MENSAGENS





Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/cderc813/public_html/mensagens/index.php on line 54

Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/cderc813/public_html/mensagens/index.php on line 121

A trajetória do ministério de Elias por cinco vezes

Data: 02/04/2017 Tempo: 00:59:01





 

 

A TRAJETÓRIA DO MINISTÉRIO DE

ELIAS POR CINCO VEZES

 

Dr. William Soto Santigo

Domingo, 02 de Abril de 2017

Cayey - Porto Rico

 

Bom dia para todos aqui presentes, aos Ministros e irmãos de diferentes lugares, uma saudação também para o Missionário Doutor Miguel Bermúdez Marín lá em La Trilla, São Felipe, Venezuela, e aos Ministros que estão reunidos lá e suas congregações presentes; ao Reverendo Neudy Fermín, Ministro lá em La Trilla, São Felipe, Venezuela; e estendo minhas saudações também para todos os Ministros e suas congregações nos diferentes países que estão conectados com esta atividade.

 

Que Deus os abençoe grandemente, e os abra o entendimento e as Escrituras para compreenderem o tempo em que estamos vivendo.

 

Para esta ocasião temos um vídeo dos avanços da construção da Grande Tenda Catedral em Cayey, Porto Rico, para o qual, por seguir com o vídeo.

 

[Projeção do vídeo-documentário]

 

Vimos o avanço que já se tem na construção da Grande Tenda Catedral, e já deverá ficar pronta neste ano.

 

Meu agradecimento a todos os que estão apoiando o projeto da Grande Tenda Catedral. Que Deus os abençoe grandemente, os prospere espiritualmente e materialmente, os use grandemente em Sua Obra neste tempo final e os recompense grandemente no Reino de Deus, quando o Reino de Deus estiver estabelecido na Terra, no Nome do Senhor Jesus Cristo. Amém.

 

Agora leiamos em São Mateus no capítulo 17, do versículo 1 em diante, e também leremos no capítulo 16, versículos 27 e 28, de São Mateus e diz assim:

 

Porque o Filho do homem virá na glória de seu Pai, com os seus anjos; e então dará a cada um segundo as suas obras.

28  Em verdade vos digo que alguns há, dos que aqui estão, que não provarão a morte até que vejam vir o Filho do homem no seu reino”.

 

E passamos ao capítulo 17, começando no versículo 1:

 

“SEIS dias depois, tomou Jesus consigo a Pedro, e a Tiago, e a João, seu irmão, e os conduziu em particular a um alto monte,

2  E transfigurou-se diante deles; e o seu rosto resplandeceu como o sol, e as suas vestes se tornaram brancas como a luz.

3  E eis que lhes apareceram Moisés e Elias, falando com ele.

4  E Pedro, tomando a palavra, disse a Jesus: Senhor, bom é estarmos aqui; se queres, façamos aqui três tabernáculos, um para ti, um para Moisés, e um para Elias.

5  E, estando ele ainda a falar, eis que uma nuvem luminosa os cobriu. E da nuvem saiu uma voz que dizia: Este é o meu amado Filho, em quem me comprazo; escutai-o”.

 

Que Deus abençoe nossas almas com a Sua Palavra e nos permita entendê-la.

 

O nosso tema da escola bíblica para esta ocasião é: “A TRAJETÓRIA DO MINISTÉRIO DE ELIAS POR CINCO VEZES”.

 

O ministério de Elias na Escritura se repete em diferentes ocasiões, e são cinco vezes que o ministério de Elias é manifestado na Terra. A primeira vez foi em Elias Tisbita, ungido com o Espírito de Deus, no qual o Espírito Santo operou esse ministério em Elias Tisbita. É o Espírito Santo operando esse ministério em Elias Tisbita. Depois encontramos esse ministério de Elias pela segunda vez em Eliseu como o Profeta sucessor de Elias.

 

Quando Elias foi para o outro lado do Jordão, antes de passá-lo disse a Eliseu: “Pede-me o que queiras”. Eliseu lhe pediu: “Eu quero uma dupla porção do Espírito que está em ti”.

