MENSAGENS




Israel o Relógio de Deus

Data: 01/05/2016 Tempo: 01:20:58





 

ISRAEL, O RELÓGIO DE DEUS

Rev. William Soto Santiago, Ph.D.

Domingo, 01 de Maio de 2016

Encarnação – Paraguai

 

1    Bom dia aos amáveis amigos e irmãos amados no Corpo Místico de Cristo o nosso Salvador, aqui presentes e em diferentes nações. E uma saudação muito especial para o Missionário Miguel Bermúdez Marín, também para o Rev. José Benjamim Pérez e para toda a Congregação lá em Porto Rico. Minhas saudações de todo coração.

2    Para os que querem saber como está adiantada a Grande Tenda Catedral em Porto Rico, nós teremos um curto documentário da construção e de como a construção já está adiantado. Para isso, vamos pedir a Porto Rico que nos conecte com o Satélite Amazonas para termos o vídeo a nível internacional e também veremos o vídeo aqui localmente.

3    Adiante Porto Rico, e também está aqui conosco Pierre Agusti, encarregado da transmissão do vídeo-documentário da construção da Grande Tenda Catedral.

4    [ Projeção do vídeo-documentário ]

5    Miguel, onde te encontras nestes momentos, que Deus te abençoe e te use grandemente em Seu Programa correspondente a este tempo final.

6    Buscamos o capítulo 21 de São Lucas versículos 25-36, onde nos diz:

“E haverá sinais no sol e na lua e nas estrelas; e na terra angústia das nações, em perplexidade pelo bramido do mar e das ondas.

26 Homens desmaiando de terror, na expectação das coisas que sobrevirão ao mundo; porquanto as virtudes do céu serão abaladas.

27  E então verão vir o Filho do homem numa nuvem, com poder e grande glória.

28 Ora, quando estas coisas começarem a acontecer, olhai para cima e levantai as vossas cabeças, porque a vossa redenção está próxima.

29 E disse-lhes uma parábola: Olhai para a Figueira, e para todas as árvores;

30 Quando já têm rebentado, vós sabeis por vós mesmos, vendo-as, que perto está já o verão.

31  Assim também vós, quando virdes acontecer estas coisas, sabei que o reino de Deus está perto.

32 Em verdade vos digo que não passará esta geração até que tudo aconteça.

33  Passará o céu e a terra, mas as minhas palavras não hão de passar.

34  E olhai por vós, não aconteça que os vossos corações se carreguem de glutonaria, de embriaguez, e dos cuidados da vida, e venha sobre vós de improviso aquele dia.

35  Porque virá como um laço sobre todos os que habitam na face de toda a terra.

36 Vigiai, pois, em todo o tempo, orando, para que sejais havidos por dignos de evitar todas estas coisas que hão de acontecer, e de estar em pé diante do Filho do homem”.

7    Que Deus abençoe nossas almas com a Sua Palavra e nos permita entendê-la.

8    ISRAEL, O RELÓGIO DE DEUS”.

9    Nesta parábola Cristo mencionou Israel representando-o na Figueira e nos disse que, quando virmos a Figueira reverdecer, levantemos nossas cabeças ao Céu, às coisas de Deus, à dimensão espiritual, porque a nossa redenção, e a redenção será a nossa transformação, a redenção do corpo, a adoção física em corpos eternos, imortais e glorificados, como o corpo glorificado que Cristo o nosso Salvador tem.

10  Tudo isto está assinalado para acontecer no tempo final, em que estamos vivendo. Será como foi no Dia de Pentecostes, mas aquilo lá foi o Dia de Pentecostes. Agora o que acontecerá está prometido para o Ano de Pentecostes, logo depois de transcorridas as sete etapas da Igreja, que estão representadas em quarenta e nove anos, e a cada sete anos é um dia espiritual de festa, de bênçãos, quando Deus envia o Mensageiro de cada tempo que chama e junta aos escolhidos de cada Era, e tem os filhos e filhas de Deus nascidos de novo em cada Era.

11  Recordem que Cristo é o segundo Adão e quem é a segunda Eva? A Igreja do Senhor Jesus Cristo. E assim como Adão se reproduziu em filhos e filhas por meio de Eva, Cristo, o segundo Adão, está Se reproduzindo por meio da Sua Igreja em filhos e filhas de Deus com vida eterna.

12  Pelo qual nos dá primeiro o corpo angelical: o Espírito Santo produz o novo nascimento em nós e, depois, nos dará o corpo físico, imortal, incorruptível, glorificado e jovem para toda a eternidade, o que será a redenção do corpo conforme a Romanos no capítulo 8, versículos 14-39. Por essa redenção, adoção, é que os filhos de Deus clamam com gemidos inexprimíveis para que venha em breve.

13  Haverá um grupo de crentes em Cristo no tempo final que não verá a morte, mas que será transformado. E isso não se cumpriu para a primeira Era de São Paulo, nem para a segunda Era, nem para a terceira etapa da Igreja, nem para a quarta etapa ou Era da Igreja, nem para a quinta, nem para a sexta, nem para a sétima Era; mas que é uma promessa para este tempo final, para os crentes em Cristo que sobem mais acima da sétima Era da Igreja, da Era de Laodiceia.

