, porque, neste tempo final, Deus estará cumprindo todas estas promessas.

 

Porque este tempo é igual ao tempo de Noé e ao tempo de Ló, é paralelo a aqueles tempos do passado, quando Deus veio e falou a Noé do juízo divino que viria sobre a raça humana, ao povo antediluviano. E também no tempo de Ló, Deus veio com Seus Arcanjos Gabriel e Miguel, visitaram a Abraão, eles almoçaram uma vitela, acompanhada de manteiga, leite, bolos de farinha de milho ou de trigo, depois, ao pôr do sol, Gabriel e Miguel foram para Sodoma, enquanto Deus ficou com Abraão e, digamos, que Deus estava em um corpo de forma humana, como também os Arcanjos Gabriel e Miguel, e Deus lhe disse: “Encobrirei eu a Abraão o que eu vou fazer?” E o que faria era destruir Sodoma e Gomorra.

 

E depois quando disse a Abraão o que faria, em seguida, Abraão pensou em seu sobrinho, no seu sobrinho que tirava vantagens de Abraão, mas que Abraão amava e Deus escutou o clamor de Abraão pelo seu sobrinho, escutou a intercessão de Abraão para salvar o seu sobrinho.

 

Disse a Deus: “Se houver cinquenta justos ali, o Juiz de toda a Terra destruirá a cidade? Não fará justiça? Não será justo?” E Deus lhe disse: “Não a destruirei por amor aos cinquenta”. E Abraão, sabia que Deus é misericordioso.

 

Recordem isso, pelo qual, oremos pelos nossos lares, pelas nossas famílias e pelos nossos parentes, não somente pelos que estão em casa, mas pelos nossos pais, nossos avós, nossos netos, nossos filhos, por todos os familiares. Queremos o melhor para todos os nossos familiares.

 

E Abraão seguiu descendo o número: “Se houver quarenta justos, destruirás a cidade?” Deus lhe disse: “Se houver quarenta não a destruirei”. “Mas se houver trinta? Tampouco a destruirei”. “Se houver vinte? Tampouco a destruirei”.  “Se houver dez? Tampouco a destruirei”.

 

Mas ele não podia descer mais, porque no tempo de Noé houve oito pessoas e Deus destruiu ao mundo antediluviano, porém, salvou a Noé, a sua esposa, os seus três filhos e as suas três noras. Portanto, Deus já tinha enviado a Miguel e Gabriel a Sodoma e Gomorra.

 

Recordem que cada um desses Arcanjos tem um exército poderoso e quando têm de intervir, eles intervêm.

 

Vocês se lembram de Gabriel, com seu exército intervindo no reino da Pérsia (da Grécia também), em todos esses reinos que tiveram de passar um a um? O Arcanjo Gabriel com seu exército estava atuando, para que ocorressem essas mudanças, eram enviados de Deus para isso e, quando Gabriel necessitava de ajuda, pedia ajuda e o Arcanjo Miguel vinha e o ajudava. Se lerem no Livro de Daniel encontrarão esses detalhes.

 

E notem o que os Anjos disseram a Ló, no capítulo 19 do Gênesis, quando Ló saiu, porque queriam que Ló tirasse os dois Anjos da casa, para conhecê-los e Ló não o fez.

 

Ele enviou as suas filhas, depois, ele saiu para falar com os que seriam os esposos de suas filhas, porém eles zombaram, não creram que sucederia. Os Anjos tinham cegado as pessoas que estavam em volta da casa de Ló e queriam entrar para retirar os varões Gabriel e Miguel. Possivelmente não sabiam que eram os Anjos Gabriel e Miguel. E eles esticaram a mão, colocaram de novo em casa, fecharam a porta e lhes disseram:

 

Então disseram aqueles homens a Ló: (os varões Gabriel e Miguel) Tens alguém mais aqui? Teu genro, e teus filhos, e tuas filhas, e todos quantos tens nesta cidade, tira-os fora deste lugar;

13  Porque nós vamos destruir este lugar”.

 

Ou seja, quando Deus envia os Arcanjos Gabriel e Miguel para juízo, não há oportunidade de escapar, exceto se fizerem como fizeram lá no tempo de Jonas, quando, depois que Jonas teve a experiência de mudar o seu meio de transporte, pois, ele saiu fugindo num navio, e voltou numa baleia para cumprir o que Deus lhe dissera. Foi num navio e em seguida, mudou para um submarino, mas não ia muito acomodado.

