MENSAGENS




Jesus Cristo a esperanca de gloria

Data: 08/05/2016 Tempo: 01:32:19





 

JESUS CRISTO A ESPERANÇA DE GLÓRIA

 

Rev. William Soto Santiago, Ph.D.

Domingo, 08 de Maio de 2016

Texas – Estados Unidos

 

1          Felicidades a todas as mães hoje no seu dia, o Dia das Mães. Recebam minhas saudações todas as mães aqui presentes e em todos os países, que Deus as abençoe grandemente, que prospere espiritualmente e materialmente a vocês, a seus filhos e aos seus esposos também, no Nome do Senhor Jesus Cristo. Amém.

2          Para mim é uma grande bênção estar com vocês nesta ocasião, para o estudo bíblico de hoje, domingo, dia de escola bíblica em todos os países.

3          Para o qual, buscamos em Colossenses capítulo 1, versículo 24 ao 29. E diz da seguinte maneira.

“24 Regozijo-me agora no que padeço por vós, e na minha carne cumpro o resto das aflições de Cristo, pelo seu corpo, que é a igreja;

25 Da qual eu estou feito ministro segundo a dispensação de Deus, que me foi concedida para convosco, para cumprir a palavra de Deus;

26 O mistério que esteve oculto desde todos os séculos, e em todas as gerações, e que agora foi manifesto aos seus santos;

27 Aos quais Deus quis fazer conhecer quais são as riquezas da glória deste mistério entre os gentios, que é Cristo em vós, esperança da glória;

28 A quem anunciamos, admoestando a todo homem, e ensinando a todo homem em toda sabedoria; para que apresentemos todo o homem perfeito em Jesus Cristo;

29 E para isto também trabalho, combatendo segundo a sua eficácia, que obra em poderosamente”.

4          “ JESUS CRISTO, A ESPERANÇA DE GLÓRIA” é o nosso tema para o estudo e do estudo bíblico de hoje domingo, dia 8 de Maio de 2016. Podem assentar-se, por obséquio.

5          Jesus Cristo é a única esperança de glória para o ser humano. Jesus Cristo é a única esperança que o ser humano tem para obter a salvação e vida eterna. Jesus Cristo é a única esperança que o ser humano tem para chegar a Deus.

6          O próprio Cristo disse: “Eu sou o caminho, e a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai senão por mim”. [São João 14:6]. Não há esperança para o ser humano chegar a Deus, exceto através de Cristo, o nosso Salvador.

7          E agora, a esperança de glória, do ponto de vista para a glorificação do ser humano, é Jesus Cristo. Como Cristo foi glorificado, os crentes em Cristo serão glorificados.

8          Encontramos em São João capítulo 7, versículos 37 ao 39, que diz:

“37 E no último dia, o grande dia da festa, Jesus pôs-se em pé, e clamou, dizendo: Se alguém tem sede, venha a mim, e beba.

38 Quem crê em mim, como diz a Escritura, rios d’água viva correrão do seu ventre.

39 E isto disse ele do Espírito que haviam de receber os que nele cressem; porque o Espírito Santo ainda não fora dado, por ainda Jesus não ter sido glorificado”

9          Jesus Cristo quando morreu foi sepultado, depois ressuscitou; ressuscitou glorificado, e logo em seguida, subiu ao Céu e se assentou à direita de Deus no Trono de Deus. Assim como Cristo foi glorificado, a Igreja do Senhor Jesus Cristo será glorificada.

10         E a única esperança de glória para os crentes em Cristo serem glorificados como indivíduos, é Jesus Cristo. Não há outra forma em que o ser humano possa alcançar a glorificação como indivíduo, que será a transformação dos crentes que estarão vivos nesse momento, e a ressurreição dos mortos em Cristo, os quais viveram em sua Era crendo na Palavra do Senhor e foram selados com o Espírito Santo para o Dia da Redenção, ou seja, para o Dia da Glorificação de todos os crentes em Cristo, do passado e do presente.

11         Não há esperança para o ser humano, exceto em Jesus Cristo. O mundo não tem esperança de continuar vivendo, exceto através de Cristo. Até mesmo o planeta Terra não tem esperança de continuar existindo, exceto através de Cristo.

12         Cristo é o autor da Criação e sustentador de toda a Criação; portanto, toda a Criação depende de Cristo, porque Ele é quem está à direita de Deus. “Todo poder - disse Cristo - me é dado no Céu e na Terra”. São Mateus capítulo 28, versículos 16 ao 20.

13         Portanto, a única esperança que a raça humana tem é Jesus Cristo, fora de Cristo não há esperança para o ser humano, fora de Cristo não há esperança para o planeta Terra, fora de Cristo não há esperança para a Criação. Tudo está nas mãos de Cristo.

14         Por isso, em Hebreus no capítulo 1, São Paulo nos diz, conhecedor dos mistérios divinos, nos diz da seguinte maneira, e o vamos ler [Hebreus 1:2]:

“1 HAVENDO Deus antigamente falado muitas vezes, e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, a nós falou-nos nestes últimos dias pelo Filho,

2 A quem constituiu herdeiro de tudo, por quem fez também o mundo”

15         Por meio de quem Deus fez o universo? Por meio de Cristo, porque Cristo, o Anjo do Pacto, é o corpo teofânico, o corpo angelical de Deus. Por isso, quando o Anjo do Pacto, o Anjo de Deus que é Cristo no Seu corpo angelical aparecia, diziam: “Deus me falou, Deus me apareceu”.

16         Mesmo Jacó, quando se encontrou com o Anjo do Pacto, o Anjo de Deus, se agarrou Dele e não o soltava, e lhe disse: “Não te soltarei até que me abençoes”. E quando o abençoou mudando o seu nome, então o deixou, o soltou, sem antes lhe perguntar: “Qual é Teu Nome?” Mas o Anjo lhe disse: “Por que perguntas por meu Nome?” O Anjo não quis revelar o Nome para Jacó.