14  Laodiceia representa a sétima Era da Igreja, eles sobem mais acima à Era da Pedra Angular. Essa é a Era para a adoção dos filhos e filhas de Deus, é a Era para a Vinda da Pedra Angular, a Vinda de Cristo para ressuscitar aos mortos crentes Nele e transformar aos vivos que estarão esperando a Sua Vinda neste tempo final.

15  Ele prometeu voltar. Os Apóstolos deram testemunho por meio do Espírito Santo da Segunda Vinda de Cristo, para chamar e juntar aos Seus escolhidos e virá com os Seus Anjos, que são os ministérios das Duas Oliveiras, de Zacarias capítulo 4, versículos 1-14 e Apocalipse capítulo 11, versículos 1-14, como foi mostrado em São Mateus nos capítulos 16 e 17. No capítulo 16 de São Mateus nos versículos 26-28, Ele fez a promessa:

Pois que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, se perder a sua alma? Ou que dará o homem em recompensa da sua alma?

27  Porque o Filho do homem virá na glória de seu Pai...” (Quem virá? O Filho do Homem)

“Porque o Filho do homem virá na glória de seu Pai, com os seus anjos; (ou seja, que virá com os Seus Anjos que são as Duas Oliveiras), e então dará a cada um segundo as suas obras”.

16  Vem para recompensar a cada um conforme as suas obras, como nos diz também no Apocalipse, capítulo 22, versículo 12:

Eis que venho cedo e meu galardão comigo, para recompensar a cada um conforme a sua obra”.

17  Aos crentes com a transformação e rapto ou arrebatamento para irem com Cristo à Ceia das Bodas do Cordeiro, para o qual nos dará a fé para sermos transformados e levados com Ele à Ceia das Bodas do Cordeiro.

18  A fé para sermos transformados, e para o rapto, gira em torno da Segunda Vinda de Cristo. Portanto, nos dará a revelação do mistério da Sua Segunda Vinda e, isso, nos dará a fé para ser transformados e levados com Cristo à Ceia das Bodas do Cordeiro.

19  Cristo em Apocalipse capítulo 10, o Anjo Forte que desce do Céu clamando como quando um leão ruge, porque já não vem como Cordeiro, já veio como Cordeiro e fizeram Dele tudo o que quiseram. Porém, Ele tinha que morrer para realizar a Obra de Redenção. Vem como Leão para chamar o mundo a juízo e para recompensar a cada um conforme as suas obras neste tempo final.

20  Portanto, a Segunda Vinda de Cristo é a única esperança que há para o ser humano. Fora da Vinda de Cristo não há esperança para o ser humano, somente na Segunda Vinda de Cristo. É sobre a fé na Segunda Vinda de Cristo é que descansa o futuro da humanidade. Portanto, é importante que conheçamos sobre o tema.

21  Neste estudo bíblico: “ISRAEL, O RELÓGIO DE DEUS”, estamos vendo que há um Programa Divino para o tempo final, e que Israel, tipificado na Figueira, é o Relógio de Deus.

22  Depois de milhares de anos de Israel estar com problemas quanto ao seu Território, agora o vemos na sua terra como uma nação livre e soberana, com a sua própria Bandeira, sua própria Moeda, a sua própria Constituição, a qual é a mais antiga de todas as nações: a recebeu no Monte Sinai.

23  Está ali esperando, que coisa? Está esperando a Vinda do Messias para que estabeleça o Seu Reino prometido, que está assinalado como o “Reino de Davi” e, por conseguinte, para que restaure o Trono de Davi para que governe sobre o povo Hebreu e sobre todas as nações e, então, Israel será a Cabeça de todas as Nações.

24  Qual é a cabeça de uma Nação? A Capital, onde está o Presidente ou Rei da nação. E, porquanto, o Trono de Davi está e estará ali em Jerusalém, Israel será a Cabeça de todas as nações. Jerusalém a Capital do mundo, e o Território de Israel será nada menos que o Estado onde estará a Administração do Reino de Deus, ou seja, o Distrito Federal. Tão simples assim.

25  Israel está em expectativa, sabe que este é o tempo para a Vinda do Messias como Filho de Davi, como Rei de reis e Senhor de senhores. A Figueira receberá a bênção da parte de Deus com a Vinda do Messias e o Messias vem com os Seus Anjos, que são as Duas Oliveiras, os ministérios de Moisés e Elias se repetindo no tempo final para chamar e juntar a cento e quarenta e quatro mil Hebreus, doze mil de cada tribo. E isso está muito perto para Israel.

26  Mas Deus ainda está tratando com a Sua Igreja. A Sua Igreja do Novo Pacto é o Seu povo do Novo Pacto, que são os crentes em Cristo, o nosso Salvador, porque ainda há uma grande bênção para os crentes em Cristo, que é a Vinda do Senhor, a fé para serem transformados ao receberem a revelação da Sua Vinda, a qual nos dão os Sete Trovões de Apocalipse capítulo 10, que é a Voz de Cristo vindo à Sua Igreja neste tempo final, e lhes falando consecutivamente de todo o mistério da Sua Vinda, todo o mistério de tudo o que Ele fará conforme está prometido na Sua Palavra.

