MENSAGENS




Prosseguimos à Meta

Data: 03/07/2016 Tempo: 00:30:39





 

 

 

PROSSEGUINDO À META

 

William Soto Santiago

Domingo, 03 de Julho de 2016

Guatemala

 

Bom dia, amados irmãos, amigos, Ministros e suas Congregações aqui presentes, e também Ministros e suas Congregações nos diferentes países, bem como também Missionário Miguel Bermúdez Marín, lá em Acapulco, República Mexicana, na Congregação do Rev. Eloi Liberato. Para mim é uma grande bênção saudá-los e pedir a Cristo as Suas bênçãos sobre cada um de vocês que estão aqui presentes e dos que estão em outras nações.

 

Que as bênçãos de Cristo, o Anjo do Pacto estejam sobre todos vocês e também sobre mim, nos abra as Escrituras e o entendimento para compreendê-las e, nos revele a Sua Palavra prometida para este tempo final, nesta hora, no Nome do Senhor Jesus Cristo. Amém.

 

Leiamos em Filipenses no capítulo 3, versículos 7 a 14, onde São Paulo disse:

 

Mas o que para mim era ganho reputei-o perda por Cristo.

8  E, na verdade, tenho também por perda todas as coisas, pela excelência do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor; pelo qual sofri a perda de todas estas coisas, e as considero como escória, para que possa ganhar a Cristo,

9  E seja achado nele, não tendo a minha justiça que vem da lei, mas a que vem pela fé em Cristo, a saber, a justiça que vem de Deus pela fé;

10  Para conhecê-lo, e à virtude da sua ressurreição, e à comunicação de suas aflições, sendo feito conforme à sua morte;

11  Para ver se de alguma maneira posso chegar à ressurreição dentre os mortos.

12  Não que já a tenha alcançado, ou que seja perfeito; mas prossigo para alcançar aquilo para o que fui também preso por Cristo Jesus.

13  Irmãos, quanto a mim, não julgo que o haja alcançado; mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão diante de mim,

14  Prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus”.

 

Que Deus abençoe nossas almas com a Sua Palavra e nos permita entendê-la.

 

“PROSSEGUINDO À META”.

 

Para o estudo bíblico de hoje, de escola bíblica, o nosso tema é: “PROSSEGUINDO À META”.

 

Encontramos que Deus, Criador dos Céus e da Terra tem um Programa desde antes da Criação, o qual esteve realizando de  geração em geração. A criação dos Céus e da Terra é Obra de Deus.

 

E como é que Deus criou os Céus e a Terra? Em São João, no capítulo 1, diz:

 

“No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus”.

 

O Verbo, aqui diz:

 

2  Ele estava no princípio com Deus.

3  Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez”.

 

Ou seja, toda a Criação foi feita pelo Verbo, que estava com Deus e era Deus e nada do que foi feito se fez sem Ele. Ele o fez, criou tudo, portanto nos convém conhecer o Verbo de Deus.

 

Em São João no capítulo 1 também, versículo 14, diz:

 

E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade”.

 

O Verbo se fez carne e habitou entre nós, foi conhecido pelo nome “Jesus Cristo”. Jesus Cristo é o Verbo feito carne. O Verbo é o Anjo do Pacto, o Anjo do Senhor conhecido no meio do Cristianismo e conhecido como o “Anjo” que libertou ao povo Hebreu da escravidão no Egito.

 

Falando desse Anjo no capítulo 23 do Êxodo, nos versículos 20 a 23, nos diz:

 

Eis que eu envio um anjo diante de ti, para que te guarde pelo caminho, e te leve ao lugar que te tenho preparado.

21  Guarda-te diante dele, e ouve a sua voz, e não o provoques à ira; porque não perdoará a vossa rebeldia; porque o meu nome está nele”.

 

O Nome de Deus está no Seu Anjo, no Anjo do Pacto que apareceu a Moisés numa Chama de Fogo, numa árvore, numa sarça que se queimava e não se consumia.

 

22  Mas se diligentemente ouvires a sua voz, e fizeres tudo o que eu disser, então serei inimigo dos teus inimigos, e adversário dos teus adversário.

23  Porque o meu anjo irá adiante de ti, e te levará aos amorreus, e aos heteus, e aos perizeus, e aos cananeus, heveus e jebuseus; e eu os destruirei”.