17         O Nome de Deus é o Nome que está no Anjo. Isso está no Livro do Êxodo capítulo 23, versículos 20 ao 23, onde diz:

Eis que eu envio um anjo diante de ti, para que te guarde neste caminho, e te leve ao lugar que te tenho aparelhado”.

18         Ou seja, o Anjo de Deus, o Anjo de Deus é enviado para guiar ao povo Hebreu, cuidá-lo e introduzi-lo na terra prometida; e Deus está no Seu Anjo.

“Guarda-te diante dele, e ouve a sua voz...”

19         O povo tem de escutar a Voz de quem? A Voz do Anjo de Deus, porque é através do Anjo de Deus que Deus Se manifesta, que Deus fala ao povo, porque o Anjo é o corpo angelical de Deus.

“...e não o provoques à ira; porque não perdoará a vossa rebelião; porque o meu nome está nele”.

20         O Nome de Deus está no Anjo do Pacto, que é Cristo no Seu corpo angelical. E quando o Anjo se fez carne e Deus estando no Anjo, Deus se fez carne no meio do povo Hebreu. Em São João capítulo 1, versículo 14, diz: “E aquele Verbo se fez carne e habitou entre nós, vimos a Sua glória, glória como do unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade”.

21         Quando o Anjo, o Verbo, se faz carne, é para cumprir a Primeira Vinda de Cristo, a Vinda do Messias, a Vinda de um homem no qual o Anjo do Pacto estava e, dessa forma, Deus no Anjo do Pacto dentro de um véu de carne, para realizar a Obra de Redenção do ser humano e lhe dar a vida eterna no Programa de Redenção.

22         Agora vejam, Moisés quis saber o Nome de Deus. E agora aqui Deus lhe diz que o Anjo tem o Nome. Diz “Porque o meu nome está nele”. Por isso, quando Cristo veio, Ele disse: “Eu vim no nome do meu Pai”. Por quê? Porque é o Anjo que veio com o Nome de Deus, para fazer a Obra da Redenção.

23         E agora vejam a Moisés verificando qual é o Nome de Deus. Capítulo 3 do Livro do Êxodo versículos 13 em diante; e todos queriam saber, conhecer, o Nome de Deus. Capítulo 3, versículo 13 em diante nos diz:

“13 Então disse Moisés a Deus: Eis que quando vier aos filhos de Israel, e lhes disser: O Deus de vossos pais me enviou a vós; e eles me disserem: Qual é o seu nome? Que lhes direi?

14 E disse Deus a Moisés: EU SOU O QUE SOU. Disse mais: Assim dirás aos filhos de Israel: EU SOU me enviou a vós.

15 E Deus disse mais a Moisés: Assim dirás aos filhos de Israel: O Senhor, Deus de vossos pais, o Deus de Abraão, o Deus de Isaque e o Deus de Jacó, me enviou a vós; este é meu nome eternamente, e este é meu memorial de geração em geração”.

24         Agora vejam como Deus revelou o Seu Nome a Moisés. Depois vemos que Deus colocou o nome de “Josué” em seu General do Exército. Estava colocando o Nome de Deus no General do Exército de Israel. Um Homem que falou ao sol e a lua: “Detenha-te” e se detinha. Um Homem que não perguntava, mas que agia.

25        Por isso Josué é o tipo e a figura do Espírito Santo, Josué tipifica ao Espírito Santo, que nos levará à terra prometida, à vida eterna física, como também nos levou à vida eterna espiritual e realizou essa primeira parte da redenção: o novo nascimento, onde os crentes em Cristo nasceram no Reino de Deus.

26         Esse é o novo nascimento da Água e do Espírito, do que Jesus Cristo falou para Nicodemos em São João capítulo 3, versículos 1ao 6, quando lhe disse: “Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus”. Nicodemos lhe perguntou: Como pode um homem nascer, sendo velho? Porventura pode tornar a entrar no ventre de sua mãe, e nascer?

27         Ele pensou em termos físicos, mas o novo nascimento não é físico senão que é espiritual: é nascer do Espírito de Deus, que é a primeira parte que cabe a uma pessoa que viverá eternamente. Da mesma forma como Jesus Cristo, antes de ter o Seu corpo de carne, tinha o Seu corpo angelical chamado de “Anjo do Pacto” ou “Anjo do Senhor”.

28         Essa é a ordem para a pessoa ser eterna. Primeiro: nascer no Reino espiritual ou dos espíritos, o Reino da sexta dimensão; e depois: nascer nesta dimensão num corpo físico de carne. Porém, por causa do problema no Éden, na família de Adão e Eva, os seres humanos estiveram nascendo numa vida temporária, não à vida eterna; por isso é preciso um novo nascimento para viver eternamente no Reino de Deus.

29         Quando a pessoa nasce de novo, recebe o Espírito que é eterno, o qual estava predestinado para cada uma dessas almas de Deus. A alma é a Semente de Deus. A alma é o que na realidade é a pessoa. O espírito da pessoa é um corpo físico de outra dimensão, e o corpo físico é um corpo desta dimensão terrena.

30         Mas primeiro viemos à vida temporária, porém, a nossa alma veio da eternidade, mas não pode viver eternamente num corpo mortal, porque o corpo físico está limitado ao tempo. E, portanto, ao ter quatro raios de luz, os quais vão se esgotando como as pilhas ou as baterias das lanternas ou luzes dos automóveis, que na medida em que o tempo, os anos vão se passando, o primeiro raio de luz se esgota, depois se esgota o segundo raio de luz, depois o terceiro e já a partir dos sessenta anos em diante a pessoa fica só com um raio de luz e, por isso, já não tem mais as habilidades, as facilidades para usar as habilidades que tem, o seu caminhar já é mais lento e quando chega aos sessenta ou sessenta e cinco anos também o aposentam.