27  Pelo qual, temos que ter os nossos olhos abertos à Figueira: Israel, que estando em sua terra é um sinal mundial de que o Reino de Deus está próximo.

 

28  Vejam, Israel, uma nação jovem que ainda não tem cem anos de sua fundação, e vemos que é de primeiro mundo, e outras nações que têm quinhentos anos e ainda não se tornaram nações de primeiro mundo, mesmo sendo nações gigantes ou nações pequenas. E como Israel conseguiu isso? Obteve isso porque a “restauração de Israel” está prometida aqui na Palavra.

29  Portanto, quem abençoar a Israel será abençoado, mas quem amaldiçoar a Israel será amaldiçoado. Olhem o quão fácil é conseguir uma bênção com relação a Deus e ao Seu povo Israel: abençoando a Israel. Não somente de boca, mas com ações, lutando a favor do bem-estar de Israel, do povo de Deus, que embora tenha cometido seus erros, continua sendo o povo terreno de Deus. Portanto, Israel é o Relógio de Deus para todos os povos que vivem sobre a Terra.

30  É importante compreendermos este mistério para sabermos que Israel tem muitos problemas, mas está no lugar que lhe foi restaurado Por Deus neste tempo final. E o melhor é que todos os povos ao redor tenham uma boa relação com Israel, para que a prosperidade, a bênção de Deus também passe a eles através de Israel.

31  É importante estarmos conscientes neste tempo final de que há grandes promessas de Deus para a Sua Igreja e também para o povo Hebreu; e por conseguinte, para o Reino de Deus que será estabelecido na Terra, onde o Filho de Davi, o Messias-Príncipe, o Ungido, o Cristo Se sentará sobre o Trono de Davi, e reinará sobre Israel e sobre toda a humanidade.

32  Disto é que o Anjo Gabriel tratou quando falou com a virgem Maria no capítulo 1 de São Lucas, e mesmo que já tenha passado aproximadamente dois mil anos destas palavras do Arcanjo Gabriel à virgem Maria, elas se cumprirão como foram faladas.

33  Foram cumpridas as palavras faladas com o Sacerdote Zacarias no capítulo 1 de São Lucas, de que teria um filho e lhe poria por nome “João”. Sua esposa era Isabel, já estava com idade avançada, mas há alguma coisa impossível para Deus? Não há. Sara tinha a idade de noventa anos quando Isaque nasceu, e Abraão tinha cem anos. Sara tinha noventa anos e Abraão cem anos.

34  E como se veria no nosso tempo, uma dama, uma senhora casada com um ancião de cem anos, e que tivesse um filho? Seria estranho, só um milagre. Pois foi isso o que aconteceu: foi um milagre. Porque Sara representa a Igreja e Abraão representa a Cristo.

35  E, por conseguinte, já transcorridos dois anos de Jubileu no Programa Divino: o primeiro com a Igreja hebraica sob a Lei, no tempo em que Cristo veio há dois mil anos atrás no ciclo de Jubileu, por isso, Ele veio para proclamar liberdade em toda a Terra e o ano da boa vontade do Senhor. Isso está em Isaías 61, versículos 1-3. E, depois, para proclamar o juízo, o dia de vingança sobre a Terra, para pregar o dia de vingança corresponde a este tempo final e, por isso, Ele vem como Leão da tribo de Judá.

36  Sempre será em um ciclo paralelo ao da Primeira Vinda de Cristo. Lá foi na Era de Pedra Angular para o ano da boa vontade de Deus. E para o dia de vingança do nosso Deus também será num ciclo de Era de Pedra Angular, para a Vinda de Cristo, para revelar, anunciar o dia de vingança de Deus, que será a grande tribulação que virá sobre a raça humana.

37  Estamos no tempo preciso para Deus cumprir estas promessas correspondentes ao Último Dia.

38  Vejam do que lhes falei: de que o Messias se sentará no Trono de Davi. Diz São Lucas capítulo 1, versículos 26 em diante, recordem que tudo no Programa Divino está dirigido por Deus e pelos Seus Anjos, não há casualidades.

39  Encontramos que mesmo nos reinos dos gentios, nos dias do Profeta Daniel, os Anjos estavam trabalhando nas mudanças de um Governo para outro, de um império para outro: como a mudança do império Babilônico ao império Medo-persa; do império Medo-persa ao império da Grécia; do império da Grécia ao império Romano; e do império Romano a parte dos pés de ferro e de barro cozido; e dessa parte do império Romano ao Reino de Cristo, ao Reino da Pedra não cortada por mãos que Nabucodonosor viu e, depois, Daniel a viu no capítulo 2, versículos 30-43.

40  Então, vejamos: Gabriel tem haver com as mudanças mundiais de todas as nações e, sobretudo, do império dos gentios que começou com o império Babilônico, lá com o rei Nabucodonosor; reino que veio descendo do ouro ao ferro e a barro; há uma diferença muito grande em valor, em valores.