 

O Anjo de Deus, o Anjo do Senhor que aparecia aos Profetas no Antigo Testamento é nada menos que Jesus Cristo no Seu corpo angelical, no Seu corpo teofânico e, por isso, é chamado o “Anjo do Senhor”, porque está no corpo angelical. Logo, mais adiante, Ele se faria carne no meio do povo Hebreu, porém, esteve manifestado em carne humana através dos Profetas de Adão em diante, até João o Batista.

 

E em São João no capítulo 8, versículos 56 a 58, Cristo disse:

 

“Abraão, vosso pai, exultou por ver o meu dia, e viu-o, e alegrou-se.

57  Disseram-lhe, pois, os judeus: Ainda não tens cinquenta anos, e viste Abraão?

58  Disse-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que antes que Abraão existisse, eu sou”.

 

E como era antes de Abraão? Era, pois, o Anjo do Pacto, era Cristo no Seu corpo angelical, no Seu corpo teofânico. A pessoa mais importante é Jesus Cristo. E vamos ver mais claramente quem é Cristo o nosso Salvador.

 

Já vimos que por meio Dele foi que Deus criou todas as coisas, conforme a São João no capítulo 1, do versículo 1 em diante. “Nele estava a Vida”. Por isso, a vida de toda a Criação surgiu de Cristo, através de Cristo o nosso Salvador. Em palavras mais claras: Deus através de Cristo no Seu corpo angelical, falou à existência todas as coisas.

 

São Paulo nos dá um quadro mais claro aqui no capítulo 1 de Colossenses, versículos 12 e 13:

 

“Dando graças ao Pai que nos fez idôneos para participar da herança dos santos na luz;

13  O qual nos tirou da potestade das trevas, e nos transportou para o reino do Filho do seu amor”.

 

O Reino do Seu amado Filho, o Reino de Cristo. Por isso, Cristo disse a Nicodemos: “De certo, de certo te digo, que quem não nasça da Água e do Espírito, não pode entrar no Reino de Deus”. [São João 3:5] O Reino de Deus é o Reino de Cristo. Ele é o herdeiro do Reino, através do qual Deus reina, Deus governa toda a Criação. Os crentes em Cristo foram libertados do reino das trevas e foram transladados ao Reino de Cristo o nosso Salvador.

 

O reino das trevas é o mesmo reino que se materializaria na estátua que o rei Nabucodonosor viu. O reino das trevas esteve materializado no império de Nabucodonosor, no reino Babilônico, logo no reino Medo-Persa. O reino Babilônico é a cabeça de ouro, com Nabucodonosor como rei; o reino Medo-Persa corresponde ao peito e aos braços de prata; logo, o ventre e as coxas de bronze corresponde ao império da Grécia, com o Alexandro o Grande.

 

Logo seguiu descendo, porque o reino das trevas, o reino deste mundo, o reino dos gentios veio descendo: de ouro desceu a prata, de prata desceu a bronze, e de bronze desceu às pernas de ferro, que é o império Romano, o império dos Césares. E, depois, daí desceu aos pés de ferro e de barro de lodo, que é o que resta do império Romano, e que é o que resta do império ou do reino dos gentios.

 

Na etapa das pernas de ferro do império ou do reino dos Césares, Cristo foi crucificado por esse reino ou império na etapa das pernas de ferro. Porém, na etapa dos pés de ferro e de barro de lodo no tempo final, Cristo ferirá esse império. A Sua Vinda impactará ao império dos gentios na etapa dos pés de ferro e de barro de lodo, conforme o capítulo 2, do versículo 30 em diante de Daniel. E a Escritura diz que os esmiuçará, serão esmiuçados também o barro, o ferro, o bronze, a prata e o ouro e não ficará rastro algum desse reino ou império dos gentios, que foi controlado pelo inimigo ao longo da história da humanidade.

 

E o Reino do Messias, o Reino do Filho do Homem, o Reino de Cristo será estabelecido na Terra, a sua capital será Jerusalém, e o Distrito Federal Israel. Portanto, há uma grande bênção que está se preparando para o povo Hebreu.

 

E o que será dos crentes em Cristo? Nesse Reino eles serão reis, sacerdotes e juízes. Eles serão o Gabinete do Messias, do poder político, judiciário e também do poder espiritual ou religioso.

 

Por isso, quando o Anjo Gabriel apareceu à virgem Maria, falou sobre o filho que nasceria dela, e lhe disse quem seria esse menino. São Lucas capítulo 1, do versículo 28 em diante, diz:

 

“E, entrando o anjo onde ela estava, disse: Salve, agraciada; o Senhor é contigo; bendita és tu entre as mulheres.