31         Uma pessoa de sessenta ou sessenta e cinco anos não pode fazer como os jovens fazem, como procurar um trabalho numa fábrica ou no Governo, porque já não estão recebendo trabalhadores dessa idade. Nessa idade é para estarem aposentados, desfrutando da pensão que lhes corresponde pelos trabalhos que fizeram quando podiam trabalhar. Por isso, cada pessoa deve aproveitar bem o tempo antes de chegar aos cinquenta anos, porque aos cinquenta anos essa é a idade de ouro na qual chegou, e aí há muitas bênçãos da parte de Deus.

32         Recordamos que o ano cinquenta é o ano do jubileu. E a cada cinquenta anos para o povo Hebreu se chegava nesse ano do jubileu, no qual os escravos ficavam livres, cada um regressava a sua família, as propriedades também retornavam ao seu dono original, o que era tipo e figura do nosso tempo e do que acontecerá com a herança de Deus, o planeta Terra, a herança que Deus dá aos Seus filhos para viverem neste planeta Terra.

33         Por isso, em Romanos capítulo 8, São Paulo diz que nós somos herdeiros de Deus e co-herdeiros com Cristo Jesus, o nosso Senhor. Ou seja, que não herdamos separados de Cristo, porque Cristo é o herdeiro de toda a Criação. “Porque todas as coisas foram feitas por Ele e para Ele”. E como estávamos Nele, então, todas as coisas foram feitas por Cristo, para Ele e Sua Igreja, para Ele e para nós.

34         Ou seja, nós somos co-herdeiros com Ele de tudo o que Ele é herdeiro. Ele é a cabeça, Ele é o Rei e Seu Reino é que será estabelecido neste planeta Terra para o Milênio e, depois, para toda a eternidade.

35         Por isso, é que, em Daniel capítulo 2, o reino dos gentios veio da cabeça de ouro, do reino ou império de Nabucodonosor, depois passou ao reino Medo-Persa no peito e nos braços de prata na estátua que Nabucodonosor viu e o Profeta Daniel a interpretou, logo em seguida, passou ao ventre e as coxas de bronze, que é o império da Grécia com Alexandre o Grande e, depois, passou às pernas de ferro, que é o império romano lá do tempo dos Césares, do tempo de Jesus.

36         Esse foi o império que crucificou a Cristo, o império ou reino dos gentios, pelo qual, esse império, o reino ou o império dos gentios será tirado do planeta Terra; e depois da queda do império Romano, foi restaurado e se tornou nos pés de ferro e de barro cozido. Essa é a etapa em que o reino dos gentios se encontra e, por isso, é que a Pedra cortada não por mãos, que é a Segunda Vinda de Cristo, ao vir, vem na etapa dos pés de ferro e de barro  de lodo, e com a Sua Vinda, os pés de ferro e de barro de lodo vão se dissolver.

37         Vamos ler como nos diz aqui em Daniel no capítulo 2, versículos 30 em diante; porque o que estamos vendo na atualidade no meio do reino dos gentios, nos dá uma ideia clara do tempo em que estamos vivendo e de que em breve o Reino de Deus será estabelecido sobre o planeta Terra.

“30 E a mim me foi revelado este segredo, não porque haja em mim mais sabedoria que em todos os viventes, mas para que a interpretação se fizesse saber ao rei, e para que entendesses os pensamentos do teu coração.

31 Tu, ó rei, estavas vendo, e eis aqui uma grande estátua (ou seja, uma grande estatua); esta estátua, que era grande - uma estátua gigante -, cujo esplendor era excelente, estava em pé diante de ti; e a sua vista era terrível.

32 A cabeça daquela estátua era de ouro fino; o seu peito e os seus braços de prata; o seu ventre e as suas coxas de cobre;

33 As pernas de ferro; os seus pés em parte de ferro e em parte de barro.

34 Estavas vendo isto, quando uma pedra foi cortada, sem mão, a qual feriu a estátua nos pés de ferro e de barro, e os esmiuçou.

35 Então, foi juntamente esmiuçado o ferro, o barro, o cobre, a prata e o ouro, os quais se fizeram como pragana das eiras do estio, e o vento os levou, e não se achou lugar algum para eles; mas a pedra, que feriu a estátua, se tornou grande monte, e encheu toda a terra”.

38         A Pedra não cortada por mãos é a Segunda Vinda de Cristo e essa Pedra se tornou um grande Monte, um grande Reino que encheu toda a Terra. Ou seja, o Reino do Messias que será estabelecido na Terra será mundial, encherá toda a Terra. Isso é o que Isaías nos mostra no capítulo 9, versículos 6 em diante, que diz:

“6 Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e o seu nome será: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz.

7 Do incremento deste principado e da paz não haverá fim, sobre o trono de Davi e no seu reino, para o firmar e o fortificar com juízo e com justiça, desde agora para sempre; o zelo do SENHOR dos Exércitos fará isto”

39         Ou seja, a Vinda do Messias, do Príncipe da Paz, será uma Obra de Deus, o qual se sentará no Trono de Davi e reinará sobre Israel e sobre todas as nações. Será um reino mundial.

40         O reino dos gentios será tirado e o Reino de Deus será estabelecido na Terra; e daí em diante não haverá mais reino gentio sobre a Terra. Será o Reino do Messias que governará a raça humana e trará as bênçãos do Céu para a família humana. E será um grande privilégio para toda pessoa ou nação pertencer ao Reino do Messias, que será o Reino de Deus estabelecido na Terra.