 

Esse soube pedir. Esse tinha a sua mente e seu olhar focado no Programa Divino. Não pediu milhões de dólares, não pediu ouro nem prata, mas uma dupla porção do Espírito que estava em Elias. Elias mesmo disse: “Coisa difícil tu pediste. Porém, se me vires quando eu seja tirado de ti, te será concedido, se não, não te será concedido”. [Segunda de Reis 2:9-10]

 

Uma dupla porção, tipo e figura do ministério das Duas Oliveiras para o tempo final, tipo e figura do que foi mostrado no Monte da Transfiguração: Moisés e Elias falando com o Senhor nessa visão que foi mostrada aos apóstolos, onde foi mostrada a Vinda do Senhor com os Seus Anjos. E os Seus Anjos são Moisés e Elias, as Duas Oliveiras de Zacarias no capítulo 4, versículos 11 - 14, e do Apocalipse no capítulo 11, versículos 1 - 14.

 

Esses são os ministérios de Moisés e de Elias prometidos para serem manifestados no tempo final. Uma dupla porção ministerial do espírito de Elias está prometida para este tempo final.

 

Portanto, aquilo que sucedeu lá com Eliseu pedindo e recebendo uma dupla porção, é tipo e figura do ministério das Duas Oliveiras para o tempo final, porque no Monte da Transfiguração Moisés e Elias apareceram falando com Jesus Cristo com relação a Sua ida para Jerusalém.

 

Lá foi mostrado o Programa Divino da Vinda do Senhor com os Seus Anjos, para enviá-los a chamar e ajuntar cento e quarenta e quatro mil hebreus, doze mil de cada tribo. Porém, antes o Senhor chamará e ajuntará aos escolhidos da Sua Igreja neste tempo final e completará a Sua Igreja, lhe dará a fé para se transformada, a qual gira em torno da Vinda do Senhor com os Seus Anjos, a qual gira em torno do Sétimo Selo, que é a Vinda do Senhor.

 

E a Sua Voz clamando como um leão quando ruge no capítulo 10 do Apocalipse, fala e o que fala é a revelação do Sétimo Selo, a revelação da Vinda do Senhor com os Seus Anjos para o tempo final, o qual, ao ser revelado à Igreja do Senhor Jesus Cristo, lhe dará a fé para ser transformada e levada com Cristo ao Céu, à Ceia das Bodas do Cordeiro, na Casa do nosso Pai Celestial.

 

Esse é o Programa Divino contido no Sétimo Selo, que é revelado no capítulo 10 do Apocalipse, logo após o Sétimo Selo ser aberto no capítulo 8 do Apocalipse e de ser dito a João: “Não escrevas o que os Trovões falaram”.

 

Nos capítulos 8 e 10 do Apocalipse está o mistério do Sétimo Selo, o mistério da Segunda Vinda de Cristo com os Seus Anjos, com os Dois Ungidos, com Moisés e Elias, que são os ministérios que chamarão e ajuntarão os cento e quarenta e quatro mil hebreus, doze mil de cada tribo.

 

O que é o Sétimo Selo para a Igreja do Senhor Jesus Cristo, a Vinda do Senhor é o Sexto Selo para os judeus: os ministérios das Duas Oliveiras, os ministérios de Moisés e de Elias para os judeus. Aí está o mistério correspondente a este tempo final, que será revelado à Igreja do Senhor Jesus Cristo para obter a fé para ser transformada e levada com Cristo à Ceia das Bodas do Cordeiro.

 

Assim, a trajetória do ministério de Elias por cinco vezes está na Escritura. A primeira vez foi em Elias Tisbita, a manifestação desse ministério do Espírito Santo operado em Elias Tisbita; depois a segunda vez em que esse espírito que estava em Elias Tisbita foi manifestado, foi em Eliseu pela segunda vez com uma dupla porção; a trajetória do ministério de Elias pela terceira vez foi  em João o Batista, do qual Cristo disse: “Ele é aquele Elias que havia de vir”. (Capítulo 17 de São Mateus, versículos 1-13).

 

Depois, a quarta vez em que o espírito ministerial de Elias foi manifestado na Terra, foi no meio do Cristianismo no Reverendo William Branham, essa foi a quarta vez do ministério de Elias ser operado em um homem no meio da raça humana precursando a Segunda Vinda de Cristo, assim como João o Batista precursou a Primeira Vinda de Cristo.