29  E, vendo-o ela, turbou-se muito com aquelas palavras, e considerava que saudação seria esta.

30  Disse-lhe, então, o anjo: Maria, não temas, porque achaste graça diante de Deus.

31  E eis que em teu ventre conceberás e darás à luz um filho, e lhe porás o nome de Jesus.

32  Este será grande, e será chamado filho do Altíssimo; e o Senhor Deus lhe dará o trono de Davi, seu pai;

33  E reinará eternamente na casa de Jacó, e o seu reino não terá fim”.

 

Aqui temos a promessa do Reino que será estabelecido na Terra, o qual e do qual Cristo é herdeiro desse Reino. E os crentes em Cristo, porquanto, são co-herdeiros com Cristo, também são reis, sacerdotes e juízes, porque de tudo o que Cristo é herdeiro, também são os crentes em Cristo que formam a Igreja do Senhor Jesus Cristo.

 

Portanto, Deus continua adiante, prossegue à Meta do Reino, para o seu estabelecimento na Terra. E os crentes em Cristo continuam adiante à Meta, para a entrada ao Reino de Cristo na forma física, que será com a nossa transformação, para sermos a imagem e semelhança de Cristo, com corpos angelicais eternos e corpos físicos eternos, glorificados, jovens para toda a eternidade. Essa é a meta de Deus com Seus filhos que estavam eternamente Nele.

 

Não é que a pessoa se faz um filho de Deus, mas eternamente é um filho de Deus e veio manifestado na Terra no tempo em que lhe correspondeu, é um atributo divino.

 

Por isso, é que a Bíblia fala dos escolhidos, dos eleitos, dos predestinados. Vêm de Deus e, por conseguinte, a meta é serem a imagem e semelhança de Deus, o que é ser a imagem e semelhança de Cristo o nosso Salvador. Porque Cristo no Seu corpo angelical é nada menos que o Anjo do Pacto onde Deus estava, está e através do qual Deus criou todas as coisas; e Cristo no Seu corpo físico de carne, que já está glorificado, é a semelhança física de Deus. Por isso, em São João no capítulo 14, versículo 9, Cristo disse: “Quem me viu, viu o Pai”.

 

E no versículo 6, também disse: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida; e ninguém vem ao Pai, senão por mim”. Não há outra forma para se chegar a Deus, senão através de Cristo. Esse é o ensinamento de Deus por meio do Seu Espírito, contido nas páginas da Bíblia.

 

Somente há um Deus, Se fez carne e, portanto, já tem um corpo físico de carne glorificado, que está sentado no Trono Celestial de Deus.

 

Recordem que em São Mateus no capítulo 26, versículo 64, Cristo disse que se sentaria à direita de Deus no Céu, ou seja, se sentaria no Trono de Deus. Estava em jogo quem se sentaria no Trono Celestial de Deus, porém, Cristo já se sentou.

 

E se perguntarmos a Cristo se Ele se sentou no Trono Celestial, o que nos responderia? Porquanto, o Livro do Apocalipse é a revelação de Cristo por meio do Seu Espírito, falando à Sua Igreja de Era em Era, vejamos o que nos disse, no capítulo 3 do Apocalipse, versículos 20 e 21:

 

Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei na sua casa, e com ele cearei, e ele comigo.

21  Ao que vencer lhe concederei que se assente comigo no meu trono; assim como eu venci, e me assentei com meu Pai no seu trono”.

 

Ou seja, o que Ele havia dito que se sentaria, aqui no Apocalipse diz que já se sentou. E, por isso, foi que em São Mateus no capítulo 28, versículos 16 a 20, Cristo disse: “Todo poder”. E se disse todo poder, é todo o poder! Todo poder: “Todo poder me é dado no Céu e na Terra”.

 

Ele é quem tem o poder dos Céus e da Terra e, por meio Dele é que Deus governa o universo, toda a Criação. É porque Deus tem imagem, o corpo angelical (que é o Anjo do Pacto, é Cristo no Seu corpo angelical) e tem semelhança física (que é o corpo glorificado de Jesus Cristo). A imagem é o Anjo do Pacto, o corpo angelical e a semelhança é o corpo de Deus, Cristo glorificado. Por isso, Cristo dizia: “Quem me viu, viu o Pai”. Esteve vendo o Pai, Deus vestido de carne humana.

 

E, agora, estamos vendo quem é Deus e como ver Deus no Seu corpo angelical (ou seja, a imagem de Deus, que é Cristo no Seu corpo angelical), e como ver Deus na Sua semelhança física.