41         Quando Jesus esteve na Terra lhe perguntaram se o Reino de Deus seria estabelecido naquele tempo. “E disse-lhes: Não vos pertence saber os tempos ou as estações que o Pai estabeleceu pelo seu próprio poder”. [Atos 1:7]. Porque o Reino de Deus não seria estabelecido literalmente naquele tempo, teria que vir a etapa da Dispensação da Graça, onde o Reino estaria na esfera espiritual. Mas sob a Dispensação do Reino, o Reino estará, no campo físico, governando sobre o planeta Terra, onde os crentes em Cristo são Reis, Sacerdotes e Juízes, ou seja, que são o Gabinete do Governo do Messias.

42         Terão o poder Judiciário, pelo qual serão Juízes. Terão o poder Político, pelo qual são Reis, terão também o poder Espiritual ou Religioso, pelo qual são Sacerdotes, porque todo reino tem a sua Religião, a sua fé religiosa estabelecida. E o Reino de Deus, o Reino do Messias tem a Palavra revelada do Deus criador dos Céus e da Terra. Por isso, diz que todos serão ensinados Por Deus, e a Escritura também diz que: “a Terra será cheia do conhecimento de Deus como as águas cobrem o mar”.

43         Portanto, no Reino do Messias o ensinamento do Deus criador dos Céus e da Terra é o principal. Porque é o Reino de Deus e se é o Reino de Deus, em primeiro lugar, o que a pessoa tem de conhecer é o dono desse Reino, que é Deus; Deus em Cristo governando sobre toda a Criação, não somente sobre o planeta Terra, mas sobre toda a Criação dos Céus e da Terra.

44         Portanto, quando já estivermos transformados, conheceremos outros planetas e outras galáxias. Viajaremos na velocidade do pensamento. O mesmo tempo que você demora em vir daí onde está até onde eu estou, é o mesmo tempo que demoraria em sair de onde você está e ir até a galáxia mais distante e ao planeta mais longínquo dessa galáxia. Não haverá limitações.

45         Vocês vejam o exemplo que temos em Jesus Cristo, que depois de ressuscitado aparecia e desaparecia diante dos Seus discípulos e lhes dizia: “Eu vos verei lá na Galileia”. E subiu ao Céu, e depois disse: “Eu estarei convosco todos os dias até o fim do mundo”. [São Mateus 28:20]. Ou seja, que não haverá limitações quanto a tempo e a distância, quando estivermos no corpo glorificado.

46         E temos uma boa notícia: Que assim como o Profeta Elias foi raptado, arrebatado ao Céu num Carro de Fogo, também os crentes em Cristo serão arrebatados ao Céu em Carros de Fogo. Tão simples assim.

47         A única esperança para sermos transformados e levados com Cristo ao Céu é Jesus Cristo, o nosso Salvador. Não há outra esperança para o ser humano. E eu tenho essa esperança, porque tenho Cristo, o nosso Salvador, que é a minha esperança para obter o cumprimento de todas essas promessas. E quem mais? Cada um de vocês também. Portanto, a nossa parte é crer, a parte de Deus é fazer o que Ele prometeu fazer, e nós cremos. Tão simples assim.

48         Assim, conscientes de que a única esperança de glória para nós e para todo ser humano é Jesus Cristo, nos mantemos bem agarrados de Cristo, o Anjo do Pacto, tal como Jacó se manteve bem agarrado de Cristo até que recebeu a bênção que ele precisava receber. E nos manteremos bem agarrados de Cristo até a nossa transformação. E depois? Depois caminharemos com Cristo o tempo todo no Seu Reino.

49         Portanto, a única esperança para nossa transformação é Cristo. A única esperança para o rapto ou arrebatamento ao Céu, para irmos à Ceia das Bodas do Cordeiro é Jesus Cristo. Porque Ele é quem prometeu estas coisas e portanto, cabe a Ele cumprir estas promessas. E o que nos cabe para recebê-las? Crer nelas; a parte mais simples cabe a nós: crer no que Ele prometeu.

50         Em Filipenses capítulo 3, versículos 20 ao 21, percebam o que Ele fará para cumprir estas promessas, diz:

“20 Mas a nossa cidade está nos céus”.

51         Mas não somos cidadãos de um país? Essa é a cidadania do nosso corpo físico, do nosso nascimento físico através de nossos pais terrenos. Pelo qual nascemos em algum país e temos a cidadania desse país e, se formos para outro país e prepararmos bem os documentos, também podemos obter a cidadania de outro país. Mas tudo isso é terreno. Com essa cidadania a pessoa não é identificada no Reino de Deus. Para pertencer ao Reino de Deus tem que obter a cidadania do Reino de Deus, a cidadania celestial; e essa cidadania é a cidadania de onde você nasceu de novo, de onde você nasceu no Reino de Deus e o Reino de Deus e a sua cidadania não são terrenos, mas celestiais.

“20 Mas a nossa cidade está nos céus, de onde também esperamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo,

21 Que transformará o nosso corpo abatido”.

52         Ou seja, que O estamos esperando do Céu para a nossa transformação.

Que transformará o nosso corpo abatido”.

53         Ou seja, o nosso corpo físico, no qual sendo filhos de Deus, filhos do Rei dos Céus e da Terra e, portanto, sendo Príncipes e Princesas, estamos vivendo na Terra como pessoas comuns, sem o uso desse título para ter os privilégios físicos que correspondem a um Príncipe ou a uma Princesa, a um filho ou filha do Rei dos Céus e da Terra. Porém, no Reino do Messias, todos os privilégios que correspondem aos filhos e filhas de Deus, os teremos cumpridos. Para que esperamos ao Salvador, ao Senhor Jesus Cristo? Diz:

Que transformará o nosso corpo abatido.”

54         Transformará o nosso corpo de mortais para imortais, de pessoas de corpos temporários para corpos eternos. Haverá uma mudança no corpo físico, teremos corpos jovens, eternos, imortais, glorificados; iguais ao corpo glorificado de Cristo, o nosso Salvador. Assim como Deus glorificou a Jesus, Jesus Cristo glorificará a Sua Igreja neste tempo final.