 

Depois, a quinta vez em que o ministério de Elias será manifestado, será na manifestação das Duas Oliveiras, que será Moisés e Elias. Esses ministérios serão manifestados neste tempo final para chamar e ajuntar os cento e quarenta e quatro mil hebreus, doze mil de cada tribo. Essa é a trajetória do ministério de Elias por cinco vezes.

 

Assim como veio no princípio com Elias Tisbita, depois com Eliseu, os quais se conheceram e Eliseu foi o sucessor de Elias. Por isso, quando os filhos dos Profetas viram que Elias cruzou o Jordão com Eliseu e foi arrebatado ao céu num Carro de Fogo (ou Disco Voador, como o chamam atualmente), em seguida Eliseu tomou o manto de Elias que tinha caído e o dobrou como Elias tinha feito, feriu as águas do Jordão, estas se abriram como se abrira quando Elias as abriu com seu manto para cruzarem ao outro lado. Os filhos dos Profetas disseram: “O espírito de Elias repousou sobre Eliseu”. [Segunda de Reis 2:15]

 

E é assim em cada vez que aparece um homem no qual esteja se cumprindo a manifestação de Elias, do espírito ministerial de Elias e aí é um momento importante na trajetória do ministério de Elias por cinco vezes.

 

A quinta vez é para este tempo final, e essa manifestação de Elias pela quinta vez vem acompanhada com a manifestação de Moisés.

 

Estes ministérios são os ministérios d capítulo 4 de Zacarias nos versículos 1 - 14, mencionados como as Duas Oliveiras, os Dois Castiçais, as Duas Oliveiras no capítulo 11 do Apocalipse nos versículos 1 – 14, também.

 

Portanto estejamos preparados, porque o que é a Vinda do Senhor para o Último Dia para o Cristianismo, para os judeus é o Sexto Selo, a vinda de Moisés e Elias, na trajetória do ministério de Elias por cinco vezes.

 

Estamos no tempo em que os judeus verão e eles receberão a Elias na sua quinta manifestação ministerial, acompanhado de Moisés, com o ministério de Moisés para o tempo final. Isso foi mostrado no Monte da Transfiguração, o qual foi na visão da Segunda Vinda de Cristo com os Seus Anjos, os quais são Moisés e Elias. Por isso, em São Mateus no capítulo 24, versículos 30 e 31, diz:

 

Então aparecerá no céu o sinal do Filho do homem; e todas as tribos da terra se lamentarão, e verão o Filho do homem, vindo sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória.

31  E ele enviará os seus anjos com rijo clamor de trombeta, os quais ajuntarão os seus escolhidos desde os quatro ventos, de uma à outra extremidade dos céus”.

 

O Filho do Homem no tempo final em Sua Vinda envia aos Seus Anjos, as Duas Oliveiras, Moisés e Elias, as Duas Oliveiras do capítulo 4 de Zacarias, que são as mesmas Duas Oliveiras do capítulo 11 do Apocalipse, para chamar e ajuntar os cento e quarenta e quatro mil hebreus, doze mil de cada tribo.

 

Quando vocês vejam aos hebreus, os judeus buscando a Moisés e Elias, aos Dois Ungidos, recordem que, eles estarão presentes neste tempo final, sendo enviados pelo Filho do Homem conforme está prometido.

 

Aí está o mistério da Vinda do Senhor para os judeus e aí está o mistério da Vinda do Senhor para a Igreja do Senhor Jesus Cristo, mistério que se manteve em silencio por milhares de anos e é o maior mistério da Bíblia. Por isso, no capítulo 8 do Apocalipse, quando o Sétimo Selo foi aberto houve silencio no Céu por quase meia hora.

 

Porque esse mistério é para ser revelado à Igreja do Senhor Jesus Cristo e não poderá ser revelado até certo tempo, para que não haja imitações. Porque sempre há muitos imitadores que tratam de tirar vantagem e de perverter a verdade divina para o tempo em que eles vivem.

 

Portanto, esse mistério da Vinda do Senhor com os Seus Anjos ainda está em segredo, sem ainda identificar esse mistério, para que não haja imitações.

 

Esse mistério será aberto na trajetória do ministério de Elias pela quinta vez, porque os Anjos que o Filho do Homem envia para chamar e ajuntar aos escolhidos, esses escolhidos são os cento e quarenta e quatro mil hebreus, doze mil de cada tribo e os Anjos são as Duas Oliveiras, os ministérios de Moisés e Elias, chamando e ajuntando aos escolhidos do povo hebreu.