 

Para vermos Deus na Sua semelhança física, estamos vendo a Jesus Cristo o nosso Salvador, no Seu corpo físico glorificado e para vermos Deus na Sua imagem, a imagem de Deus, estamos vendo Deus em Espírito Santo, que é o Anjo do Pacto, o corpo angelical de Deus. Tão simples assim.

 

E o ser humano foi criado Por Deus à imagem e semelhança de Deus, portanto, o ser humano tem alma, tem espírito e tem corpo físico.

 

Quando uma pessoa vê o corpo físico de outra, diz: “Eu vi fulano de tal”. Mas não viu fulano de tal, o que ela viu foi a semelhança física daquela pessoa, porque a pessoa em si é alma vivente. Não viu a pessoa, não viu a alma da pessoa, senão o corpo físico, a casa terrena ou o templo físico onde essa pessoa vive.

 

O ser humano, sendo a imagem e semelhança de Deus, tem espírito e tem também corpo físico, como Deus tem o corpo espiritual, o Anjo do Pacto, e tem o corpo físico que é Jesus Cristo. Agora, nós podemos entender porque Cristo disse: “Antes que Abraão existisse, eu sou”. Tão simples assim.

 

Em nossas almas nós estávamos eternamente com Deus. As Almas de Deus são os filhos e filhas de Deus, os quais formariam a Igreja do Senhor Jesus Cristo e chegarão à perfeição, eles chegarão a ter um corpo glorificado e eterno na Segunda Vinda de Cristo, para o qual, Ele vem para cumprir o Programa da Redenção do corpo, que será a nossa glorificação, a adoção, a redenção do corpo. Porque o corpo que temos é temporário, é mortal e, por conseguinte, com esse corpo não podemos viver eternamente.

 

Na Primeira aos Coríntios no capítulo 15, versículos 49 em diante, São Paulo diz que a carne e o sangue não podem herdar o reino de Deus, nem a corrupção herda a incorrupção. Mas disse:  Eis aqui, vos digo um mistério (recordem que é um mistério divino), nem todos dormiremos (ou seja, nem todos nós morreremos), mas todos nós seremos transformados”.

 

Quando estivermos transformados é que nós teremos o corpo que Deus queria, e que Deus desenhou para cada um de nós, desde antes da fundação do mundo. Portanto, este que nós temos, como diríamos “é emprestado”, para estarmos por uma temporada nestes corpos e para recebermos Cristo, para selarmos o nosso futuro eterno no Reino de Cristo o nosso Salvador.

 

Portanto, não nos preocupamos em como é o corpo que nós temos, porque este é temporário, mas nos esforçamos para em breve obtermos o novo corpo que Ele prometeu para os crentes Nele. E quando estivermos nele, no novo corpo, então diremos: “Este era o corpo que eu necessitava e queria ter!

 

Quando Cristo ressuscitou não O reconheciam, os Seus próprios discípulos não O reconheciam. E como será quando ressuscitarem os crentes em Cristo que tinham cinquenta, sessenta, setenta, oitenta, noventa ou cem anos, quando partiram da Terra? Tampouco os conhecerão, por quê? Porque ressuscitarão num corpo jovem de dezoito a vinte e um anos de idade, que é o corpo glorificado que Cristo nos dará, para vivermos com Ele por toda a eternidade.

 

Essa é a meta divina de Deus para conosco: ter Seus filhos na vida eterna física, com corpos jovens e eternos, como reis, como sacerdotes e juízes no Seu Reino, Reino que será estabelecido na Terra e governará, sobretudo, o planeta Terra.

 

Para o qual o Filho do Homem virá como está prometido na Escritura e como Filho do Homem Ele é o herdeiro do planeta Terra completo. Como Filho de Homem, o Filho do Homem tem uma herança: o planeta Terra com tudo o que tem e com tudo o que terá eternamente.

 

São títulos que contêm uma herança: como Filho do Homem, herdeiro da Terra, do planeta Terra; como Filho de Davi, herdeiro do Trono de Davi e do Seu Reino; Filho de Deus, herdeiro dos Céus e da Terra e Filho de Abraão, herdeiro de todo o território que Deus deu a Abraão.

 

Ou seja, cada título de Filho tem uma herança. E se nós somos co-herdeiros com Cristo o nosso Salvador; de tudo o que Cristo é herdeiro, somos também co-herdeiros com Ele.