55         Portanto, o nosso pedido é: “Senhor, glorifica a Tua Igreja, Senhor, glorifica a cada membro da Tua Igreja”. E a glorificação é a nossa transformação, para ter um corpo glorificado igual ao corpo glorificado de Cristo.

21 Que transformará o nosso corpo abatido, para ser conforme o seu corpo glorioso, segundo o seu eficaz poder de sujeitar também a si todas as coisas”.

55         Ou seja, com esse poder com o qual todas as coisas estão sujeitas a Ele, com esse poder Ele transformará o nosso corpo para que seja um corpo eterno, imortal, glorificado e jovem para toda a eternidade. Para isso é a Segunda Vinda de Cristo à Sua Igreja no tempo final.

56         Disto também São Paulo falou em Tessalonicenses. Vejam que São Paulo foi quem mais falou deste tema no Novo Testamento. Primeira aos Tessalonicenses no capítulo 4, versículos 13 em diante diz... Para os que perdem ou que algum familiar querido tenha partido, estas são palavras de São Paulo, palavras de Deus, de consolo para todas as pessoas que têm a partida de sua mamãe, de seu papai, de um irmão ou de uma irmã, de um filho ou uma filha, ou algum familiar querido.

“13 Não quero, porém, irmãos, que sejais ignorantes acerca dos que já dormem, para que não vos entristeçais, como os demais, que não têm esperança.

14 Porque, se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, assim também aos que em Jesus dormem, Deus os tornará a trazer com ele.

15 Dizemos-vos, pois, isto, pela palavra do Senhor: que nós, os que ficarmos vivos para a vinda do Senhor, não precederemos os que dormem.

57         “ Os que dormiram” são os que morreram. E se diz “dormiram” porque os crentes não morrem, estão vivos, apenas dormem, serão despertados no tempo final, despertados em um corpo glorificado, e os que estamos vivos seremos transformados.

“... Não precederemos os que dormem”.

58         Não seremos primeiramente transformados antes dos que dormiram. Eles ressuscitarão primeiro em corpos glorificados, e quando os vejamos, então nós seremos transformados.

16 Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro.

17 Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor.

18 Portanto, consolai-vos uns aos outros com estas palavras”.

59         São palavras de consolo para todos os crentes. Vejam no capítulo 5 deste mesmo... Primeira aos Tessalonicenses versículos 1 em diante, diz:

MAS, irmãos, acerca dos tempos e das estações, não necessitais de que se vos escreva;

2 Porque vós mesmos sabeis muito bem que o dia do Senhor virá como o ladrão de noite;

3 Pois que, quando disserem: Há paz e segurança, então lhes sobrevirá repentina destruição, como as dores de parto àquela que está grávida, e de modo nenhum escaparão”.

60         Ou seja, que virá a grande tribulação que porá fim ao reino dos gentios.

“4 Mas vós, irmãos, já não estais em trevas, para que aquele dia vos surpreenda como um ladrão;

5 Porque todos vós sois filhos da luz e filhos do dia; nós não somos da noite nem das trevas.

6 Não durmamos, pois, como os demais, mas vigiemos, e sejamos sóbrios; e não escaparão”.

61         Vigiando pela Vinda do Senhor, esperando a Sua Vinda. Na Sua Vinda é que ressuscitará aos crentes que morreram; os quais virão com Ele em seus corpos teofânicos para receberem aqui na Terra a ressurreição em corpos glorificados, corpos eternos e jovens.

62         Portanto, se você tem algum familiar crente que partiu: sua mãe, seu pai, seus irmãos, suas irmãs ou algum familiar, e já era velhinho ou uma velhinha; quando o veja, não esteja esperando ver a um velhinho ou uma velhinha, esteja esperando ver a um jovem aparentando de dezoito a vinte e um anos de idade.

63         Estamos no tempo mais importante de todos os tempos. Vejam também como São Paulo nos diz, que foi quem mais falou da Segunda Vinda de Cristo, da ressurreição dos mortos em Cristo em corpos glorificados e da transformação dos que estariam vivos no tempo final, nos diz em Primeira aos Coríntios no capítulo 15, versículos 49 em diante:

“49 E, assim como trouxemos a imagem do terreno, assim traremos também a imagem do celestial.

50 E agora digo isto, irmãos: que a carne e o sangue não podem herdar o reino de Deus, nem a corrupção herdar a incorrupção.

51 Eis aqui vos digo um mistério: Na verdade, nem todos dormiremos, - ou seja, nem todos nós morreremos -, mas todos nós seremos transformados”.

64         Transformados de mortais a imortais, nossos corpos serão transformados.

“52 Num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta”.

65         É importante sabermos que essa é a Voz de Deus, a Voz de Cristo falando à Sua Igreja no tempo final, na etapa ou na Era de Pedra Angular. Essa é a Voz do Anjo Forte que desce do Céu em Apocalipse capítulo 10, versículos 1 ao 11, falando como leão e sete trovões emitindo as suas vozes; falando consecutivamente à Sua Igreja na Era de Pedra Angular para nos dar a fé para ser transformados e levados com Cristo a Ceia das Bodas do Cordeiro; ser levados à Ceia das Bodas do Cordeiro no tempo final.

66         Vimos que a Trombeta não é uma Trombeta literal. É a Voz de Cristo falando à Sua Igreja, em forma consecutiva com os Sete Trovões, que são os que contêm e revelam o mistério da Segunda Vinda de Cristo. E, por conseguinte, nos dará a fé, a revelação para ser transformados e levados com Cristo à Ceia das Bodas do Cordeiro.

“51 Ante a última trombeta,

52 Porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados.

53 Porque convém que isto que é corruptível se revista da incorruptibilidade, e que isto que é mortal se revista da imortalidade.

54 E, quando isto que é corruptível se revestir da incorruptibilidade, e isto que é mortal se revestir da imortalidade, então cumprir-se-á a palavra que está escrita: Tragada foi a morte na vitória”.