41  Agora, leiamos no capítulo 1 de São Lucas, versículos 26-33, onde diz:

E, no sexto mês, foi o anjo Gabriel enviado por Deus a uma cidade da Galileia, chamada Nazaré,

27  A uma virgem desposada com um homem, cujo nome era José, da casa de Davi; e o nome da virgem era Maria.

28  E, entrando o anjo onde ela estava, disse: Salve, agraciada; o Senhor é contigo; bendita és tu entre as mulheres.

29  E, vendo-o ela, turbou-se muito com aquelas palavras, e considerava que saudação seria esta.

30  Disse-lhe, então, o anjo: Maria, não temas, porque achaste graça diante de Deus. (E qualquer pessoa se perturbaria se o anjo Gabriel lhe aparece.)

31  E eis que em teu ventre conceberás e darás à luz um filho, e lhe porás o nome de Jesus.

32  Este será grande, e será chamado filho do Altíssimo; e o Senhor Deus lhe dará o trono de Davi, seu pai;

33  E reinará eternamente na casa de Jacó, e o seu reino não terá fim”.

42  Então, vejam que a promessa é de que herdará o Trono de Davi: “E reinará sobre a Casa de Israel eternamente”.

43  Encontramos que Cristo também disse que se sentaria no Trono de Deus no Céu. E no capítulo 3 do Apocalipse versículos 20 e 21, diz: “Se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta”...

Eis que eu estou à porta e bato, se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, eu entrarei em sua casa, e cearei com ele, e ele comigo”.

44  Se nos dissesse: “Tomarei o café da manhã com Ele”, se Ele tomasse o café pela manhã, isso seria para o Oriente Médio, que é por onde o sol sai pela manhã. O sol se põe no Oeste à tarde e o jantar é à tarde. Portanto, é uma bênção que impactará o Ocidente, ao Continente Americano que corresponde ao Oeste no tempo da tarde, no tempo do pôr-do-sol.

45  Porque o Filho do Homem virá como o relâmpago que sai do Oeste (a terra de Israel onde foi a Sua Primeira Vinda) e Se revela, Se manifesta no Ocidente”, ou seja, no Continente Americano e daí a Sua manifestação Se estende para todas as nações. Assim como a manifestação de Cristo, o Sol, o Filho do Homem saindo pelo Leste na Sua Primeira Vinda, a Sua Mensagem é o Evangelho da Graça que se estendeu por todas as nações. E, depois, para a Segunda Vinda é o Evangelho do Reino, o qual se estenderá sobre todas as nações no Reino Milenar.

46  Para este tempo final é que ceamos com Cristo, como está prometido no versículo 21:

Ao que vencer lhe concederei que se assente comigo no meu trono (Em que trono? No Trono de Davi), assim como eu venci, e me assentei com meu Pai no seu trono”.

47  Em que trono Cristo Se sentou? No Trono Celestial. E nessa mesma forma Ele sentará ao Vencedor com Ele no Seu Trono terreno, no Trono de Davi e no Reino de Davi. Do qual, por agora, não daremos muita explicação para evitar imitadores.

“3:22 Quem tem ouvido, ouça o que o Espírito diz às Igrejas”.

48  O Espírito Santo falando é quem diz estas coisas. O Livro do Apocalipse, a revelação do Apocalipse é a revelação de Cristo por meio do Espírito Santo para a Sua Igreja.

49  Assim, vejam como o que Cristo havia dito: que se sentaria à direita de Deus, Ele disse aqui que sim, que está sentado à direita de Deus no Céu. E se o que Ele disse que aconteceria se cumpriu, esta promessa também se cumprirá no tempo final.

50  Por isso, temos de ter nossos olhos abertos olhando a Israel, porque Israel é o Relógio de Deus, e tem a grande bênção da restauração do Trono de Davi e do Reino de Davi para o Último Dia. Portanto, de um momento a outro, Israel despertará. Isso é o que nos disse no capítulo 6 de Oseias, versículos 1-3:

VINDE, e tornemos ao SENHOR, porque ele despedaçou, e nos sarará; feriu, e nos atará a ferida.

2  Depois de dois dias nos dará a vida”...  Recordem que “um dia diante do Senhor é como mil anos, e mil anos como um dia”. (Segunda de Pedro, capítulo 3, e neste versículo, esses dois dias são dois mil anos).

“Ao terceiro dia nos ressuscitará, e viveremos diante dele.

3  Então conheçamos, e prossigamos em conhecer ao SENHOR; a sua saída, como a alva, é certa; e ele a nós virá como a chuva, como chuva serôdia que rega a terra”.

51  Vejam que nos fala da chuva temporã e da chuva tardia vindo ao mesmo tempo. Chuva de bênção do Espírito Santo que virá neste tempo final como veio à Sua Igreja no Dia de Pentecostes E se manifestando no meio de Sua Igreja, e nos trazendo a revelação para sermos transformados e levados com Cristo a Ceia das Bodas do Cordeiro.

52  Depois de dois dias”, depois de dois mil anos é que virá a ressurreição espiritual para Israel, no terceiro dia, no terceiro milênio desde Cristo até hoje, o que corresponde ao sétimo milênio desde Adão até hoje, o Milênio no qual o Reino do Messias será estabelecido na Terra e que será a restauração do Reino e do Trono de Davi.