 

E quando o rei escutou o que Jonas estava publicando: que dentro de quarenta dias Deus destruiria a Nínive, o rei e o seu povo ficaram em jejum, usaram cinzas, clamaram a Deus por misericórdia e Deus escutou a oração do rei e do povo, e não os destruiu naquela ocasião. E Jonas, ao invés de ficar contente, se aborreceu com Deus.

 

Deus lhe disse: “Eles não conhecem a diferença entre a sua mão direita e a esquerda” e teve misericórdia deles. Porém, depois, mais adiante, destruiu a Nínive. Nínive foi o lugar onde Deus enviou a Jonas.

 

E, agora, o que se quer é que Deus tenha misericórdia dos povos, nós queremos que Deus tenha misericórdia dos povos Latino-Americanos, porque o Programa Divino da sétima Era e da Era de Pedra Angular corresponde ao Continente Americano.

 

Não nos alegramos no juízo, mas nos alegramos na misericórdia de Deus. Ficamos tristes, quando vem juízo sobre a nossa família, quando vem juízo sobre a nossa comunidade, quando vem juízo sobre o nosso país, quando vem juízo sobre as nações. Porém, nos alegramos quando vêm a misericórdia e a bênção de Deus.

 

Aqui Gabriel e Miguel, estes Anjos disseram:

 

13  Porque nós vamos destruir este lugar, porque o seu clamor tem aumentado diante da face do SENHOR, e o SENHOR nos enviou a destruí-lo”.

 

Ou seja, estes Arcanjos são enviados para bênção ou para juízo. Gabriel foi enviado para bênção da virgem Maria, para lhe anunciar que teria um filho, o qual seria o herdeiro do Reino e do Trono de Davi e seria chamado “Filho de Deus”. Ele tinha sido enviado também para anunciar ao sacerdote Zacarias, esposo de Isabel, a prima da virgem Maria, que ele o sacerdote Zacarias e a sua esposa Isabel teriam um filho (e já eram pessoas avançadas em idade), que esse seria Profeta, que viria com o espírito de Elias, viria no espírito e virtude de Elias, para preparar o caminho ao Senhor. Correspondeu a Zacarias oferecer o incenso nesse tempo.

 

Encontramos que João o Batista é o Mensageiro que Deus enviaria diante do Messias, de Malaquias no capítulo 3, para lhe preparar o caminho e, então, viria o Senhor e o Anjo do Pacto, ou seja, Deus o Pai e o Anjo do Pacto, o Espírito Santo encarnados no véu de carne, que nasceria através da virgem Maria. Tão simples assim.

 

E, agora, nós estamos no tempo para a Segunda Vinda de Cristo. O Rev. William Branham disse: “O Anjo Gabriel anunciou a Primeira Vinda de Cristo e anunciará a Segunda Vinda”. Algum dia eu lhes direi se já anunciou ou se a anunciará em breve.

 

Estamos no tempo mais glorioso de todos os tempos, estamos no fim do tempo, para vermos o cumprimento de todas estas profecias, estas promessas dadas Por Deus, por meio dos Seus Profetas e por meio de Jesus Cristo o nosso Salvador.

 

E notem que, algumas vezes Cristo também se cuidava, dizia aos discípulos para se cuidarem ao falar, no que diriam. Isto foi quando desceram do Monte da Transfiguração.

 

E, erguendo eles os olhos, ninguém viram senão unicamente a Jesus.

9  E, descendo eles do monte, Jesus lhes ordenou, dizendo: A ninguém conteis a visão, até que o Filho do homem seja ressuscitado dentre os mortos”.  [São Mateus 17:8]

 

E no capítulo 24 de São Mateus, do versículo 29 em diante, diz:

 

E, logo depois da aflição daqueles dias, o sol escurecerá, e a lua não dará a sua luz, e as estrelas cairão do céu, e as potências dos céus serão abaladas.

30  Então aparecerá no céu o sinal do Filho do homem; e todas as tribos da terra se lamentarão, e verão o Filho do homem, vindo sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória.

E ele enviará os seus anjos com rijo clamor de trombeta, os quais ajuntarão os seus escolhidos desde os quatro ventos, de uma à outra extremidade dos céus.

 

Os Anjos são os ministérios das Duas Oliveiras, os ministérios de Moisés e Elias do capítulo 4 de Zacarias, versículos 11 a 14 e do Apocalipse capítulo 11, versículos 3 a 12. E os escolhidos daqui serão cento e quarenta e quatro mil Hebreus, que serão chamados e juntados. Portanto, de um momento a outro Deus chamará a esses escolhidos das doze tribos de Israel, doze mil de cada tribo, por meio dos ministérios de Elias e de Moisés.