67         Então, já não haverá morte física para os crentes em Cristo, porque a morte era somente nestes corpos mortais; porém, no corpo glorificado não haverá morte, porque o corpo glorificado será eterno. Assim como o corpo glorificado de Cristo, que está tão jovem como quando subiu ao Céu. Da mesma forma como Cristo foi glorificado, serão glorificados os crentes em Cristo das Eras passadas e também os crentes da Era na qual vivemos, que é a Era de Pedra Angular.

68         A Vinda de Cristo para o Último Dia está representada na Vinda de Deus ao Tabernáculo que Moisés construiu. Quando foi completada a sua construção, foi dedicado a Deus, Deus veio na Coluna de Fogo, nessa Nuvem e entrou nesse Tabernáculo e se dirigiu ao Lugar Santíssimo, colocou-se sobre a Arca do Pacto, sobre a tampa da Arca do Pacto chamada de “Propiciatório”, que é uma tampa de ouro com Dois querubins, um de cada lado.  

69         Deus nessa Nuvem Se colocou no meio deles e essa era a única Luz que havia no lugar Santíssimo. Não havia lâmpadas para iluminar no Lugar Santíssimo, senão a Coluna de Fogo, a Nuvem de Luz que guiou o povo de Israel pelo deserto por quarenta anos. Essa mesma Coluna de Fogo que apareceu a Moisés numa árvore é a que entrou no Tabernáculo e morou sobre o Propiciatório no Lugar Santíssimo.

70         No Templo que o rei Salomão construiu aconteceu do mesmo jeito. Ali também houve Dois Querubins de Madeira de Oliveira Cobertos de Ouro, que são tipos e figuras das Duas Oliveiras, os ministérios de Moisés e Elias, os ministérios dos Dois Ungidos de Zacarias capítulo 4, versículos 1 ao 14, e do Apocalipse capítulo 11, versículos 1 ao 14. Isso é o que havia no Templo que o rei Salomão construiu.

71         E no Templo que o Filho de Davi, Cristo, esteve construindo, também tem assinalado que no Lugar Santíssimo estará a Arca do Pacto que é Cristo, a Palavra trazida a essa Era de Pedra Angular e que também estarão as Duas Oliveiras, os ministérios de Moisés e Elias no Último Dia, e estará a Presença de Cristo, a Presença de Deus no Lugar Santíssimo no meio dos Dois Querubins de Madeira de Oliveira Cobertos de Ouro.

72         Por isso, o próprio Jesus Cristo falando da Vinda do Filho do Homem nos capítulos 16 e 17 de São Mateus, disse que o Filho do Homem virá com Seus Anjos; isto é a Segunda Vinda de Cristo, por isso lhes vou ler. Diz capítulo 16 de São Mateus, versículos 26 ao 28:

“26 Pois que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, se perder a sua alma? Ou que dará o homem em recompensa da sua alma?

27 Porque o Filho do homem virá na glória de seu Pai, com os seus anjos; e então dará a cada um segundo as suas obras.

28 Em verdade vos digo que alguns há, dos que aqui estão, que não provarão a morte até que vejam vir o Filho do homem no seu reino”.

73         Algumas pessoas daquele tempo pensavam que a Segunda Vinda de Cristo seria naqueles dias, e que viria com Seus Anjos naqueles dias. Porém, o que Cristo estava mostrando a eles é que eles veriam a Vinda do Filho do Homem com os Seus Anjos na visão que lhes daria no Monte da Transfiguração. Cumpriu-se aí o que Ele lhes prometeu.

“Em verdade vos digo que alguns há dos que aqui estão que não provarão a morte - ou seja, não verão a morte - até que vejam vir o Filho do homem no seu reino.”

74         Seu Reino é a sua Igreja. E no capítulo 17 de São Mateus, diz:

“1 Seis dias depois, tomou Jesus consigo a Pedro, e a Tiago, e a João, seu irmão, e os conduziu em particular a um alto monte,

2  E transfigurou-se diante deles; e o seu rosto resplandeceu como o sol, e as suas vestes se tornaram brancas como a luz.

3  E eis que lhes apareceu Moisés e Elias, falando com ele.”

75         Nesta visão, Cristo estava mostrando a Pedro, Tiago e João a Ordem da Sua Segunda Vinda, da qual Ele sempre havia dito que o Filho do Homem virá com Seus Anjos, e apareceram aí, quem são os Anjos do Filho do Homem: de um lado, Moisés, e do outro lado, Elias. São os ministérios de Elias e Moisés se repetindo no tempo final.

76         São os ministérios dos Dois Ungidos, das Duas Oliveiras, de Zacarias capítulo 4, versículos 1 ao 14 e do Apocalipse capítulo 11, versículos 1 ao 14. Por isso, em São Mateus capítulo 24, versículo 27, podemos ver que quando Jesus Cristo falou da Sua Vinda, da Segunda Vinda de Cristo, mencionou os Anjos. Capítulo 24, versículo 27 diz:

“Porque, assim como o relâmpago sai do oriente e se mostra até ao ocidente, assim será também a vinda do Filho do homem”

77         A primeira Vinda do Filho do Homem foi no oriente, na terra de Israel. A Segunda Vinda de Cristo, diz que: “se mostra no ocidente”. A Segunda Vinda de Cristo será a Sua Igreja e, por conseguinte, no ocidente, que é a última etapa na qual a Igreja estará para o tempo da Sua Vinda, na etapa da Era de Pedra Angular. Como foi etapa de Era de Pedra Angular o tempo da Primeira Vinda de Cristo à Igreja do Antigo Pacto: Israel. E agora, a Igreja do Novo Pacto é a Igreja do Senhor Jesus Cristo que nasceu no Dia de Pentecostes.