 

E no tempo final o Filho do Homem chama e ajunta aos escolhidos da Sua Igreja, lhes dá a fé para serem transformados e raptados, aos crentes mortos em Cristo ressuscitarem em corpos glorificados e eternos. E quando todos nós estivermos transformados e com corpos novos, eternos, imortais e jovens para toda a eternidade, nós seremos arrebatados com o Senhor para irmos à Ceia das Bodas do Cordeiro, na Casa do nosso Pai Celestial.

 

Isso é o que a Bíblia nos ensina para este tempo final, temos de ser realistas e temos de conhecer quais são as promessas divinas para a Sua Igreja para este tempo final.

 

Deus ainda segue chamando e ajuntando os Seus filhos no Seu Corpo Místico de crentes, na Sua Igreja. Pelo qual, se houver alguma aqui pessoa que ainda não recebeu Cristo como seu Salvador, poderá fazer isso nestes momentos (esteja aqui presente ou em outro país), e estaremos orando por você para que Cristo o receba no Seu Reino, o perdoe e com o Seu Sangue o limpe de todo pecado, o batize com o Espírito Santo e Fogo, produza o novo nascimento em você e, assim, nasça de novo, nasça no reino de Deus.

 

Porque Cristo disse: “Quem não nasça de novo não pode entrar no Reino de Deus”. [São João 3:3] Assim como nascemos fisicamente no reino terreno, o novo nascimento é no Reino Celestial e é um nascimento espiritual. Assim como tivemos um nascimento físico, recebemos um nascimento espiritual ao recebermos Cristo e nascemos de novo.

 

Portanto, todos os que ainda não O receberam podem receber Cristo nestes momentos e estaremos orando por você.

 

Os que estão em outros países também podem chegar aos Pés de Cristo para recebê-Lo. E as crianças de dez anos em diante também podem vir aos Pés de Cristo para recebê-Lo. Recordem o que Cristo disse: “Deixai os meninos virem a mim, e não os impeças, porque dos tais é o reino dos céus”. [São Mateus 19:14]

 

Vamos ficar em pé para orarmos pelas pessoas que estão recebendo Cristo como único e suficiente Salvador.

 

O mais importante na Terra, nesta vida terrena é receber Cristo como Salvador para obter a vida eterna e, assim, confirmar o nosso lugar na vida eterna com Cristo o nosso Salvador. As demais coisas são temporárias, as demais coisas são os acréscimos da vida terrena.

 

O próprio Cristo disse: “De que vale ao homem, se ganhar todo o mundo, e perder a sua alma? Ou que recompensa o homem dará por sua alma”? [São Mateus 16:26]

 

Ou seja, não há recompensa que o ser humano possa dar por sua alma para viver eternamente. O preço que teria de ser pago Cristo o pagou na Cruz do Calvário por cada um de nós, e assim nos redimiu. Portanto, toda pessoa pode receber a vida eterna ao receber Cristo como único e suficiente Salvador.

 

Recordamos as palavras de Jesus Cristo, que disse:

 

“Minhas ovelhas ouvem a minha voz, e me seguem, eu as conheço, e eu lhes dou vida eterna; e jamais perecerão. Meu Pai que me as deu é maior do que todos, e ninguém as pode arrebatar da mão de meu Pai. Eu o Pai somos um”. (São João, capítulo 10, versículos 27 em diante).

 

Temos de assegurar o nosso futuro na Terra e na vida eterna e a única forma para fazê-lo é recebendo Cristo como nosso único e suficiente Salvador. Se o tempo passar e a pessoa morrer sem ter recebido Cristo, não há mais esperança para essa pessoa viver eternamente, porque o tempo que nós temos para viver na Terra é o tempo que Deus nos dá para recebermos a redenção, para recebermos a vida eterna por intermédio de Cristo o nosso Salvador.

 

Vamos orar pelas pessoas que estão recebendo Cristo como Salvador nestes momentos.

 

Com nossos rostos inclinados e nossos olhos fechados:

 

Pai Celestial, eu venho a Ti no Nome do Senhor Jesus Cristo com todas estas pessoas aqui e em outros países que estão recebendo Cristo como único e suficiente Salvador. Rogo-Te que as recebas no Teu Reino, no Nome do Senhor Jesus Cristo. Amém.