 

Por exemplo, em São João no capítulo 8, versículo 12, Cristo disse: “Eu sou a luz do mundo”. E  noutra ocasião disse: “Vós sois a luz do mundo”. [São Mateus 5:14] Veem? De tudo o que Cristo é herdeiro os crentes em Cristo também são.

 

Cristo é a Estrela resplandecente da Manhã e os crentes em Cristo também são estrelas.

 

Recordem que Deus disse a Abraão numa noite estrelada: “Olhe os céus e olhe as estrelas, e conta-as se as pode contar. Assim será a sua semente, a sua descendência”. [Gênesis 15:5] Ou seja, os crentes em Cristo estão representados nas estrelas também.

 

Israel também tem promessa de ser herdeira do Reino fisicamente, no sentido de que lá se estabelecerá o Reino, a capital será Jerusalém, o Distrito Federal será todo o território de Israel, o que tem atualmente e mais o que será acrescentado no Reino Milenar.

 

Atualmente tem a metade do território que terá no Reino Milenar, mais o Governo completo do planeta Terra, administrado pelo Messias-Príncipe e o Seu Gabinete de Governo, que será os crentes em Cristo o nosso Salvador.

 

PROSSEGUINDO À META”.

 

Há uma meta que tem muitas metas pequenas e nós temos de obter a vitória em cada uma, até chegarmos a nossa transformação. Porque a promessa da transformação é para os crentes em Cristo o nosso Salvador e isso será a redenção do corpo, a adoção física dos filhos e filhas de Deus na Família de Deus, assim como ocorreu no espiritual, quando nós entramos na Família de Deus como filhos e filhas de Deus.

 

Sempre “PROSSEGUINDO À META”. Há um caminho para se chegar e o Caminho é Cristo, o qual disse: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida; e ninguém vem ao Pai senão por mim”. E ninguém poderá ser transformado se não estiver nesse Caminho que leva a vida eterna. Não há outro caminho que leve a vida eterna, somente Cristo, Ele é o único Caminho a vida eterna.

 

No Programa de Deus com Seu povo Israel, vimos os tipos e figuras que houve, os quais davam testemunho do que ocorreria no Novo Pacto, no qual entraria o povo que estaria recebendo Cristo como único e suficiente Salvador. E eles são aquelas pessoas das quais, Cristo disse: “Não temais, oh manada pequena, porque ao Pai agradou dar-vos o Reino”. [São Lucas 12:32]

 

Ele também disse: “O Reino de Deus será tirado de vós e dado a um povo” e vamos ler isso em São Mateus no capítulo 21, versículo 43, que diz:

 

“Portanto, eu vos digo que o reino de Deus vos será tirado, e será dado a uma nação que dê os seus frutos”.

 

A Igreja do Senhor Jesus Cristo recebeu esse Reino e, por isso, é que os crentes em Cristo se sentarão com Cristo no Seu Reino e o Mensageiro de cada etapa terá recompensas como as recompensas que serão outorgadas aos Apóstolos e já faladas por Cristo, no capítulo 19 de São Mateus, versículos 27 e 28:

 

“Então Pedro, tomando a palavra, disse-lhe: Eis que nós deixamos tudo, e te seguimos; que receberemos?

28  E Jesus disse-lhes: Em verdade vos digo que vós, que me seguistes, quando, na regeneração, o Filho do homem se assentar no trono da sua glória, também vos assentareis sobre doze tronos, para julgar as doze tribos de Israel”.

 

Porquanto o Reino do Messias governará sobre o povo Hebreu, os Apóstolos estarão como juízes julgando às doze tribos de Israel. E os Mensageiros de cada etapa da Igreja estarão em tronos também, com o grupo que correspondeu a cada Mensageiro em cada Era, para reinar e governar no Reino do Messias. Portanto, cada Mensageiro conhecerá as pessoas do seu grupo que reinará com Cristo, e esse grupo estará encabeçado pelo Mensageiro de cada etapa da Igreja.

 

Cada pessoa deve conhecer a etapa ou a Era em que está vivendo, conhecer a Mensagem que corresponde a essa Era, conhecer o Mensageiro dessa Era e o território onde se desenvolve, onde surge essa Era. Porque cada Era tem um território onde surge, e onde surge o Mensageiro com a Mensagem de Deus para essa Era, para se materializar todo o Programa Divino que há nessa Palavra prometida para essa Era. E a meta, da parte de Deus, sempre é cumprir o que está prometido para cada etapa da Sua Igreja.