78         No mesmo capítulo 24, versículos 30 e 31 de São Mateus, Cristo diz:

30 “Então aparecerá no céu o sinal do Filho do homem; e todas as tribos da terra se lamentarão, e verão o Filho do homem, vindo sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória.

31  E ele enviará os seus anjos com rijo clamor de trombeta, os quais ajuntarão os seus escolhidos desde os quatro ventos, de uma à outra extremidade dos céus.”

79         Aqui o Filho do Homem vem com Seus Anjos e envia a Seus Anjos para chamar e juntar aos Seus escolhidos com Grande Voz de Trombeta, que são cento e quarenta e quatro mil hebreus, doze mil de cada tribo. Os quais aparecem no Apocalipse capítulo 7, versículos 1 ao 17 e no Apocalipse, capítulo 14, versículos 1 em diante. Depois em São Mateus capítulo 24, versículos 34 ao 39, continua dizendo:

 34 “Em verdade vos digo que não passará esta geração sem que todas estas coisas aconteçam.

35  O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não hão de passar.

36 Mas daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos do céu, mas unicamente meu Pai.

37 E, como foi nos dias de Noé, assim será também a vinda do Filho do homem.

38 Porquanto, assim como, nos dias anteriores ao dilúvio, comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca,

39 E não o perceberam, até que veio o dilúvio, e os levou a todos, assim será também a vinda do Filho do homem.”

80         Então vejam, como a Segunda Vinda de Cristo, Jesus Cristo a assinala como a Vinda do Filho do Homem. A Vinda do Filho do Homem é um mistério, é um título do Messias, que Ele também o usou lá, há dois mil anos atrás, Jesus Cristo o usou, sempre falava Filho do Homem, Filho do Homem porque esse é título de profeta.

81         Como Filho do Homem, Ele é o herdeiro do planeta terra inteiro; como Filho de Davi, Ele é o herdeiro do Trono e Reino de Davi; e como Filho de Deus, Ele é o herdeiro dos Céus e da Terra. Portanto, cada um desses títulos de Filho tem uma herança e temos de entendê-los bem para sabermos onde é aplicado cada um desses títulos de Filho.

82         Por exemplo, com o título de Filho de Abrahão é herdeiro de tudo o que Abrahão tinha. Pelo que Deus prometeu a Abrahão: o Filho de Abrahão, Isaque é o herdeiro, ou seja, Isaque herda toda a herança de Abrahão. Isaque foi um milagre Divino. Em um tempo em que Abrahão e Sara não podiam ter filhos, porque Sara era estéril, já tinha oitenta e nove anos e Abrahão noventa e nove anos. Quem havia prometido que teria um filho lhe visitou e disse: “No próximo ano terás o filho” -Gênesis capítulo 17. E quando Abrahão tinha cem anos e Sara noventa anos, receberam o filho.

83         Abrahão com cem anos estava vivendo no seu segundo ano de jubileu, porque o primeiro foi quando teve cinquenta anos. E a Vinda do Filho prometido, a Segunda Vinda de Cristo é para o segundo Ano do Jubileu, representado no ano número cem da vida de Abrahão.

84         E a nossa Era equivale ao ano cem da vida de Abrahão, ao segundo ano de jubileu; e a Primeira Vinda de Cristo equivale ao ano cinquenta da vida de Abrahão. Tão simples assim.

85         Então estamos vivendo no tempo mais glorioso de todos os tempos, esperando o cumprimento do que Deus prometeu para a sua Igreja, para este tempo final, para ser transformados e levados com Cristo à Ceia das Bodas do Cordeiro. Conscientes de que seremos glorificados, como Cristo foi glorificado e, então, viajaremos na velocidade do pensamento.

86         Cristo lhes mostrou isso, já ressuscitado, lhes aparecia e desaparecia. Por isso, algumas vezes, pensavam que era um espírito, mas lhes dizia: “Venham, toquem e vejam que sou eu mesmo”. Vai ser uma experiência maravilhosa quando tivermos o novo corpo, o corpo glorificado.

87         Foi prometido por Cristo; foi ensinado pelo apóstolo São Paulo e demais apóstolos. E eu creio, portanto, espero o cumprimento dessa promessa para mim, e para quem mais? Para cada um de vocês também. Assim, não irei sozinho à Ceia das Bodas do Cordeiro. Todos iremos, conforme ao Programa de Cristo, para a Ceia das Bodas do Cordeiro.

88         Deste modo, damos graças à Deus por vivermos neste tempo tão maravilhoso, onde há tantas promessas Divinas, de grandes bênçãos para todos os crentes em Cristo, que viveriam neste tempo e subiriam na Era que corresponde a este tempo: que é a Era da pedra Angular.

89         Por isso, na página 37 do livro de “Citações”, o Reverendo William Branham diz: “Olhem para cima, olhem para a Era que vem: a Era de Pedra Angular”. Essa é a nossa Era. E se é a Era de Pedra Angular, é a Era para a Vinda da Pedra Angular: a Segunda Vinda de Cristo que está prometida desde o Gênesis até o Apocalipse. E nós somos os beneficiários de todas essas bênçãos que estão faladas para este tempo final.

90         Não há esperança para o mundo, não há esperança para a humanidade. Só há esperança em Cristo. Jesus Cristo é a única esperança para o ser humano. Jesus Cristo é a única esperança de glória para os crentes Nele. Jesus Cristo é a única esperança para todas as nações, a única esperança para a família humana, a única esperança de vida eterna para o ser humano, a única esperança para se chegar à Deus.

91         Eu tenho essa esperança: tenho a Cristo que é a minha esperança para a glória; a minha esperança para ser glorificado é Jesus Cristo, e para quem mais? Para cada um de vocês também.

92         Se houver alguma pessoa que ainda não recebeu a Cristo como Salvador, o pode fazer isso nestes momentos. E estaremos orando por você para que Cristo lhe receba e lhe coloque no Seu Reino, na Sua Igreja. Para o qual pode passar adiante e oraremos por você.