 

E, agora, repitam comigo esta oração que estarei fazendo por vocês:

 

Senhor Jesus Cristo, escutei a pregação do Teu Evangelho e a Tua nasceu fé em meu coração.

 

Creio em Ti com toda a minha alma, creio na Tua Primeira Vinda. Creio no Teu Nome como o único nome debaixo do céu, dado aos homens, em que podemos ser salvos e creio na Tua morte na Cruz do Calvário como o Sacrifício da Expiação pelos nossos pecados.

 

Reconheço que sou pecador e necessito um Salvador. Dou testemunho público da minha fé em Ti, da Tua fé em mim, e Te recebo como meu único e suficiente Salvador.

 

Rogo que Tu perdoes os meus pecados, que me limpes de todo pecado com o Teu Sangue, que me batizes com o Espírito Santo e Fogo, logo após eu ser batizado na água no Teu Nome.

 

Eu Te rogo, Oh Pai celestial, no Nome do Senhor Jesus Cristo, Oh Deus eterno, no Nome do Senhor Jesus Cristo. Amém.

 

A Escritura diz: “Quem crer e for batizado, será salvo; mas quem não crer, será condenado”. (São Marcos, capítulo 16, versículos 15 e 16).

 

É uma questão de crer para ser salva, é uma questão de não crer para a pessoa não ser salva. Quem se perde se perde por incrédulo e quem se salva, se salva por crer, por crer em Cristo o nosso Salvador.

 

O batismo na água é um mandamento do Senhor Jesus Cristo, o qual disse: “Quem crer e for batizado, será salvo; mas quem não crer, será condenado”.

 

O próprio Jesus Cristo foi até onde João o Batista estava batizando lá no Jordão, e quando chegou a sua vez de ser batizado, João o Batista lhe disse: “Eu tenho necessidade de ser batizado por Ti, e tu vens a mim para que eu te batize”? Jesus lhe disse: “Convém cumprirmos toda justiça” e, então, o batizou e, logo depois, quando subiu das águas batismais, o Espírito Santo em forma de pomba desceu sobre Jesus, e disse: “Este é o meu Filho amado, no qual tenho contentamento”. [São Mateus 3:13-17]

 

Para se receber o Espírito Santo, a ordem divina é ser batizado na água no Nome do Senhor: “E recebereis o dom do Espírito Santo”, São Pedro disse assim no Dia de Pentecostes, no capítulo 2 do Livro dos Atos. E foram milhares as pessoas que creram, que foram batizadas no Nome do Senhor e acrescentadas na Igreja do Senhor Jesus Cristo.

 

Assim podemos ver como as pessoas são acrescentadas na Igreja do Senhor Jesus Cristo: escutando o Evangelho, crendo, sendo batizadas e recebendo o Espírito Santo, quando nascem de novo e formam parte da Igreja do Senhor Jesus Cristo.

 

Portanto, todos podem ser batizados, que Cristo os batize com o Espírito Santo e Fogo, que produza o novo nascimento em vocês e continuaremos nos vendo eternamente no Reino de Deus, no Reino de Cristo o nosso Salvador.

 

Será até na próxima sexta-feira e no próximo domingo com a ajuda de Deus, quando estarei novamente com vocês.

 

Que Deus os abençoe e guarde e vocês que receberam Cristo como Salvador, vocês poderão ser batizados nestes próximos momentos, como diz a Escritura.

 

Deus os abençoe e guarde e que continuem desfrutando de uma tarde feliz, repleta das bênçãos de Cristo o nosso Salvador.

 

Deixo com vocês ao Ministro daqui, o Reverendo William Pérez, e em cada país deixo ao Ministro correspondente para continuar, para que indique como fazer para se batizarem na água no Nome do Senhor.

 

Com vocês aqui presentes o Ministro, o Reverendo William Pérez, e em cada país o Ministro correspondente, para que diga aos que vieram ao Senhor nesta ocasião, como fazer para se batizarem na água.

 

Deus abençoe e guarde a todos.

 

A TRAJETÓRIA DO MINISTÉRIO DE ELIAS POR CINCO VEZES”.