53  Portanto, estejamos apercebidos porque Deus esteve trazendo Israel para sua terra, porque voltará a tratar com Israel muito em breve. Por isso, Israel está esperando a Vinda de Elias proclamando a paz imperecível, e a paz imperecível será somente no Reino do Messias, no Reino do Filho de Davi.

54  E se Israel tem necessidade de algo, é de paz, porque desde o dia em que foi criado como um Estado livre e soberano, as guerras começaram em seu próprio Território, e ainda não obteve paz. Mas a promessa divina é que terá paz no Reino do Príncipe de Paz, do Messias. (Isaías capítulo 9, versículos 1-11, e Isaías capítulo 11, versículos 1-15).

E a Terra será cheia do conhecimento da glória do Senhor, como as águas cobrem o mar”.

55  Isso está em Habacuque capítulo 2, versículo 14 e também em Isaías capítulo 11, versículo 9. Ou seja, haverá um ensinamento divino da parte do Reino de Deus, assim como o reino dos gentios tem o seu próprio ensinamento religioso e acadêmico que chega ao espírito da pessoa.

56  No Reino do Messias haverá uma educação que chegará à alma das pessoas, no campo espiritual e também no campo acadêmico.

Porque a Terra será cheia do conhecimento da glória de Deus, da glória do Senhor como as águas cobrem o mar”.

57  Ou seja, o principal ensinamento será o mais importante, porque o mais importante é Deus e não se pode viver na Terra sem conhecer o Criador dos Céus e da Terra, ao Nosso Pai celestial, ou seria como os filhos que desconhecem a seus pais.

58  Deus disse para Israel numa ocasião que: “o asno e o boi conheciam o seu amo: Mas Israel não Me conheceu”. Assim se passa com toda pessoa que em primeiro lugar não tem o conhecimento de Deus. Depois se pode acrescentar outros conhecimentos, mas o primeiro é o conhecimento de Deus.

59  Como pode se conhecer muitas coisas num lar, mas o primeiro conhecimento que se tem de ter é de quem é seu pai e quem é sua mãe. Esses são os mestres, tutores e os responsáveis pela educação que os filhos recebem, depois, vão para a Escola.

60  ISRAEL, O RELÓGIO DE DEUS”.

61  Estamos vendo que está marcando a hora profética para o cumprimento de todas estas profecias que estão assinaladas para o tempo final.

62  E no meio da Igreja do Senhor Jesus Cristo também há sinais, sinais no céu, no sol, na lua e nas estrelas. E Cristo disse: “Quando vocês virem acontecer estas coisas levantem vossas cabeças ao Céu, porque a vossa redenção está próxima”. Ou seja, a redenção do corpo, a nossa transformação.

63  É importante levantarmos as nossas cabeças ao Céu, isto é, levantarmos as nossas cabeças às coisas do Reino de Deus. A nossa mente, a nossa alma levantada a Cristo que está sentado no Trono Celestial, bem agarrados de Cristo o Anjo do Pacto, porque a nossa redenção está próxima.

64  ISRAEL, O RELÓGIO DE DEUS”.

65  A Igreja do Senhor Jesus Cristo também é um grande sinal para a humanidade, ela esteve passando de etapa em etapa, de Era em Era e, agora, se encontra na Era mais gloriosa, na  Era de Ouro da Igreja que é a Era de Pedra Angular.

66  E assim como o ser humano é alma, espírito e corpo, a Igreja do Senhor Jesus Cristo também tem Lugar Santíssimo, Lugar Santo e Átrio. O Átrio corresponde ao corpo físico do ser humano, o Lugar Santo corresponde ao espírito da pessoa e o Lugar Santíssimo corresponde à alma da pessoa.

67  Quando o Tabernáculo foi construído por Moisés e o Templo por Salomão, primeiro foi feita a Arca do Pacto. O primeiro é o que vai dentro do Lugar Santíssimo, porque representa a Deus, e Deus é primeiro que todas as coisas. Cristo, a Arca do Pacto é o primeiro e o Templo é para que se colocar a Arca do Pacto dentro dele, ou seja, colocar Cristo dentro do Templo. E a Igreja do Senhor Jesus Cristo é um Templo Espiritual, como também o ser humano o é.

68  Este é o tempo do Lugar Santíssimo do Templo Espiritual de Cristo que é a Era da Pedra Angular. Por conseguinte, este é o tempo para a alma dos seres humanos receberem a educação direta que lhes corresponde, onde crescerá até chegar à perfeição.

 

69  Outras Eras não foram o Lugar Santíssimo do Templo Espiritual de Cristo e, por conseguinte, o que seria ensinado neste tempo final não poderia ser revelado nas Eras passadas, porque essas Eras correspondiam ao Lugar Santo, que têm haver com o corpo e, por isso, se veem trabalhando nas coisas que têm haver com o corpo físico.

70  Mas para este tempo final o trabalho do Programa Divino é para a alma dos seres humanos com uma revelação, um ensinamento, uma educação direta para a alma do ser humano, onde se leva a Cristo, a Palavra, a Arca do Pacto para dentro da alma da pessoa; assim como a Palavra correspondente para este tempo, para a Igreja do Senhor Jesus Cristo se leva ao Lugar Santíssimo, à Era de Pedra Angular.