93         Os que estão em outras nações também podem vir aos Pés de Cristo, para que fiquem incluídos na oração que estaremos fazendo por todos os que estão vindo aos Pés de Cristo, o nosso Salvador.

94         O mais importante para o ser humano é a vida e, sobretudo, a vida eterna; e a Vida Eterna, quem unicamente a pode outorgar ao ser humano é Jesus Cristo.

95         Em São João capítulo 19, versículos 27 em diante, Cristo diz:

27 “As minhas ovelhas ouvem a minha voz, e eu conheço-as, e elas me seguem;

28 E dou-lhes a vida eterna, e nunca hão de perecer, e ninguém as arrebatará da minha mão.

29 Meu Pai, que me as deu, é maior do que todos; e ninguém pode arrebatá-las da mão de meu Pai.

30 Eu e o Pai somos um”

96         Ou seja, as ovelhas que são as almas de Deus, os filhos e filhas de Deus, escutam a Voz de Cristo, o bom pastor; e quando se prega o Evangelho, escutam a Voz de Cristo, O recebem como Salvador e Cristo lhes dá vida eterna. Ele é o único que pode dar vida eterna ao ser humano. Ele mesmo disse: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida; e ninguém vem ao Pai senão por mim”. Isso está em São João capítulo 14, versículo 6.

97         Portanto, a nossa única esperança de vida eterna é Jesus Cristo, o nosso Salvador. Ele é: Jesus Cristo, a esperança de glória para todos os crentes Nele, para mim e para cada um de vocês também. Por isso O recebemos como nosso Salvador, porque Ele é a nossa única esperança de glória, de vida eterna, de felicidade, de glorificação.

98         Vamos orar por todas as pessoas que estão vindo aos Pés de Cristo, aqui e também em outras nações. Para o qual podem continuar vindo aos Pés de Cristo em outras nações para que fiquem incluídos na oração que estaremos fazendo por todos os que estão recebendo a Cristo como único e suficiente Salvador.

99         As crianças de dez anos em diante também podem vir aos Pés de Cristo, o nosso Salvador, para que também fiquem incluídas na oração que estaremos fazendo por todas as pessoas que estão recebendo a Cristo como Salvador.

100       Recordamos que Cristo disse: “Deixai os meninos, e não os estorveis de vir a mim; porque dos tais é o reino dos céus” [São Mateus 19:14]. Ou seja, que Cristo também pensa nas crianças, não as deixa fora da vida eterna.

101       Vamos orar... nossos rostos inclinados e nossos olhos fechados:

102       Pai celestial, eu venho a Ti, no Nome do Senhor Jesus Cristo, com todas estas pessoas que estão recebendo a Cristo como único e suficiente Salvador. Eu te rogo, no Nome do Senhor Jesus Cristo, que tu as recebas no Teu Reino. Amém.

103       E agora repitam comigo esta oração que estarei fazendo por todos os que estão recebendo a Cristo como único e suficiente Salvador:

104       Senhor Jesus Cristo, escutei a pregação do Teu Evangelho e nasceu a Tua fé  na minha alma, no meu coração. Creio em Ti com toda a minha alma, creio na Tua Primeira Vinda, creio no Teu Nome como o único nome debaixo do Céu, dado aos homens, em que podemos ser salvos. Creio na Tua morte na Cruz do Calvário como o Sacrifício de Expiação pelos nossos pecados.

105       Reconheço que sou pecador e necessito um Salvador. Dou testemunho público da Tua fé em mim e Te recebo como meu único e suficiente Salvador.

106       Rogo-Te que perdoes meus pecados, e com Teu Sangue me limpes de todo pecado; e me batizes com o Espírito Santo e Fogo, logo após ser batizado na água no Teu Nome, e produzas o novo nascimento em mim.

107       Eu quero nascer no Teu Reino, quero viver eternamente Contigo no Teu Reino glorioso. Rogo-Te no Teu Nome Eterno e Glorioso: Senhor Jesus Cristo. Amém e amém.

108       E agora, os que vieram aos Pés de Cristo me dirão: “Eu quero ser batizado na água o mais breve possível”. Porque Cristo disse em São Marcos, capítulo 16, versículos 15 ao 16:

“...Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura.
Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado”

109       Tão simples assim é a oportunidade de Salvação e Vida Eterna que Deus dá ao ser humano. Rejeitá-la significa que a pessoa será condenada. Receber Cristo e ser batizado na água no Seu Nome significa a Salvação e Vida Eterna para a pessoa. Tão simples assim.

110       Portanto, todos vocês podem ser batizados, que Cristo lhes batize com o Espírito Santo e Fogo, e produza o novo nascimento em vocês e continuaremos nos vendo eternamente no Reino de Deus, no Reino do Messias, no Reino do Senhor Jesus Cristo.

111       Em cada país deixo o Ministro presente para que lhes indique como fazer para ser batizados na água no Nome do Senhor Jesus Cristo. E deixo aqui o Ministro presente para que lhes indique como fazer para ser batizados na água no Nome do Senhor Jesus Cristo; como se fazia no tempo dos apóstolos e se continuou fazendo desde aquele tempo até ao nosso tempo. Todos os que receberam a Cristo como Salvador sendo batizados, para que, em seguida, Cristo lhes batize com o Espírito santo e Fogo, e produza neles o novo nascimento.

112       Para mim foi uma bênção e um grande privilégio estar com vocês neste estudo bíblico de hoje, domingo, intitulado: Jesus Cristo, a Esperança de Glória.

113       Que Deus os abençoe e os guarde e continuaremos nos vendo eternamente no Reino de Cristo, o nosso Salvador.

114      “JESUS CRISTO A ESPERANÇA DE GLÓRIA”.