 

O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não hão de passar”.

 

As palavras de Cristo não passarão. É um tempo muito importante o que nos correspondeu viver. É o melhor tempo de toda a história da humanidade. É o tempo em que desejaram viver os Profetas do Antigo Testamento, e até mesmo os Apóstolos desejaram viver neste tempo. Portanto, é importante identificar o fim do tempo.

 

Estamos vendo os sinais que Cristo disse e que os Profetas disseram que estariam sendo cumpridos, manifestados no fim do tempo. Pelo qual, identificamos o fim do tempo e, por conseguinte, temos de identificar as promessas que Deus fez para a Sua Igreja, para cumpri-las no fim do tempo.

 

Estamos no fim do tempo para o cumprimento de todas essas promessas de bênçãos, que Ele fez para os crentes Nele e, por conseguinte, esperamos essas bênçãos, para a qual, temos de receber uma preparação para recebermos o cumprimento de cada uma dessas promessas.

 

Em São Lucas no capítulo 21, versículo 28, nos diz:

 

Ora, quando estas coisas começarem a acontecer, olhai para cima e levantai as vossas cabeças, porque a vossa redenção está próxima”.

 

A nossa redenção, a redenção do corpo, a adoção física como filhos e filhas de Deus em corpos eternos, imortais, glorificados. Essa será a redenção do corpo da Carta aos Romanos no capítulo 8, do versículo 21 em diante, nos diz:

 

Na esperança de que também a mesma criatura será libertada da servidão da corrupção, para a liberdade da glória dos filhos de Deus.

22  Porque sabemos que toda a criação geme e está juntamente com dores de parto até agora.

23  E não só ela, mas nós mesmos, que temos as primícias do Espírito, também gememos em nós mesmos, esperando a adoção, a saber, a redenção do nosso corpo”.

 

A redenção do nosso corpo, a adoção, a transformação do nosso corpo, para termos um corpo eterno, imortal e glorificado, igual ao corpo glorificado de Cristo o nosso Salvador e, isso, será para o tempo do fim. Por isso, é importante identificar o tempo do fim, pelos sinais que Cristo e os Profetas, inspirados pelo Espírito Santo, disseram que estariam sendo manifestados no fim do tempo.

 

Cristo mesmo disse para olharmos os sinais dos tempos, para que assim possamos saber em que tempo estamos vivendo, que coisas estão prometidas para Deus fazer neste tempo, que coisas devemos esperar que Cristo cumpra neste tempo, que coisas podemos esperar, que bênçãos Ele tem para nós, para o fim do tempo e para que vejamos os sinais que estarão marcando o fim do tempo.

 

Assim como, quando olhamos para o céu e vemos que há nuvens, dizemos: “Vem chuva”. E quem não presta atenção e não leva o guarda-chuva nem a capa de chuva se molha, sai como se nada fosse acontecer e se molha, porque não levantou os seus olhos ao céu, para ver os sinais das nuvens carregadas de água.

 

É importante vermos os sinais dos Céus, que nos indicam as coisas que acontecerão na Terra. Temos de estar identificando o fim do tempo, pelos sinais que estão profetizados, que estarão sucedendo no fim do tempo. Pelo qual, podemos dizer que identificamos os sinais que estão na Bíblia, que estão sendo manifestados no fim do tempo e estamos vendo-os manifestados. Pelo qual, estamos no fim do tempo esperando a maior bênção prometida para os crentes em Cristo, os membros da Igreja do Senhor Jesus Cristo: a ressurreição dos mortos em Cristo na Vinda do Filho do Homem, a nossa transformação e a manifestação plena de Deus na Sua Igreja, no cumprimento da Visão da Tenda. E a Visão da Terceira Etapa, que será uma manifestação do Amor Divino, de Deus no meio da Sua Igreja e, logo depois, o rapto ou o arrebatamento da Igreja para a Ceia das Bodas do Cordeiro, onde Cristo e a Sua Igreja serão investidos como Reis sobre a Terra.

 

IDENTIFICANDO O FIM DO TEMPO”.

 

Se houver alguma pessoa que ainda não recebeu Cristo e Cristo falou ao seu coração, pode chegar até aqui na frente e estaremos orando por você, para que Cristo lhe receba no Seu Reino, porque Cristo está completando a Sua Igreja neste tempo final, e quando a complete, então virá a ressurreição, a nossa transformação e a Vinda do Filho do Homem será cumprida plenamente.