71  E, porquanto, a Era de Pedra Angular é a Era do Amor Divino, é uma expressão do amor divino dando-nos a revelação do tempo final, para termos e chegarmos à perfeição, chegarmos a ser semelhante a Cristo, o nosso Salvador, sermos glorificados.

72  Essa é a meta: que todos nós cheguemos a ser iguais a Cristo. Essas são as promessas que há e, para isso, a Trombeta Final ou a Grande Voz de Trombeta chama e junta aos escolhidos, e nos prepara para sermos transformados e levados com Cristo a Ceia das Bodas do Cordeiro.

73  Diz: “Ante a Trombeta, porque será tocada a Trombeta e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro, depois, nós os que vivemos seremos transformados”. (Primeira Carta aos Coríntios, capítulo 15, versículos 49-58, e Primeira aos Tessalonicenses, capítulo 4, versículos 11-21).

74  Isso será a Palavra revelada por Cristo em Espírito Santo no meio da Sua Igreja, isso é a Trombeta Final, a Mensagem final de Deus para a Igreja do Senhor Jesus Cristo na Era da Pedra Angular, a Era do Amor Divino, onde nos dará a fé para sermos transformados e levados com Cristo à Ceia das Bodas do Cordeiro, e onde aparecerão também as Duas Oliveiras que não apareceram nas Eras passadas, como as Duas Oliveiras aparecerão conforme Zacarias capítulo 4, versículos 1-14, e Apocalipse no capítulo 11, versículos 1-14. Elas aparecerão no Lugar Santíssimo da Igreja do Senhor Jesus Cristo que é a Era da Pedra Angular.

75  Portanto, teremos um quinto Elias, um Elias na sua quinta manifestação do ministério de Elias e teremos um Moisés. Esses são as Duas Oliveiras que foram mostradas no Monte da Transfiguração falando com Cristo, quando lhes mostrou a Ordem da Sua Segunda Vinda em glória ao vir ao Seu Reino.

76  O Monte representa o Reino de Deus, no qual a Igreja está na fase espiritual. Ele vem ao Seu Reino, à Sua Igreja, porque fomos transladados ao Reino do Seu amado Filho, o Filho de Deus. E a Sua Igreja é que está esperando a Sua Segunda Vinda. Israel está esperando a Primeira Vinda, e não sabe que já aconteceu.

77  Israel verá a Segunda e dirá: “E por que Ele está com os crentes em Cristo?” É porque Israel não sabe que a Primeira já se cumpriu e foi realizado o Programa de Redenção na Cruz do Calvário. Cristo disse: “Pai perdoa-os, porque não sabem o que fazem”. [São Lucas 23:34]. Tudo foi para redimir a Israel e a Sua Igreja do Novo Pacto.

78  Portanto, houve um propósito divino na Vinda e morte de Cristo na Cruz do Calvário, por isso, não podemos criticar a Israel, houve um Programa Divino. Por isso, Cristo pediu perdão para Israel, porque não sabia o que fazia. Israel é a Figueira, o Relógio de Deus para todas as nações.

79  Enquanto isso, a Igreja do Senhor Jesus Cristo continua se movendo aqui na Terra, pregando o Evangelho, dando às pessoas que o escutam a oportunidade de receberem Cristo como Salvador, de serem batizadas na água no Nome do Senhor Jesus Cristo, que Cristo lhes batize com o Espírito Santo e Fogo, e produza o novo nascimento nelas e assim sejam acrescentadas à Igreja neste tempo final, na Era do Lugar Santíssimo do Templo de Cristo, aonde veio a ascensão da Palavra de Era em Era até chegar ao nosso tempo. Aí é onde está a Palavra de Deus com as promessas de Deus para este tempo final.

80  Portanto, toda pessoa que ainda não recebeu Cristo como Salvador, poderá fazer isso nestes momentos, estaremos orando por você para Cristo lhe receba no Seu Reino, lhe perdoe, lhe limpe de todo pecado com Seu Sangue, você será batizado na água no Nome do Senhor Jesus Cristo, Cristo lhe batizará com o Espírito Santo e Fogo, e produzirá o novo nascimento em você.

81  Recordem que o mais importante é nascer de novo e, por conseguinte, receber a vida eterna. Não há outra coisa mais importante do que a vida eterna. Por isso, Cristo disse: “De que vale ao homem, se ganhar todo o mundo, e perder a sua alma?” De nada lhe terá servido viver nesta Terra se perder a sua alma. [São Mateus 16: 26-27]. Cristo disse isso em São Mateus capítulo 16, desde o versículo 26 em diante.

82  Cristo também disse: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida; e ninguém vem ao Pai senão por mim”.

83  A Vida Eterna é Cristo, o Caminho é Cristo e ninguém pode chegar a Deus ao Pai, senão por meio de Cristo. (São João capítulo 14, versículo 6). Por conseguinte, todo ser humano necessita de Cristo para chegar a Deus.