 

Para o nosso tempo é que há mais bênçãos de Deus prometidas, que culminarão na Segunda Vinda de Cristo, na ressurreição dos mortos em Cristo em corpos glorificados e na transformação dos crentes em Cristo que estarão vivos no Corpo Místico de Cristo, na Era correspondente a este tempo final, para o qual nos dará a fé para sermos transformados e levados com Ele a Ceia das Bodas do Cordeiro.

 

E tudo isso ocorrerá no cumprimento de uma Grande Tenda Catedral, que foi mostrada ao Rev. William Branham, onde ele viu e lhe foi mostrado a Coluna de Fogo, o Pilar de Fogo que acompanhava a Moisés e libertou o povo Hebreu da escravidão no Egito.

 

Essa Coluna de Fogo que é Cristo, o Anjo do Pacto, o Anjo do Senhor passou ao Novo Testamento, ao Novo Pacto. No Dia de Pentecostes veio a cento e vinte crentes em Cristo e permaneceu no meio da Sua Igreja, selando com o Selo do Espírito Santo a milhões de crentes em Cristo que O receberam como Salvador, tirando-os do reino das trevas e colocando-os na terra prometida do Reino de Cristo o nosso Salvador. E, assim, colocando-os, por conseguinte, no Corpo Místico de Cristo, porque no campo espiritual a Igreja do Senhor Jesus Cristo está no Reino do Senhor, no Reino de Cristo trabalhando no Seu Reino dia e noite, de etapa em etapa e de Era em Era.

 

Para este tempo final, é na etapa de Pedra Angular que Ele culminará o Seu Programa, e onde as promessas que há para a Sua Igreja neste tempo final, serão cumpridas cada uma em seu devido tempo, para o qual, Deus por meio do Seu Espírito no meio da Sua Igreja, estará materializando cada promessa que Ele fez para a Sua Igreja neste tempo final.

 

Pelo qual, assim como Ele, Deus, por meio do Seu Espírito prossegue em Sua meta, a Sua Igreja prossegue à meta correspondente a este tempo final. E a meta será a nossa adoção, a redenção do nosso corpo, a glorificação. Como Cristo foi glorificado, nós seremos glorificados também, e seremos jovens para toda a eternidade.

 

Ele segue chamando e juntando os Seus escolhidos no Seu Corpo Místico de crentes e quando se complete a Sua Igreja, então completará o Seu trabalho de Sumo Sacerdote no Céu, se levantará do Trono de Intercessão e se converterá no Leão da tribo de Judá, Rei de reis, Senhor de senhores e Juiz de toda a Terra, para reclamar tudo o que Ele redimiu com o Seu Sangue precioso, reclamar a todos os que Ele redimiu. Ele ressuscitará aos mortos em Cristo em corpos glorificados, e aos que estivermos vivos nos transformará e, então, seremos iguais a Ele, com corpos glorificados e eternos.

 

E assim estará completo o Seu Gabinete do Reino e para o Reino, com o poder para governar com Cristo neste planeta Terra no Reino Milenar e, depois, por toda a eternidade.

 

Portanto, vigiamos as promessas que há para o nosso tempo e trabalhamos nelas ungidos pelo Espírito de Deus, para o cumprimento delas, porque Deus por meio do Seu Espírito utiliza a Sua Igreja, para realizar a Obra correspondente a este tempo final, como utilizou a Sua Igreja em cada Era, para cumprir a Obra correspondente a cada Era.

 

Assim o Mensageiro e o grupo de crentes de cada Era foram os instrumentos de Cristo por meio do Seu Espírito, para cumprir o Programa Divino correspondente a cada Era e, assim, é para este tempo final.

 

Portanto, somos as Suas mãos e a Sua, boca para todo o trabalho que Ele fará neste tempo final. Somos instrumentos de Cristo o nosso Salvador. Cristo disse: “As obras que eu faço, vós também as fareis”. [São João 14:12]

 

Assim prosseguimos à meta, não nos detemos. Temos claro o que Deus prometeu para este tempo final e trabalhamos com e no entorno dessas promessas, as quais são vindicadas, são feitas realidade, são cumpridas neste tempo final, cada uma em seu devido momento.

 

Deste modo, sigam adiante, PROSSEGUINDO À META de Deus correspondente para a Sua Igreja.

 

Tem de se cumprir a Visão da Tenda. Será sob o cumprimento dessa Visão, que o Espírito de Deus Se manifestará em toda a Sua plenitude. A Coluna de Fogo estará no cumprimento da Visão da Tenda, cumprindo tudo o que foi mostrado ao Rev. William Branham e cumprindo tudo o que está prometido para este tempo final, que Deus fará no meio da Sua Igreja e com a Sua Igreja.