 

Vamos aguardar alguns minutos para que as pessoas que ainda não receberam Cristo possam passar até aqui na frente, e O recebam de todo coração e, assim, possamos orar por vocês, para que Cristo também lhes receba no Seu Reino.

 

E os que estão em outras nações também podem vir aos Pés de Cristo, para que Cristo lhes receba no Seu Reino e, por conseguinte, lhes coloque em Seu Corpo Místico de crentes, que é a Sua Igreja.

 

Vamos ficar em pé para fazermos a oração pelos que estão recebendo Cristo em diferentes países nesta ocasião.

 

Com nossos rostos inclinados, nossos olhos fechados:

 

Pai Celestial, eu venho a Ti no Nome do Senhor Jesus Cristo com todas estas pessoas aqui presentes e em outros países, que estão recebendo Cristo como Salvador. Rogo-Te que as recebas no Teu Reino, no Nome do Senhor Jesus Cristo. Amém.

 

E, agora, os que estão recebendo Cristo como Salvador nesta ocasião, repitam comigo:

 

Senhor Jesus Cristo, escutei a pregação do Teu Evangelho e a Tua fé nasceu no meu coração.

 

Creio em Ti com toda a minha alma e creio na Tua Primeira Vinda. Creio no Teu Nome como o único nome debaixo do Céu, dado aos homens, em que podemos ser salvos e creio na Tua morte na Cruz do Calvário como o Sacrifício da Expiação pelos nossos pecados.

 

Reconheço que sou pecador e necessito um Salvador, um Redentor. Dou testemunho público da minha fé em Ti, da Tua fé em mim, e creio na Tua Primeira Vinda com todo meu coração.

 

Creio em Ti, Senhor. A Tua fé nasceu em mim e a minha fé em Ti, e eu Te recebo como meu único e suficiente Salvador.

 

Rogo-Te que perdoes meus pecados, que me limpes de todo pecado com Teu Sangue, que me batizes com o Espírito Santo e Fogo, e produzas o novo nascimento em mim. Rogo-Te no Teu Nome Eterno: Senhor Jesus Cristo. Amém e amém.

 

E agora, os que receberam Cristo como Salvador perguntarão: “Quando podem me batizar?” Cristo disse:

 

 Ide por todo mundo e pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado, será salvo; mas quem não crer, será condenado”. [São Marcos 16:15-16]

 

Todos podem ser batizados. No batismo na água a pessoa Se identifica com Cristo na Sua morte, sepultamento e ressurreição. Portanto, todos vocês podem ser batizados.

 

O batismo na água não limpa a pessoa dos pecados e não tira os pecados. O batismo na água é tipológico e, por conseguinte, é um mandamento do Senhor, no qual, a pessoa se identifica com Cristo na Sua morte, sepultamento e ressurreição.

 

Por isso, quando os discípulos, os Apóstolos pregavam e as pessoas recebiam Cristo, eram batizadas, rapidamente, onde tivesse água para batizar. E assim a Igreja do Senhor Jesus Cristo seguiu fazendo desde o dia de Pentecostes até hoje, batizando no Nome do Senhor a todos as pessoas que recebem Cristo como seu único e suficiente Salvador.

 

Portanto, todos vocês podem, que Cristo lhes batize com o Espírito Santo e Fogo, que produza o novo nascimento em vocês. E continuaremos nos vendo eternamente no Reino de Cristo o nosso Salvador, para desfrutarmos de todas as bênçãos do Céu, no Reino Milenar de Cristo e por toda a eternidade.

 

Na introdução ao estudo bíblico do próximo domingo, o nosso tema foi: “IDENTIFICANDO O FIM DO TEMPO”. E já para o domingo próximo pela manhã, será o tema da escola bíblica, do estudo bíblico. Esta foi a introdução desta noite.

 

Que Deus lhes abençoe e lhes guarde, deixo aqui com vocês ao Ministro, o  Rev. Esteban Golón para continuar. E amanhã nos veremos na reunião de Ministros, com os que estarão ali, Ministros, Colaboradores e também no próximo domingo nos veremos na atividade pública, que se terá no lugar já designado.

 

Quantos sabem onde é? Pois irei com os que sabem, porque eu não sei chegar ao lugar, porém, vocês sabem e assim nos veremos lá.

 

Que Deus lhes abençoe e lhes guarde e com vocês aqui o Rev. Esteban Golón para continuar.

 

IDENTIFICANDO O FIM DO TEMPO”.