84  Alguns pensam que todos os caminhos levam a Deus, mas Cristo disse: “Eu sou o caminho, a verdade”. Alguns pensam que há muitas verdades, porém Cristo disse: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida; e ninguém vem ao Pai senão por mim”. Não se pode chegar a Deus para receber a salvação e vida eterna a menos que seja por meio de Cristo. Deus fez o Caminho à vida eterna e já foi feito o Caminho à Árvore da Vida que é Cristo. O que o ser humano precisa fazer é entrar no Caminho que leva à Árvore da Vida, que leva a Cristo, que é a Árvore da Vida.

85  Não é que há uma árvore literal de vida eterna. Se houvesse, já a teriam comercializado ou a teriam cortado da Terra para que não haja vida eterna, mas a Árvore da Vida é Cristo o nosso Salvador.

86  Recordem o que Ele disse: “Se fizeram estas coisas a árvore verde, o que não farão a seca?” [São Lucas 23:31]. Ele também disse: “Eu sou a Videira verdadeira, meu Pai é o lavrador”. [São João 15:1]. Nós também estamos representados em árvores, árvores de Deus.

87  Portanto, é importante assegurarmos o nosso futuro eterno no Éden de Deus, no Reino de Deus e a oportunidade que temos para fazê-lo é enquanto vivemos nestes corpos terrenos. Depois que a pessoa morre, já não pode dizer: “Eu quero uma oportunidade para receber Cristo”.

88  Temos a parábola do homem rico e do mendigo Lázaro, que quando morreu quis que lhe levassem água, que enviassem a Lázaro, o qual tinha morrido também, mas que estava no Paraíso, no seio de Abraão. O homem rico estando nessa outra dimensão (já tinha morrido), lhe disse: “Pai Abraão envia a Lázaro com o seu dedo molhado na água para que o coloque sobre a minha boca para refrescar-me”, para que o refrescasse. Disse-lhe que estava num lugar onde estava atormentado e, por conseguinte, com muito calor.

89  Mas Abraão lhe disse: “Aqueles que estão aqui não podem passar para lá, e aqueles que estão lá não podem passar para cá”. Não há troca. Cada pessoa escolhe enquanto está nesta Terra e não há trocas. Lázaro tampouco trocaria.

90  E o pai Abraão lhe disse: “Lázaro não pode passar para lá”. Assim não há forma de passar alguém do Paraíso para ajudar a um familiar que morreu e não serviu a Deus. Então vejam bem que, quando o homem rico se preocupou com seus irmãos, notem, quando ele se preocupou com a sua família, então, o homem rico disse a Abraão: “Pai Abraão, eu tenho cinco irmãos também, envia Lázaro lá na casa dos meus irmãos, para que lhes fale”. Ou seja, diga-lhes como é a realidade depois da morte. Abraão lhe disse: “Eles têm a Moisés e aos Profetas, que os ouçam”. Ouçam a Palavra. Aí está como é a vida depois da morte, para os que não creem, e como é a vida depois da morte para os crentes.

91  O homem rico possivelmente pensou como algumas pessoas pensam: “Ninguém foi lá e retornou para nos contar como é”. Ele seguramente queria voltar para ficar aqui, ou se morresse de novo, ir ao seio de Abraão. Mas não há troca, aqui se escolhe se viverá eternamente, ou se não viverá eternamente.

92  Por isso é que em São Marcos no capítulo 16, versículos 15 e 16, Cristo disse: “Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado, será salvo; mas quem não crer, será condenado”.

93  A pessoa escolhe uma das duas coisas, que já lhe diz qual será o seu fim diante da sua atitude frente ao Evangelho de Cristo, frente ao Salvador. A atitude que a pessoa assuma terá um resultado final: viverá eternamente no Reino de Deus, ou será condenada e nunca mais viverá, será lançada no lago de fogo.

94  É importante que cada pessoa saiba isso e é melhor que saiba estando aqui do que estando lá, como se passou com o homem rico, que não creu enquanto esteve na Terra e, depois, teve a experiência e não gostou. E tampouco alguma pessoa gostará de ser jogada no lago de fogo.

95  Toda pessoa deseja ir ao Paraíso e Jesus Cristo é o Caminho, é a Verdade e é a Vida Eterna. Ele é a Árvore da Vida, da qual todos nós comemos para viver eternamente.

96  Vamos ficar em pé para orarmos pelas pessoas que vieram aos Pés de Cristo nesta ocasião.

97  As crianças de dez anos em diante também podem vir aos Pés de Cristo. Cristo disse: “Deixai os meninos virem a mim, e não os impeças, porque dos tais é o reino dos céus”. [São Mateus 19:14].

98  Todos vocês também em pé em outros países e com os rostos inclinados:

99  Pai celestial eu venho a Ti no Nome do Senhor Jesus Cristo com todas estas pessoas que estão recebendo Cristo como único e suficiente Salvador. Rogo-Te que as recebas no Teu Reino e que lhes dês a vida eterna. Rogo-Te no Nome do Senhor Jesus Cristo. Amém.