 

Portanto não olhamos para trás, senão para frente: “PROSSEGUINDO (a que?) À META”.

 

Há uma meta posta Por Deus. A meta de Deus é a nossa meta neste tempo final.

 

Se houver alguma pessoa que ainda não recebeu Cristo como Salvador, pode fazer isso nestes momentos e estaremos orando por você, para que Cristo o receba no Seu Reino, o perdoe, o limpe de todo pecado com o Seu Sangue, o batize com o Espírito Santo e Fogo, e produza o novo nascimento em você.

 

Assim como Deus tem livre-arbítrio, o ser humano tem livre-arbítrio, porque Deus criou ao ser humano a Sua imagem e Sua semelhança.

 

Todos nós queremos viver eternamente e por Sua Palavra Deus já nos disse que podemos viver eternamente ao recebermos Cristo como nosso único e suficiente Salvador. É vida eterna o que Cristo dá a todos os que O recebem como seu único e suficiente Salvador. Nenhuma outra pessoa pode nos dar a vida eterna, há somente um, e Esse é o nosso Salvador Jesus Cristo.

 

Cristo disse: “Buscai primeiro o Reino de Deus e a sua justiça, e as demais coisas serão acrescentadas”. [São Mateus 6:33] O mais importante é buscar o Reino de Deus. E para entrar no Reino de Deus precisamos receber Cristo como único e suficiente Salvador, para que Ele produza o novo nascimento em nós e, assim, possamos nascer no Reino de Deus.

 

Em São João no capítulo 6, versículos 39 e 40, Cristo disse:

 

E a vontade do Pai que me enviou é esta: Que nenhum de todos aqueles que me deu se perca, mas que o ressuscite no último dia”.

 

Todos os que o Pai lhe deu, as ovelhas do Pai, Ele as ressuscitará no Último Dia.

 

40  Porquanto a vontade daquele que me enviou é esta: Que todo aquele que vê o Filho, e crê nele, tenha a vida eterna; e eu o ressuscitarei no último dia.”

 

Se os crentes em Cristo morrerem fisicamente eles têm a promessa de que eles serão ressuscitados no Último Dia e se permanecerem vivos têm a promessa de que serão transformados e, então, terão corpos eternos, corpos glorificados, semelhante ao corpo glorificado que Cristo o nosso Salvador tem, o qual está tão jovem como quando subiu ao Céu. Porque o corpo glorificado é eterno e, por conseguinte, não adoece, não envelhece, não se cansa e tampouco tem problemas para se transportar.

 

Recordem de Cristo ressuscitado, que aparecia aos Seus discípulos em diferentes ocasiões, assim é o corpo que Ele nos dará na ressurreição dos mortos em Cristo e na transformação dos que estamos vivos, no Último Dia.

 

É um Programa, um Projeto Divino que Ele esteve realizando e culminará com a glorificação, a transformação dos crentes Nele vivos e a ressurreição em corpos eternos dos crentes que morreram. Essa é a Família de Deus, os filhos e filhas de Deus. No Reino de Cristo nascemos como filhos e filhas de Deus.

 

Vamos ficar em pé, para orarmos pelas pessoas que vieram os Pés de Cristo o nosso Salvador.

 

Vocês podem continuar chegando aos Pés de Cristo o nosso Salvador, nas diferentes nações, nos diferentes países também, para que fiquem incluídos na oração que estaremos fazendo por todos os que estão recebendo Cristo como único e suficiente Salvador, recordando que a única esperança que há para viver eternamente é Jesus Cristo.

 

Não há outra esperança para a família humana, somente há uma, e é Jesus Cristo o nosso Salvador.

 

A Sua Segunda Vinda é a esperança da Igreja do Senhor Jesus Cristo, que esteve esperando a Sua Vinda por aproximadamente dois mil anos. Desde o momento em que Ele subiu transcorreram aproximadamente dois mil anos e ainda seguem esperando a Sua Vinda. Porém, Ele disse que um homem Nobre foi para longe, para receber um Reino e voltar.