100 E agora repitam comigo esta oração que estarei fazendo por vocês:

101 Senhor Jesus Cristo eu escutei a pregação do Teu Evangelho e a Tua fé nasceu no meu coração. Creio em Ti com toda a minha alma, creio na Tua Primeira Vinda, creio no Teu Nome como o único nome debaixo do Céu, dado aos homens, em que podemos ser salvos e creio na Tua morte na Cruz do Calvário como o Sacrifício da Expiação pelos nossos pecados.

102 Reconheço que sou pecador e necessito um Salvador, um Redentor. Dou testemunho público da Tua fé em mim, e Te recebo como meu único e suficiente Salvador. Rogo-Te que perdoes os meus pecados, que me limpes de todo pecado com Teu Sangue e que me batizes com o Espírito Santo e Fogo logo após ser batizado na água no Teu Nome, e produzas o novo nascimento em mim.

103 Eu quero nascer no Teu Reino, quero viver eternamente Contigo no Teu Reino. Faça da salvação que ganhaste para mim na Cruz do Calvário uma realidade em minha vida. Eu Te rogo no Teu Nome Eterno e glorioso: Senhor Jesus Cristo. Amém e amém.

104 E agora vocês me dirão: “Eu quero ser batizado na água no Nome do Senhor Jesus Cristo, como eram batizados no tempo dos Apóstolos”. Quando eles pregavam, as pessoas criam e eram batizadas na água no Nome do Senhor Jesus Cristo.

105 A pergunta seria: “Quando podem me batizar?” Essa é a pergunta do profundo do seu coração, porque todos nós queremos fazer a vontade de Deus.

106 O batismo na água não salva a pessoa, não tira os pecados da pessoa, o batismo na água é tipológico. O Sangue de Cristo é que nos limpa de todo pecado, mas o batismo na água nos identifica com Cristo na Sua morte, sepultamento e ressurreição.

107 Quando a pessoa vem a Cristo, morre para o mundo, quando o Ministro a submerge nas águas batismais, simbolicamente está sendo sepultada, e quando ela é levantada das águas batismais, está ressuscitando a uma nova vida: à vida eterna com Cristo no Seu Reino eterno.

108 No batismo na água, vemos que estamos identificados com Cristo na Sua morte, sepultamento e ressurreição, por conseguinte, quando Cristo foi batizado nós estávamos Nele e com Ele. Por isso, nos identificamos com Cristo estando vivos nesta Terra.

109 E me perguntarão: “E como pode ser que estávamos com Cristo?” E você não estava com seu papai, antes de você nascer, como um gene do seu pai?

110 No capítulo 7 de Hebreus, São Paulo falando de Melquisedeque (quando apareceu a Abraão no capítulo 14 do Gênesis e Abraão pagou os dízimos a Melquisedeque), disse que, quando ele pagava os dízimos, Levi também estava pagando os dízimos. Levi ainda não tinha nascido, Jacó também não havia nascido, - que era o papai de Levi -, e Isaque, - pai de Jacó -, tampouco tinha nascido, somente Abraão estava e já estávamos em Abraão, assim como Levi estava em Abraão.

111 A vida da pessoa sempre surge na quarta geração anterior e aparecerá depois na quarta geração seguinte, por isso, é que trazemos virtudes, defeitos, enfermidades e problemas de saúde de nossos pais, nossos avós e de nossos bisavós.

112 Por isso, quando você vai ao médico preenche um formulário em que lhe perguntam: “Quem teve tal enfermidade na sua família? Seu papai, sua mamãe, seu avô, sua avó?” Porque o ser humano vem herdando dos seus antepassados. E nós vamos herdando de Cristo, somos herdeiros e co-herdeiros com Cristo Jesus o nosso Senhor.

113 Portanto, herdaremos também a vida eterna física, o corpo glorificado como o que Ele tem, para vivermos com Ele como reis e sacerdotes no Seu Reino. Tão simples assim.

114 Assim, vocês podem ser batizados, que Cristo lhes batize com o Espírito Santo e Fogo, que produza o novo nascimento em vocês e continuaremos nos vendo eternamente no Reino de Cristo, o nosso Salvador.

115 Em nosso estudo bíblico de hoje domingo, primeiro de Maio de dois mil e dezesseis, o nosso estudo bíblico foi: “ISRAEL, O RELÓGIO DE DEUS”.

116 Que Deus lhes abençoe e lhes guarde que todos sigam adiante bem agarrados de Cristo, o nosso Salvador, que é a única esperança de vida eterna para o ser humano. E nos veremos eternamente no Reino de Deus o nosso Salvador.

117 Deixo com vocês aqui ao Ministro para continuar e lhes indicar como farão e quando o farão para se batizarem na água no Nome do Senhor Jesus Cristo, o nosso Salvador, como os Apóstolos faziam e como se esteve fazendo desde o Dia de Pentecostes até hoje.

118 Que Deus lhes abençoe que continuem passando uma tarde feliz, repleta das bênçãos de Cristo o nosso Salvador, tanto vocês que estão aqui presentes como vocês que estão em outras nações.

119 Em cada nação deixo ao Ministro correspondente para que faça da mesma forma: dizendo-lhes como fazer para se batizarem na água no Nome de nosso amado Senhor Jesus Cristo.

120 Deus lhes abençoe e guarde a todos.

121 “ISRAEL, O RELÓGIO DE DEUS”.