 

Ele receberá o reino deste planeta Terra, para estabelecer o Reino Milenar, o Reino de Davi e, por conseguinte, este planeta Terra experimentará a bênção de Deus no Reino do Messias, e desfrutará da paz, do amor, da justiça, da felicidade e do conhecimento do Deus Criador dos Céus e da Terra. “Porque toda a Terra será cheia do conhecimento da glória do Senhor, como as águas cobrem o mar”. Habacuque capítulo 2, versículo 14, também em Isaías capítulo 11, versículo 9. E também em Zacarias capítulo 14, versículo 9, nos diz: “Naquele dia o Senhor será um, e um o Seu Nome”.

 

Inclinemos os nossos rostos, para orarmos pelas pessoas que vieram aos Pés de Cristo o nosso Salvador. Com os nossos olhos fechados:

 

Pai Celestial, eu venho a Ti no Nome do Senhor Jesus Cristo com todas estas pessoas que estão recebendo Cristo como único e suficiente Salvador. Eu Te rogo que as recebas no Teu Reino, no Nome do Senhor Jesus Cristo. Amém.

 

E agora repitam comigo esta oração, que estarei fazendo a Cristo por vocês:

 

Senhor Jesus Cristo, escutei a pregação do Teu Evangelho e a Tua fé nasceu na minha alma, no meu coração.

 

Creio em Ti com toda a minha alma e creio na Tua Primeira Vinda.  Creio no Teu Nome como o único nome dado aos homens, em que podemos ser salvos e creio na Tua morte na Cruz do Calvário como o Sacrifício da Expiação pelos nossos pecados.

 

Dou testemunho público da Tua fé em mim, da minha fé em Ti, e Te recebo como meu único e suficiente Salvador.

 

Rogo-Te que perdoes os meus pecados, que me limpes de todo pecado com o Teu Sangue, que me batizes com o Espírito Santo e Fogo logo após eu ser batizado na água no Teu Nome, e produzas o novo nascimento em mim.

 

Eu quero nascer no Teu Reino, quero viver eternamente Contigo no Teu Reino. Faça uma realidade em mim a salvação que ganhaste para mim na Cruz do Calvário. Eu Te rogo no Teu Nome Eterno e glorioso: Senhor Jesus Cristo. Amém e amém.

 

Agora, os que vieram aos Pés de Cristo me perguntarão: “Quando podem me batizar? Porque em São Marcos no capítulo 16, versículos 15 e 16, Cristo disse: ‘Quem crer e for batizado, será salvo, mas quem não crer, será condenado”. Tão simples assim. Não crê, será condenado; se crê, será salvo.

 

Não há muito para se escolher, somente uma de duas coisas e nós queremos viver eternamente. Portanto, escolhemos a Cristo, cremos em Cristo, O recebemos como Salvador e somos batizados na água no Teu Nome. “Quem crer e for batizado, será salvo”. Pelo qual, perguntarão: “Quando podem me batizar?” Porque quando os Apóstolos pregavam, em seguida, batizavam aos que recebiam Cristo como Salvador.

 

O batismo na água não tira os pecados, o Sangue de Cristo é o que nos limpa de todo pecado, mas o batismo na água é um mandamento de Cristo o nosso Salvador, porque no batismo na água, nos identificamos com Cristo na Sua morte, sepultamento e ressurreição.

 

Quando a pessoa recebe Cristo como Salvador, morre para o mundo, quando o Ministro submerge a pessoa nas águas batismais simbolicamente ela está sendo sepultada e quando é levantada das águas batismais, está ressuscitando para uma nova vida: à vida eterna com Cristo o nosso Salvador. Portanto é importante conhecer o simbolismo do batismo na água, para fazermos conscientemente o batismo na água no Nome do nosso amado Senhor Jesus Cristo.

 

Portanto, todos vocês podem ser batizados, que Cristo os batize com o Espírito Santo e Fogo, que produza o novo nascimento em vocês. E nos veremos eternamente no Reino de Cristo o nosso Salvador.

 

Deixo com vocês aqui ao Ministro correspondente, e deixo em cada país ao Ministro correspondente para que lhes indique como fazer para se batizarem na água no Nome do nosso amado Senhor Jesus Cristo.

 

Para mim é um grande privilégio estar com vocês nesta ocasião, neste estudo bíblico da escola dominical, intitulado: “PROSSEGUINDO À META”.

 

Que Deus os abençoe que continuem desfrutando uma tarde feliz, repleta das bênçãos de Cristo o nosso Salvador.

 

Deixo aqui ao Ministro, para que lhes indique como fazer para se batizarem na água no Nome do Senhor Jesus Cristo.

 

Que Deus abençoe e guarde a todos aqui presentes e a todos que estão em outras nações.

 

PROSSEGUINDO À META”.